Social tudo bem, mas o elevador já lotou

meadiciona

Originalmente este post seria um autojabá do meu perfil no Me Adiciona, um serviço nacional incrivelmente útil, dentro do que agregar links para redes sociais seja útil.

Só que fiquei tão impressionado com a quantidade de sites sociais que desisti de fazer (só) o jabá.

Eu entendo que existam redes sociais específicas, como o last.fm, especializado em música, ou o Flickr, em fotos, mas os sites genéricos como myspace, facebook e orkut são inúmeros.

Será que estamos gerando realmente informação para ocupar todos esses sites?

Eu publico no blog as fotos do Flickr. Tenho como puxar feeds de textos de outros cantos. OK, mash-up, agregadores, Web 2.0, somos todos o Fábio Seixas, que por acaso vendeu o WeShow e foi morar em Dubai. Dizem.

Na prática temos uma repetição de conteúdo que é pouco diferente de poluição digital, splogs que chupam nossos posts e republicam na íntegra. Uma foto do Flickr replicada em 10 serviços diferentes é exatamente isso, uma foto replicada.

web20

Me arrisco a formular uma teoria, de que o crescimento de sites sociais e serviços de mash-up não será acompanhado pelo crescimento do conteúdo original, e a médio prazo tornará mais e mais difícil acessar esse conteúdo.

Esse fenômeno de "sindication" do conteúdo gerado pelo usuário não respeita a Regra do McDonald´s, usada por jornais e revistas que "sindicalizam"  seu conteúdo: Nunca invada o território de outro da franquia.

Os colunistas d´O Globo também escrevem para um MONTE de outros jornais, mas nunca na mesma cidade. Com a mashupização da Internet temos conteúdo indiscriminadamente replicado. Uma coisa é ver uma foto minha no Flickr. Mesmo que você não goste, passa pra próxima e pronto. Já se você encontrar a mesma foto em 3, 4, 5 sites sociais, passará a uma reação justificada de irritação. Isso prejudica até o conteúdo original que eu porventura poste em um desses sites.

O segredo para ser bem-percebido em sites sociais é o conteúdo exclusivo. Não assine sites que tenham o mesmo perfil. Não repita conteúdo. Não existe como seu material ser relevante para todo mundo. Exiba somente o que aquele tipo de site quer ver. Fotos de seus gatos ficam bem no Flickr, mas não ficam bem no site social da SBPC, por exemplo.

Leia Também:

  • Carlos Cardoso:

    Mesmo com gazilhões de sites sociais, acho que meu blog nunca sairá do gosto adquirido. Ele é novo, fora de panelas, não moro no Brasil, não tenho MSN, enfim. Se você tiver uma sugestão para o crescimento de leitores do meu blog, aceito e pago.
    A visão do número de stes de relacionamentos no Brasil me deu medo.

  • Mas esse número de sites de relacionaento não é só no Brasil não. Sem conteúdo original, ou pelo menos específico, você será só mais um na multidão, seja no Brasil, seja em Dubai.

  • Carlos Magno

    Realmente não dá para preencher com informação essa imensa quantidade de sites, concordo. Eu já desisti de todos e fiquei só com o Google.

    Não uso feeds offline, o Orkut será a única rede social que eu jamais usarei(ainda bem, né), só terei blog no blogspot, fotos no picasaweb, e-mail pessoal só do Gmail, etc.

    Já parei de usar o MSN/WLM (se tem alguém lá, essa pessoa não é relevante), o ICQ estou parando aos poucos e no fim só restará o GTalk e o Skype (esse não tem como não ter, ainda não chegou o GPhone).

  • Pois é, esses agregadores, nunca se sabe onde vão parar e…

    Epa epa epa! Essa aí em cima é a Tina? "A" Tina?! Oh, céus, hoje o dia promete…

  • Anderson Barbosa

    Agora eles vêm e enfiam tudo num cofrinho achando que vão nos enganar. http://www.pvision.com.br/blog/2008/05/26/o-que-p

  • Acho muito importante existir diveras redes sociais para diversos tipos de públicos.
    o myspace e o orkut abriram portas para uma nova socialização da internet,aonde o úsuario saio de passivo para ativo.

    Moro no chile,mas sou brasileiro e aqui muitas pessoas não gostam do orkut e do myspace, o pessoal já prefere o facebox e outras redes sociais..

    Acho que tem que ter muitas redes sociais,pois ai você fica livre para escolher oque você quer..

    Quer participar de uma rede social de música,de empregos,de namoro etc..

    Acho legal,pois isso é um grande passo para a internet e a interação úsuario e site!
    e outra…é mais facil divulgar seu som e sua palavra não?

  • achei interessante , até me cadastrei, mais não entendi exatamente pra que serve.

  • Acho que você, assim como eu, já viu isso antes Cardoso… costuma ser chamado de: BOLHA. A internet nasceu, fez brilhar os olhos de investidores mil que aplicaram sua grana em startups sem fazer uma análise muito adequada da situação. Resultado: estourou.

    Hoje as pessoas acham que por ser "Social" ta valendo, é bom negócio e aí, novamente, não analisam se existem produtos/serviços melhores no mercado. Investir num "fotolog" hoje, é querer superar o Flickr. Investir num "videolog" é querer superar o Youtube. Alguém aí está pronto pra isso?

    Em breve, a seleção natural cuidará daqueles que tentaram, mas não obtiveram sucesso… e aí estaremos prontos para um novo ciclo.

  • Pingback: Wagner Fontoura via Rec6()

  • Pingback: 10 coisas pra gente pensar sobre mídias sociais | Boombust()

  • Uma coisa que me chamou atenção na foto: O que a Wikipedia faz ali?