Não gostou do Hype? Então por que não cala a boca?

O esporro federal (ou Real) que o rei Juan Carlos deu no Hugo Chávez durante a Cúpula Ibero-Americana foi… magnífico.

“Por que você não se cala?”


Lindo. Vale o vídeo:

Pois bem… o que o candidato a ditador não imaginava era que depois de tomar esse esporro, ainda teria que aturar o hype em volta.

Este artigo do Guardian menciona mais de 700 vídeos no YouTube, com paródias, piadas e reencenações. Chávez está sendo sacaneado em diversos idiomas, muito mais que qualquer Star Wars Kid. Mas… melhora.

Além dos vídeos no YouTube, artigos em jornais e revistas pelo mundo, o pessoal do empreendedorismo caiu em cima. Ainda segundo o artigo, só em Ringtones o esporro Real rendeu um milhão e meio de Euros, além de camisetas, adesivos e muito provavelmente mousepads.

Onde estarão os equivalentes nacionais? Será que o único aproveitamento de hypes assim será o Boneco do Capitão Nascimento? Aliás, ONDE ESTARÃO OS PRODUTORES do Tropa de Elite, que não aproveitaram o hype além de usá-lo para levar gente no cinema?

Impressão minha ou esse pessoal não gosta de ganhar dinheiro?

O Sanduiche-iche-iche virou ringtone? E as frases do Tropa de Elite? Sim, se procurar, achamos, mas completamente ilegais e piratas, além de gratuitos. Quero algo simples como:

“Ei, somos produtores de um mega-hype da Internet, temos os direitos sobre essas frases, queremos vendê-las como ringtones para celular”

Nenhuma operadora se interessou? Ninguém relacionado ao filme sugeriu?

Onde estão os carrinhos, desde os de plástico vagabundos, até os de controle remoto, do Caveirão do BOPE?

Ah, existe sim. Verdade. São feitos por um jovem de 26 anos, autista, morador da Baixada Fluminense. Não exatamente uma operação mega-corporativa de escala nacional.

Vou contar um segredo: Eu adoro dinheiro, por isso eu fico feliz quando vejo dinheiro sendo feito, mesmo que não por mim. O pessoal que transformou o esporro do Juan Carlos em grana está de parabéns, assim como o pessoal que faz camisetas baseadas em hypes da Internet (como as do Chuck Norris) e vende. Imagine, camisetas com o Capitão Nascimento Facts.

Com isso, eu fico triste, na verdade irritado, quando vejo dinheiro sendo perdido, quando vejo gente deixando de ganhar dinheiro.

Este ano tivemos hypes excelentes, mas muito mal-aproveitados. Espero sinceramente que no ano que vem tenhamos mais visão comercial, menos pudores e mais agilidade, e se você acha que estou exagerando, pense em quantas camisetas sacaneando o Estadão poderíamos ter vendido nos blogcamps e barcamps da vida.


O Contraditorium vive de doações. Não veiculo anúncios no blog. Somente sua colaboração me incentiva a escrever artigos cada vez melhores, sem rabo preso com anunciantes, partidos ou militâncias. Prestigie essa liberdade, faça uma doação. Todo valor é válido, o que vale é a intenção e o seu cartão de crédito passar. Use o PagSeguro no botão abaixo ou via PayPal com o email cardoso@pobox.com. Toda moeda é bem-vinda, desde que seja de país com luz elétrica e água encanada.

Leia Também:

  • O Jovem Nerd deu um jeito de aproveitar o hype. Mas, infelizmente e minoria.

    É meu caro, nossos produtores de cinema fazem "arte" e vendem consciência política e social. É feio lucrar com isso.

  • Você não vai para o céu, Cardoso. É feio ganhar dinheiro em português, o negócio é só open source e empty pockets!

  • Fora o mérito capitalista do artigo, com o qual concordo.

    Você sabe o verdadeiro motivo da birra do Chaves, não sabe? Sabe que ele tem razão, não é? Afinal assim como o Brasil foi pilhado por Portugal, o restante da América Latina padeceu sob a Espanha, sempre calada, como mais uma vez o Rei fez questão de lembrar-nos…

  • Nando

    Faca na caveira e nada na carteira!
    Ganhar dinheiro no Brasil é pecado. Você precisa ir morar no exterior pra fazer isso.
    Hmmm, acho que agora sei porque o Contraditorium não tem .br
    Viu, o Cardoso não é tão pecador assim.

  • Verdade, entendo perfeitamente por que pessoas físicas e reais não estão ganhando fortunas com isso(pessoas idealistas costumam odiar "mercenários", e odiar a si próprio é simplesmente horrível), mas…

    Por que cargas d'água as mega-corporações não estão se aproveitando?! Só de bonecos de ação a Estrela podia 'tar faturando milhas! Cadê os porcos capitalistas sendentos pelo dinheiro do proletário explorado, cadê?!

    Pra se ver como a gente se engana nas ideologias…

    (Verdade seja dita, talvez seja o medo de enfrentar um processo da Polícia Militar. Os produtores tinham apoio do Estado, mas acho que os publicitários não tão com essa bola toda não…)

  • Boa, Cardoso.
    O fato Cardoso, é que não está em nossa cultura o ineditismo nas ações. Isso que você pretende ver em 2008 e não viu em 2007, espere sentado para não cansar-se, pois também não verá.
    E veja, não falo só do temor de empreendedores, por não confiarem o bastante em si, em suas criações ou naquelas que porventura vejam ainda inexplorada, mas também do público que avalia fontes: se ele não tiver o respaldo da marca, já era.
    Algo criativo nos moldes que você citou (rigtones), quem teria estrutura para sustentar senão quem já é grande e presente no mercado? E quem já é grande, não é daqui, não mantêm aqui setores na empresas voltados para criação. Trazem pronto ou encomendam na matriz.
    Somos (e seremos) contumidores terciários ainda por muito tempo. Exemplo é o menino que você disse e mostrou que faz os "caveirões" em miniatura. Se fosse na Europa ou USA o fato, acha que empresários já não teriam investido na idéia, que não teria registrado INPI da coisa toda?

  • Essa dualidade arte x grana é realmente engraçada.
    Que o diga o Romero Britto ou o próprio Paulo Coelho. Sem julgar o mérito de cada um, mas são vistos hoje como artistas menores só porque souberam fazer valorizar o trabalho quie fazem.

    Estou fazendo um curso de Planejamento de Comunicação, e numa das aulas o professor, profissional do mercado, teve que pedir desculpas já que daria uma má notícia: "nosso trabalho serve apenas para agregar mais valor às marcas que trabalhamos e, consequente, colocar mais dinheiro nos bolsos de seus acionistas."

    Assim, simples e direto.

    Mas teve gente que se ofendeu.
    Inacreditável.

  • Pingback: Não gostou do Hype? Então por que não cala a boca? | Portal das Dicas()

  • É feio mesmo lucrar com a consciência política e social das pessoas. Só os políticos podem lucrar com isso. Falta alguém fazer um rigtone do Chavez zuando o Presidente Lula. Isso sim ia vender, acho que até os petistas comprarão. É ilário a covardia do presidente frete ao Presidente venezuelano, mas coragem para nos roubar e aprovar a CPMF ele tem. Mas é claro, além dos gastos com a corrupção ele tem que enviar uma parcela dessa grana para o Chavez e o Evo Morales. Antes eramos chamados de macacos dos americanos, agora somos macacos dos venezuelanos, dá pra fazer com isso, camiseta, rigtones, pagode, axé e tudo, e todo mundo lucra, principalmente os políticos.

  • ahm… alguém falou em hype??
    http://papodehomem.com.br/o-jogo-da-liga/

  • Pois é , eu fiz um post sobre como ganhar dinheiro com o filme Tropa de elite. Foi uma ideia realmente genial nao acham ?
    http://98graus.blogspot.com/

  • Cardoso, leve em consideração que explorar, fora da internet, um assunt como o Tropa de Elite, seja com adesivo, camiseta ou o que mais as mentes criativas inventem, não é saudável, ao menos no Rio ;)

  • O título do post bem podia ser "não gostou do hype? então pede pra sair!"
    hehehehehehe
    =D

    Muito legal o post. Só discordo que carros blindados sejam vendáveis pra crianças. Não, não. Não sou contra. Só acho que o Governo não aprovaria.

    Mas que os produtores do Tropa poderiam ter utilizado melhor os bordões pra ganhar uma grana, sem dúvida!
    =)

  • Muito bom, ate o adesense já não implica mais com os Hype, acho que tem medo de que calem a sua boca também!

  • Pensei justamente nisso um dia desses ao ver os camelôs vendendo camisetas com o símbolo do BOPE. O filme gerou um senhor hype, os produtores poderiam ter capitalizado em cima ao invés de reclamar da pirataria. Mas claro que produtor nao precisa de dinheiro, já que a Petrobrás,CEF e outros é quem bancam os seus filmes…

  • vim aqui pela primeira vez e, como os outros 39873493847334 milhões de blogs no mundo inteiro, fala-se sobre o idiota do chavez.
    fala-se sobre o tropa de elite, e pronto, mais um pitaco dali e outro daqui está um post de sucesso para manter as visitinhas no auge.
    não sei o que é mais triste, se é o chavez em busca de poder e dinheirinho se é este fenómeno novo da blogosfera.
    lembro-me do tempo em que tinhamos tempo para ler com calma…
    mas tempo é coisa que já não temos.
    enfim.

  • ahaha, tb gosto deste fenomeno novo, o da censura! que agora se chama moderação!
    tipo: vá lá sejamos moderados.
    amigo, não leve pelo lado pessoal, mas é apenas uma constatação!
    não me quero insurgir contra, é apenas um desabafo.
    abraços

  • Eduardo

    Cardoso, infelizmente no Brasil temos a cultura do politicamente correto. Pense, a esquerda do Brasil desceu a lenha no Tropa de Elite acusando chancelar a violência e a tortura pela polícia. Mas em momento algum apontou o dedo para o traficante e nem para o financiador do tráfico, que é o playboy consome a droga.

    Imagine você (você Cardoso, que tem um maior reconhecimento público que eu, que não tenho nenhum, por exemplo) fazendo um hit do genero "Larga o dedo nesta porra" ou "Atende esta merda Sr. 02". Seria considerado um apoiador da violência e da tortura policial e seria vítima de um linchamento moral pela patrulha esquerdista. E acredite, teria um monte de trolls vindo a seu site para te encher a paciencia.

  • Nossa, juro que vou pedir um carrinho desse de Natal! hehe

  • Os filmes norte-americanos ganham quase tanto $$$$$ com bugigangas vendidas quanto com as bilheterias. Precisamos aprender esses macetes também!

  • Essa foi boa…

    Concordo com o Rodrigo….

  • O que me preocupa… é se a TAM decide fazer aviõezinhos de controle remoto, aproveitando o hype.
    "Atenção: PILHAS E REVERSO NÃO INCLUSOS"

  • Pingback: Blog Polimidia » “Perco o amigo mas não perco a notícia. Vivo disso p****!”()

  • Pingback: “Perco o amigo mas não perco a notícia. Vivo disso p****!” « Polimidia()

  • k2

    Alguem foi mais rápido que eu e registrou o dominio http://www.capitaonascimento.com.br. Agora vejam só o nome da entidade:

    aqui

  • Pingback: Blog Polimidia» Arquivo do Blog » “Perco o amigo mas não perco a notí­cia. Vivo di()

  • people when fast since you can. to put it differently, you must delicately

  • Hmm to be honest , i am astonished by the post . Being a web developer , now i look forward to make a game on this!