Mulheres que Podcasteiam Demais

biathumb.jpg O mundo dos Podcasts está começando a invadir a mídia de verdade. Mesmo órgãos insuspeitos já abrem espaço para a tecnologia. Este mês a revista Criativa publicou uma bela matéria sobre Mulheres e Podcasts, com direito a destaque para a Aline Rodrigues e a Bia Kunze. Veja adiante as fotos da reportagem.

Normalmente matérias de revistas “femininas” são no estilo “Entenda o CD-Player com Seu Pequeno Cérebro” ou “Não é pedal – manual básico de informática”. As leitoras são (e se sentem confortadas sendo) alienadas desse mundo “complicado” e eminentemente masculino.

Agora essa postura está mudando. Em tempos onde já temos mulher comandando submarinos, é besteira afirmar que algo é “complicado demais” para elas. Afinal, existe bicho mais complicado que mulher?

A revista Criativa fez uma bela reportagem, em sua edição de março, desmistificando o podcast, com direito inclusive a link ensinando a produzir seu próprio programinha. Quem nunca esperou ler termos como “XML” em uma revista feminina, agora está lá.

crialine.jpg
Última página – destaque para a Aline (900×1200 x 181KB)

Na matéria, Aline fala de seu podcast, afirmando que:

Podcast não tem gênero. Quer coisa mais masculina do que falar de Fórmula 1?

Como a Bia é São-Paulina roxa, acho que as duas estão bem-encaminhadas em termos de paixões não-convencionalmente femininas. Eu, bato palmas. Melhor falar do Fangio do que do Tarcisinho.

Mas falando da Bia (que é bem melhor que o Tarcisinho) capricharam na foto. Mais vamp impossível, fazendo pose com seu Nano e o QTEK. Se isso aqui fosse um podcast, seria momento para um “fiu-fiu”. De quebra, um belo jabá pro Pod-Sem-Fio. Melhor, inclusive, que a entrevista na TV Cultura

criabia.jpg
Vamp-sem-Fio – (1600×1200 – 212KB)

Também foram (bem) citadas a Alessandre e a Mila, do Elaspod, mais um bando de barbados que não vou citar aqui, por ser este post dedicado exclusivamente ao belo sexo.

A revista está nas bancas, custa R$7,50 e na capa está a Flávia Alessandra, mas o conteúdo é bem melhor.


O Contraditorium vive de doações. Não veiculo anúncios no blog. Somente sua colaboração me incentiva a escrever artigos cada vez melhores, sem rabo preso com anunciantes, partidos ou militâncias. Prestigie essa liberdade, faça uma doação. Use o PagSeguro no botão abaixo ou via PayPal com o email cardoso@pobox.com. Caso você tenha uma carteira PicPay,meu usuário é @carloscardoso. Caso não tenha e queira uma forma de transferir pequenas (ou grandes, de preferência grandes) quantias sem taxas, é só se inscrever. Toda moeda é bem-vinda, desde que seja de país com luz elétrica e água encanada.

Leia Também:

  • Decio Carretta

    tá linda a Bia – parabens!

  • olá, sim muito bom certamente devemos incentivar qualquer manifestação cultural, sendo apropriada as modificações pedagógicas necessárias para o bem comum entre as partes o leitor e escritor obtendo uma inteligência latente que se manifesta em todos nós. sendo assim positiva.

    • Beatriz Bueno Louro

      Li o seu artigo e gostei muito . Esta de parabéns , continue cada vez mais se expressando bem bonito assim .
      Tenho muita esperança que você vai ter muito sucesso na sua vida profissional, estou torcendo muito !….
      Jamis perca a esperança !….
      Um grande abraço e beijo .

      Beatriz