US$5,00 adiantados de cada leitor? Tou dentro!

Aprender com os próprios erros e não repeti-los é algo que não pode ser chamado de mistério. Também não é algo que vá tornar sua vida maravilhosamente fácil, pois a quantidade de erros NOVOS que temos para cometer é imensa.

Mesmo assim é essencial, como dizia Richard Bach, ser atropelado pelo grande “rolo-compressor da experiência”. Isso separa os homens dos meninos, ou pelo menos os homens das salsinhas, pois repetir os mesmos erros é no mínimo burrice. Ou a Rihanna.

Por isso quando vejo gente reinventando a roda (quadrada) fico sem-ação diante da ignorância alheia. Como no caso dos idiotas Rocky Mountain News, um jornal com 150 anos de idade, do Colorado, EUA, que não aguentou a sangria de anunciantes, não conseguiu uma presença online decente e fechou, com direito a um vídeo emocionante, snif, snif, último dia da redação, bla bla bla:

Final Edition from Matthew Roberts on Vimeo.

A culpa não é de ninguém, a não ser de Darwin. Quem se adapta sobrevive. Eles não conseguiram se manter relevantes, morreram. Ter 150 anos não quer dizer nada, transporte a cavalo existiu por milhares de anos e foi literalmente dizimado pelo automóvel em menos de uma geração.

Avançar no tempo sem avançar a forma de pensar é suicídio mercadológico, profissional, pessoal.

Essa falta de visão é diametralmente oposta a jornais como o Guardian, de Londres, que lançou sua Open Plataform, um serviço, com API pública para disponibilizar o conteúdo do jornal para programas externos. Claro, com isso estão criando uma rede externa para exibição de publicidade, que é um preço justo a pagar pelo conteúdo.

Os idiotas supracitados do Rocky Mountain News são idiotas por não perceber essa mudança de modelo, mesmo quando o próprio jornal morreu por causa disso.

Um grupo de jornalistas do antigo jornal resolveu que ainda poderiam ganhar dinheiro com Internet, investindo seu know-how de anos fazendo o jornal. Então se saíram com uma idéia revolucionária:

Querem cobrar US$4,99 por mês dos leitores, com um mínimo de 50.000 assinantes. Assim montariam uma equipe e passariam a produzir notícias online.

Mamar na vaca eles não querem, né?

O mundo INTEIRO está fugindo do modelo de assinatura. Hoje em dia só se paga por conteúdo se for algo muito, muito especial. Não exclusivo, especial. Pagar por notícias não faz parte desse modelo. Por isso eu acho muito difícil que o In Denver Times, a nova iniciativa deles dê certo.

O que vai acontecer é que eles irão para o buraco, como tantas carruagens sem cavalos que não aceitaram que deveriam ser automóveis, e culparão o Progresso, que por algum motivo obscuro não lhes garantiu o espaço e o sucesso que (em sua mentes somente) lhes era devido.

Um de meus melhores professores da ESPM, o Mílvio, ensinou que não importa que ontem você tenha criado uma campanha maravilhosa, hoje ela está embrulhando peixe na Praça XV. Prêmio também não adianta. Você pode ter 20 Leões no currículo; só continuará no emprego se matar um leão por dia.

A “nova mídia” cabe praticamente na mesma lição. Você consegue transferir prestígio, com isso alavancar um projeto online, mas se você não entende o formato, o modelo, de nada adianta ter a marca mais poderosa do mundo. Uma hora vai quebrar.

Leia Também:

  • É impressionante como a mentalidade das pessoas ainda está atrelada à antiga economia. Prova disso é o projeto de lei que tá tramitando lá no Congresso, que pode ferrar (no sentido de phoder) com todo mundo que faz upload de música vídeo na internet, entre outros absurdos.

    Quanto "sangue será derramado" até que o mundo entenda o que é a internet?

  • Henrique

    Tem aqueles sites de sacanagem que cobram também… como se não tivesse o suficiente na Internet disponível de graça… ;)

    • Mas site de sacanagem que ganha dinheiro hoje são aqueles que vendem fotos e vídeos de crianças e estão todos hospedados na Rússia. Eu quero ver logo é o ESTADÃO anunciando o fim das atividades, se que elas ainda existem de maneira séria.

      • Rafa

        Putz… Essa ultima frase foi rancor puro!
        .
        O Estado está tão "bem" quanto qualquer outro grande jornal brasileiro… Sua versão on-line pra mim chega a ser beeemmm melhor do que a da Folha, seu concorrente direto em SP, que em certos pontos se parece mais com um Terra Noticias do que com um jornal de grande porte, o site em si do Estadão é mais agradável…

        • O problema Rafa, é o desrespeito com que o Estadão trata os blogueiros. Eles não perdem a chance de dar uma estocada. Tá certo que a maior parte da blogosfera brasileira é horrível e vive de jacarés com problemas ortodônticos e seguidores do Tabet, mas saibam separar o joio do trigo. Isso não é pedir demais !

          <abbr>Damnati – último post do blog… Tricolor de luto pela morte de Clodovil Hernandez</abbr>

          • Rafa

            Hmmm… nem tanto… Já perceberam a caca que aquela propaganda era e o barulho que fez, depois disso até fizeram capa de caderno com blogueiros e de vez em quando fazem propagandas tipo "blog do fulano no Estadão"

    • Mas sempre tem alguém querendo pagar. Tem de graça para quem sabe procurar o que definitivamente não é o caso de uma maioria de leigos que são os usuários. As pessoas estão sempre dispostas a pagar para economizar tempo, por qualidade de conteúdo ou simplesmente por algo que não estão a fim de fazer.

      <abbr>Ronaud Pereira – último post do blog… Aquescimento global + Política + Dinheiro</abbr>

  • Creio que isso é até natural. Quem acompanha a mudança, vai longe. Quem não acompanha, fica para traz e morre.

  • Eta povinho burro. E olha que são donos de um Jornal, imaginam se fosse de algo que não precisasse de notícia! Diariamente eles mesmo deveriam publicar notícias sobre as mudanças, sobre social media, sobre mercado online, sobre tudo de novo que estava saindo. Mas aí é que está, eles estavam num processo tão robótico que nem liam mais as próprias matérias, simplesmente era jogado nas bancas…

    Abs,
    Monthiel

    <abbr>Monthiel – último post do blog… Super bate-papo com Juliana Sardinha</abbr>

  • Xavanty

    Como sempre um texto ótimo, infelizmente os donos não leram este texto meses antes .

  • Se ao menos eles oferecem vantagens no nível do Fark.com, que libera 10 vezes mais links para quem paga…

    Ainda assim não sei, temos público para isso (pagar para ter ainda mais links?)

    <abbr>Fábio Buchecha – último post do blog… That’s the spirit senhores jornalistas</abbr>

  • O problema E que ninguém além do Google, e claro de vc, sabe realmente como ganhar dinheiro com a internet. Na Noruega os jornais estao todos online, milhares fazem a leitura todo dia, mas ninguem conseguem faturar o suficiente para manter uma equipe de jornalista, ganhando salarios, pagando impostos e etc. A venda de jornais na NORUEGA caiu tanto que o principal jornal do pa`is vai deixar de circular 2 dias por semana, mas vc tem razao tem que acompanhar os tempos e saber como se sair bem nesses novos tempos.

    <abbr>cilene – último post do blog… Dado Dolabella preso. Vídeo</abbr>

  • O problema é que o pessoal tende a relaxar e a se desligar do que vai pelo mundo. Os tais "louros do sucesso", muitas vezes, podem representar uma sentença de morte para muita gente boa…

    <abbr>Arthurius Maximus – último post do blog… CLODOVIL, CELEBRIDADES, POLÍTICOS E O ELEITORADO QUE DECIDE.</abbr>

  • Em compensação, começa a surgir o modelo de "assinatura de conteúdo customizado de diferentes fontes" ou algo assim, sei lá, e parece bem interessante:

    http://www.editorandpublisher.com/eandp/columns/s

  • Hawk

    Muito bom este testo Cardoso.

    • Hawk

      Puta que pariu! É texto!!! c$@$lho! Arruma ai.

  • Pingback: Meu Google Reader [07.03.09 - 26.03.09] | 30 & Alguns()