Fiz.TV: como vender seu peixe para blogueiros importantes e até pra mim

Vida de blogueiro é complicada. Ou são vacas magras, ou são vacas gordas ou são vacas que fingem que não lêem nosso blog mas ficam chorando sozinhas em casa pensando no quanto estamos bem sem elas.

Quando não são divagações bovino-metafísicas, são complicações logísticas. Imagine: No último dia do Microsoft Remix 2007, o pessoal da Fiz TV monta um encontro de blogueiros mega VIP exclusivo daqueles que nem a Paris Hilton é convidada. (quem seria a Paris Hilton da blogosfera? Cartas para a redação) Convidam um grupo de 20 blogueiros populares e da moda, eu e o Fugita.

Como essa coisa de blogueiro recluso, J.D. Salinger do WordPress, Rubem Fonseca dos trackbacks não dá futuro, era melhor ir ao vivo conferir essa blogosfera chique e antenada. Saímos no Fugita-5 para um trânsito horroroso na Marginal, mas milagrosamente chegamos meio que no horário. Também valeu para descobrir que no Brasil não há aquela percepção popular de que japoneses dirigem mal, como nos EUA. Fiquei apavorado à toa.

fizconvite.jpg

A casa da Fiz TV estava super bem montada. Uma startup muito bem ajeitadinha. Com direito ao um prédio ao lado com 8 andares de estacionamento e manobrista, para os blogueiros guardarem os egos. Excelente. Foi muito legal conhecer gente nova, bater papo com o Stamboni do Tarja Preta (embora ele não soubesse que na Idade das Trevas computadores usavam gravadores K7 para guardar programas), a Bruninha, do Sedentário, a Renata, do Gamer Girl e o Renê, do GoogleDiscovery, entre outros.

Bem servidos de pizza e cerveja, fomos ver o que diabos era essa tal de Fiz TV.

Não é que o negócio pode dar samba?

contraditorium-fiztv.jpg

A idéia, veja bem, não é competir com o YouTube, como inicialmente parecia. A idéia é fazer uma parceria entre Internet e TV convencional. Os visitantes sobem seus vídeos, que são avaliados pelos visitantes. Os melhores são tratados, remasterizados, equializados carimbados, avaliados e exibidos em um programa de TV, da TVA.

Você, caro videomaker, passa a ganhar um novo canal, a boa e velha TV.

Mas caracoles, um programa em um canal de TV por assinatura NUNCA tem o mesmo alcance que um vídeo no YouTube.

Verdade, mas se você soltar fotos da sua prima pelada no IRC não vai chegar aos pés da credibilidade de mostrar uma Playboy com ela na capa. Manjou a diferença? Chama-se credibilidade. Subir vídeo pro YouTube é fácil. Qualquer idiota sobe vídeos pro YouTube. Eu subo vídeos pro YouTube. Difícil é convencer alguém a assistí-lo. É como blogs. Todo mundo lê nossos blogs. Passe a cobrar, veja quanta gente fica. Dinheiro é algo que, bem, vale dinheiro, e não se dá pra qualquer um. Ver um vídeo passando na TV significa que algumas pessoas detentoras do poder de decisão acreditaram nele o bastante para investir tempo e dinheiro em sua exibição.

Por isso o efeito do Fiz TV não é proporcional à audiência.

contraditorium-fiztv2.jpg

Como blogueiro juramentado e fiel ao juramento “siga seu fígado”, adorei o evento. Second Life my ass, como nos velhos tempos dos BBS, encontro bom é encontro ao vivo. Afinal no Second Life não dá pra se usar a cantada #1 da blogosfera: “Nossssa… isso sim é uma blogueira de US$30 mil”.

Não que eu tenha usado. Acho.

Os presentes:


O Contraditorium vive de doações. Não veiculo anúncios no blog. Somente sua colaboração me incentiva a escrever artigos cada vez melhores, sem rabo preso com anunciantes, partidos ou militâncias. Prestigie essa liberdade, faça uma doação. Todo valor é válido, o que vale é a intenção e o seu cartão de crédito passar. Use o PagSeguro no botão abaixo ou via PayPal com o email cardoso@pobox.com. Toda moeda é bem-vinda, desde que seja de país com luz elétrica e água encanada.

Leia Também:

  • Que saco, agora que encontrei meu convite jogado na caixa de spam…

    Mas nem ia dar (epa) pra ir.

  • Olá Cardoso,

    Realmente o evento promovido pela FIZ foi super bacana, e claro, poder conhecer os blogueiros da moda! hahaha!

    Abraços!

  • Sabe em que horário esse programa vai passar na TV?
    Tem jeito de ser uma boa maneira de preencher buracos na programação sem precisar produzir conteúdo…

  • Aee

    Pelo menos eles entendem bem da blogosfera!

    Usaram sala de bate papo no convite e não apresentação, palestra, evento .. para finalizarem tem pizza cerveja e som

    Bem, deve ter feito uma fila na porta com os 20 todos amontoados querendo entrar.

    Estou cansado de ir em eventos só por causa do Coffee Break e se não tiver coffee break a participação é mínima.

    Mas muito legal isso, é o Digg da TV, o caminho inverso das coisas como tem que ser

  • Cardoso,

    Praticamanete o "Dream Team" da blogosfera.

    Pô trabalhei com a Renata Honorato no iG, nem sabia por onde ela andava.

    Vou dar uma passada lá no blog dela.

    Abraço

  • Ótima idéia deles. Considerando que deve ter sido um investimento baixo e vai gerar uma puta repercussão, não tem mkt melhor.

    E outra, se o produto fosse ruim, vc falava aqui, isso dá ainda mais credibilidade a eles.

    Abraço,

    Guilherme http://www.papodehomem.com.br

  • Pingback: Pensar Enlouquece, Pense Nisso.()

  • Pingback: Essa moda pega (!) « Re-leitura (!)()

  • Pingback: E não é que o Mercado está descobrindo os blogs?()

  • Pingback: Techbits()

  • Pingback: Techbits()

  • Pingback: Vídeos em Português : Ponto Sapo()