Blogueiro não pode gostar de nada

Hoje estava comentando com -não lembro, maldito álcool- a Liliana ou a Nospheratt, que no BarCamp percebi uma tendência que já vi em vários comentários. Basicamente, falar mal nós podemos, mas se um blogueiro comete o supremo pecado de GOSTAR de alguma coisa, ele não pode dizer. Deve se omitir, para evitar perder sua credibilidade, pois “parece jabá”.

Fiquei matutando sobre o assunto, e vi que nas menores coisas somos patrulhados.

EU NÃO SOU COMUNISTA, PORRA, VAI PATRULHAR A MÃE!

Meus posts são lidos atrás de palavras-chave, enquanto está aqui o Bruno pra dizer a BOSTA de SEO que eu tenho feito nos últimos meses, por falta de tempo. Textos que escrevo sem a MENOR preocupação (CARALHO, QUAL FOI O ÚLTIMO HYPE QUE EU ENTREI?) são tratados como caça-paraquedístas de 5a categoria.

Tive a idéia de um post falando sobre algo que é significativo pra mim, a relação lente de contato / óculos. Fiz um texto longo, contei vários fatos de minha vida, tentei fazer umas gracinhas… aí vem o comentário, vindo do IP: 143.106.16.16 , kiss.lab.ic.unicamp.br:

Dessa até o Milton Neves se orgulharia, não sou contra jabá não, sou até muito a favor, mas um post inteiro JABASÍSTICO (se ainda não consta o adjetivo, salve o neologismo) ai fica meio estranho, acho que o jabá deve ser algo mais discreto, sabe como é? Aquilo que a globo tenta fazer em suas novelinhas e não consegue até que chega perto desta descrição. O filme “Show de Truman” tem umas sacadas legais sobre jabá. Não quero também (como diria minha avó) ensinar o padre a rezar, mas esse post ficou meio estilo Tabet e a Skol.
obs: Comparação sem a intenção de ofender!

Entre outras barbaridades. Está lá, confiram no post.

Então, o FILHO DA PUTA que vos escreve é um dos poucos blogueiros que IDENTIFICA todos os posts pagos, IDENTIFICA os eventos que foi convidado, IDENTIFICA os filmes que viu em pré-estréia, mas mesmo assim o FILHO DA PUTA que vos escreve faz jabá quando fala de uma BOSTA de um produto que ele usa.

Tinha que ser coisa de estudante mesmo.

Ou seja: Enquanto você fala mal de algo, tudo bem. Enquanto você fala besteira, xinga, chuta o pau da barraca, tudo bem. Enquanto você fala sacanagem, tudo bem. Se você for mal-atendido em um lugar, comprar um produto defeituoso, tudo bem.

Mas Maldito seja se você OUSAR gostar de algo. Esconda, guarde. São empresas malignas, fazer produto bom é pura obrigação, então não deve ser divulgado. Só poste se for ruim. NUNCA divulgue algo se for bom. Aí é propaganda de graça, ou então -horror!- jabá.

Querem saber?

Poste. Foi num bar e gostou? Poste. Comprou uma lente de contato, uma linguiça, um espremedor de alho e é excelente? POSTE.

Quem achar que é jabá, QUE ACHE. Vai ler todos os posts procurando nas entrelinhas significados malignos, dinheiro da Microsoft e similares? Então, meu caro paranóico, sem nenhum respeito eu vos digo:

FODA-SE!

Eu não vou deixar de escrever sobre o que gosto para agradar sua neurose. Não vou deixar de prestigiar os produtos que uso, para parecer “imparcial”, até porque se fosse assim eu teria que parar de falar mal também. Não vou deixar de fazer posts pagos devidamente identificados, nem vou parar de citar nomes e marcas. Isso é coisa de Rede Globo, que é neurótica em não fazer propaganda de graça.

Eu gostei. Escrevi. Falei bem. É propaganda de graça?

FODA-SE!

Se for assim, vamos parar de linkar. Isso, parem de linkar. IMEDIATAMENTE. Se você tem AdSense no seu site, o anunciante paga um (não tão) bom dinheiro pelo espaço. Ao colocar links de blogs e sites no seu texto, você está desprestigiando o anunciante, e tornando a vida dele mais difícil. É, o Kibe estava certo afinal. NÃO LINKE.

Agora, sabem o que é FODA mesmo? É que eu levantei essa pedra assim que subi o post, sabia que iria ter algum babaca chamando de jabá.

Tanto que falei e linkei para os DOIS produtos concorrentes, mas a mente minúscula e limitada do mala que posta esse tipo de comentário não consegue identificar esses detalhes.

Leia Também:

  • Vinicius

    Isso aconteçe em qualquer área,em qualquer lugar.
    A mesma coisa é o seguinte:temos uma pessoa que gosta de rock e outra que ouve sertanejo se você fala mal de ambas você é apedrejado.
    Acho que,essas pessoas devem presta a atenção antes de postarem esses comentários idiotas.
    Sempre visitei teu blog mais nunca comentei,desta vez está aqui.
    Abraços.

  • Otávio

    Calma, meu caro amigo =).
    Curto ler teus posts, desde os mais revoltados (como estes) como aqueles que falam da Vendramini, hahaha. Então… dane-se o resto. E a avaliar pelo número numero de leitores dos feeds, o pessoal tbm gosta assim.
    Abraços

  • Bem, como diria o cantor de "moveis coloniais de acaju" em sua singela musica "Swing hum e meio":

    "Não é dificil de comparar
    Nosso cerebro com a castanha do pará"

  • Bem, esse foi um dos pontos debatidos no BarCamp, né? Não se pode falar bem de nada que já acham que foi comprado!

    Hoje mesmo eu brinquei com o Edney pelo Twitter que daqui a pouco estarão vendendo micro-posts, 140 caracteres de limite, com preços mais "acessíveis"!

    É mais ou menos o que ocorre na TV, Rádio ou mesmo Jornais hoje… Todo nome de produto mencionado é considerado comercial, a menos que o programa seja muito específico.

    A Bia, por exemplo, por ter um blog muito específico de tecnologia, reviews etc, é a domadora da verdade em mobilidade. Já você, infelizmente, por tratar de assuntos mais diversos, passa a ser como uma novela ou programa humorístico (com o perdão da comparação), onde nenhum produto pode ser citado ou será visto como jabá.

    Mas concordo com tua atitude, não vale se preocupar, seus maiores leitores o compreendem e é isto que importa!

    Abraços!

  • Álvaro

    Putz, acho que alguém explodiu…

    Pô, o negócio é relaxar e deletar esse tipo de comentário.
    Tem gente que fala merda só pra irritar, então,
    pra que perder tempo?

    abraços!

  • Álvaro

    Ah, antes que eu me esqueça..
    use o lema da nossa Ilustríssima Marta Suplicy:
    RELAXA E GOZA =D

  • Alguém traga o Gardenal dele, por favor.

  • Apoio 100% sua revolta Cardoso. Essa pressão da blogosfera por ganhar dinheiro com blog é tanta que às vezes até me sinto até culpado por divulgar ações criativas que as agências e empresas fazem aqui no Brasil. Muito do que eu divulgo outros blogs ganham pra postar. Inclusive o próprio Kibeloco (sem identificar que é pago). Outro fato revoltante não citado é ver que a pessoa usou seu site como referência para a informação e não te linka. Blue Bus e Kibe são os maiores e piores exemplos.

    Se o negócio é bom "posta", linka, enfim, seja livre pra expressar seu pensamento. Gostou? Divulgue, indique. É uma besteira ficar pensando: não vou falar sobre esse produto pq poderia ganhar dinheiro fazendo isso, não vou linkar esse blog porque posso perder visitantes. Como diz a campanha do Ivo lá do Treta, USURA NÃO!

    Abraço.

  • Cardoso, você realmente cantou a bola.
    Não deu outra.
    A gente tem mais é que escrever o que estiver a fim e foda-se!
    Beijos.

  • Aloha Chefe!
    Meu blog ainda é pessoal, não comercial.
    Não posso comentar nada bom?? Só posso reclamar??!?!
    Ou, quando, um dia, eu incorporar disposição para torná-lo profissional tudo o que eu escrevi fica comprometido??!?!?!?
    OH MY!!! Falei bem da Michelle Pfeiffer!!!!
    Agora fui comprado por Hollywood!?!?!?!?!!
    Eu já tinha comentado, textos bons são legais!
    Editorial do Asimov é melhor que livro do Paulo Coelho.
    Alguns blogs fazem propaganda e o texto é infinitamente mais fraco do que o referido das lentes. Que foi feito com boa vontade. E talento.
    Tem gente que não aprende.
    Se gosto de alguém, falo.
    Se for legal, comente, divulgue.
    Isso multiplica as boas idéias, o bom humor.
    Ou não poderemos linkar os posts que lê-mos!
    Some people never know.
    Aloha!

  • Rén!!!!!! Coitado do caboco que escreveu aquele comentário. Tomou na orêia! Se leu seu post, deve ter arrependido a tempos do que disse! rs

    Mesmo se fosse jabá, que POBREMA teria? O blog é seu. Ponto.

    É cada um que neguinho diz pra gente. Esse dias me deu imensa vontade dar uma dedada pra um comentário que me enviaram; se eu tivesse menos escrúpulo como você, eu teria dado! :P

    Abraço, Cardoso.

  • Eduardo Maiovitz

    Cardoso,

    Sei que vc foi irônico, mas acho que o o Kibe está certo mesmo. Blog é pessoal. Cada um linka quem quer. E posts pagos, se inseridos no contexto do site, me parecem legítimos com todos. Identificados ou não. Quem não quiser que não entre na página.

  • Estou muito mais preocupado com a qualidade dos posts do que com o fato de serem ou não jabás.

    O que me incomoda é jabá mal feito, um post escrito em 5min com 2 ou 3 links. Se foi bem escrito, entregou conteúdo e ainda me divertiu, perfeito.

    De um modo geral, os blogueiros andam muito fracos para fazer propaganda. Falta veia publicitária e sobre veia técnica.

  • Sabe que nem pensei na possibilidade de ser jabá? acostumei com a identificação que vc coloca.

    qnto ao foda-se, lembrei daque música "vai tomar no cúúúúú…" com direito a coral até.. haha, essa é boa! :)

  • Por mim, mesmo que fosse jabá nem teria aviso, até porque acho que para aceitar algo do tipo tem de fazer a lição de casa e fazer algo bem feito, mesmo que seja para dizer que não gostou (ai é outra historia, eu pelo menos não aceitaria fazer jabá de algo que não gostei, falaria do produto gratuitamente mesmo).
    mas esse negocio de sair policiando o alheio é mania de brasileiro, podem ver, na sua vizinhança tem alguem que faz isso, seja aquele tiozinho aposentado que fica no portão até a empregada do 311 que adora ficar espiando que horas vc saiu e quando chegou. É tão simples, não gostou do post não volta mais, pronto, agora querer mandar no blog dos outros e fiscalizar o que o cara está escrevendo, ahhh para.

  • Pingback: TCC de Guerrilha » Voto de pobreza para virar santo()

  • Eric

    Pra alguém que já sabia que ia acontecer e pretende tocar o foda-se,um post desse tamanho é um tanto incoerente.

  • Talvez seja porque as pessoas já se acostumaram a ver seus posts sobre produtos como jabá, ou propaganda pura e simples. Eu mesmo quando comecei a ler o post em questão pensei se tratar de um post pago, só depois percebi que era um post elogio gratuíto.

  • Calma, Cardoso, olha o coração…

    Devo confessar qeu quando comecei a ler o tal post do óculos e vi uma imagem das lentes Acuvue achei também que era jabá, mas depois que vi, logo abaixo, as lentes concorrentes vi que só podia ser opinião (o que, confesso, me motivou a continuar lendo).

    A verdade é que descobri (se já não descobriram antes de mim) que existe blogueiro salsinha. Obviamente não é o seu caso, mas daqueles que lêem apenas os links e imagens de posts como o seu e saem comentando que é jabá…

    Meu velho pai sempre diz: "Um texto sem contexto é pretexto para a ignorância" (BERNARDES, Valdir, 2007)

  • Bruno

    Acerca dos paranóicos:

    Vai ler todos os posts procurando nas entrelinhas significados malignos, dinheiro da Microsoft e similares?

    Assista do filme: Possuídos (BUG).

  • Êeee, começou a temporada do "Cardoso sem Assunto" :P

    Sério, fala aí quanto eles estão de pagando para falar essas coisas.

    Outra coisa, já q tu anda meio fraco de conteúdo (digo isso construtivamente) pq não repassar as coisas q tu escreveu quando tava começando o Contraditorium? Ontem eu busquei aquela referência em PHP para o adsense ignorar o sidebar e não achei. Aquilo sim é útil.

  • Iiihháá! Cara…. é bom ler posts que vão de encontro com o pensamento "comum". Confesso que também achei que fosse propaganda mas como não uso óculos nem lente, não li tudo. Agora, longe de mim achar que não pode, afinal, propaganda bem feita é sempre boa.

    Ver a opinião de quem pensa justamente o contrário (falar bem do que gosta e que o resto se f*da) da visão "correta", não só da blogosfera, mas do resto também, é prazeroso e alivia. Ler que blogs precisam de credibilidade pra competir com a mídia tradicional e que DEVEM identificar seus posts pagos, já encheu. E isso é tão constante que a gente acaba acreditando.

    Obrigado por me mostrar o outro lado da moeda. Falou!

  • Que piti, hein amigo… Quer um abraço?

  • Eu sou adepta do lema "Ligue o Foda-se e Seja Feliz". Desde que passei a adotá-lo minha vida mudou e muito pra melhor. :)
    Portanto, continue escrevendo o que der na telha. Por que não citar as marcas de um produto que gostamos? Serve até de referência para consultas futuras. Se eu compro um pão na padaria da esquina e é bom, por que não falar o nome da padaria? Enfim, ligue o foda-se e seja feliz. :D

  • O blog é seu, logo você fala do que quer. :)

  • Infeliz desse indivíduo que fez esse comentário. Jabá existe mas não é o caso. Concordo que quando achamos algo legal, devemos fazer referências, até mesmo pra incentivar empresas e indivíduos a fazer o melhor.

  • Aperte o botão de FODA-SE… o blog é seu e você escreve sobre o que quer, quando quer e como quer…. beijinhos

  • É por essas e outras que estou repensando a estratégia do nosso blog de se "popularizar" mais a ponto de começar a divulgar fortemente. Eu tenho uma tendência a escrachar mais ainda publicamente pessoas que não tem bom senso e o que você fez eu acharia pouco, tentaria algo mais para denegrir a imagem. hahaha
    =p

    Mas sem estress, o que vale afinal é o numero de chopps que a gente consegue tomar no final da noite. E aproveite a deixa pra ir rir do kibe, que certo ou não, soltou uma pérola nessa semana.

  • Cara, é a fama.
    Daqui a pouco, quando você escrever algum post assim, vai ter que avisar que não é jabá! Mas sim, pura tietagem ao produto…

    Nada disso seria um problema se não riscasse a sua credibilidade. Então tem que avisar todo mundo com um post do tipo FODA-SE…

    A que ponto chegamos?

    abraço

  • Cardoso,

    Não leve as hortaliças tão a sério!
    Fora isso é um excelente manifesto…
    Parabéns!!!

  • Tem razão. A liberdade de expressão começa a ser ameaçada até no íntimo do que pensamos, imaginamos, opinamos, fantasiamos, divagamos ou simplemente sonhamos.

  • Roberto

    Meu Deus Cardoso, assim você infarta !

    E já usei estas lentes Acuvue, são excelentes. Não as uso mais porque fiz o Lasic. De qualquer modo, fica aí minha recomendação também.

  • Aplaudo em pé seu post.
    Meu blog é 0% monetizado, quando eu acho alguma coisa interessante escrevo a respeito, e ainda tiro o sarro de mim mesmo por não ganhar nada com isto.
    Você construiu credibilidade e respeito com seus blogs. Eventualmente algum post é patrocinado, você deixa bem claro quando é. E nem por isso ele deixa de ser tão bom quanto os outros.
    Mande o trollzinho se catar, e continue nos brindando com suas opiniões…

  • Peixoto

    Caro garoto,

    Bemvindo ao mundo, acaso voçê acha que descobriu a América?

    Onde tens vivido? Numa bolha? Ou numa bloglha acaso?

    O MUNDO É ASSIM, e tem muita gente falando o que acha, e levando pau por causa disso. O fato de voçê e seus leitores começarem a fazer diferente, coisa que descarto, não vai mudar o mundo.

    Bemvindo, existe outra coisa que não é Internet. Feche a laptop e olhe adiante, tem gente aí, gente como nós e gente do outro tipo.

    Experimente.

  • Claudio Santos

    Veja o lado bom: "Sua opinião está tão influente no mercado blogueiro nacional que uma posição a favor de qualquer coisa declarada publicamente vira comercial"!!!

    Só falta receber sua parte em dinheiro…

    P.S.: Ô povo medíocre cara!!!

  • Ô, revolta! :P

    Acho fundamental informar quando um post é patrocinado e presumo que o leitor entenda que os demais NÃO são pagos, mas outro dia quase incluí o disclamer "este NÃO é um texto patrocinado" num post meu pra deixar a coisa clara. Desisti porque achei desnecessário mas, pelo visto, nem seria exagero…

    Mas eu queria mesmo era ver relatório do BarCamp!

    P.S.: não me dou com nenhuma lente de contato. :(

  • É como se a tão apregoada LIBERDADE só tivesse uma via – a do "ser do contra". Muita gente não tem a menor idéia do que está falando quando defende suas idéias fundamentalistas e absolutistas e maniqueístas de liberdade de expressão. Por coincidência, ainda hoje estava lendo mais sobre o tema aqui: http://pedrodoria.com.br/2007/10/24/jornalismo-pa
    Abraço!

  • Caro Cardoso (ou Carlos, ou Alexandre, whatever…) adoro seus textos, mas acho que quando você deixa de lado sua veia mais irônica e parte para a agressão pura e simples, como nesse post, você perde metade do seu poder ofensivo.

    Calma. Relaxa. Respira.

    Tá calminho?

    Beleza. Agora pode matar. =D

  • Cardoso,

    Nunca vi um FODA-SE tão bem colocado…

    mas fiquei com uma dúvida…

    Elogiar post pode, né?

  • Wagner

    Eu sou o autor do comentário!!! Antes de qq coisa acho que você apesar de ter o direito – afinal os blogs são seus – me xingar infinitamente só me causou raiva, MAS como a raiva cega, deixei ela de lado e li o texto que tem no meio dos xingamentos, ele me convenceu e portanto te peço desculpas por ter duvidado da idoneidade de seus textos (que acompanho a algum tempo), vc tem razão em todos os pontos levantados e falar bem daquilo que te agrada deve sim fazer parte dos posts. Acho que o motivo de achar que você estava entrando na onda do "jabá sacana" era realmente saber de toda a palhaçada rolando naS mídias brasileiras.
    Espero que assim como eu respeitei as palavras de baixo calão, você aceite as desculpas…
    Sobre a identificação, ai num eh mto legal, eu não acho justo que escreve vagabundo escreva como anônimo, a própria constituição dá liberdade de expressão desde que o merda que escreve se identifique, eu me identifiquei como autor do comentário e agora me identifico no meio do comentário pra que fique bem claro que eu sou o "CARA QUE FOI SE FODER" como você mandou.
    WAGNER, é o meu nome…(se é que isso é identificação) divulgar o IP (apesar de saber que nenhum nerd virgem vai conseguir invadir essa rede) eu acho meio sacanagem, pois você tinha meu e-mail e meu nome, anyway, o mais legal de tudo foi ver a orda de "chupas" que sempre concordam com o que você diz, tentei ler todos os comentários mas ficou monótono sempre ver a mesma opinião – excetuando ALGUNS dos blogueiros que claro querem ter a mesma liberdade.
    Teve até palhaço escrevendo duas linhas de senso comum falando sobre o meu cérebro… senso comum criticando a inteligência alheia é difícil de engolir.
    Portanto, você me convenceu. Tomei na orelha como disse um medíocre? Não, ao contrário da medianidade eu acho que discordar e discutir é extremamente importante para o crescimento pessoal. Por isso espero encontrar aqui mais posts dos quais discordo para que talvez ganhe mais um post com um pavio em um dos meus comentários.

  • Meio tarde pra comentar mas vá lá.

    Ao Cardoso: Já pessou em pedir jabá as empresas para falar mal de seus concorrentes? Assim ninguem te critica.

    Ao Wagner(devidamente identificado): Liberdade é um sonho de egoistas!
    Mas é claro que um IPzinho revelado não faz mal a ninguem, mas mesmo assim ninguem gosta. Mas esse é o microambiente do Cardoso.E nele, ele faz o que quiser.
    Sou da seguinte opinião: "Não gosta, não posta".
    E a vida segue…

  • Pingback: Novos drives ATI, Steve Jobs, Mozilla e notebook de uma só vez | MaxINFO()

  • Clap, clap, clap.

    Também gosto de fazer propaganda gratuita do Ronald Rios e do Guilherme Zaiden. Ops, escapuliu.

  • Hehehe… a pessoa faz um post descontrolado, com "FODA-SE" em letras garrafais, os fãs postam comentários concordando, e ainda o consideram um problogger – o que quer que isso signifique.

    Essa foi boa.

    Depois não reclamem quando um jornal faz campanha para desmoralizar os blogs :P

  • Eles te amam, é só.
    Se uma mulher mandar um comentário reclamando de pseudo-jabás, pode ligar o pisque-alerta! ;)

    ps.: a Liliana e a Nospheratt te pagaram por esses links? tsc tsc tsc…

  • Já sei. Foda-se é um novo produto, né?

    aushuahsuhsuhauahsusa