Assine o Contraditorium! Apenas R$10,00/Ano

Aproveite esta oferta sensacional. Por apenas R$10,00 você receberá:

  • Acesso com login/senha
  • Layout completamente livre de banners e propaganda
  • Comentários isentos de moderação / antispam
  • Listagem no cadastro de usuários
  • Avatar para seus comentários
  • Disponibilização de posts com 2h de antecedência

Mas calma, não ligue ainda. Veja bem, estamos falando de R$10,00, por ano. Você gasta mais com cinema em um dia.

Em 2006 foram 301 posts, e o blog começou em Fevereiro!

Isso dá apenas R$0,03 por post. Em 2007 o valor será ainda menor.

É justo ou não é? Você não está doido para assinar, prestigiar seu blogueiro favorito e ao mesmo tempo ter uma experiência diferenciada, como visitante VIP?

Não, não é? Nem eu.

O modelo de assinatura de blogs não é viável. Pronto, falei.

Pois é. Esse modelo em teoria é ótimo, mas caímos no mesmo problema dos professores que achavam perfeitamente normal passar dez páginas de dever de casa, mesmo sabendo que todos os outros também passariam quantidade equivalente.

Por mais que eu reconheça a excelência deste blog, por mais que ele possa ser usado como sua única fonte de informação da Internet, por mais que a qualidade de meu texto faça com que você desista de ler outros blogs, por mais que eu tenha esquecido meu remédio para megalomania, eu sei que você vai ler outros blogs.

Eu também vou. E se for pagar R$10,00 por uma “assinatura”, para cada um dos meus blogs habituais, gastaria mais de R$2 mil / ano. Isso, por mais justo que seja, por mais irrisório individualmente, é inviável.

Todo site que trabalha no modelo de assinatura esquece que ele não é o único site da Internet. Esquece que por melhor que seja, ele não é tão bom assim.

Para que um site receba assinaturas pagas deve ter um diferencial muito grande. Sites como o Fark.com cobram assinatura, mas oferecem literalmente 10x mais conteúdo. Além de outras benesses. O modelo blog é feito para a divulgação da informação. Se você começa a sonegar, atrás de um assinante, se torna extremamente antipático. Ao mesmo tempo, informação é seu único produto.

Um blog que coloque notícias para usuários pagantes com, digamos, duas horas de antecedência, tem uma boa possibilidade de ver um assinante copiando um tema, soltando em um ou mais blogs, espalhando a notícia pela blogosfera e quando você liberar para usuários gratuitos, duas horas depois, será notícia velha.

 A idéia de fornecer o blog sem os banners do AdSense também não faz muito sentido. O usuário mais assíduo fatalmente usará feeds RSS, e raramente verá um banner. Pagar pra quê?

O modelo de assinatura é válido, mas para serviços, como o Flickr. Quantos sites de fotos você utiliza? Dá para centralizar todas as suas necessidades em um só. Blogs? Não é o caso.

Se não quisermos depender do AdSense e outros banners, temos que continuar pesquisando, pois o modelo de assinatura não funciona no nosso caso.

Fundo de Verdade

Tenho pensado em abrir o cadastro de usuários no blog (gratuito, claro), pelos motivos listados no começo, como disponibilizar avatares, dar a possibilidade do visitante mexer em várias configurações, enviar comentários sem moderação acidental, etc. Eu não gosto da idéia de ter mais um conjunto usuário/senha, mas se for algo totalmente opcional, que não prejudique a experiência do usuário “anônimo”, acho que tudo bem.

Mas bom mesmo seria se cada unique visitor pagasse R$1,00 por mês ;)

Leia Também:

  • eu até pagaria pela qualidade dos seus textos, se pudesse…

    sou completamente falido..

    blog pago é o fim… distorce completamente a ideia de ter um blog que é compartilhar informação livremente.

    que tal R$1,50 por unique? aí dava pra pagar alguns almoços em um mês.. rsrs

  • Ian

    Na minha irrelevante opinião, o que poderia funcionar como modelo de blog por assinatura seriam algumas coisas bem específicas como saúde ou concursos públicos.

    Uma rede de blogs voltados para leigos escritos por profissionais da área de saúde, por exemplo, poderia ter acesso pago com possibilidade de dar certo.

    Esse tipo de coisa me lembra o modelo de TV por assinatura. Por que as pessoas pagam se podem ter de graça?

    Primeiro pelo maior número de opções (isso já não se verificaria na internet).

    Segundo pela suposta qualidade melhor dos programas das TV por assinatura (é verdade que isso nem sempre corresponde ao real). As pessoas somente pagam se sentirem que estão obtendo algo melhor do que o oferecido de graça (as Surfistinhas da vida que o digam).

  • Comentário de quem leu o post:

    Cadê o link para assinar?

    Comentário de quem leu só o título:

    Quem você tá pensando que é seu (coloque aqui seu palavrão) virou mercenário agora? tá pensando que só existe seu blog? Eu leio mais de 500 blogs, pensa que eu tenho dinheiro para pagar todos? fora que o que você escreve todo mundo escreve … chega né, posso parar por aqui

    Não creio que mais uma combinação de login e senha seja ruim

    Uma dica, que eu uso

    Tenho 3 combinações de login e senha

    – 1 para sites em geral, simples, com a mesma senha que posso até passar para a namorada. acessar de lan house …

    – 2 outra para sites importantes, como lojas, senhas de email, coisas que envolvam grana, mas até a tenho anotada. mas não a uso em lan houses

    – 3 outra ultra secreta, que até eu esqueço as vezes

    somente para coisas de cartão de crédito tipo paypal, login root de servidor, que vejo se não tem ninguém olhando antes de digitar e ainda faço cabaninha.

  • $1 por unico?

    estávamos ricos meu caro

  • Anderson Floripa

    Na minha opinião o formato de blog pago não pegaria.

    1- Porque os leitores fiéis de blogs normalmente não lêem somente 1 ou 2 blogs, eles lêem vários (eu por exemplo, acompanho mais de 200), o que tornaria inviável o pagamento de todos.

    2- Os paraquedistas nunca pagariam para ler um blog que acabaram de achar.

    Sobre o login e senha do site, eu acredito que seja uma boa idéia, porém o nível de customização teria que ser interessante. Explico: a maioria dos blogs eu acesso do serviço, nos meus intervalos entre um devaneio e outro, então não gosto de ficar acessando sites com muitas figuras, como avatares. Por exemplo, eu prefiro ler o contraditorium do que o meiobit, pois este último apresenta avatares nos posts.

    Então se você for colocar login e senha no seu site e liberar o uso de avatares, coloque uma opção para que o seu leitor possa escolher em ler o site exibindo ou não os avatares (essa seria uma customização ótima, pelo menos eu iria adorar hehehe).

    Bom, era isso, só queria dar a minha opinião.

    Abraços.

  • Cardoso,

    Também fiquei assustado com o início do post. Creio que a Internet não combina com o conteúdo pago. Mesmo sítios com conteúdo não deveriam cobrar, mas utilizar deste seu conteúdo para rentabilizar através de anúncios ou outros meios, pois, bem ou mal de uma forma ou outra se conseguirá o conteúdo em outro sítio.

    O grande problema é que qualquer sítio pago representará uma despesa que, multiplicando-se pelo número de meses e pelo número de sítios representará muito ao final de um ano. Por isso na minha humilde opinião sítios como o da Globo, com seus vídeos e da UOL estão no caminho errado ao cobrar pelos seu conteúdo, ainda que parcialmente. O Google que o diga.

  • uff…no começo do post tu quase me assustou hein!
    concordo totalmente que esse modelo de blog não seria nem um pouco funcional por aqui..
    e tirandos os nerds de plantão (eu) pouquissimas pessoas pagariam por um conteudo na internet, por melhor que ele seja =/

  • Sigil

    Por mais mão de vaca que eu seja até pagaria também se eu pudesse, os 'textos do Cardoso' me fazem rir demais as vezes. :D

  • Acho que você tem razão assinatura em BLOG não é viável, pois o espirito é a livre troca de informação. Resolver o problema de tornar seu BLOG um bom negócio nunca acontecerá através de uma formula mágica. Os alquimistas quebraram tentando, talvez com exeção do Paulo Coelho se é que ele pode ser considerado um alquimista, mas pra mim ta mais picaretamista. Voltando ao assunto principal a dita FORMÚLA MAGICA não existe, transformar chumbo em ouro pode até ser possível, porém financeiramente inviável, cada um terá que descobrir como vender seu chumbo, pois todos têm variações de composição e ganhar com isso.

  • O modelo de conteúdo pago certamente não é a solução, pois já chega os portais que vemos por aí…

    Eu clico vez ou outra em algum anúncio nos blogs que visito. Mas o que me faz visitá-los é o conteúdo que leio no feed que me instiga a fazer algum comentário…

    É um caminho para monetização… só fico pensando se podem existir outros…

  • Concordo, sistema pago em blogs não dá certo de jeito nenhum. Mas acho legal mesmo que tu disponibilize um cadastro de usuário, sem prejudicar o anônimo é óbvio.

    Mal acreditei quando li o título… hahahahahha!!

  • Se até no exterior existem apenas dúvidas sobre modelos de negócio de blogs, imagine aqui no Brazil onde as variáveis são, a meu ver, muito mais complexas.

    Mas gostaria de comentar que sua frase “modelo blog é feito para a divulgação da informação” pode ser a síntese da raiz do problema. Obviamente um blog é, no sentido “físico” da coisa, puramente informação, mas um livro também o é, assim como uma folha de papel rabiscada (contando que seja algo legível, acho… ou interpretável). Portanto, não vejo lgação da informação” como sendo a finalidade (ou meta, ou objetivo, ou qualquer coisa que o valha). O problema parece ser justamente a dificuldade em se chegar à um modelo que tenha um objetivo real. Isso é o que seria normal em um negócio tradicional…ainda não cheguei à uma conclusão se o fato de blogs serem ligados à internet (e portanto fazerem parte de algum tipo de “nova economia”) faria com que modelos tradicionais não possam ser aplicados, mas acho não é o caso.

    Bem, espero que esse provável “modelo blogueiro de negócios” seja encontrado por pelo menos algumas pessoas (e é claro que é disso que estamos falando, pois acho que blogar seja a nova profissão do milênio) antes que se esgotem a possibilidade de se manter sem passar fome ou coisa do gênero (e, convenhamos, precisa ser algo que renda mais que trocados para adolescentes – só um comenttário incidental do outro post).

  • Grande mestre problogger, é tudo uma questão de cultura, brasileiro só assina sites de fotos "liberais", blog de conteúdo acho dificil, mesmo sendo o contraditorium, que na minha opinião é o melhor blog da net brasileira

  • Falou tudo. Realmente é um sistema que não “pega”. Eu particularmente não assinaria, por dois motivos: sou pão-duro e se posso ler tudo que leria sem precisar pagar, vou pagar pra quê? Sobre os outros “benefícios”, como avatares, etc, nem uso muito, pois acesso do trabalho e não posso ficar muito tempo em um só blog, e essas coisinhas nos deixam por horas “brincando”.

  • Infelizmente, o brasileiro tem a "cultura" dequerer tudo de graça.

    Já cansei de ver sites e até fóruns estrangeiros com aqueles botões de doações (PAYPAL), que ajudam (de verdade) a manter o site no ar.

  • Igor

    eu que não me importaria em pagar 10 reais para poder ter boas informações e dar boas risadas :)

  • Você estaria criando outro nicho de mercado… os blogues que ensinariam como acessar os blogues pagos "de graça" :-)

    *Acho* que o modelo: "suporte este blogue com sua doação" teria mais chance de sucesso!

    Você criaria a "C. Cardoso Foundation" para adminstrar o mar de doaçoões!

  • Pô, cê tá traindo o movimento blogueiro, véio!

  • Como o Highlander mencionou, um botão de doações não seria má idéia. Em alguns casos específicos, acho que o autor do blog pode ter sucesso. Alguns sites de legendas de seriados adotaram esta prática e recebem uns caraminguás aqui e ali.

    Pagar obrigatoriamente por conteúdo é algo cada vez mais improvável. Com o excesso de informação disponível hoje em dia, é como disse o Rafael: pra que pagar pelo o que eu posso ter de graça?

  • é o lado ruim de blogs de conteúdo ultra especifico..

    que geralmente são a maioria

    =P

  • Pingback: Contraditorium » Só o CrisDias não entende o Contraditorium()

  • Creio que se durante alguns meses ou anos fosse oferecido os jornais tradicionais nas bancas de graça..no inicio muitos pegariam ,mas creio que depois de algum tempo muitos jovens de hoje nem passariam lá para apanhar…ficariam com a leitura dos mesmos na Net(todos gratuitos hoje, alguns solicitam cadastro apenas)…e ainda pensariam assim: "eu sair de casa neste sol para pegar aquele troço sujo e ficar carregando este peso…eu não …prefiro ler no meu palm ou smartphone".Tanto isso é verdade hoje que as assinaturas são vendidas quando vem um DVD junto ou algo parecido.Até para comprar uma edicao o cara ja tem de ser motivado por uma enciclopedia, dvd ou mesmo um cupom para depois trocar por uma panela…Ou seja se mal OGlobo vai conseguir alguem para pagar…quanto mais nos miseros blogueiros.

    Rodrigo Souza – http://donaxepa.terapad.com

  • osvaldo prates

    desejo assinar este site , meus objetivos , é ter acesso a leitura de jornais de economia isto é possivel

  • Achei que agora teria que pagar para ter acesso ao ótimo conteúdo do contraditorium, mas não passou de uma brincadeira para chamar a atenção ao post.

    Mas bem que poderia ser assim, mas na nossa realidadde isso é algo que limitaria mais ainda o acesso a conteúdo de qualidade na web.

    Parabéns Cardoso