Mentes Pequenas – Independente de Escala

Eu ainda não decidi se fico irritado, decepcionado ou considero apenas divertido a quantidade de idiotas que me interpelam diariamente com questões como “você não trabalha?” “você só fica no Twitter” “você não sai?”.

Alguns casos eu apenas ignoro e bloqueio o idiota, como um dia em que cheguei em casa 5:30AM, vindo de um show, liguei o computador e IMEDIATAMENTE fui recebido com um “você não sai do Twitter?” isso perguntado por um sujeito que ESTAVA no Twitter 5:30AM.

A origem da dificuldade é evidente: Muita gente tem problemas em entender o conceito de trabalho SEM a estrutura tradicional de empresa. Mesmo em firmas de tecnologia de ponta no Brasil é complicado o conceito de Home Office, quem trabalha de casa é mal-visto pelos colegas e pelas outras chefias. A chefia imediata pelo menos desconfia.

Embora para mim seja algo natural, para a maioria dos interlocutores é alienígena o conceito de que eu possa trabalhar com computadores, e que tenha acesso a algo tão complexo quanto a combinação de teclas ALT+TAB.

A definição de “trabalho” de muita gente é restrita a conceitos paleolíticos. Ainda valorizamos muito mais o trabalho braçal do que o intelectual. Os pobres peões explorados da China trarão lágrimas aos olhos da burguesia brasileira, mas se eu disser que jornalistas freelancers ganham uma miséria e que o Mercado se uniu para não pagar mais, dirão que estão reclamando de barriga cheia, afinal é só sentar na frente do computador, tec tec tec e pronto.

Essa visão infelizmente não está restrita a idiotas do Twitter. Conceitos como mobilidade e conectividade ainda não fazem parte do dia-a-dia de gente que deveria estar mais antenada. Como a CNN.

A empresa que transmitiu as Guerras do Golfo via telefones de satélite, que usou Skype para monitorar o Tsunami do Chile, que publicou vídeo de blogueiros contrabandeados de Burma, essa empresa não entende o conceito de trabalho remoto.

Jens Stoltenberg é Primeiro-Ministro da Noruega. Está preso em Madrid, por causa do vulcão na Islândia. No vídeo acima o jornalista da CNN pergunta sobre sua situação. O Ministro diz que tem um monte de meios de comunicação, tem um iPad “é excelente” e que não tem problema nenhum.

O jornalista insiste, pergunta se ele está fazendo malabarismo com suas responsabilidades, como um vendedor preso no aeroporto, com o telefone em uma das mãos e o computador em outra. O Ministro de novo diz que não, que é apenas uma viagem mais longa.

A entrevista segue e o Jonathan Mann não consegue aceitara idéia de que o 1o Ministro não está preocupado. Diz até que ele deve ter muitas “Responsabilidades Importantes”, como se o 1o Ministro da Noruega não estivesse ciente de suas responsabilidades.

A falta de visão de um jornalista transformou uma matéria “que legal, o 1o Ministro é um cara conectado” em quase “Que absurdo, 1o Ministro ilhado, Noruega prestes a entrar em colapso”.

Esse despreparo, essa incapacidade de abrir os horizontes e ver o que está acontecendo no mundo  mostra que é possível para um sujeito chegar a jornalista da CNN tendo a mesma visão tacanha do sujeito que pergunta se eu não durmo.

Antigamente isso era resolvido com uma frase-emblema de Geração Rock’n’Roll: Não confie em ninguém com mais de 30 anos.

Hoje, pela quantidade de idiotas jovens que vejo no Twitter, inclusive o que reclamou que eu não paro em casa, só vivo em bares, nem o aviso dos 30 anos vale. Portanto, fica a dica: Não confie em ninguém que acha que sabe como o mundo funciona, muito menos em quem acha que sabe como o mundo DEVERIA funcionar.


O Contraditorium vive de doações. Não veiculo anúncios no blog. Somente sua colaboração me incentiva a escrever artigos cada vez melhores, sem rabo preso com anunciantes, partidos ou militâncias. Prestigie essa liberdade, faça uma doação. Use o PagSeguro no botão abaixo ou via PayPal com o email cardoso@pobox.com. Caso você tenha uma carteira PicPay,meu usuário é @carloscardoso. Caso não tenha e queira uma forma de transferir pequenas (ou grandes, de preferência grandes) quantias sem taxas, é só se inscrever. Toda moeda é bem-vinda, desde que seja de país com luz elétrica e água encanada.

Leia Também:

  • Não tem nada melhor q trabalhar em casa!!

    As empresas deveriam considerar essa hipótese, o transito de SP iria agradecer!

    • Convenhamos, muitos funcionários não trabalham direito nem no próprio lugar de serviço, quanto mais em casa. Tenho um amigo que ficou um tempo trabalhando em casa, pq tava com o pé engessado. A mulher e os filhos não paravam de encher o saco dele, cada um pedindo uma coisa.

      .

      Moral da história: Na última semana antes de tirar o gesso, ele foi trabalhar de muletas.

      • Pow André, eu acho que é diferente uma situação dessas, onde o sujeito teve que trabalhar em casa de improviso, de uma situação onde você realmente monta um ambiente para trabalhar em casa.

        Eu acredito que para fazer isso de maneira séria, realmente é necessário separar um ambiente próprio na casa para isso. De preferência um cômodo com sua mesa de trabalho, com um pc e telefone disponíveis e que você realmente possa se isolar nesse ambiente, evitando a interferência desses problemas domésticos.

        Eu suponho que seja bem diferente do que aconteceu com o seu amigo.

        • "Separar um ambiente próprio na casa para isso".

          Concordo, Leonardo. Eu mesmo já fiz isso.

          Apesar de que trabalho fora, ainda dedico 3 ou 4 horas para trabalhar em casa. Ninguém me enche o saco, a não ser minha cachorra pitt bull que enlouquece cada vez que alguém bate na porta (que não atendo – há quem o faça por mim.)

          Trabalho fora das 22 horas até as 7 da manhã, durmo até as 15, almoço, vejo um filme e depois lico o micro, e o curculo se fecha as 20 e 30, quando me preparo para sair.

          No sábado viro a noite trabalhando no computador preparando trabalho para segunda feira quando vou atender uma firma, meu cliente há 16 anos, para a qual faço processamento de dados, correspondência e trabalhos com imagens, além de corel, photoshop e pagemaker.

          Atendo a firma das 13 às 18 e volto para casa para me preparar para trabalhar de noite na outra firma.

          Acredito que Cardoso tenha uma rotina diferente, mas sem dúvida, ele tam mais tempo para se conectar do que eu.

          É isso.

        • Desculpe os erros de digitação apresada, mas são as 19 e 43, e estou com a cabeça no próximo ponto da minha agenda.

  • ATÉ os ministros estão aderindo a moda twittee!

    muito boa!

  • Eu trabalho em casa, praticamente o dia/noite todo, não reclamo. A distância da minha cama pro meu local de trabalho é alguns passos. Vantajoso, sem dúvida. Única coisa que posso reclamar é, estou ficando bem gordo.

    Mas realmente, falar pros outros que você trabalha em casa, é como falar "eu trafico drogas". As pessoas ficam supresas, ou num grau de 'surrealismo', alguns acho que nem acreditam inclusive.

    Internet mudou o universo, e por incrível que pareça, muitas pessoas ainda não entenderam isso.

  • Isso é inveja, pois não é todo mundo que consegue fazer Home Office sem perder produtividade. É a teoria da piscina gelada:

    Um amigo seu pulou na piscina e ela tá gelada. O cara tá com os lábios roxos e fica dizendo "A água tá uma delícia, pula também". Depois que você pula vc diz "Filha da Puta". Na verdade ele não queria ver você em situação melhor que ele…

  • Daniel Penasio

    Muito importante esse assunto ser tratado por uma pessoa com experiência profissional e que é bem visto (ok, bem visto, no caso do Cardoso, é relativo). Esse tipo de coisa normalmente é associada a pessoas que não querem trabalhar.

    Finalmente vejo uma luz no fim do tunel.

    Muito bom.

  • Fabiano – salleh111

    A CNN estava preparada para fazer uma reportagem da linha "o caos aéreo e os transtornos" e foi supreendida. O que me deixa besta é que o jornalista não teve a visão de fazer um twist e reverter a situação! O ínfimo tamanho da mente, ao meu ver, esté, principalmente em ser pego de calças curtas e não conseguir sair de um roteiro pré programado, justamente como o Sr. 1° Ministro o fez. Triste!

  • Tudo isso é uma questão de sensacionalismo. Vender "SOCORROOOOOOOOOO, A NORUEGA ESTÁ INDO PRO BELELÉU!" é muito melhor pra "vender" do que "1º Ministro curte tecnologia".

    .

    As pessoas adoram um fatalismo.

    • Fred H.

      A mídia sempre quer o que vende mais. Mas no que concerne aos grandes veículos, costuma-se ir atrás das boas notícias ao invés de se distorcer uma notícia fácil.

  • Cardoso,

    e aqui no Brasil toda imprensa condenava o ex-prefeito Cesar Maia porque ele respondia email…

  • Silvia Masc

    Eu também trabalho em casa, e as vezes me irrito quando percebo pessoas mal informadas, desvalorizando o meu trabalho, até a família precisou ser catequisada, hoje batem na porta do escritório antes de entrarem.Mas confesso que eu preciso muito exercício de disciplina.Mas ter essa possibilidade em Sampa, é um paraiso, falar com diretores de multi em dia frio e chuvoso de pijama e pantufas, não tem preço.

    Cardoso,

  • Já trabalhei em casa, durante dois anos. Realmente era difícil para as pessoas compreenderem como alguém pode trabalhar em casa, mas acho que o meu caso era melhor aceito porque eu tinha horário certo.

    Mas visão tacanha, pelo visto, não é exclusividade do populacho. Se bem que pra ser repórter não precisa nem de diploma…

    • Para ser reporter não precisa nem de cultura, visto os absurdos que eles falam na TV.

  • Justo

    Vagabundo é a pessoa quando está disponível do seu trabralho, vigia o trabalho dos outros.

  • Anderson

    Sei bem como é isso. Minha esposa adoeceu e nós ficamos quase dois anos sem sair do quarto e de hospitais. Até hoje tem parente que não entendeu como eu pude sobreviver só com o computador. Vai desde gente que desconhece o significado de Auto-Atendimento bancário, débito automático, delivery, etc, e não "ir pro serviço"; até um dia que recebi a singela pergunta: "E por onde é que o dinheiro sai [do PC]?"…

  • Richard

    Achei que era o Dr. House na foto…

    • Legal, não sou a única! :D

      • E eu achei que era o Parreira!

  • Dentre os trabalhos possíveis de serem efetuados total ou quase totalmente de forma remota, certamente não está o trabalho político. É claro que se saímos de casa, pegamos um carro ou metrô pra ir ao trabalho que fica 20Km distante, e passamos o dia inteiro na frente de um computador, esse trabalho poderia ser feito em casa, inclusive sob melhores condições, eu diria.

    Mas não é esse o caso do Político. Política é influência, e influência querer presença.

    Entendo o Cardoso, realmente a tecnologia encurtou muitas distâncias e tornou dispensável a presença física em diversos casos, mas não nesse. Por mais que o primeiro ministro esteja amparado por seu ipad, em situações de adversidade passageira, tenho quase certeza de que é impossível governar a Noruega a partir de casa, de cueca e com o MSN ligado.

    • Eu acho que até certo ponto isso que você falou é verdade, para ser um bom político é preciso saber influenciar pessoas, mas por que eu não posso influenciar pessoas através da linguagem escrita ou mesmo através de audiovisual. Eu até concordo que talvez num momento de crise fosse mais importante estar lá no país pelo qual você está atuando politicamente, mas eu acho que num caso de emergência é válido utilizar a net para se comunicar, seja por escrito seja por vídeo-conferências.

  • O bom e velho Home Office virou Any Place Office, eu sou completamente favorável desde que o funcionário comprove que seu desempenho não é reduzido por conta dessa "facilidade".

    Eu tenho a opção de simplesmente não ir para o escritório (no centro de SP) qualquer dia da semana e ficar trabalhando de casa (com isso acordo 3 horas mais tarde e fico livre para fazer o que quiser 1 hora e meia mais cedo) mas isso tudo se deve ao fato de não ficar reclamando de coisas do tipo "ai, a empresa não reembolsa o meu gasto com telefone e internet em casa…" além disso eu já demonstrei que meu rendimento até melhora quando minha sala é meu quarto :)

    Mas basta abrir os IMs da vida que vem alguém falando "olha o vida boa trabalhando de casa…"

  • Andir

    Mas pera. 0530 e você na internet? Não trabalha não, Cardoso!?

    Eu. INFELIZMENTE não tenho disciplina para esse tipo de trabalho, é o que eu sempre discuto com o pessoal do escritório.

    Acho que eu necessito do ambiente caótico e da motivação alheia para manter meu serviço. =~~

  • Pertinente.

    Mas acho que o coitado do jornalista só queria fazer notícia.

    • Senhoras e Senhores, um exemplo de Mente Pequena.

    • Ai é que tá ele queria "fazer" a noticia e não apenas "reportar" a noticia que é a real função do "reporter"!

      • "Fazer" notícia não é o mesmo que "noticiar".

        O bom jornalista não critica o entrevistado.

  • @acustodio

    Eu "sofro" com isso, tem muitos amigos de infância que acha que eu não faço nada da vida, só pq nunca tive um trabalho "formal" em alguma empresa da pequena cidade onde moro, uns meses atrás um amigo pergunto: "E aew o que anda fazendo? Só de boa?" Meio que insinuando que eu não trabalho e só fico em casa sem fazer nada. Com isso completei: "É, só em casa, sossegado"

    O pior de tudo é que isso não é da conta de ninguém, por que as pessoas ficam intrigadas em ver outra que "só fica no computador" e ainda assim se sustenta? Acho que de certa forma algumas pessoas tem inveja e não aceita o fato da outra se dar bem nesse meio "fácil" de viver.

    • Renato

      Também passo por isso. O meu escritorio de contabilidade é nos fundos de casa só separado pelo quintal. Como esse povo de cidade pequena não sabe o que é contabilidade, eles acham que pra trabalhar tem que sair de casa, chegam até perguntar "com que dinheiro você comprou esse carro?" respondo que tenho uma arvore de dinheiro no meu quintal.

  • Trabalho em casa também, melhor coisa que aconteceu na minha vida. Mas realmente tem gente que acha que você não trabalha, isso enche mesmo.

  • Guilherme

    Cardoso sabe porque gosto tanto do seu twitter? Vc nos mostra, todos os dias, como o brasileiro é mediocre, alienado, ignorante e decadente.

  • Empregadas doméstiscas ficam o dia todo em casa. E nem por isso as pessoas acham que elas tem um trabalho moleza.

    … desculpem por essa piadinha escrota, não resisti.

  • Quem me dera ter um trabalho do tipo home office. A estrutura de trabalho atual, batendo cartão e trabalhando em horário fixos em um local fisicamente determinado nem sempre é o mais eficiente ou mesmo agradável. Aqueles que trabalham em home office sempre tem seus problemas, mas tem a chance de serem mais maleáveis em seu próprio tempo, produzindo melhor dependendo da área de atuação.

  • Pedro Júnior

    PQPQ! muitas respostas as 5 da tarde, 10 da noite, uma da manha e assim por diante…

    SERA QUE NINGUÉM AQUI TRABALHA/DORME?

    sahsauhsu

    brincs, …

    Lhe compreendo perfeitamente, eu não trabalho em casa, mas sofro com perguntas do tipo "você não trabalha?" por mandar um e-mail descontraido em horário de expediente…

    e perguntas "você não dorme?" por responder algum recado as 3 d amanhã…

    também há gente que jura que eu não tenho vida pessoal, visto que eu trabalhei ontem que era feriado… ¬¬

    gente estagnada no tempo com aquele velho conceito de 8 horas de trabalho, 4 de estudo caso estude, ou 4 horas de televisão, 8 horas de sono e o que sobrar para refeições e deslocamentos… ¬¬

    PARADOS NO TEMPO!

  • Michel Luiz

    Na IBM é bem comum ter gente trabalhando em casa, ou, mais comum ainda, o pessoal que fica metade em casa e metade no escritorio. Eu particularmente acho sacal trabalhar SÓ em casa, mas ter a opção de ficar 2 dias por semana em home office, pra mim, é o ideal. Pior que, antes eu achava que só meus pais estranhavam isso, mas agora ta claro que meus amigos (ger. Y, uau!) também não entendem esse conceito. Ouço direto a clássica pregunta: 'Vai trabalhar amanhã ou ficar em casa?' .. rs

  • Isso é verdade. Sinto na pele a mesma situação. Trabalho em casa e sempre que menciono o fato sinto "olhares" de reprovação. Sem contar as piadinhas de parentes e amigos que acham "uma moleza" o que eu faço. A coisa fica ainda mais feia quando o sujeito ganha menos do que eu e acha "o cúmulo trabalhar de sol a sol" e eu ainda ganhar mais "para ficar de bobeira em casa".

    Dizer o que de alguém assim?

    Simplesmente ignorar e rir internamente de sua mediocridade.

  • Vinicius_K

    No momento não trabalho mais em casa, mas durante um bom tempo trabalhei. E muito ao contrário do que pensam, trabalhar em casa exige muita disciplina, é muito mais difícil do que estar preso em um cubículo obedecendo ordens de um supeior das-oito-as-seis. Exige muito mais capacidade do indivíduo, e infelizmente a mediocridade que persiste na mente das pessoas, as direciona para o preconceito. Por que elas não possuem capacidade de trabalhar em casa, assumem que qualquer um que o faça, fica a vadiar o dia todo.

    Infelizmente ainda está longe de mudar.

  • Fábio

    Cardoso, o jornalista estava fazendo o papel dele. Se o Sr. Jens Stoltenberg desse a impressão de que apesar dos problemas estava tudo bem, a matéria não chamaria atenção e os anunciantes não gostariam. Tudo é uma questão de dinheiro, sempre é.

    Ficaria surpreso se um dia a Fox News ou a CNN dessem uma noticia do tipo: O estado de alerte é verde, fiquem todos tranqüilos e aproveitem suas vidas da melhor forma… .

  • Fenyang

    Garanto que ele não estava com msn aberto dando alt+tab no twitter a cada 3 minutos.

  • DOC

    parabens pelo post!interessante

  • O texto foi excelente até a prepotente última frase.

    Vc passou o texto todo discorrendo sobre "como o mundo deveria funcionar" e depois fala pra "não confiar em ngm que acha que sabe como o mundo deveria funcionar"…

    Aí confundi =/

  • Nossa…Quase todos os dias ouço isso! Ninguém acredita qdo eu digo q trabalho, pois a maioria me ver mais em twitter, face e orkut. Mas o interessante é q essas pessoas realmente ainda n tem a noção do que é a socialização virtual, a maioria ainda pensa q twitter, face ou orkut são ferramentas de mera diversão, como se fosse um PS3. A matéria veio mto a calhar!

  • Alessandro

    Nenhum conjunto contém a si mesmo.

    ;)

  • Pingback: Entrelinks 27 – Os melhores posts dos melhores blogs()

  • Existe alguma bolsa de apostas sobre quanto tempo de vida terá o Twitter?

    "Não confie em ninguém que acha que sabe como o mundo funciona, muito menos em quem acha que sabe como o mundo DEVERIA funcionar"

    Pode deixar, não confio a muito tempo :D

  • Jens Stoltenberg nao poderia usar o iPad dele, ainda nao è vendido na Noruega e ele tinha que passar pela ALFÂNDEGA. rsrs. O ministro fez uma longa viagem porque ele estava preso em New York. viajou ate Madrid e de Madrid veio de carro para Noruega, com ajuda do twitter, ipad, iphone e etc. O povo foi dando dicas de como chegar mais rapido na Noruega. Ele poderia administrar a Noruega toda com seus aparelhos. Esse è um paìs tecnologico. Tudo està no computador, na internet, a internet funcionam ate no meio do mato. no meio do oceano e etc.

  • orozimbio

    Q: "você só fica no Twitter" você não sai?".

    R: "Não, meu trabalho é dar trabalho às pessoas que cuidam da vida alheia"

  • Caros,

    Já imaginei que um cara como o Cardoso não fazia nada. Ficava de bobeira, fazendo p! nenhuma na internet, mas hoje, entendo muito bem que a coisa toda é bem diferente.

    Foi preciso por a mão na massa para vislumbrar a realidade (e só uma parte dela).

    Após iniciar um projeto pessoa (podcast) pude constatar: Manter um blog, podcast ou semelhante, por exemplo, de forma descente, demandam tempo, atenção e invariavelmente uma boa parcela do seu precioso tempo pessoal. É um empreendimento.

    Se alguém arrisca dizer o contrário, sugiro: Procure conhecer um pouco melhor o trabalho de caras como o Cardoso. Se mesmo assim você não se convencer de que o que ele faz é um trabalho (no sentido literal da palavra), desafio essa pessoa a tentar fazer igual.

    Forte abraço.

    Luciano Laranjeira

  • Muito bom o texto!

    Pior que me deixou envergonhada.

    Envergonhada de ter vergonha de dizer que "sim, eu trabalho em casa. Não, eu não tenho horários regulares, eu trabalho até as 4 da manhã e sim, eu vivo no twitter".

    Independente no trabalho, mas ainda se livrando de alguns valores. Faz parte da revolução.

  • Também estou trabalhando em casa. E decidi fazer algo para ajudar outras pessoas que buscam informações de qualidade, mas não têm tempo de pesquisar na Internet ou nos livros. Acabei de lançar e estou disponibilizando gratuitamente um guia de Fotojornalismo, que ensina os primeiros passos para produzir fotos de qualidade e dá dicas de como transformar estes conhecimentos em uma possibilidade de renda. Desde já agradeço quem der uma força e fizer uma visitinha ao guiazip.wordpress.com. Muito obrigado!

  • Parabéns pelo texto. Eu nunca tive um trabalho "formal" daqueles de picar o cartão. Sempre trabalhei por conta e a maior parte do tempo praticamente em casa. E sabe que sempre aparece a fatídica pergunta "que você anda fazendo" quando veem andando pelo centro da pequena cidade que vivo de bermudão, passando pela praça? Mal sabem as mentes pequenas que meu negocio vive na internet, quem trabalha pra mim é meu site, que atende o cliente, ele escolhe o que quer comprar, bota no carrinho e finaliza a compra. Paga, eu confiro e envio o produto e pronto final. Mas diga isso pra alguns tapados, que eu fico acordado de madrugada (e durmo na parte da manhã) preparando os pedidos do dia para enviar no dia seguinte, muito fazem aquela cara de "paisagem" ao ouvir isso.

    Outro já preferem me taxar de vagabundo por acordar ao meio-dia, mas mal sabem que eu ralei a madrugada toda fabricando em embalando o que vendo.

    Pra muitos, ainda não caiu a ficha que você pode perfeitamente sobreviver e ganhar o seu rico dinheirinho atraves de 100% internet.

    Tem mais uma coisa que me deixa muito puto, aquele cara que entra no meu site, vê os produtos e não tem a CAPACIDADE de por quantidade, clicar em ok e finalizar a compra, não… esses tem que LIGAR no telefone e querem fazer a compra verbal, no sistema de 1900 e guaraná de rolha.

    Eu simplesmente AMO os chineses que vendem no ebay, eu compro, pago no paypal e recebo em casa, e isso sem trocar UM PUTO de ume mail com o cara.

    O povo ainda tem muito que aprender que emprego ou mesmo loja hoje em dia não é só aquela que tem uma porta com uma bela fachada ali na rua principal da cidade. E que você tem que madrugar pontualmente todo dia pra picar a porcaria do cartão.