10 desculpas esfarrapadas para não ser bloqueado no Twitter

Estou eu feliz alegre e serelepe tomando Salinas, quando chegou em casa e descubro uma provocação (no bom sentido, de dentro pra fora) do Nick Ellis, me indicando este post “10 razões para não bloquear alguém no Twitter“. Eu poderia simplesmente ignorar, afinal de contas a autora é claramente uma “especialista” em mídias sociais. Vejam o perfil da figura, ela tem 32.301 seguidores, seguindo 29.108 pessoas.

Isso, DE CARA é sinal de usuário de script OU de perfil followback, usando a estratégia de seguir todo mundo que segue de volta. Isso garante pelo menos 70% de retorno, ou seja: A cada 10 pessoas que você segue indiscriminadamente, sem sequer saberem quem você é, sete seguirão de volta.

Mesmo assim, acho que vale uma refutação mais detalhada dos argumentos, pois a Internet está se tornando terreno fértil para esses “especialistas” que não conhecem nossa realidade e ganham relevância quando são replicados por gente mais ingênua.

Vejamos então como os argumentos da iludida especialista para não bloquear alguém no Twitter se comportam no mundo real:

1 – Todo mundo merece uma segunda chance

Lindo, poético. ela diz que o sujeito vem, pede desculpas e aí somos todos amigos. Perfeito, mas na prática não acontece. idiotas não pedem desculpas, eles acham que estão certos, SEMPRE. Um bloqueado NUNCA cai em si e corre atrás de perdão. O primeiro ato após o block é começar (mais precisamente, continuar) a xingar e atacar o autor do block.

Manter um sujeito merecedor de block ativo significa poluir sua timeline. Pior ainda, significa que você está dando espaço e tempo a um sujeito que PODE merecer uma segunda chance, espaço e tempo que você deveria estar dedicando a um monte de gente que merece uma PRIMEIRA chance.

2 – O Twit deles foi motivado por um dia ruim

Todo mundo tem um dia ruim. Alguns são uma boa merda. Nos meus piores dias já briguei com amigos, magoei quem não merecia, mas em momento algum JAMAIS destratei desconhecidos. Meus garçons, manobristas, cozinheiros, barmans não têm nada a ver com meu dia ruim. Se um AMIGO me trata mal em um dia ruim, eu entendo perfeitamente. Não é o caso. Eu estou pouco me fodendo se é o pior dia da vida do sujeito. isso não dá a ele o direito de entrar no Twitter e me xingar.

3 – Você está tomando uma decisão emocional? Vai conseguir dormir depois disso?

Vou. Não conseguiria dormir é se minha vida fosse tão vazia a ponto de bloquear alguém no Twitter afetar meu son

[atualização] – foi-me visto notar que a autora usou a expressão “can you sleep on it”, que não altera o sentido original da primeira pergunta, mas deixa de ser um apelo à consciência (aquilo que o Xerife Lucas Buck diz ser apenas o medo de ser apanhado) e se torna uma ênfase da primeira idéia, da precipitação. Não, mula manca, esperar 24h não vão fazer uma miguxa fã do Fiuk que me manda 50 mensagens com ameaças de morte parecer mais racional e menos digna de block.

4 – Álcool pode estar envolvido

Se beber, não tuite, Se tuitar, não beba. Sério, enquanto alcoólatra juramentado, bebedor contumaz ou com qualquer outro que apareça pra convidar, eu ODEIO bêbado inconveniente. Dão má fama à categoria. São chatos, fazem barmens regularem drinks no final da noite, fazem mulheres ficarem temerosas, fazem mal até ao fígado.

Em qualquer país decente um crime cometido sob influência de álcool é considerado pior que um crime simples Se álcool é agravante para tudo, porque diabos deveria ser atenuante no Twitter? Assuma suas atitudes, bêbado ou são.

5 – Podemos ter entendido o twitter fora de contexto

Ah, claro. Filho da puta, babaca, etc, é tudo fora de contexto. Qual mesmo a desculpa? Ah sim, “eu estava sendo irônico”.  Ninguém bloqueia ninguém por falta de contexto. Bloqueamos por comentários agressivos, ofensivos e provocações gratuitas.

6 – Saiu sem querer

Essa é hilária. A mulher diz que não devemos bloquear alguém pois pode ter sido um deslize, o sujeito falou algo e em seguida pediu desculpas, não era pra ter dito. Então vejamos: O sujeito diz que sou um merda, mereço a morte, bla bla bla, mas foi sem-querer, não era pra ter tornado pública a OPINIÃO dele, e por causa disso não merece block? Desculpe, se eu não quero manter contato com quem publicamente não me respeita, que dirá com quem me despreza em segredo.

7 – Você nunca sabe

Essa eu tenho que traduzir quase na íntegra: “Você nunca sabe o que está se passando do outro lado do tuit de alguém. Eles podem estar em uma situação ruim e você não sabe. A conta de twitter deles pode ter sido usada pelos filhos, eles podem estar usando o Google Translator e não está funcionando, eles podem estar em um relacionamento ruim e isso está causando stress”

Sério, FODA-SE, FODA-SE MUITO. Ema ema ema, cada um com seu problema. Não é minha função achar justificativas loucas para um idiota vir me xingar no Twitter.

8 – Perdão é sempre o melhor caminho

9 – Você tem seguidores sobrando?

Não, definitivamente não. Por isso mesmo valorizo muito cada um que me segue, leio todos os replies, conheço (interneticamente falando) cada um deles, em minha mente estamos todos conversando. Ao bloquear um idiota estou abrindo espaço para meus seguidores legais. Descobri que os leitores ODEIAM brigas, não acham graça em longas e estéreis discussões. É perda de tempo para todos os envolvidos, menos o débil mental que tem como único prazer na vida brigar no Twitter para mostrar aos amigos brigões como é o Fodalhão que xingou muito o Cardoso.

Eu não tenho seguidores sobrando, Diana. Não sou usuário de script como você. Por isso mesmo bloqueio sem dó qualquer um que atrapalhe minha interação com meus seguidores legítimos.

10 Karma

Karma, não vou fazer analogia com Nosso Lar. A explicação é bem mais terrena. Segundo a scripteira, “Tome cuidado para Não bloquear alguém apenas porque você quer magoar, chamar a atenção ou ser chato. Se você fizer isso, atrairá o mesmo tipo de seguidores”. Como assim, Bial? Alguém bloqueia para chamar a atenção? E como isso fará com que você atraia gente que também bloqueia indiscriminadamente? Não faz sentido. É como dizer que celibato é hereditário.

Conclusão: A cidadã não tem uma experiência real de Twitter, é uma usuária de scripts que usa o serviço como fonte de spam, nada mais. Confira o Twitter dela, não interage. 90% das mensagens são linkspam, o resto são  “obrigado pelo elogio”. É fácil você pregar regras de comportamento irreais no Twitter se você vive uma existência irreal. É só ignorar todo mundo, em uma vibe esquizofrênica, acreditando que trolls não existem. Na prática não funciona assim. Interagir com todo mundo tem seus preço, um preço muito caro, que é lidar com idiotas.

Você pode ser realista, admitir que existem pessoas cuja única atividade no Planeta é aporrinhar os outros, ou pode achar que todo mundo é bonzinho e gastar seu tempo achando justificativas para o sujeito que nunca te viu antes mas saiu ofendendo você, seu trabalho e sua família.

Eu sinceramente não acho que esse tipo de gente mereça esse tempo. Prefiro bloquear e me dedicar a gente de melhor nível. Até porquê, se mal consigo justificar os MEUS atos, vou me preocupar em justificar o dos outros?


O Contraditorium vive de doações. Não veiculo anúncios no blog. Somente sua colaboração me incentiva a escrever artigos cada vez melhores, sem rabo preso com anunciantes, partidos ou militâncias. Prestigie essa liberdade, faça uma doação. Use o PagSeguro no botão abaixo ou via PayPal com o email cardoso@pobox.com. Caso você tenha uma carteira PicPay,meu usuário é @carloscardoso. Caso não tenha e queira uma forma de transferir pequenas (ou grandes, de preferência grandes) quantias sem taxas, é só se inscrever. Toda moeda é bem-vinda, desde que seja de país com luz elétrica e água encanada.

Leia Também:

  • Apesar disso tudo, Cardoso, eu a levaria para a cama. E quem sabe, entre um momento e outro, eu poderia explicar à ela qual é a real do twitter!!! :)

  • Wes Nunes

    Mas e na vida real mesmo? Não tem Block Button. E aí? haha

    Finge que não aconteceu nada e sai andando? Seria o equivalente a dar block no Twitter…

  • Boa, Cardoso! Destrinchou o texto todo da "tia" aí.

    Parabéns pelo post e obrigado por não me bloquear. rs

  • Caraca! Pollyana em quadrinhos? Esse mundo tá perdido. Tomara qu3e caia logo um meteoro nesta merda e comecemos tudo de novo.

    "No início era o Verbo. O espírito do RNA pairava sobre a água…"

  • Cris Salomão

    Simplesmente concordo com suas 10 contra-argumentações. Show!

  • Uber

    Boa, Cardoso!

    A resposta 8 foi a melhor!

  • Guilherme Nascimento

    Cardoso, só discordo do seu entendimento da terceira regra.

    "Can you sleep on it?" não é: "você vai poder dormir com isso?" e sim "você pode fazer isso depois de dormir?". A ideia é que você deve ir dormir e, no dia seguinte, avaliar se a pessoa merece ou não um block. Diz ela que na maior parte das vezes você verá que a pessoa é irritante para caramba, mas não merece um block (ser irritante pra caramba não é motivo para block ONDE?).

  • Pierre

    Cardoso, faça o seguinte:

    Compre um bloquinho e anote o nome de todas as pessoas que te ofenderam ou incomodaram por alguma coisa, anote junto qual foi o motivo e então deixe a pessoa lá, sem bloquear (se ela continuar incomodando, saia do twitter e não volte mais naquele dia).

    Aí uma hora antes de dormir, reflita sobre todos os nomes no bloquinho e decida se devem ser bloqueados ou não.

    Aí você vai no twitter e bloqueia os que achar que devem ser bloqueados.

    Você perderá uma hora por dia, mas poderá manter a razão de viver de todas estas pessoas.

  • Pingback: Tweets that mention 10 desculpas esfarrapadas para não ser bloqueado no Twitter -- Topsy.com()

  • Dulce

    Cardoso, se eu te xingar muito no twitter, vc vai me bloquear? hahaha

    Texto muito bom!

  • Pingback: 10 desculpas esfarrapadas para não ser bloqueado no Twitter — Os melhores links dos melhores blogs Entrelinks()

  • Acho que o pessoal não entende que twitter/blog/etc. é uma democracia com um ditador no topo, que a preocupação do autor não é agradar todo mundo (aliás, o único que tentou isso foi para na cruz), mas sim produzir um material que seja relevante para si e para o seu público.

    Nosso papel como autores de conteúdo é como dos mediadores de debates: deixar o ambiente limpo e saudável para saia alguma coisa construtiva dali. E se uma pessoa só faz críticas sem embasamento, fica de mimimmi e umbiguismo, block neles mesmo!

    "Se eles não blockam, eu blocko!" XD

    Um super abraço,

    tio .faso

  • Gostei do texto, Cardoso.

    Concordo com tudo.

    Muito bem explicado.

    Jà tive alguns trolls me incomodando, mas agora parou.

    Vai ver que não sou importante.

    Vida Longa e Próspera!

  • Cara, sobre o item 4, achava que eu era o único que pensava assim. Algo cometido sob efeito de álcool pra mim serve como agravante e não atenuante. Se o cara fez aquilo bêbado, azar, se tivesse tido um pouco de controle pra não encher a cara talvez não tivesse feito a burrada, então SFA.

    • Guilherme Nascimento

      Ha, o direito penal concorda com você! Cometer crimes sob o efeito do álcool não atenua a culpa, como muitos pensam, mas sim a agrava.

      • Como não sou da área, não tinha essa informação mas é bom saber disso :)

  • eduardo

    "Alguém bloqueia para chamar a atenção?"

    "Ninguém bloqueia ninguém por falta de contexto."

    Na primeira questão você o faz. Fez comigo por uma correção quanto ao termo "corrão". E anunciou como vitória ter bloqueado mais um.

    Na época, recém ingresso no twitter, e desconhecedor da "linguagem" da internet para chamar a atenção, como a palavra em questão, você replicou uma moça com um facepalm e me deu de presente um block. Pelo mesmo motivo. E isto que não foi feito, o reply corrigindo, de forma agressiva. "Contraditorium", no mínimo.

    Seria isto um contexto plausível para um block?

    No meu entendimento, não. Na época até desculpa por desconhecer estes artefatos para chamar a atenção dos leitores eu pedi. Em vão. Mas o twitter é seu, então…

    A propósito, hoje já conheço este texto:
    http://www.formspring.me/alinebicudo/q/812301105

    A resposta foi bem esclarecedora, mesmo não sendo eu o autor da pergunta. E infinitamente mais intrutiva que um block.

    Bom dominmgo.

    Att @_educosta

    • Não é minha função ser didático ou instrutivo. Não sou seu professor de twitter.

      • eduardo

        Não pedi que fosse meu professor. Porém quando trata dois seguidores pelo mesmo ato, de maneira distinta, todo seu discurso para com os teus seguidores legítimos não passa de hipocrisia.

    • A cada vez que alguém faz uma piadinha com "contraditorium" um ewok ressuscita. Pensem nisso.

  • Luciano

    Boa Cardoso! Vale mais a pena ser considerado um chato, mas interagir com os seguidores, do que ser "legal" e não conversar com ninguém.

    Aliás, toda vez que eu vejo você bloqueando alguém que perguntou "vc não dorme?", entre outras bobagens, eu fico imaginando o saco que deve ser isso. Haja paciência!

  • Arrasou! Esta frase foi perfeita:

    "a Internet está se tornando terreno fértil para esses “especialistas” que não conhecem nossa realidade e ganham relevância quando são replicados por gente mais ingênua"

    Como eu disse no Twitter, tem sido duro ver tanta gente medíocre se destacando na internet…Sim, essas pessoas andam ganhando relevância :(

  • Concordo realmente que bloquear um usuário oxigena a timeline e isso precisa ser visto como "baixa de guerra" em favor de algo maior! Eu gosto de seguí-lo e nem tudo o que diz eu concordo, mas isso não justifica que eu tenho o Direito de ofendê-lo por conta de uma incompatibilidade de opinião. O fato é que dar voz à que não entende isso só faz dar munição para continuar sendo ignorante (lê-se ação de ignorar) e continuar achando que não está errado.

    Eu me identifico com o item 6 (saiu sem querer), pois sou o "Rei do falei e me arrependi", mas também entendo que dentro de uma rede é fundamental ter pelo menos "tato" para pensar um segundo antes de falar, e fora que ninguém é bloqueado por que falou algo sem querer e sim por que falou muita merda!

    Parabéns pelo artigo mais vez!

  • Às vezes penso que se está perdendo a noção, do que é real e virtual. Perder o sono poder dar (ou sofrer) um block no twitter? Ponto pro texto do Cardoso, "Não conseguiria dormir é se minha vida fosse tão vazia a ponto de bloquear alguém no Twitter afetar meu sono."

  • Nailson

    Só gostaria de saber do motivo de vc ter me bloqueado no twitter (@nailson). Que me lembre nunca te ofendi, mas caso isso tenha peço desculpas.

  • Cardoso, só aqui entre nós: ficas nesse papo aí mas o teu critério pra block é praticamente aleatório. Depende do teu dia, da foto do perfil do cara, se acabou o teu papel higiênico, se a tua mãe te obrigou a remover a barra do Ask.com do IE6 dela.

    Mas ao contrário do trollzinho salsa de cada dia minha opinião sobre isso é foda-se. Fui bloqueado (nem sei porque, algo com ciganos), e paciência. Não é isso que vai foder com a minha ferramenta de trabalho. Tenho vida fora do Twitter, também tens (tens, né?), todo mundo deveria ter. E dá pra te acompanhar no Twitter, Meio Bit e Contraditorium via RSS.

    Esse pessoal que fica trancando o saco na gaveta desesperado pelo teu block merece mesmo ficar bloqueado. E aqueles que tu bloqueaste quando acabou o teu papel higiênico também. E foda-se.

  • "6 – Saiu sem querer"

    Imagine só se "Desculpe querido, ENTROU SEM QUERER" valesse como desculpa para chifre???!!

  • Wagner

    Eu fui bloqueado por uma brincadeira irônica (bem óbvia, inclusive – aliás, foi muito sem graça -). Pra você isso foi uma desculpa esfarrapada, mas veja só, não deixei de ler o seu blog, nem deixei de apreciar o que escreve. Se fosse só mais um filho da puta, pode crer que eu nem comentaria por aqui.

    Mas não vim pra reclamar nem pra fazer choradeira, só pra expor algo que achei interessante. Na sua pressa por bloquear todos aqueles que puder (fora "os bródi"), certamente você esnoba pessoas que realmente curtem o seu blog. O que é problema exclusivamente seu, então, continue feliz com o que faz.

    Abraço.

  • Tem 01 mês que ando afastado do Twitter, sem tempo mesmo, como diria o Bonner, mas depois do post do Cardoso terei que voltar. Seja o que Deus quiser!

  • Prof. Pasquale

    Olha o morróida te zuando…

    http://www.morroida.com.br/analise-socio-economic

  • Ontem, bloqueei um cara no twitter. Pelo que andei lendo nos comentários, criei um traumatizado. Buscarei a "paz do senhor" e me arrependerei de minhas más ações…

    Lembrem-se… há vida fora do twitter, como aliás o texto bem ressalta.

  • Jonas

    Sério, sem querer fazer qualquer tipo de mimimi, mas é esse exatamente o meu ponto de vista -> http://www.morroida.com.br/analise-socio-economic

    Não uso muito o Twitter para "interagir" com pessoas, só entro la pra ficar lendo as atualizações de quem eu sigo, e realmente gosto dessa ideia de você poder seguir e ser seguido apenas por quem quiser.

    Só que esse botão de block, ao meu ver, é a mesma coisa de jogar um pano preto em cima pra fingir que não está acontecendo nada.

    Enfim, me reservo de mais comentários pois, como disse, meu ponto de vista se resume ao que está escrito no post acima.

  • Eu também gostei a numero 8, parece ser a mais eficiente.

  • Diego

    Twitter é uma ferramenta de comunicação ppl, pra que todo esse mar de desculpas, palpites e opiniões?

    Se o Cardoso bloqueia ou não, problema é dele, a conta é dele, o pc é dele e pronto.

    Isso aí que essa moça aí fez é achar cabelo em ovo pra acabar gerando buzz pra quem não tem como aparecer de forma construtiva nessa Internet com uma legião de usuários de computadores do milhão.

    O que mais me desanima como profissional da área é saber que a Internet (Twitter, Orkut, Facebook, etc) nada mais é do que o reflexo da falta de educação existente na RL.

    Trolls, mal educados e pessoas que não tem nada pra fazer tem aos montes por aí, não é exclusividade na Internet.

    Twitter é meio, virou moda e como falta a sensibilidade de saber como utilizar, acontece isso.

    Eu sinceramente, cago, se o Cardoso ou qualquer um vai me bloquear ou não (até porque o conheço somente na Internet, leio seus tweets e pronto), acho que se você não quer ser bloqueado no Twitter nem na vida real, seja educado e construtivo. Assim as pessoas quererão você por perto.

    []s.

  • _

    Twitter is serious business.

    Sinceramente, acho que você passa tempo demais se preocupando com isso.

    Anyway, como você mesmo disse: ema, ema, ema, cada um com seu problema.

    • acredite… vc será bloqueado pelo cardoso.. já posso ouvir o "BANG!" ecoando aqui por perto..ahauhahuahau

  • Pingback: Para passar o tempo… « Contos Diaristicos()

  • Nilson Frota

    Cardoso, eu nao ligo se você me bloqueia ou nao no twitter. nem te sigo, você só é um gordo babaca.

    • Liga sim, tanto que vem aqui ver o que eu escrevo. Você é minha BIATCH, aceite.

  • auahauhauahau.. @nilson frota, vc conseguiu me fazer rir alto aqui.. rssr.. :-)

  • Eu sei que se usar bem o Twitter você pode ter um grande retorno de visita ao vosso blog.

    Twitter pra mim é moda e o que é moda logo passa, quero ver daqui um ano se o Twitter vai ta com a mesma pegada. Mais não tem problema né não? usando Twitter para ganha visita é o que importa, mais se o Twitter não tiver com a mesma pegada sempre surge outro que vira moda.

  • I am the original author of this article. I check back here every now and then to read the comments on this page and they always makes me laugh. Just for the record, I follow every person on Twitter back by hand, I don't use any kind of service or followback script.

    And, I never claimed to be an expert on anything. However, I kinda like being called a Pollyanna, trust me, I've been called a lot worse things than that. Hahahaha Cheers and Happy blocking!!! ;)

    Diana Adams

    @adamsconsulting

    • hahahahahah congratulations for the fairplay.

  • usar bem o Twitter você pode trazer um grande retorno ao nosso site.

    Rede de proteçãoTelas de proteçãoVarais

  • SEO

    O Twitter pode ser usado de duas formas: falar besteiras aleatórias.
    Ou uso profissional. Ambos são importantes!

    Master Geminis
    Redes de Proteção