E @OCriador se deu mal na Palestina

O caso é assustador: Walid Husayin tem 26 anos, boas chances de não fazer 27 e é um pacato filho de barbeiro na cidade de Qalqilya, na Palestina. Online ele é nada menos que Deus. Ao menos era assim que se apresentava em diversos grupos no Facebook.

Ele chegou a ter 70 mil visitas no blog, onde pregava mensagens anti-islâmicas, descrevendo a religião muçulmana como “fé cega que cresce, toma a mente das pessoas onde há irracionalidade e ignorância”.

Para provar que o discurso ateísta de Walid era totalmente sem fundamento as autoridades da Religião da Paz™ prenderam o cidadão. Ele está sendo acusado de “insultar a essência divina”, crime que segundo a Lei Islâmica pode pegar até prisão perpétua.

Nem todo mundo concorda com o caso, vários moradores da cidade demonstram seu entendimento da mensagem de Paz, Amor, Compreensão e Perdão do islamismo, contestando a possível pena de Walid. Abdul-Latif Dahoud, morador de 35 anos acha que não deve haver prisão.

“Ele deve ser queimado até a morte. A execução deve ser em praça pública, como exemplo para os outros”

É isso aí, vamos ver se assim esses ateus param de vez de espalhar mentiras sobre o islã, acusando a nobre religião de intolerante e radical.

Fonte: Allfacebook


O Contraditorium vive de doações. Não veiculo anúncios no blog. Somente sua colaboração me incentiva a escrever artigos cada vez melhores, sem rabo preso com anunciantes, partidos ou militâncias. Prestigie essa liberdade, faça uma doação. Todo valor é válido, o que vale é a intenção e o seu cartão de crédito passar. Use o PagSeguro no botão abaixo ou via PayPal com o email cardoso@pobox.com. Toda moeda é bem-vinda, desde que seja de país com luz elétrica e água encanada.

Leia Também:

  • E o Cardoso está de volta com mais um curto pero excelente texto para arrebentar detectores de sarcasmo em todo o país!

  • Aprendam crianças, se querem evitar a crimideia usem uma cacetada de proxys. Senão uma hora gentis agentes irão bater em sua porta e aplicar medidas disciplinares.

  • Pois é. Isso sim é a descrição de 'fundamentalismo'. Triste…

    (Será que teremos opniões calorosas de que o Cardoso acredita que o islã seja nobre e não radical, nesse caso? Afinal, têm certos tipos de humor que é incompreensível à alguns. rs)

  • Religiões não são ruins. O problema são os religiosos.

    • Grande verdade!

    • Geralmente é o contrário. Os islâmicos estão fazendo o que manda o corão. Na bíblia há até um trecho em que se ensina a bater no seu escravo sem deixá-lo inválido.

      Ou seja, ainda bem que moramos em um país onde a religião não é mais tão levada a sério.

  • Concordo com a fala do André. O problema são os religiosos.

    Engraçado foi o adsense que apareceu na minha visita: "Visite Israel: você nunca mais será o mesmo. http://www.holyland-pilgrimage.org". Soou tão convidativo…

  • Pior de tudo além de fundamentalistas, são mal humorados, kkk!

  • Trak Trak Trugui

    Ué, será que lá não tem uma "lei" do tipo: "amar o próximo como a si mesmo".

    será de deus escreve leis" diferentes para cada povo… kkkk do tipo: "morte ao traidor"? Como minha vó dizia "temos que temer os vivos, pq os outros estão mortos ou são pura ficção".

    Lá pessoas morrem por causa da religião, aqui os espertos ficam ricos com religião, em ambos os casos a grande massa ignorante de população paga, ou pra ver sangue ou simplemente pagam $.

    • não têm, mas não faz diferença. Que o digam as Cruzadas e a Inquisição.

      • Adalberto Felipe

        É Cardoso, masn o caso das Cruzadas, tem uma coisas que os livros de histórias não ensinam, pois elas foram um ataque mais para se defender dos islâmicos que estavam crescendo e convertendo impérios a força e já estavam ameaçando invadir a Europa. Tem muita coisa que os esquerdistas falam sobre as Cruzadas, que não são verdades, mas a mídia não mostra isso.

        É até interessante ler sobre essas coisas. Qualquer coisa, tem dois artigos interessantes que desmentem as Cruzadas, coisas que muitos ateus e cristãos não sabem:

        Alguns mitos sobre as Cruzadas – http://averdadeiraidadedastrevas.blogspot.com/201

        A Cavalaria – http://www.montfort.org.br/index.php?secao=cadern

  • Interessante notar que quando você diz: 'acusando a nobre religião de intolerante e radical' está sendo irônico duas vezes; irônico no sentido que você quis ser, e ainda irônico porque a frase deveria ser 'acusando os nobres religiosos de intolerantes e radicais'.

    Como o André bem disse, a maioria das religiões não são ruins, mas os religiosos o são. Acusar uma religião de ser intolerante e radical é irônico justamente por ser uma opinião intolerante e radical.

    • xCeasar

      genial a ultima parte do comentário do seu comentario, sem mais…

  • Pingback: Tweets that mention E @OCriador se deu mal na Palestina -- Topsy.com()

  • Marcelo

    O grande problema é que o Islam nao saiu da era medieval, antigamente se voce negasse a existencia de Deus, seria queimado pela igreja da mesma forma. Enquanto o cristianismo prega o amor ao proximo e essas coisas, o Islam prega a obediencia, quem nao segue, é infiel e merece ser condenado ao sofrimento eterno.

    Desculpe a falta alguns acentos, mas nao consigo fazer eles neste teclado alemao =.='

  • Ohh Good, esse povo não saiu da idade média ainda.

  • Julio Alberico

    Essa balela de dizer que o Islamismo é uma religião de "paz" igual a todas as outras soa igual a Chamberlain fazendo a paz com a Alemanha na beira da segunda guerra.

    http://www.jihadwatch.org/

  • Eu não me canso de ler os seus artigos, sempre carregados de ironia e bom humos ;)

  • vanai nadjai

    Terrorismo è ignorancia e fanatismo. Nao tem nada a ver com o que o Islamismo.

    Tem fanaticos e ignorantes em todo lado,independente de qual religiao se segue.

    Um abraco

  • Quando Bento XVI fez aquele discurso citando uma passagem onde havia uma crítica ao Islã, os islâmicos ofendidos cometeram atos de violência contra cristãos. Ou seja, os islâmicos são violentos mas não admitem ser criticados como tal, pois acham um insulto.

    Eis a lógica da religião: se você ofende um islâmico de violento, ele te mata para mostrar o quanto você está errado com relação à religião dele.

  • Lendo o artigo, já estava estranhando o fato de não terem apedrejado o cara imediatamente. A pena da lei islâmica para as declarações dele é a morte. Sem contemplação.

  • Morte aos intolerantes!

  • Rodrigo

    Graças a Deus que nosso civilizado cristianismo é apenas intolerante, não condena ninguém à morte.

    Um dia esses coitados serão tão evoluídos como nós, e poderão condenar livremente o aborto de mulheres estupradas, enriquecer pastores manipuladores, se confessar para padres comedores de criancinhas e, quem sabe, ver santos em caco de vidro.

    • xCeasar

      AMEM irmão. Religião, em sua grande maioria, é tudo a mesma coisa só muda o nome do amigo imaginário =D

  • O ATEU

    RELIGIÃO É VENENO!

  • Apesar de achar que dado os últimos dias, o comentário possa não ser aprovado por "fora do ar"…

    Questão de entendimento histórico. O panorama do Islã é de decadência, ele é muito ligado a uma civilização legalista, mais ainda que o judaísmo, ouso dizer. De nossa visão panorâmica dá pra enxergar o Islã como a religião mais tolerante do mundo … na Idade Média. E agora? Só julgaremos com precisão quando tivermos o distanciamento dos séculos, mas visão de processo é essencial pra se prever isso.

    Mesma coisa com "coisas que o Cristianismo manda você fazer". O cristão médio não sabe diferenciar Novo e Antigo Testamento, não sabe enfatizar passagens cruciais, como o Sermão da Montanha, que invalida milhares de trechos do Antigo Testamento. Também não tem visão histórica para perceber o raciocínio de leis promulgadas no Pentateuco que só estão ali por motivo de higiene básica de um povo nômade no deserto.

    A ironia, perfeitamente compreensível, é que o homem que mais se aferrava ao Sermão da Montanha não era cristão, era hindu, advogado e político.

    • Concordei. Sempre lembrando que o islamismo, é filho do cristianismo e neto do judaísmo, religião esta que foi inventada por pastores nómades, analfabetos e sujos que só conheciam areia e sol, e copulavam com suas cabras, ovelhas e camelas, como está bem citado na bíblia, onde Moisés proíbe este tipo de práctica, por ser abomiável assim como a prática de copular com garotos, muito difundida naqueles desertos, como vemos nas citações de David e seu amado Jonathan, que, segundo o velho testamento era "empalado por atrás" sempre que ficavam a sós.
      Talvez aqueles que estão sempre com a biblia embaixo do braço (talvez para obter a salvação por osmose?) possam conferir minhas citações, que por ser meio tarde e estar com sono, não tenho saco para folhear as escrituras.
      Parabéns pelo post.
      VL&P

  • Pingback: Blog de Astronomia do astroPT » Temperaturas pelo planeta()

  • César

    Fica a dica: http://bit.ly/hNPPLj

  • Por mais que para nós isso pareça absurdo, para eles é normal. É muito mais do que uma mera ira popular, a questão é cultural. É a cultura do seu povo, são suas tradições. Só o tempo pode mudar isso.

    P.S: Deus não tem religião.

    P.S: A culpa não é de Deus é dos religiosos.