Ziraldo, internet e meias-verdades

Não, Ziraldo não fez uma mea culpa. Ziraldo não mudou uma linha do que falou. Quem mudou foi o sujeito que editou o clipe do YouTube criando uma apresentação completamente virulenta pinçando textos de uma entrevista de mais de uma hora.

Em prol da Verdade, ouvi o áudio completo da mesma, disponível no podcast do Amaury Junior. É uma conversa que passa até por Leila Diniz, com um grande trecho dedicado ao projeto onde Ziraldo tenta estimular o hábito da escrita e da leitura entre as crianças, inclusive propondo a adoção de diários como instrumentos pedagógicos por parte das escolas.

Os trechos onde ele fala sobre a Internet tiveram os elogios sumariamente removidos, na versão que foi “ao ar” na Internet. Acho que não geraria polêmica se junto com “a Internet é o antro do débil mental”, viesse “a Internet é fundamental porque toda a informação TODA está lá. Agora, se você não sabe ler, não tem curiosidade, de que adiante aquele presente dos deuses?”

contraditorium-ziraldo.jpg

Vejam alguns trechos da entrevista:

A gente mata o Brasil de vergonha nessas competições internacionais o Brasil está sempre em último lugar. brasileiro não sabe ler. agora tá essa discussão da promoção automática. Quando é meu Deus que o Governo vai compreender que a nossa deficiência é que o aluno de escola popular não recebe como se pretendia no primeiro método de ensino do Brasil que tinha quatro anos fundamentais e quatro ginasiais depois fazia exame de admissão para entrar no ginásio (…) O princípio era “vou te dar o cabedal pra você estudar”, os quatro primeiros anos não é pra você estudar, é pra dar a muleta, te dar roda, aprender os fundamentos. (…)

Sabe como é que a escola pode fazer a criança escrever sem ser obrigado a escrever, sem ser exigência? Menina adora diário. Olha o sucesso dos blogs. O que é blog? é diário, diário exibido. (…)

Amaury, imagine o seguinte: Você não dá dever para a criança. Os quatro primeiros anos são formativos, não informativos.Informação tá na Internet, tá no Google, tá por aí. Se você não sabe ler você não sabe procurar. (…) Eu não sei qual é a capital da Turquia. Eu entro no Google e pergunto. Agora se eu não souber ler estou perdido. Se você me pedir para amanhã um artigo sobre os gafanhotos do Norte da África eu escrevo pra você. Vou buscar na Internet.

O menino tem que saber ler e escrever, mas tem que ser estimulado. (…) O quê a escola vai fazer? “Toda criança tem que ter um diário”, como parte curricular. Toda noite antes de dormir o menino tem que escrever o diário dele (…) Aí é uma coisa estimulante, o menino narrar a vida. O menino aprende a escrever e aprende a ler. (…)

“Nós não temos o hábito de dar livro de presente. Damos CD, agora DVD, celular. (…) Tanto o celular quanto a Internet… a Internet por exemplo é o antro do débil mental. Só tem idiota na Internet. É uma coisa – o usuário da Internet é um babaca, entendeu? Aquelas mensagens, aquelas piadas que chegam, é tudo de uma indigência… eles escrevem mal, eles têm um mau-gosto terrível, agora, a Internet é fundamental porque toda a informação TODA está lá. Agora, se você não sabe ler, não tem curiosidade, de que adiante aquele presente dos deuses? Não aprenderam a respeitar a palavra, que é o que nos identifica. Começa a escrever “tb” no lugar de também, começa a escrever “vc” no lugar de “você”. Uma linguagem cifrada pra imbecil”. (…) isso é queimar etapas, é chegar na Internet sem passar pelo livro. Tudo passa pelo livro.

Ou seja: Ziraldo reconhece o sucesso dos blogs, acha a Internet uma ferramenta fundamental e lamenta a incapacidade dos usuários em efetivamente usar a ferramenta.

Transformar isso em um ataque genérico e desqualificado só prova que pelo menos UM usuário de Internet – o autor da edição do vídeo- é um débil mental.

Infelizmente para o cidadão em questão, eu sei ler e tenho curiosidade.


O Contraditorium vive de doações. Não veiculo anúncios no blog. Somente sua colaboração me incentiva a escrever artigos cada vez melhores, sem rabo preso com anunciantes, partidos ou militâncias. Prestigie essa liberdade, faça uma doação. Use o PagSeguro no botão abaixo ou via PayPal com o email cardoso@pobox.com. Caso você tenha uma carteira PicPay,meu usuário é @carloscardoso. Caso não tenha e queira uma forma de transferir pequenas (ou grandes, de preferência grandes) quantias sem taxas, é só se inscrever. Toda moeda é bem-vinda, desde que seja de país com luz elétrica e água encanada.

Leia Também:

  • Thiago Santana

    E onde tá a novidade aí? Ingênuo é o sujeito que tira conclusões e forma opinião a partir de coisas que vê/lê na internet, sem aquela sensação de "tem algo errado nessa história"… Se eu não fosse tão alienado, diria que a globo sempre manipulou e que bla bla bla… Mas antes pelo menos tinha-se um objetivo, agora? Agora o negócio tá feio, acaba-se com a imagem de um cara por puro prazer sádico.
    Só destruindo e fazendo tudo de novo. Melhor, faz nada de novo não.

    abraços

  • Adorei seu blog, sempre que puder, vou passar aki!

    bja

  • Quantos livros esse cara vendeu? Provavelmente eu tenho em 1 mês o número de leitores que ele tem em toda vida dele….Se não…chego perto….

  • Eu não entendi o que o Daniel 'físico maluco' Rizzo com 10 leitores no seu feed quis dizer sobre o Ziraldo.

  • GOB

    Clap clap clap.

    Grande Cardoso revelando a verdade!

    Faço minhas as palavras do Ziraldo.

    Abraço

  • Daniel, não subestime as vendas dos livros do Ziraldo. Posso apostar que ele já vendeu mais livros do que você teve visitas no seu blog.

    Atualmente acho que os livros dele não devem vender muito, já venderam bastante. :)

    Eu ficaria feliz se tivesse o número leitores do Ziraldo…

  • E a briga está esquentando …
    fizeram algo parecido com a Garota sem fio não fizeram?

    Será que alguém sempre pensa que para crescer precisa pisar na cabeça de outro? ou é pura inveja? logo vão inventar selos para os blogs como aqueles dos carros, se sua estrela não brilha não procure apagar a minha etc etc

    O pior de todo julgamento é não conhecer os dois lados, acusar é fácil, se revoltar mais ainda, o difícil é pedir desculpas

  • Belíssima curiosidade, diga-se de passagem. Pena que não chegou exatamente em quem é o cidadão.

  • eu acho que o ziraldo ta mais do que no direito dele de dizer que a internet é formada por um bando de retardado.. com certeza ele deve ter os seus motivos, afinal cada um tem sua opínão e quem não gostar que se foda.. talvez, e bem provavel, que quem se ofenda, deve ser simplesmente devido ao fato de que na real, seja um retardado mesmo.. hahaha

  • Rapaz, o que eu não admito é que por melhor que alguém seja é este se achar mais que alguém, ou melhor que alguém.

    Chamar o outro de débil mental não é opinião e muito menos direito de alguém, é sim uma falta de educação tremenda, e estimular a educação dizendo palavras de baixo calão é, no mínimo, contradição.

    Aos "baba-ovo" que ficam colocando pessoas simples em pedestal como inatingíveis eu sugiro que procurem um livro de auto-ajuda e passem a acreditar mais em suas capacidades.

  • Daniel, isso de dizer que é contradição ou invalidar um argumento porque o cara usou palavras ditas de baixo calão é uma grande besteira.
    Eu ouvi a parte 2 do podcast, onde está o trecho usado no vídeo, e acho que o Ziraldo expôs pontos muito importantes quanto à educação e achei bastante coerente praticamente tudo que ele disse. Até mesmo a parte onde as palavras de "baixo calão" são ditas.
    Quanto às vendas dos livros do Ziraldo, bem, só alguém absolutamente alienado acha que esse cara não vende. Duvido que se você vir um moleque com uma panela na cabeça não vai chamá-lo logo de "menino maluquinho"…
    Uma vez eu li, não me lembro onde, que o Ziraldo, ao tentar vender alguma idéia para uma rede de TV e receber uma proposta em dinheiro ridícula, perguntou ao sujeito: "você tem enciclopédia em casa?", o cara disse, "tenho, duas", e o Ziraldo, "pois é, eu sou verbete em oito".
    Acho que, embora ele tenha uma dicção muito parecida com a da Dercy Gonçalves, o Ziraldo ainda é um cara altamente relevante na cultura brasileira e tem muito mais a dizer e a ser ouvido que a grande maioria dos ditos intelectuais do Brasil.
    E que a internet está mesmo cheia de débeis mentais, isso é público e notório, não tem nem o que comentar.

  • "Daniel, isso de dizer que é contradição ou invalidar um argumento porque o cara usou palavras ditas de baixo calão é uma grande besteira."

    Você realmente leu o que eu escreví? vou repetir pra você:

    …estimular a educação dizendo palavras de baixo calão é, no mínimo, contradição.

    Educação, ao contrário do que muitos pensam, é uma palavra de sentido amplo. Educar também é dar exemplo, como se educa um indivíduo chingando ele ou quem estiver ao seu redor?

  • Cadê a turma contra a definição blog=diário?

    Olha o sucesso dos blogs. O que é blog? é diário, diário exibido.

    E quanto a usar palavras de baixo-calão, o Ziraldo estava com o intuido de educar alguém naquele momento? Ele não estava querendo fazer um contraste entre o que são os usuários de internet vs. o mundo de informação que ela contém? E que a leitura é essencial, mesmo e principalmente neste ambiente?

    E só porque o Daniel é físico, o cara é maluco? Taí, outra generalização…

  • Falando a minha verdade, Menino Maluquinho e derivados dos anos 90 para tras (Sitio do picapau amarelo,etc) já deram. Só a nostalgia que os salva.

    []s
    Filipe

  • só a necessidade de fazer posts e mais posts explicando o que aconteceu já mostra que a grande maioria da internet é débil mental.

  • O "Seo" Morroida (terá acento? deixa pra lá…) é que resumiu bem o assunto, isso sim.

  • Sem querer dar uma de "eu já sabia", vindo do Ziraldo era de se esperar que aquilo era só um trecho fora do contexto.
    Mesmo assim valeu pelos links pro podcast.

    PS: Crítica construtiva: Essa tua formatação para citação me parece um pouco estranha. Parece até um comentário à parte e não uma parte do texto. Creio que é devido a largura da caixa que é a mesma do texto.

    Abraços.

  • A opinião dele é válida, mas a argumentação do modo como foi mostrada tava muito estranha mesmo… tanto é que muita gente concordou com o 1° post

    :)

  • Toques à idéia de escola primária. Primeiro, três turnos é uma loucura e o número de alunos/sala também. Mesmo assim há quem faça milagres. Dei aula e fui coordenadora aqui em Santa Monica durante dez anos, segunda a quarta série. Com horário de 8 às 15 horas, a gente tem vinte minutos de diários, às vezes interativos, um escreve e o outro responde. São vinte minutos de escrita sem restrições.Comentamos com carinha feliz. Além disso, temos vinte minutos de self-selected reading, em que a garotada escolhe um livro da biblioteca da professora para ler. Alguns eram muito bons, como "The Giver", uma distopia no futuro da Lois Lowry; outros eram assim-assim. Enquanto coordenadora dei "aulas" à noite, com café e donas para os pais e crianças usarem computadores para criação de estórias com ilustração. Meu marido ajudava. Isto foi em 1992-95. Ganhei um projeto do estado para um jornalzinho bilíngüe, e ganhamos outro de muita grana do governo federal.

    Acho que o resumo e o problema são: professor é profissão aqui. No Brasil é calvário. Quando escrevo um plano de aula no blog as pessoas reclamam que não há materiais nem dinheiro nem participção dos pais de alunos. Tá. Um diário. E o dinheiro para o diário e tempo sem Rede Bobo para escrever? Tenho a maior admiração pelo Ziraldo de velhos carnavais. A internet de beócios? Existe sim. A reforma educacional, ela é possível?

  • Vergonha… Não do Ziraldo mas do povo que sai criticando sem ao menos saber o que ele falou antes ou depois daquele trecho.

  • Tinha certeza que o vídeo tinha sido 'cortado' e colocado somente essa parte… Sempre acontece esse tipo de coisa quando há uma entrevista e, no caso, quando o entrevistado fala algo que possa ser mal-interpretado, é cortado e quem vê o vídeo não sabe qual é o contexto da conversa…

  • Daniel ‘físico maluco’ Rizzo com 10 leitores no seu feed quando você escrever um livro de auto-ajuda eu leio já que provavelmente terá mais leitores do que todos os livros de auto-ajuda já escritos.

  • Norberto, ele que se auto denominou físico maluco. Eu só gostei do termo. Abraço.

  • Realmente as declarações (da forma que foram editadas) soaram estranhas, mas minha opinião continua sendo a mesma: Só vestiu a carapuça quem faz parte da parcela de "débeis mentais". É a mesma coisa quando se fala que todo gaúcho é gay. Nós não vemos reações exageradas dos gaúchos héteros dizendo que isso é mentira e que todos os que fazem essas piadas são irresponsáveis e tal. O cara simplesmente se garante e pronto. Ele não precisa ficar bradando por aí pra afirmar sua sexualidade.

    Editado ou não, a verdade é que a internet está sim se tornando um antro de débeis mentais. Infelizmente.

  • Daniel, a internet não é formada por débis mentais? Se você acha que não dê uma olhada nos termos mais pesquisados no Google do mês de Junho ou Maio.

  • o ziraldo é VELHO – e isso é um problema.

    nao sabe direito do que está falando, assim como boa parte das pessoas com mais de 40 anos que quase não tiveram contato com computador. esses dias, no caixa eletrônico do banco, uma fila se formou em paralelo com a normal… era de GENTE COM DIFICULDADE PARA USAR O CAIXA, gente que precisava de orientação do funcionário. tinha MUITA gente nova ali. um senhor de, hmmm, 50 e poucos, disse que achava errado ter que sacar dinheiro no caixa eletrônico… ele queria era usar o CAIXA DE VERDADE, de CARNE-E-OSSO "lá de dentro".

    daqui a pouco o ziraldo diz que e-books são ruins, que tem saudade do disco de vinil e que o meio de transporte mais seguro é a mula.

    se ele não disser, alguém diz.

  • Você não leu nada do que eu escrevi, né?

  • Luiz

    Cardoso, eu tenho certeza de que ele não leu nadinha. E além de tudo vestiu a carapuça.

  • Lu

    Biajoni, Quanto preconceito!

  • Sua conclusão foi perfeita. Mas a atitude do editor do vídeo, embora um débil mental, suscitou um debate bem interessante. Acabei de comentar lá no blog da Cora e tomei a liberdade de citar esse seu post.

  • Pingback: O erro de Ziraldo - leoboratorio()

  • Emmanuel P Dias

    Amigo Contraditorium: você parece aqueles políticos que, pegos com a mão na cumbuca, começam a falar de suas obras, de seu amor incondicional pelo povo que o elegeu. Quem colocou o extrato da entrevista do Ziraldo no Youtube nâo disse que o Ziraldo não é importante, que o livro não é importante, que as crianças nâo devam ler livros ou mesmo que Ziraldo não ache a internet importante. O que ele fez foi pinçar um momento infeliz da entrevista e dar destaque. Por maior que seja sua admiração pelo escritor (a mesma que eu, leitor incondicional, desde o tempo do Pererê, tenho), não se pode negar que ele disse o que disse (e que você transcreveu!). E o que ele disse é um insulto aos usuários da internet, principalmente aos que, como ele, não dominam bem o vernáculo ou não tem o mesmo acesso à cultura que ele teve. Um comportamento típico elitista. que antigamente fazia a delícia da patota, mas que agora, não passa mais desapercebido, nem fica sem resposta, uma vez que os ofendidos, diferentemente de Ziraldo, não tinham acesso à midia. Hoje, graças à Internet e aos babacas, idiotas e imbecis que a utilizam, este tipo de comportamento fica exposto em todo seu rídículo e prepotência.

  • Ziraldo tem história, competência, conhecimento e muito o que contribuir com o Brasil ainda, por isso não há nada de absurdo no que ele diz. Além disso o cara "conhece" de verdade o país inteiro, ao contrário de muitos "vadios" que só perdem tempo com endereços inúteis na internet. Sobre um infeliz leitor que dias atrás acusou o grande Ziraldo de sofrer "senilidade", duvido que essa pessoa tenha "um por cento" da criatividade do Ziraldo. Vamos admirar e nos espelhar nos nossos melhores cérebros, ler mais livros (de papel impresso) e aí quem sabe deixaremos de ser tão "terceiro mundo".

  • david

    hahahahahahahahaha

    eu não sei de nada viu mais que o mundo não vai enfrente eu sei e tambem concordo………..

  • E agradeço a você por disponibilizar, em texto, este artigo altamente revelador a respeito da controversa declaração do Ziraldo. Quem chegar atrasado(como eu cheguei) ou não tiver acesso ao podcast/à gavação original pode acabar pensando(ou até fazendo) merda a respeito da coisa toda, e este post é uma visão mais esclarescida da história toda.

    PS.: "Merda" é baixo calão, dizem. Pra mim é absolutamente comum e utilizável. "Débil" pra mim não é baixo calão, é uma palavra especialmente culta(débil => debilitado), assim como parir(sério, é termo médico). Só pra adicionar um cado de controvérsia(a.k.a. "contraditorium-edade"; não confundir com "contraditoriedade")

  • Pingback: 3 « My Weblog()

  • Leandro Campos

    Na verdade não é a Internet que está cheia de débeis-mentais…é o mundo que está cheio. Na Internet quem procura idiotice acha idiotice e quem procura informação acha informação. É uma ferramenta.

  • BIA

    oi Ziraldo eu leio todos os ces livros eu tenho colesão

  • Pingback: Se o Ziraldo ler isso ele broxa | Salsinhas.com()

  • Faço minhas as palavras do Emmanuel. Realmente houve o insulto, inegável, logo uma reação por parte dos internautas seria esperada e ao meu ver bem-vinda.

    • barbara

      que que tu esta falando debemental loko

    • Sami

      Mais um ofendidinho que vestiu a carapuça.

      Vai tomar no teu rabo, Michael.

  • barbara

    ba ziraldo eu quiria saber como eu faço pra ler o livro flicts ? que site eu entro en ? ba me ajuda pra amanha eu tenho o trabalho para esse livro e presciso saber taaaa ! obrigada

  • leticia

    concordo com o ziraldo '

  • Pingback: [Exana] não é antro do débil mental « [Exana]()

  • Vianna

    BOA, ZIRALDO!