Nãotícias e So Whats

ScreenShot004A nãotícia é aquele tipo de informação nula, muito comum em sites de fofoca. Nem digo as informações de irrelevância relativa, como onde o artista comeu, quem comeu, quando comeu, isso é fofoca, faz parte. Chamo de nãotícia a informação que não é relevante nem para quem está envolvido direto com ela. Exemplo? Veja a imagem ao lado, e não, não é falsa, o link original está aqui.

Temos aqui uma não-troca de informações que faria McLuhan, tanto quanto eu quando receber o comentário perguntando onde toca esse tal de MC Luhan.

Para os paramécios que editam, escrevem e se satisfazem com esse tipo de notícia, tudo bem. Não há o que reclamar, coprofagia para humanos é um distúrbio, para alguns besouros é um meio de vida, então tudo é relativo. Mas… quando você não vive de nãotícias, comofas/?

Durante muito tempo era comum assessorias de imprensa enviarem releases com pouca ou nenhuma informação. Já fui a coletivas com presidentes de empresas onde NADA, NADA foi dito de útil, não havia nenhuma informação útil nem na boca nem nos releases.

Isso pode ser legal para a velha mídia, mas a nova não tem paciência para isso. Principalmente, nossos leitores não têm paciência.

Semana passada recebi um release sobre um lançamento de um aparelho por uma empresa de telefonia. No release não havia:

 

1 – Data do Lançamento

2 – Condições de planos do lançamento

3 – Preços do Lançamento

4 – Modelos disponibilizados

 

Se eu fizesse um post seria algo do gênero: “Operadora XX lançará o telefone YY não sabemos quando, como, qual nem quanto”. TODAS as perguntas básicas do bom jornalismo seriam devidamente ignoradas. Os leitores ficariam furiosos e com razão culpariam o blog pela falta de informação.

Talvez a culpa seja nossa, não temos a tradição de “notinhas”, onde esse tipo de nãotícia se encaixa. Mas será que o leitor ativo e propositivo do novo Século aceitaria passivamente notinhas com informação real zero?

Eu acredito que não. Acho que o leitor chato (no bom sentido) quer sim mais informação, e com a existência do canal de comunicação direto com o blogueiro, ele corre atrás. “Eu também não sei” não é resposta.

Portanto, fica a dica: Precisamos de mais informações, teasers são legais mas não para blogs. “Eu não sabia” pode até servir para blogs de política, não para os de tecnologia.


O Contraditorium vive de doações. Não veiculo anúncios no blog. Somente sua colaboração me incentiva a escrever artigos cada vez melhores, sem rabo preso com anunciantes, partidos ou militâncias. Prestigie essa liberdade, faça uma doação. Use o PagSeguro no botão abaixo ou via PayPal com o email cardoso@pobox.com. Caso você tenha uma carteira PicPay,meu usuário é @carloscardoso. Caso não tenha e queira uma forma de transferir pequenas (ou grandes, de preferência grandes) quantias sem taxas, é só se inscrever. Toda moeda é bem-vinda, desde que seja de país com luz elétrica e água encanada.

Leia Também:

  • Ricardo Vergara

    Concordo com oq vc disse…. A pior coisa do mundo são essas notinhas bestas q aparecem…

  • A questão é que existem poucos leitores 'reais'. Esse tipo de conteúdo pode não servir, mas por vezes pode agradar. Até os mais xiitas tem seus momentos de desleixo.

  • "Já fui a coletivas com presidentes de empresas onde NADA, NADA foi dito de útil"

    Me fez lembrar que sempre me perguntam porque não levo nada para fazer anotações nas reuniões da empresa. Digo que é porque tenho boa memória. Pior é que eles não entendem a ironia.

  • Who's Emanuelle Araújo anyway?

  • A NÃOTÍCIA MUDOU de título.

    Será que leram o seu post?

    Agora "

    Emanuele Araújo caminha pelo Leblon

    A atriz e cantora foi fotografada com um ar pensativo"

    _Acho que o fotógrafo era freela e precisava de um troco pra birita de fim de semana.

  • Vamos olhar para o Twitter. Aquilo está recheado de "Nãotícias e So Whats".