Alta Definição Chegou pra Ficar

Normalmente mudanças tecnológicas controladas pelos grandes conglomerados não apresentam grandes vantagens, para cada dez mudanças Dolby 5.1 para 6.1 temos UMA mudança LP/CD.

No caso da TV digital, a mudança é pra melhor, e assombrosa. Veja como a maior definição realmente faz diferença, neste comparativo de resoluções, com exemplos reais.

A geração que foi criada no Videocassete nunca reclamou muito da TV aberta. Um Bom-Bril na antena e tudo se resolvia. Advento de sinais limpos como o sistema DTH da Sky tornaram tudo melhor, mesmo tendo que conviver com os artefatos da compressão MPEG.

Já a geração DVD, quer mais. E, no caso, com razão. Sejamos realistas, a qualidade das imagens dos canais abertos já era, qualquer DVD é muito melhor que a chamada “qualidade broadcast”.

Era preciso um novo atrativo, tanto para angariar espectadores como para alavancar a venda de aparelhos. Para isso foi criado o padrão (na verdade há vários) de HDTV, TV de Alta Definição. E quando falamos alta, é alta MESMO.

Os camelôs vendendo VCDs não têm chance de competir com essa tecnologia. As resoluções empregadas são MUITO maiores. Veja a tabela abaixo:

Descontando diversos recursos de melhoria de imagem, formato widescreen e outras magias, temos, em termos de resolução pura, um ganho que só pode ser descrito pelo termo técnico “boçal”.

Veja, na figura abaixo, o tamanho relativo entre alguns dos vários formatos de imagem encontrados no mercado:


A imagem está reduzida. Para vê-la em seu tamanho original, basta clicar.

Sim, é isso mesmo. Aquele VCD, com resolução um pouquinho maior que o iPod vídeo, capaz de produzir uma imagem na TV comparável ao seu antigo videocassete.

Se a ficha não caiu ainda, estamos falando de uma imagem equivalente a uma foto de 2 Megapixels, POR FRAME. Compare isso com os 0,08Megapixels de seu VCD ou videocassete.

Veja a diferença de resolução, em uma imagem real, na resolução de HDTV:


Mesmo esquema. Para vê-la em seu tamanho original, basta clicar.

Eu já tive a felicidade de ver uma dessas ao vivo (HDTV, seu engraçadinho, não as meninas) e posso dizer, é coisa de outro mundo. Mal posso esperar chegar aqui.

Enquanto isso, as TVs já estão se dando ao luxo de fazer brincadeiras. Em um episódio da série “My Name is Earl”, um personagem é visto ao fundo segurando um cartaz. Em uma tv normal como a nossa, você não consegue definição suficiente para ler o texto, já numa HD… bem… veja você mesmo:


imagem original

Chegando perto…

Sou obrigado a concordar. High Def Rocks pra caramba.

agradecimentos

Este texto não ficaria tão bom sem a ajuda das minhas duas modelos preferidas:

Bia e Bruna.

Leia Também:

  • OkarioKa

    Cara eu ja sonho com isso, se eu não me engano a uns 2 anos….sabe por que ainda não chegou aqui???? O "Governo" Brasileiro ainda não teve a capacidade (ou seria falta de propina) para escolher qual seria o formato ideal de transmissão para nós….Americano, Europeu ou Japonês!!! Tão demorando anos pra definir e quando escolherem devem fazer alguma brincadeira de mal gosto como fizxeram com o padrão Pal-M!!!!!!

  • Rubens

    O PAL-M foi mesmo uma escolha extremamente infeliz do ponto de vista do consumidor, que teve que pagar MAIS CARO, durante anos, por todos os produtos que foi obrigado a comprar em um padrao que ninguem mais no mundo usa. Mas era isso que os militares queriam na epoca, que os americanos nao pudessem vender as tvs deles aqui no Brasil.

    Quanto aa HDTV, é preciso nao misturar as coisas… O que o Brasil ainda discute ate hoje é a tv digital. Nem isso nós temos. HDTV ainda fica para depois…

    [ ] Rubens

    .

  • O pior é que parece que vão tentar fazer um padrão brasileiro… vão demorar mais e é bem capaz de só suportar SDTV, por causa da população de baixa renda (nada contra o suporte a SDTV, mas é bom que suporte HDTV pra quando o preços dos televisores compativeis diminuir…)

  • Nada a ver com o post (que está excelente), mas seu site está horrível para se ler no PDA… só notei hoje que você mudou o template, pois leio tudo apenas via rss…