A Vênus é Platinada mas não é Midas

Milhares de anos atrás em meu primeiro livro expliquei que a beleza da Internet é que a facilidade de acesso à Informação independe do tamanho de quem está por trás dela. O site da Globo é tão fácil de ser acessado quando meu blogueenho. O que eu não previ é que além desse fator, a penetração e audiência das outras mídias também não seria tão importante para determinar a relevância de uma presença na web.

Saltar de mídia é muito, muito complicado. E não falo só para quem faz, falo para quem consome. As expectativas ficam extremamente viciadas, o consumidor de uma mídia tem uma imagem mental impossível de atender quando o conteúdo que ele consome muda para uma nova mídia.

Embora seja consenso mundial que a trilogia de Senhor dos Anéis foi respeitosa, instigante e épica, os fãs mais inveterados de Tolkien torcem o nariz para ela. Quando forçados a detalhar os motivos do desprazer, caem em justificativas como “O Gollum não é como eu imaginei”, o que convenhamos é impossível de satisfazer.

Você com certeza não se lembra, mas a Rede Globo já lançou várias revistas, relacionadas com seus programas. A mais recente é a Revista do Fantástico. Você já viu alguém comprar? Pois é. O prestígio do programa não é transferível para a mídia impressa.

Agora estão investindo pesado em mídias sociais, não só levando uma twiteira popular (ok, em Zion) e um flogueiro, o tal do Orgastic, mas montando microblogs, criando um site absurdamente completo e bancando até aplicações aplicações em Realidade Aumentada.

Assumindo que estamos falando de um programa com dezenas de milhões de espectadores, assumindo que temos uma inclusão digital invejável junto ao target do Brokeback Big Brother Brasil esse site tem tudo pra cair por excesso de uso, arregimentar milhões de visitas e mesmo valendo a regra do 1% dos visitantes que interagem, ficar lotado de comentários, correto?

Vejamos o Blog da Torcida, especificamente o post Você é simplesmente FANTÁSTICA…. da torcida da tal Lia. Agora repare no número de comentários:

globo1

O post é do dia 21, hoje, 26, são 250 comentários. No blog da torcida, onde os ânimos estão mais agitados, onde os visitantes têm mais oportunidade de deixar suas preferências bem claras. Para dar uma idéia, meu post sobre o Haiti tem 115. E eu não sou exatamente a 4a maior rede de TV do mundo.

Mais acima, dia 22, há o post mais comentado, com 2.432 participações. É um número expressivo, e demonstra que a torcida da tal Morango é de longe a maior, mas… é um número significativo?

Não.

2.000 comentários pode ser grande pra blogueiros comuns, mas há gente com capacidade de mobilização muito maior. E desproporcional. Peguemos o Marcos Mion, que trabalha para um segmento de público específico (12 a 14 anos, com QI abaixo de 30) e na MTV, uma emissora que só existe via assinatura ou Bombril na antena de UHF. Em teoria seu poder de mobilização seria ínfimo, comparado ao da Globo.

Então expliquem como sem nenhum acesso aos recursos globais, ele consegue ter em seu blog posts com 37.025 comentários. E  não, não é fato isolado. Logo abaixo vêm posts com 17 mil e 11 mil comentários.

Você leu certo. Um Marcos Mion mobiliza QUINZE VEZES o que um Big Brother Brasil e toda a máquina de divulgação da Globo conseguem mobilizar.

O Mion é um gênio digital? Não, no máximo é um ás no Twitter (com trocadilho). O segredo, que provavelmente nem ele sabe que descobriu é que mídia complementar não é algo bom para transferir audiência. O William Bonner se tornou uma potência no Twitter por oferecer algo completamente novo. Mesmo criptoesquerdistas que fingem odiar a Globo se renderam, pois o prestígio é usado para o contato inicial, para sabermos quem é esse tal de Bonner. A partir daí, ele mostra uma persona oposta ao que vemos na TV.

Se fosse um Twitter corporativo em nome do Bonner, usado para comentar institucionalmente as notícias do Jornal Nacional,não teria nem 10.000 seguidores.

A Internet é feita de indivíduos que gostam de interagir com indivíduos, isso fica claro até pelo número de seguidores do Twitter oficial do BBB (34.000) versus o do Boninho (147 mil). Redes sociais fazem sucesso quando pessoas percebem outras pessoas por trás delas. O grande erro cometido repetidamente por veículos alienígenas à Internet é acreditar no paradigma Campo dos Sonhos – Se construir, eles virão. Virão puerra nenhuma, só virão se acharem que tem mais alguém por lá. Vide o fiasco da Abril Blogs.

É assim que a banda toca. O Internauta não está preocupado se você é a maior empresa do planeta. Se não for alguém (no sentido de gente, enquanto pessoa, a nível de ser humano) e interagir one-to-one, humanizando o contato o visitante passará, olhará mas não entenderá como uma interação real. De quase 20 milhões de espectadores na TV, sua relevância online será menor do que a do Mion.

Leia Também:

  • Excelente postagem Cardoso.

    É bem por aí mesmo.

    "A Internet é feita de indivíduos que gostam de interagir com indivíduos"

  • Alessandro

    É isso aí Cardoso, eu não sigo você porque você é uma globeleza, mas sim pelas suas tiradas…

    Mas já que você tocou no assunto, eu gostei da adaptação do Senhor dos Anéis, mas gostaria que não tivessem substituído o Glorfindel pela Arwen Undómiel na cena da perseguição dos Nazgûl no Vau do Bruinein… afinal Glorfindel foi o grande responsável por derrotar um Balrog e por salvar a cidade de Gondolin, Tuor e Eärendil, entre outros elfos de suma importância… e sim, este que voz escreve é um baita nerd.

    • Arwen é mais gostosa. Isso responde à sua pergunta? ;)

      • Sei que os fans do livro não gostaram do filme. Mas isso é normal.

        As viúvas do Capitão Kirk não gostaram do filme Star Trek do JJAbrams, mas o filme é uma obra espetacular.

        Mesmo sendo fã ha mais de 40 anos, adorei o filme, ao contrário de certos pseudotrekkers que infestam certo site pretensamente dedicado a Jornada nas Estrelas, e que não postam UMA PALAVRA a favor de qualquer coisa que haya sido produzida depois do seriado original.

        C'Est la vie!

  • Eu sei que transpor de uma mídia para outra tem mudanças mas ainda não me conformo com a versão cinematografica de Codigo Da Vinci.

    Aquela guria tinha que ser ruiva… sem falar no final que foi de qse gritar de revolta no cinema.

    Qto a LOTR tem muita coisa que eles mudaram que o pessoal acha praticamente uma blasfêmia mas eu achei que no total ficou ótimo.

    Mas é por essas e outras que sempre leio os livros, assim vc tem partes de estória que nao contam no filme.

    • Tolkien não escreveu um livro de ação, escreveu um livro poético. Se fossem filmar EXATAMENTE o livro, seria chato. Nunca conseguiriam traduzir visualmente as descrições que ele faz das florestas, por exemplo.

      .

      Um outro exemplo é que o verdadeiro herói não é um soldado. Frodo, ao final das contas, sucumbiu ao poder do Um Anel e, por mero acaso, o salvador (ainda que por acidente) foi o Gollum. O êxito do Frodo foi não ter matado Gollum; se o tivesse feito, Frodo teria se tornado o novo Senhor do Escuro, e a humanidade estaria perdida de qualquer forma, ou de uma forma muito pior! Há muito mais na literatura do Tolkien que o cinema seria incapaz de retratar.

      • Não concordo totalmente com vc Cardoso, acho q o grande "salvador da pátria" foi Sam, o amigo fiel que carregou Frodo até seu destino. Ou seja, gente que se doa por princípio, amigo de verdade…aqueles com quem a gente realmente quer interagir, gente q pensa, sente e faz! Bem poético né ;)

        • A propósito, meu nome não é Cardoso, é André. Sobre Samwise, ele possui seus atributos, mas se dependesse dele, Gollum teria sido limado desde o início.

          .

          SdA é uma obra complexa. Não tem como dizer qual personagem possui os maiores atributos heróicos, pois cada um o é à sua maneira.

      • Recomendo a leitura do livro "O Mundo do Senhor dos Anéis", (inclui vida e ,obra de J.R.R.Tolkien) do doutor Ives Gandra da Silva Martins Filho.

        Acredito que essa obra, (que possuo) seja a mais completa obra de referência sobre o tema.

        (Madras Editora, 2002)

        Não sei se alguém se interessa por leitura. Acredito que os que leram o livro original de Tolkien talvez conheçam esta obra.

        Tá.

        É isso.

  • Deixe-me ver… Se somarmos as postagens que são publicadas no blog do Mion e no do BBB teremos um perfil da maioria dos internautas brasileiros: acéfalos. Acho que eu prefiro um público que saiba escrever uma frase sem erros de português e que seja capaz de compreender frases simples.

    .

    Opinião minha, é claro.

  • Interessante o ponto de vista, mas esses comentários absurdos são normalmente resultado de chats entre os já frequentadores do blog.

    Tem alguns blogs de BBB com layout tosco e visitações moderadas, mas que geram esse volume de comentários.

    • SIM, mesmo não sendo o objetivo o post se torna uma mini-comunidade. Isso é um puta sinal que os visitantes adotaram o blog como legítimo associado ao tema/autor.

  • Godoy

    O Morroida acabou de postar um texto sobre a posição de se colocar o papel higiênico. Em menos de 3 horas o post já tem 83 comentários.
    http://www.morroida.com.br/grande-duvida-da-human

  • Klawdyo

    é… considerando que o público do bbb não é o melhor do mundo… enquanto que o da mtv é lotado de gente com tv a cabo, e dinheiro pra comprar bombril, temos mesmo esse tipo de disparidade

  • Concordo que comparar número de comentários é uma métrica válida. Mas e o número de acessos? Com certeza qualquer post nesse blog tem mais acessos que os do Mion.

    Acredito que o público-alvo do BBB não está familiriaziado a fazer comentários, apenas a consumir passivamente informação.

  • Exato, a internet, através das redes sociais, possibilita que o usuário responda, converse, interaja com gente "comum" e com celebridades, e é exatamente aí que está o barato da coisa, quebrar barreiras que as outras mídias colocam entre o "emissor e o receptor". O internauta não é mero consumidor de conteúdo, ele interage com ele, podendo inclusive criá-lo, criticá-lo e ser ouvido, vide o atrito entre Xuxa e seus seguidores no Twitter.

    abraços

  • a mudança de mídia é algo realmente difícil. já cansei tanto de ouvir gente dizer "ah, o livro é melhor que o filme". pô, a linguagem é outra, o público, o timing. o mesmo se aplica à internet x tv, e mesmo dentro da internet, a diferença que há entre um site, um blog e o twitter é suficiente pra dar nó em pingo d'água. exemplo: um site de guia de uma cidade. o site pode ser bacana, útil, etc. e tal. mas se a pessoa responsável pelo twitter não entendeu a diferença entre um e outro, pode passar um tempão sem dar um pio no twitter e de repente entrar e floodar 20 dicas seguidas de passeios, colunas, restaurantes. tu achas que eu leio tudo?

  • Perfeito! As empresas e pseudo celebridades ainda estão conhecendo esta ferramenta. Há uma onde de "tem que ter Twitter", daí contratam um estagiário ou o "priminho que mexe na internet" pra tomar conta do Perfil. Ou vira um big fail como várias empresas que tenho pesquisado para a minha monografia. Muitas twittam uma vez a cada mês, se não o abandonam. Outras sempre propaganda. Outras só promoções.

    Enfim, não existe um manual, mas com certeza as Redes Sociais são como você disse, interação, pessoas.

    As eleições vêm aí e vamos ver pipocar políticos por todos os lados nas redes sociais. Se algum conseguirá utilizar bem a ferramenta, só as urnas vão dizer.

  • Eu concordo em parte mas eu acho que o mais legal na internet é liberdade que o internauta tem pra filtrar informações… Por exemplo eu assino o feed de vários blogs, portais, etc. mas é muito mais fácil pular os assuntos que não me interessam. Além do mais eu posso ter o ponto de vista de várias pessoas de diversos setores da sociedade a respeito do mesmo assunto e o melhor eu posso escolher que aproach para um determinado assunto eu quero( algo simples e superficial ou algo mais denso e profundo). Eu acho que essa é a vantagem maior da internet.

  • Excelente post… Permite várias reflexões. Os internautas gostam de falar com pessoas e não com programas…

  • Como sempre atingiu na mosca Cardoso. Você não tocou no assunto, talvez para o artigo não ficar muito longo, mas dentro da Globo acredito que existe um "Diretor de mídias sociais" com sua equipe, etc e que não entende um centésimo de mídias e de interação que você ou a @mbottan com sua pouca idade. Assim, enquanto engana a alta direção com uma estratégia de curto prazo, vemos a atual líder de audiência caindo ano a ano. Depois que não reclamem das concorrentes, pois pelo que vejo as concorrentes ao menos não se metem onde não conhecem.

    Abraços

    @CMPLuis

  • O blog do SBT da série Sobrenatural chega a ter mais de 4 mil comentários. E olha que o SBT não tem metade da relevância da Globo.

  • hahahaha No orkut tem uma comunidade chamada blogueiros fracassados. Preciso dizer que eu fazia parte? E sabe que até que aumentava a rede? E tem muita gente interessante, mas não faz sucesso por falta de know-how, de propagandear conversando com outros blogs. O interessante é que tenho amigos de blog até hoje. O Cleto da Boa Esposa e Pensando Naquilo é um P amigo.

    BBB? Nem tô, quero ler quem me faça rir e pensar.

  • wskbr

    Só rindo, cardoso! Só rindo!

    Muito bom esse seu novo perfil "emuxo", ficou hilário (e pelo jeito cumpriu a função)!

    Parabéns, mais uma vez, pelo trabalho!

  • Eu acho que essa questão da interatividade com o público é uma das coisas mais interessantes de se escrever na internet e eu acho que as grande corporações pecam ao entrar por querer empurrar o mesmo conteúdo em broadcast das outras mídias, sem refletir que o público na internet é mais seletivo e não vai engolir aquele pacotão de conteúdo, mas vai consumir conteúdo de forma mais especializada.

  • falou e disse tudo.

  • Adorei o post, tiradas com pitadas de sarcasmo numa linguagem compreensível. O trocadilho no as do Mion também foi digno.

    Agora, o q é um saco, é eles ficarem trapados num pedestal sem iteragir com quem realmente importa. Tipo a atitude de Xuxa q acha q pelo simples fato de ser famosa, terá respeito dos internautas, mesmo sendo alguém q anda de quatro e come capim. E no twitter? É ruim hein!

    É isso q eles ainda não entenderam.

    Ah, e eu só te sigo porque minha irmã mandou! Mentira.

  • Pingback: Top 10: Melhores da Semana (25.01 a 30.01)()

  • é realmente uma realidade virtual, a interatividade é tudo.

    Quando iniciei o blog pouco interagia com as pessoas, apenas publicava alguns posts.

    Hojé até ajudo alguns problemas e dúvidas de outros blogs dentro de meu conhecimento.

    Abraço!

    @derleit

  • De fato ocorre que quando vai se mexer com mídias socias deve-se ter conhecimento de como usá-las, coisa que as pessoas responsaveis por isso na globo e em outros meios de comunicação com certeza não tem o menor conhecimento.

  • Confesso que gosto de mtos de seus posts, pq geralmente me fazem ver certas ações com pontos de vista diferentes – porém não são todas as suas opiniões que me convencem. Afinal, é sempre importante conhecermos as diferentes opiniões, para formarmos a nossa própria.

    O que me irrita, e mto, é q tem mta gente q não tem criticidade ou opinião própria e lê td oq escreve como se fosse a opinião mais correta de todas, pois vc sabe argumentar e tem convicção. Te consideram, ainda, como um Formador de Opinião – oq, claramente, não é, já que Formador de Opinião é aquele cara que mostra os dois lados da moeda, mas fica em cima do muro, e faz com que as pessoas reflitam a respeito de determinado assunto – pelo menos a meu ver.

    Não gostei mto deste post, já que passa uma imagem mto forte de arrogância; afinal, considera os seus próprios posts mto inteligentes e ainda justifica que são poucas as pessoas que comentam pq são justamente essas q tem alto QI para entender. Parece ser apenas um consolo para vc mesmo, para não desistir de postar..

    Mas enfim.. Essa é apenas a minha opinião pessoal, posso estar enganada qto a isso e talvez, num futuro não tão distante, posso ter essa opinião modificada.. Como já dizia Raul Seixas, somos metamorfoses ambulantes!

    That's all..

    • Você está confundindo formador de opinião com jornalista. JD Salinger formou GERAÇÕES e não lembro de ter publicado o "outro lado" do Caufield. De qualquer jeito minha opinião é que você se queimou por algum motivo e aderiu ao mimimi. Se você acha que sou frustrado por ter sido kibado, como disse no twitter, só lamento. Sugiro que não visite mais este blog. E sim, também está banida no Twitter.