Seu blog preferido mudou. Não adianta chorar

Quando acompanhamos um blog é porque gostamos. Ou somos trolls masoquistas que só entramos pra falar mal e levar patada do blogueiro.

O problema é que nem todo blog se mantém fiel a seu formato original. Pessoas mudam, objetivos estratégicos mudam, sacos enchem, gente se entedia.

O Judão, por exemplo, continua a mesma coisa. Refinaram um pouco os textos, o que é natural para qualquer não-salsinha que escreve muito, mas a essência está lá.

Por outro lado temos blogs como o Diário de Um PM. Não sei se o fanfarrão do Alexandre levou uma chamada do Capitão Nascimento, ou se ele achou que seu blog seria mais útil como instrumento informativo para a categoria, mas seus posts estão raros e espaçados, e são basicamente convocações e avisos de assembléias.

Já o Fábio Seixas, depois de ir pros isteites como empresário de web, e de ser processado pelo Jeremias (o cara destes vídeos aqui. Não clique, é feio, ele não quer que o mundo saiba que ele foi preso, bêbado, encachaçado e patético) assumiu o lado empreendedor (não virtual, de verdade, dar dicas sem ter empresa é fácil) resolveu direcionar seu blog para outros megaempreendedores como ele.

Quem lia os dois blogs acima e percebeu essa mudança de rumo pode até ter se sentido traído. Não no nível do leitor do Polzonoff, que acompanhou umas 5 despedidas definitivas da Web, mas como um leitor que descobriu que o blogueiro tão familiar não fala mais para ele.

É chato? É, mas se o blogueiro não quer mais seguir aquela linha, não podemos exigir que ele continue escrevendo sobre coisas que não gosta mais, ou não considera prioritárias.

As observações do Fábio sobre web empreendedora serão boas, e ele continua uma referência, por mais que eu sinta falta dos posts mais pessoais. Se ele se forçasse a manter um estilo pessoal que não é mais o que ele quer fazer, ficaria ruim, e em breve eu cancelaria seu feed, o que não pretendo fazer hoje, mesmo “descontente” com o estilo novo do blog.

O leitor precisa entender que se conseguimos ser bem-sucedidos com blog, ganhando dinheiro escrevendo, no Brasil, isso significa que nossa empregabilidade é alta. Dos blogueiros top de qualquer ranking qualquer um consegue um excelente emprego, na hora que quiser. O blog é uma OPÇÃO (como o é qualquer emprego) e se queremos trabalhar com isso, é porque gostamos de escrever. Gostamos de nos relacionar com os leitores, gostamos da “microfama” – li na Wired, gostei do termo –

Eu não conheço nenhum blogueiro que escreva por obrigação, mesmo entre os que ganham dinheiro. Escrever É divertido. Se deixar de ser divertido, o blog não irá durar. Vamos arrumar um emprego de verdade, e pronto, the end.

E uma das formas mais rápidas de fazer com que escrever deixe de ser divertido é forçar um blogueiro a escrever sobre assuntos que ele não gosta.

Portanto, é melhor para todo mundo que seu blogueiro favorito continue escrevendo. Mesmo que você não goste.


O Contraditorium vive de doações. Não veiculo anúncios no blog. Somente sua colaboração me incentiva a escrever artigos cada vez melhores, sem rabo preso com anunciantes, partidos ou militâncias. Prestigie essa liberdade, faça uma doação. Todo valor é válido, o que vale é a intenção e o seu cartão de crédito passar. Use o PagSeguro no botão abaixo ou via PayPal com o email cardoso@pobox.com. Toda moeda é bem-vinda, desde que seja de país com luz elétrica e água encanada.

Leia Também:

  • Eu mesmo dou a doida e deleto meu blog do nada sem motivo aparente.. ( sem motivos mesmo), e volto sorrateiramente com outro blog (como o ciladas)..

    alguns entendem outros não, mais o blog tem que agradar primeiramente quem o escreve e mantem.. senão ele não tem sentido!

  • Eu concordo quando diz que determinados blogueiros ganham maturidade e optam por seguir ou não um determinado assunto, faz parte de cada um isso…

    Quando, no entanto, você diz que não conhece blogueiros que escrevem por obrigação eu já descordo um pouco. Com a recente explosão do número de blogs muitos o fizeram somente pra ter algum retorno financeiro e isso compromete o conteúdo do blogueiro quando este sequer consegue disfarçar, costumo dizer que escrever passa a ser uma obrigação quando o blogueiro não se preocupa com o número de leitores e sim com o tanto de grana que está entrando, se um cara acorda e já entra na conta do adsense pode contar que este é seu objetivo principal, se entra no blog para aprovar os comentários e discutir determinados temas é pq gosta de escrever…

  • Realmente, escrever sem ter vontade, para um blog, é algo muito chato. ESPECIALMENTE se você não ganha dinheiro, hehe

    Mas a parte do emprego me lembrou uma entrevista que eu 'tava lendo, com o roadie do David Gilmour, e me fez pensar na pergunta:
    Cardoso, tua mãe ainda te pergunta quando você vai conseguir um emprego de verdade?

  • Descobri esta realidade a pouco, escrever é uma arte por mais simples que sejam os textos há sempre uma porção do autor nos mesmos e como tal a mudança de linha ou foco e uma realidade,neste ano por exemplo vi mais de dois blogs e autores mudarem completamente seu foco inicial e nem por isso perderam sua "essência" é uma saída comum,válida e que ainda será muito aplicada.

  • Charles

    Advogada do Jeremias

    Cardoso, lendo este post, não pude deixar de ficar curioso e clicar no link do processo do Jeremias, mesmo não sendo o assunto-chave do post. Acho que o cara não tem condições de processar a TV (por ter feito uma matéria policial) nem os provedores de Internet (por terem distribuído o vídeo), parece que tem alguém o instruindo, querendo "levar uma graninha". É outro caso "c i c a" (pronto, escrevi assim e você evita para-quedistas).

    Eu que já havia rido muito com os vídeos, ao clicar no seu link, ri ainda mais. Você notou o nome da advogada do cara?

    "EDICREIZE DA CRUZ SANTOS"

    Cruz credo, crazy… very crazy…

    :-)

  • olá não quero mais o meu blog pois ele contém piadas racistas e meu pai é negro não gosto desse tipo de brincadeira quero a solução para exclui meu blog me mandem por e-mail.urgente

  • Kid

    Ahaha me identifiquei muito com esse texto. Eu recebo criticas similares o tempo todo, tanto por ter mudado um pouco o formato do meu blog, tanto por falar de assuntos que alguns leitores parecem nao gostar (como videogames).

    Porra, videogames sao praticamete o assunto principal do meu site (junto com nerdice e gadgets). Como alguem pode se dar ao trabalho de digitar a url de um blog que usa sprites de Super Mario World como layout, e reclamar porque o autor esta falando de videogames?

    Vai entender esse povo.

  • Anerio

    Anonimato não é um direito, é um privilégio.

    isso foi no mínimo ridículo. O layout do seu blog é poluído, a sua barra lateral é absurdamente grande, me causa agonia le-la.
    E seus textos nao são interessantes

  • Anonimato é um privilégio sim. E o seu acaba de ser revogado..

    Author : Anerio (IP: 189.26.84.216 , 189.26.84.216.adsl.gvt.net.br)
    E-mail : borroriow@hotmail.com
    URL :
    Whois : http://ws.arin.net/cgi-bin/whois.pl?queryinput=18

  • Já perdi a conta de quantas crises blogostênciais eu passei…

  • Pingback: Pergunta que não quer calar: porque o Diário de um PM acabou? | Diário de um Policial Militar()

  • Seu blog preferido voltou. Não precisa chorar. ;)