You don’t speak english? Fuck-off!

Eu gostei do filme O Nome da Rosa e fui atrás do livro. Adorei e detestei. o Umberto Eco cismou de colocar trechos enormes em Latim, sem tradução. Achei um absurdo, um acadêmico querendo se exibir e fazendo pouco de seus leitores.

Hoje vejo a blogosfera fazendo a mesma coisa, principalmente a Blogosfera Intelectual. São citações em francês, longos textos em inglês e mesmo quadrinhos em inglês sem qualquer tipo de legenda ou tradução.

No mundo real vi um post sobre o Second Life onde os miguxos e miguxas choravam pitangas com a complexidade do programa, pedindo uma versão em português.

Não é culpa deles. Achamos que é normal dominar inglês -a língua franca da Internet- e que ninguém tem problemas, principalmente com frases simples, mensagens de alerta ou mesmo instruções de formulários.

Pois bem, vou contar um segredo: A maioria da população tem problema com interpretação de textos em português. Que dirá entender um idioma estrangeiro.

O que pode parecer simples e óbvio para a Elite (nós, blogueiros que escrevemos português corretamente, fazemos 3 refeições por dia e sabemos que Download é pra

baixar o arquivo) pode não ser óbvio para outros internautas. Interfaces são decoradas, não entendidas. Read More não é a mesma coisa que Leia Mais ou Continue Lendo.

Ao encher seu blog de expressões em outros idiomas você está alienando seu público. Cada nest’ce’pas que você coloca, cada “who cares?” é um percentual do público que você afasta. OK, a Elite gosta. Acha natural, dá um ar cosmopolita ao blog.

Então, escolha seu público-alvo. Você escreve para a Blogosfera Intelectual e seu 0.0001% ou para os outros 99% da Internet brasileira?

Leia Também:

  • Willian

    Sorry, I didn't understand the title… :P

    Brincadeiras à parte, concordo com tudo que foi escrito neste artigo! Eu entendo Inglês, mas há muitas pessoas que não e já passei por isso, sei como é…

    Ah! Nossa, fiquei até assustado somente com essas "Regras" de comentários… é a minha primeira visita "real" e comentário à este blog.

    Não se preocupe, não xingo ninguém (principalmente o autor do blog)…

  • Pingback: Contraditorium » A Blogosfera é um corpo?()

  • Por isso que gosto de postar aqueles Escapes em japonês: Eu não entendo e quem lê não entende, mas todo mundo consegue jogar.

    Mas -comentário meio OFF- mesmo não sendo muito fluente em inglês, é um alívio cair em um site em inglês depois de passar pelos japoneses, russos, dinamarqueses :|, etc.

  • Francesco Cardi

    Caro Cardoso,

    Gosto muito de leer o seu blog e concordo normalmemte com todo o que vc escreve, mas nesse caso vou discordar. Tem que fazer uma distincao muito forte entre usar uma lingua estrangeira por capricho ou por que adiciona conteudo e valor ao texto.

    Eu sou italiano e cansei de defender a integridade da lingua italiana. O ingles é a lingua dominante e o milti-linguismo na epoca da globalizacao é um "must" (ops ;-). Que os italianos aceitem isso e aprendem ingles, punto.

    É fundamental que todos os mono-linguitsas comecem a se acostumar as palavras mais comuns de outras linguas, e sim, que tambem se sintam um pouco ignorantes. Isso é um bom estimulo para comecar a estudar.

    Na Internet qualuqer pessoa tem todos os recursos a disposicao para aprender o ingles sozinho e traduzir do ingles ao portugues ou a outras linguas. Nao tem desculpas.

    E desculpe pelos erros em portugues … ;-)

  • Francesco, em um mundo ideal as pessoas teriam esse interesse, mas só para não alongar a resposta, eu acho que uma boa prova de que o usuário brasileiro não domina sequer o próprio idioma, é que o seu português é melhor do que 90% dos blogs e comentários de adolescentes, que em teoria falam português desde que nasceram ;)

  • Eu penso que o inglês já está bem difundido entre os internautas, mais por necessidade do que por "capricho". Eu não consigo pensar um público alvo que não saiba inglês, sobre o que você teria que escrever? BBBs, novelas, futebol?

  • Se os internautas são tão safos assim no inglês, me explique o sucesso dos sites de legendas.

  • Você tem razão… esta semana cometi este erro, que já vou correndo corrigir… valeu.

    A propósito, o que significa

    ~Allgemeinen Anschulterlaubnis~ ?

    abraços

  • Cristiano

    Allgemeinen Anschulterlaubnis? Significa?

  • Luiz

    Cardoso, você disse tudo nesse artigo.

    Eles não têm culpa de serem burros. Mal entendem o português, vão entender Inglês, ou qualquer outra língua?

    Esse texto também explica, em parte, porque esse pessoal fez tanta festa quando o orKUt incluiu uma interface em português.

  • Francesco Cardi

    Bom Cardoso, muito obrigado pela resposta … mas agora você tem que traduzir "Allgemeinen Anschulterlaubnis" ;-)

  • Pingback: Fora de Linha - BlueHost | Escrita Torta em Linha Reta()

  • Daniel

    Não sei.

    A primeira regra na Internet é: existe público para tudo.

    Existem usuários que acham perfeitamente normal cruzar com um texto em inglês no meio de um site em português. Se eu estivesse interessado em ler a notícia nivelada por baixo, eu voltaria a assinar a folha de são paulo, que tem a obrigação de ser o mais acessível possível.

    Agora, se eu entro em um site em que o paspalho me toma por idiota, e 'explica a piada', pode apostar que não vou voltar.

    Pombas, se o seu público é de miguxos, escreva para miguxos. Se você está mirando num público de 25-45 anos, bem informado e inteligente, Voxe naum vai inscrever axim.

    (Agora, qualquer outra língua que não o inglês e o português, só se o seu blog for para ensinar língua estrangeira)

  • Gabriel Gilini

    <blockquote cite="Francesco Cardi">Bom Cardoso, muito obrigado pela resposta … mas agora você tem que traduzir “Allgemeinen Anschulterlaubnis” ;-)

    Vim dizer exatamente isso hehe :)

  • Nana

    Indo além dos blogs…

    Pena que tudo em nosso meio acabe tendo que ser nivelado por baixo… quando li numa revista desta semana que, em Dubai, todos os cursos universitários são ministrados em Inglês, cheguei à conclusão de que não é à toa que o pequeno integrante dos Emirados Árabes cresce economicamente a uma taxa quase duas vezes maior que os asiáticos…

    Como árabes, eles poderiam ter horror aos EUA, à língua inglesa. Mas são pragmáticos. E investem pesado na educação de seu povo, mesmo antes de investir em sua maior fonte de renda, o turismo de luxo, já que eles enxergaram longe na questão do petróleo, que, enfim, está se esgotando por lá.

    Igualzinho ao Brasil, não?…

  • Apenas uma observação socio-econo-cultural sobre Miguxos: eles falam inglês, eles tem dinheiro para colégio particular e CNA, TV a Cabo e adoram rabiscar letras de musica em inglês por ai. Para observar isso é só ir no site de letras de música no terra e ver que as traduções de músicas mais visitadas não são emo.

    Alias, foram os miguxos a segnda leva de gente no orkut, ainda em inglês. Foram os "brous" a terceira leva, que saiu falando português em tudo quanto era canto e f***ram com tudo e provavelmente os que reclamavam de second life.

    Até porque emo que é emo joga MMORPG kawaii.

  • Bom, Cardoso, não sei se concordo. Línguas mudam sempre e por isso se adaptam. Brasileiros que moram fora do Brasil geralmente incorporam as palavaras mais úteis que conhecem do idioma local a suas conversas.

    Inclusive acho interessante quando comparo as expressões inglesas usadas por pessoas de outros países quando comparo ao Brasil.

    Não acho que seja, necessariamente, arrogância.

    Allgemeinen Anschulterlaubnis:

    Allgemeinen significa geral, generalizado em alemão

    Anschult = não sei, nunca ouvi

    erlaubnis = autorização.

    Vou pegar meu dicionário e escrever por aqui depois.

  • Pingback: Tenha um ótimo dia » Blog do Ronaldo()

  • E escrever para o maior número é necessariamente melhor ou mais desejável? Por quê, meu Deus?
    E quem pensar assim, melhor ir escrever nalguma grande revista ou jornal. Ou melhor, falar na televisão.

    Para dizer o óbvio, blogs são autorais (pra não dizer "pessoais", que dá aquela cara de diário adolescente), o autor fala como e pra quem ele bem entender. E imagina que coisa chata ia ser ficar tentando traduzir cada cartoonzinho, especialmente do Cox and Forkum, que costumam se referir a questões americanas… fora que muitas vezes não ia ter graça nenhuma, simplesmente. Quase tão chato quanto esse papo de que ninguém tem "obrigação" de falar nada além do português (como se tivesse a "obrigação" de ler e entender qualquer blog!), e por isso todos temos que pisar em ovos constantemente… aliás, que tal trocar o nome desse último campo do formulário de comentários para sítio na rede, ou coisa que o valha? Ou pelo menos colocar uma tradução, vai…

    Muito pessoalmente (que, IMHO, é o melhor jeito de escrever em blogs), fiquei com a impressão que esse post foi motivado por raiva de não ter entendido um post em francês em algum canto, n'est-ce pas? ;p

  • Flávia

    Olá

    Caí de pára-quedas aqui, não conheço seu blog, não sei quem você é. Mas li este artigo e logo em seguida cliquei em alguns outros. E não é que notei que você usa o termo "followers" em vez de "seguidores" em muitos deles? Que coisa, né? Viu só como o inglês tem se tornado cada vez mais "natural", principalmente no mundo da informática, principalmente para quem é blogueiro?

    • Assim como o termo "post"! Não podemos utilizar "artigo" ou outra coisa?

      Isos me lembra algo que acontece esses dias no trabalho: uma pessoa me pediu um relatório do último "quarter"! Eu olhei para a cara dela e disse: "um relatório do último trimestre, você quer dizer?", rs

      E gosto da seguinte frase:

      "O sujeito que usa um termo em inglês no lugar do equivalente em português é, na minha opinião, um idiota".
      (Pasquale Cipro Neto – Revista Veja, 10 de Setembro de 1997)

  • Mais e mais pessoas sabem Inglês, tão necessárias para entendimento do mundo. Saudações.