Blogueiro de Aluguel? Chupa BlueBus, eu sou é vendido!

Estou eu tranquilo batendo papo no Twitter quando o Guga Alves avisa que eu estou à venda. Bem, os freetards no MeioBit adoram dizer que eu estou sendo pago pela Microsoft, pela Apple e até pelo Firefox (é, já aconteceu). Quando eu digo que gosto de um produto, eu SEMPRE estou sendo pago, pois blogueiro não pode ter opinião própria, segundo alguns.

Então, eu sou um vendido. Melhor assumir e deixar os chatos felizes.

Só que de vendido virei produto da Polishop, praticamente. De versão masculina da Bruna Surfistinha, passei a mercadoria anunciada nas Casas Bahia. Vejam o que o Guga achou, googlando por meu nome:

E agora, José? Não só eu sou vendido como em prestação. Carnê-Cardoso.

Em tempos de discussão envolvendo privacidade, direitos de imagem, uso indevido do nome e Fakes do Marcelo Tas no Twitter, como fica uma situação onde seu próprio nome é usado para fins comerciais de terceiros sem render grana pra mim?

Não é caso de megalomania, o Cardoso em questão sou eu. Vejam os resultados do Google:

Eu poderia dizer inclusive que a publicidade é prejudicial, pois ao usar meu nome como resultado da busca, desvia leitores que iriam cair em MEU blog e clicar nos MEUS anúncios.

Por outro lado, eu poderia me sentir lisonjeado, pois me tornei uma palavra-chave relevante, como “notebook”, “emprego” e “mesotelioma”.

Agora imagine se eu fosse um mega-problogger mundialmente famoso incompetente, e não aparecesse como o primeiro resultado para meu próprio nome. Como ficariam as questões legais? Quem paga tem direito a usar meu nome? E quem é mais competente gerando conteúdo indexável relevante?

Vivemos tempos interessantes, que exigem uma mudança de mentalidade. Marcas não podem mais agir com ferro e fogo a cada citação. Atitudes bestas como a que fez o Amarula com Sucrilhos mudar de nome, ou a ridícula ameaça judicial em 25 páginas exigindo que o Irmão do Décio removesse o PUTA trabalho de modelagem 3D e design de carros da Volkswagen que só enaltecia a marca.

Empresas precisam entender que os consumidores SEMPRE falaram delas. Com a Nova Mídia, que somos todos nós, as conversas só fluem melhor, mas sempre existiram. Tratar tudo como violação de Copyright e ameaça à integridade física e espiritual da Companhia. E isso vale para pessoas também. Não é só o Tas que dá piti. O Victor Fasano já reclamou do fake, a Kanye West (um peixe gay) conseguiu remover fakes do Twitter e até o Steve Tyler deu ataque de pelanca, chegando a processar blogueiros anônimos. Claro, nenhum apareceu no tribunal.

Tá na chuva? É pra se molhar. Celebridades não podem ter fama E privacidade total ao mesmo tempo, e se você está na Internet, parabéns, estás no palco, não na platéia.

Quanto a mim, vou adaptar o antigo comercial da Folha de S. Paulo e usar o slogan “Cardoso: O blogueiro que mais se vende e ninguém compra”.

Leia Também:

  • Eu tinha visto isso outro dia, mas era um anúncio só que mesmo assim chamou minha atenção. Se vender então tá bom! :)

    <abbr>Evandro Cesar – último post do blog… Saiba porque o Twitter é tão divertido e virou moda na internet</abbr>

  • Aceita cheque? Hahahaha

    <abbr>Andarilho – último post do blog… Chefes que não ouvem seus subordinados – by Max Gehringer</abbr>

  • Em 18 vezes? Ih… deve desmanchar de primeira…

  • Não quero nem de graça! Aliás, tá custando quanto (só por curiosidade)? E é venda normal ou arremate?

    Me liguem quando começarem a vender blogueiras, ok?

    <abbr>Bruno Alves – último post do blog… Domingo XV, o retorno: educação brasileira, gadgets e coisas afins</abbr>

    • Me liguem quando começarem a vender blogueiras, ok? [2]

      <abbr>Guto – último post do blog… Euri. Sério.</abbr>

  • huahuahauhauhauauha… Cardoso Surfistinha! Ganhei meu sábado. " O Doce Veneno do Escorpidoso" já a venda no Submarino. Contando detalhes das blogueiras/blogueiros wannabes que deram para o Cardoso em troca de um nofollow aqui, no carloscardoso.com e no meiobit!

    <abbr>Damnati – último post do blog… Otto Von Graff und Helena Karponova</abbr>

  • Eu ia falar que se fosse a Mirian Bottan eu comprava, mas ela não teria, e nem tem preço.

    <abbr>Fernando – último post do blog… Sobre Deus</abbr>

  • Tem o caso do Shoemoney. Alguém de dentro do Google usou o termo Shoemoney em anúncios do AdWords e agora o próprio está processando. Isso porque Shoemoney é marca registrada. O empregado do Google usou a Defesa Luís Inácio e disse que não sabia que o termo era protegido.

    <abbr>Ronaldo Camacho – último post do blog… Delay</abbr>

  • guilherme

    são anuncios dinamicos do adwords que variam de acordo com a palavra chave que o usuario pesquisa. eu nunca tinha visto o facebook usar isso aí.

  • Apesar de os produtos que vendem através do atrativo do seu nome não terem nada que ver com a goiabada, eu se fosse você se daria por satisfeito, sabe? Porque logo em seguida, só pra ver o mecanismo da coisa, digitei meu nome/sobrenome (que não é Cardoso) e sabe o que apareceu? "Leticia Cardoso. Blá-blá-blá Leticia Cardoso no FaceBook."

    Peeeeeelo meeeeeenos o anúncio ao lado era algo como "Oscar Freire. Últimas unidades"…, e tal.

    <abbr>Leticia – último post do blog… Zé Rodrix</abbr>

  • Então, dá pra passar no cartão?

  • Garantia de quantos anos? Vem com nota fiscal?

    <abbr>Guilherme – último post do blog… Arby ‘n’ the Chief: Season 3, Episode 1 – “Cold”</abbr>

  • Eu estava esperando que você falasse do seu valor no Buytter, exatamente 23.475 dólares! Cardoso foi comprado por um tal de Marcioleijoto

  • Pingback: Geek Links | Geek Chic()

  • Isso me faz lembrar quando aquela atriz gorda quis processar o Google… rs

    Cardoso, quem sabe vc ganhe uma grana processando o Mercado Livre.

    E que mancada da Volkswagen com o Irmão de Décio… perderam um merchandising grátis e ainda pagaram mico.

    Essa do ML te vender não é tão forte, avise quando o Google te chamar de "blogueiro gordo (?) e rico (!)".

  • É quando a gente acha que já viu de tudo…

  • body slim I provide the thoughts above as basic inspiration however clearly there are questions like the one you bring up where the most important thing will probably be know if finest practices have of these wonderful threads body slim. In addition, the right travel plus medical insurance plan can often eradicate those fears that come with journeying abroad. A medical crisis can soon become very expensive and thats certain to quickly slam, http://bodyslim.tumblr.com – body slim