Obrigado, dona Globo, mas eu preferia que me dessem o crédito

No humor nada se cria, tudo se kiba, mas com um pouco de esforço é possível traçar a origem e dar crédito a quem de direito, mesmo que seja ao Veríssimo.

Infelizmente quem kiba conteúdo não se preocupa com isso, como descobri ao ler esta matéria sobre o Buzz, um site de humor? da Globo.com. É uma coletânea de obviedades que consegue fazer o Tabet parecer engraçado. Dá pena. Fere a regra número 1: Site de Humor não pode ser feito de má-vontade, tem que ser feito por gente que GOSTE de humor.

O resultado, quando isso não acontece, me lembra uma frase clássica de Mark Twain: As partes originais não são boas, e as boas não são originais. E aí que pecam mesmo.

Republicaram um texto CLÁSSICO da Internet, “100 coisas que farei quando me tornar um senhor do mal”. Linkando para um blog qualquer. Lá, claro, nenhuma indicação de origem ou autoria. Fica parecendo que o autor do blog criou o texto todo.

Bem, vamos ver se descobrimos o que aconteceria se o Buzz mandasse o Google buscar por “As 100 coisas que farei quando me tornar um Senhor do Mal“:

senhordomal

Isso mesmo. Cai neste post aqui, do Contraditorium. Publicado em 15/02/2006. Explico, no texto, que eu TRADUZI o original, pois ele é bem mais antigo que isso.

Ele é de pelo menos do começo de 2003, quando o publiquei no antigo www.carloscardoso.com,  ainda em PHP Nuke e layout web 1.0. Não confie na minha palavra, confira usando a Wayback Machine do Internet Archive.

Nessa época eu já dei o devido crédito:

As 100 coisas que farei quando me tornar um Senhor do Mal
Original em inglês de miles@rat.org tradução: carlos cardoso

 

Triste é perceber que a mania escrota do brasileiro de remover todo e qualquer crédito de algo online impera. Se você procurar no Google pela linha de créditos acha quatro míseros resultados. Se procurar pelo título do texto acha 534.

Por essas e outras que sou MUITO céptico em relação a qualquer coisa que envolva “sabedoria das multidões” e “trabalhos coletivos”. Você faz o trabalho, solta pra “comunidade”, vem um filho da puta, retira seu nome e passa adiante. Por puro prazer de te tirar a única coisa que você pede em troca do trabalho: Reconhecimento.

Às vezes eu acho que todo mundo que cria conteúdo original tem um belo par de orelhas de burro. Ao menos é assim que me sinto.

[atualização] O crédito devido foi incluído. A casa agradece.

Leia Também:

  • O que esperar de gente com má vontade? Kibadas, claro!
    Infelizmente, esse é um mal que vai se manter por algum tempo, não tem muitas coisas práticas que podemos fazer contra isso. Ainda.
    Mas espero que um dia alguém tenha uma "santa" idéia de como resolver isso. O pior é saber: sempre vai ter alguém com uma idéia "do capeta" pra continuar fazendo. Leis da vida, acredito.

  • Minha felicidade é saber que, desses milhares de filasdap*ta, apenas meia dúzia deles consegue algum destaque. O resto acaba se cansando de ser um poço de vazio e cai no ostracismo, mais cedo ou mais tarde.

    Acho que isso só vai se resolver no dia que alguém tomar coragem e meter um belo processo por reivindicação de direitos autorais e divulgar o feito pela blogosfera. Enquanto Internet tiver a falsa fama de "terra sem lei" (o que é um erro, porque leis são feitas para pessoas e não para meios), as kibadas vão continuar em crescimento.

  • Carlos Magno

    Eu morria e não sabia que o Cardoso era o tradutor do texto. Sempre achei que fosse a Dragão Brasil.

    Parabéns pela tradução :-D.

  • Cardoso, pra que você teve o trabalho de traduzir novamente um texto que o hiro tinha publicado em 2001.

    • Zeh Bocoh

      Toma Cardosão!
      Quem mandou falar mal da Globo! 100 anos de perdão "prá" eles!

    • Se você comparar verá que o texto que o Hiro publicou é o meu. Eu traduzi isso no tempo dos BBS. Minha tradução foi espalhada por email, mas em web só tenho desde 2003.

      • Zeh Bocoh

        Chora, cardoso, chora!!!

  • Cardoso, colocamos o link do blog onde vimos o post. Somos totalmente contra a usura de links e cópias de post sem créditos. Tudo que descobrimos o autor original damos o crédito. Agora, me diz uma coisa, pq não mandou um e-mail pra gente ou deixou um comentário falando sobre o assunto?

    Veja bem, aqui mesmo nos comentários do post tem gente dizendo q não sabia que a tradução era sua e gente dizendo que outras pessoas fizeram antes.

    Não é a primeira vez que nos alertam sobre isso. Alguns com educação e outros sem, mas sempre atendemos a esse tipo de observação. Era só falar, cara. Não temos motivos pra não creditar o autor original, mas porra, vc q entende de internet melhor do que muita gente sabe que a autoria de algumas coisas infelizmente se perde no mar de blogs. Pegamos de um blog q pode ter pego de outro sem saber quem é o autor original. Agora, nos acusar de usura sem nem falar com a gente? Fácil… Vou sair apontando o dedo pra um monte de gente dizendo isso e aquilo e depois espero esse povo se defender.

    Abraços

    • Muito obrigado.

    • Cara, na boa. Quando é algo óbvio, tá limpo. Quando é algo obscuro que saiu em um post perdido, tudo bem. Mas do mesmo jeito que você diz "era só falar", eu digo: "era só colocar no Google".

      • Fazendo o papel de advogado do diabo: Todo texto que aparece em primeiro lugar no google é original? Já vi muita cópia aparecer em primeiro no Google. Post deletado do Nadaver: http://www.bloglines.com/preview?siteid=9360822&item...

        • Advogados costumam saber ler.

          PRIMEIRA linha do meu texto: "Este texto é bem antigo. Foi traduzido por mim e solto na Internet."

    • Rafael M.

      "Tudo que descobrimos o autor original damos o crédito."

      E como descobrem, sem usar o Google? Engine bacana de busca o de vocês (Y)

      "Pegamos de um blog q pode ter pego de outro sem saber quem é o autor original. Agora, nos acusar de usura sem nem falar com a gente?"

      Só mostra o tamanho amadorismo de vocês, o quão despreparados são, nem conduzir um blog vocês conseguem, decentemente. Desculpa inválida, só reforça a "competência" de vocês.

      E competência essa que foi CIMENTADA pelo comentário de um integrante de sua equipe.

      Não que fosse novidade tamanho amadorismo, mas foi surpreendente o nível a que chegou.

  • E já q vc citou o Controle Remoto, que tal dar uma olhada nesse post aqui: http://copiameufilho.com/2008/08/controle-remoto-….

    O próprio Nadaver que supostamente teria sido copiado por nós já conversou conosco e resolvemos a questão.

    Bem, abraços pra vc. Se vc quiser falar comigo pode me encontrar no Buzz e no MdM.

    Vlw.

  • Diogo

    Bem fiz um comentário lá no "blog" Buzz sobre o caso(modo irônico), resta saber se meu comentário vai ser aprovado ou moderado, qualque coisa fica a prova abaixo.
    http://img168.imageshack.us/img168/327/imagemgc0….

  • Chrystian

    Em 2001 o texto ja era classico
    em 2003, ja era lenda
    e em 2008 é tao velho que o povo pensa que é novo

    arrisco algo entre 96 e 98 pra data do texto

    • A minha tradução é a original. O texto que o Hiro publicou é o meu. Compare.

    • Ele foi traduzido por mim no tempo dos BBS. Rodou por email (com o devido crédito) e muito tempo depois foi para a web. Não tenho (exceto fuçando em arquivos QWK) a data precisa. Se reparar a versão do Hiro é a minha.

  • Cardoso, volta la, e eles colocaram a fonte! :D
    Pelo menos nao deram uma de patos, e simplimente apagaram a cagada.

  • Soda… Soda pra baralho (Copyright Jonny Ken ;-)

    []'s
    Compulsivo

  • Ohhhhh, não é que colocaram os teus créditos também agora.

  • Nando

    é… parece que eles acompanham o contraditorium e colocaram os créditos lá. Bom saber que posts indignados como esses não feitos em vão.

  • Nando

    Dei uma olhada no tal Buzz, e é o típico site de humor feito por jornalistas. Pode ter gente por aí que gosta desse formato, mas não é o meu caso.
    Ao menos, parece que eles acompanham a blogosfera e estão tentando corrigir os erros de início.

  • Segundo caso de kibagem em menos de uma semana. Primeiro foi o "Emo Day" do nadaver (que eles acabaram apagando o post depois da bagunça). Agora isso. Estamos vendo um novo Kibe.

  • Cardoso,
    bem vindo ao deserto do real…
    Isso que a Globo anda fazendo chega a ser tão ruim quanto um spamblog. Creio que até dá para mover algum processo – dependendo de seu copyright ou CC – juntando todo mundo que foi kibado por lá.

  • "Às vezes eu acho que todo mundo que cria conteúdo original tem um belo par de orelhas de burro. Ao menos é assim que me sinto."

    Ultimamente comentei exatamente isso no twitter, me sinto uma idiota tentando fazer blogs com conteúdos originais *de verdade*. Em um momento em que todos querem virar "blogs de aluguel" (droga – jurei a mim mesma que nunca ia usar esse termo) e ficarem milionários com a idéia *genial* de ganhar dinheiro com adsense realmente é de se sentir idiota publicando coisas com outros objetivos *e, principalmente, meios*.

    Essa sua última frase disse tudo.
    Abraços.

  • Lucas

    Cardoso,
    és e sempre serás um merda recalcado…

    se vc fosse tão foda trabalharia em uma empresa à altura, mas como és um bosta não passa de um blogueiro de quinta.

    Crie algo interessante ao invés de ficar metendo o pau na criação dos outros…

    • Você não acha que dizer que eu não crio algo interessante, quando a origem do problema foi algo que EU CRIEI e vocês publicaram sem crédito, não soa ridículo? Quase tão ridículo quanto um funcionário da globo.com de IP 201.7.186.66 aparecer aqui para me destratar?

  • Não apenas kibaram, mas ainda tentaram sair de vítimas na história. Tão lastimável quanto o conteúdo do blog em si.

  • [duvido muuuuuito mode ON]Vou passar a avisar o Kibe das fontes dos posts de lá para ver se o Tabet coloca o link.[duvido muuuuuito mode OFF]

  • Pena que isso (retratação) raramente vai acontecer quando o autor copiado é de algum blog desconhecido, sem legiões de seguidores para "fazer justiça".

    Aliás, tem um monte que adoraria que isso acontecesse pra ganhar notoriedade :P

  • Pingback: É isso aí, Globo.Com, continue com classe()

  • peidei!

  • netto

    Isso me lembra quando teve aquele famoso acidente aéreo que rendeu ao Cardoso o post com maior número de comentários até hoje. O jornal O Globo simplesmente "pescou" uma foto do avião do site Airliners.net (o maior repositório de imagens aeronáuticas do mundo onde todas as imagens têm os devidos créditos) e tascou o crédito "Divulgação". Não satisfeito, a imagem original tinha uma marca d'água e o jornal simplesmente CORTOU a foto para removê-la, deixando um enquadramento estranhíssimo.

  • Robson

    Pra que tudo isso?
    Vc escreve como se os caras fizessem tudo na má vontade.
    Até parece que eles querem publicar coisas e levar os creditos… muito pelo contrario, os creditos sempre estão ali.
    Eles viram o texto, e colocaram os creditos do blog onde eles viram a lista, e se o outro blog copiou de vc, ai basta vc comunicar a eles que os creditos são corrigidos, e por sinal, se eles não tivessem postado, vc nem imaginaria que um outro blog estava usando seu texto.

  • Sei como se sente. o pior é q vc vai lá ver o q vc fez, traduziu e tudo, e vem um "iniciante" pensando que a internet é cega e faz isso.

    parabéns pela postura e ética!

    sucesso!

  • Pelo menos o buzzman já arrumou né ^^

  • Até o Paulo Coelho publicou livro que não era dele, veja só…

    • Sil

      Desculpa, mas ele é referência "naonde"??

  • Pingback: Communication Breakdown()

  • Pingback: 10 pecados capitais que podem levar o blogueiro ao inferno.()

  • Pingback: Quem nunca deu uma Kibadinha, que atire a primeira pedra.()

  • Eu como programador cobra velha, desde antes de existir a web, conheço milhares de truquezinhos e macetes que deixam o Google/Yahoo de cara. Entre elas, hits nofollow, http, alterações no htaccess, manhas do lado do servidor, software/spiders geradores de comentarios em milhões de sites. etecetera. A informação gerada é distribuida é o que move o mundo.

  • Pingback: Se for copiar, copie direito, dona globo.com « Tratamento Ludovico()