É tão errado quanto passar um cheque sem fundo pra Hitler

Costumo dizer que o grande problema das operadoras de telefone no Brasil é a mentalidade de Call Centre como métrica. Favorecem o número de ligações atendidas, não o número de problemas resolvidos. Criam um suporte de 1o nível formado por clones da mistura do Forrest Gump com a loira mais lentinha da Escola de Reforço dos rejeitados no vestibular da APAE. Adestram essa massa de animais de teta para que NUNCA, JAMAIS desviem do script, são incapazes de entender o cliente, só escutam palavras-chave e reagem de forma automática. Mais ou menos como vermes microscópicos e um monte de gente no Twitter.

Por isso você precisa repetir sua história para um monte de gente, além de eventualmente cair no loop área técnica / área comercial, com os dois se acusando mutuamente. Já ouvi pérolas como “Nokia N97 não é smartphone”, ou que a Internet estava funcionando bem,  é que meu iPhone só poderia acessar conteúdo via browser, não através de programas.

Surpresa: Existem empresas assim fora do Brasil também. A AT&T é igualmente odiada. Atitudes como VENDER minicélulas celulares para suprir a falta de cobertura usando a Internet do cliente não ajudam. Que o diga Jon Stewart, do Daily Show, que comemorou a perda da exclusividade do iPhone pela AT&T gritando “LIBERDAAAADEEEE!!!”, em um quadro onde só faltou chutar a logomarca da empresa. Aliás, faltou não, chutaram.

Não é exclusividade das américas, a Europa também tem grandes problemas, e nem falo da falta de lealdade da Áustria para com seus grandes líderes. A catástrofe de iguais proporções se chama Mobistar, operadora de telefonia celular belga.

Não há muito o que se fazer além de xingar no Twitter, exceto quando se é criativo. Como os palhaços do Basta, um programa de humor da TV Belga.

Os caras instalaram na madrugada um container na entrada do estacionamento da sede da Mobistar. Dentro os quatro palhaços esperaram até alguém ligar para o número de contato na lateral do container.

O que se seguiu foram quase 4 horas de ligações do chefe de segurança da Mobistar, tentando reclamar do container. Só que ele era desconectado, passado de um ramal para outro, os “atendentes” não prestavam atenção no que ele dizia, sem falar na cereja do bolo que foi a musiquinha irritante de espera, tocada ao vivo em um tecladinho.

Assista, o vídeo é fantástico e dá uma sensação de vingança maravilhosa, com direito a um final apoteótico. O áudio está em seja lá que idioma falem na Bélgica, mas as legendas estão em inglês, essa sim uma língua franca, com a qual um belga seria entendido até no Canadá!

 

 

Fonte: BoingBoing

Leia Também:

  • Nunca uma vingança foi tão doce… mereceram!

    Ótimo texto, e eu me disponibilizaria a fazer algo similar com as operadoras daqui, que estão merecendo uma dessas há muito tempo.

  • Gustavo

    Coitado do chefe de segurança. Ele não tem culpa do serviço da Mobistar ser ruim. Deviam ter feito isso com os executivos.

  • A função dos atendentes de telemarketing é atender e não resolver o seu problema. Já fiquei mais de 1h, falando com 6 (seis!) atendentes da Oi/Telemerda. E a Telerj era ainda PIOR.

    Vingança MUITO boa essa. Obviamente, algum "comediante inovador" estará entrando em contato com seus superiores pra fazer isso aqui. ;)

    • klawdyo

      Está aberta a contagem regressiva.

      • É verdade. Não demora muito e vão "lançar" algo assim por aqui.

        • E vai ser pelas mãos do CQC!

          • MikeCrossCG

            E aconteceu isso em 2013, e a artimanha foi contra a Contax.

  • Pedro H. Carvalho Ol

    Opa tem até Quentin na trilha ;p

  • Pablo

    Genial!

    Precisamos disso aqui!

  • Os idiomas da Bélgica são o francês e o flamingo, dialeto de holandês. O país é tão importante na Zoropa que nem tem direito a uma língua só deles. Países grandes são importantes, com língua (Itália = italiano, Alemanha = Alemão, Áustria = austríaco).. Pequenos, não (Brasil = portugues :)

    • Yuri

      Não quero ser chato, mas na Áustria, se fala alemão….

      • Gustavo

        Não foi chato não, você foi até bem gentil frente a um comentário imbecil desses.

        Afinal, como todos sabem, o Brasil é um país pequeno, bem menor do que a Itália, Alemanha, Áustria e Portugal. Também sabemos que se fala estadunidês nos EUA, aquele paizinho perdido no meio da América do Norte, inglês mesmo só se fala na Inglaterra que é um país grande.

        Outra coisa, na Bélgica se fala alemão, francês e flamengo. Flamingo é um pássaro.

    • Velho, vc ainda usa o site da empresa pra falar uma besteira dessas, quer se queimar ou queimar ela é? hehe

    • Jura, seu ser inteligente, que se fala francês na Bélgica? NOSSA como você é esperto. Então a minha frase "vão ser entendidos até no Canadá" faz ATÉ sentido, né?

      Puta coincidência, muito mais provável do que ter sido UMA MALDITA PIADA, NÃO É?

      • Fui curioso e resolvi abrir o link que o tal do Ygor colocou como website. Eis que lá eu leio a seguinte frase: "Programação. Sistemas sob-medida para uso pessoao ou empresarial."

        "Pessoao"… hahahahahahahahaha

        Confiram: http://www.pysi.com.br/site/fazemos.asp

      • Faz sentido não, pra isso você teria que explicar pra ele que no Canadá se fala francês também. :-D

        Eu sabia quando li seu post que ia ter algum… algum… algum tipo desses aí (melhor não falar besteira) a tentar corrigir-lhe.

        Fico imaginando o que passa na cabeça desses caras: que um bloguista ia escrever um texto “enorme” desses e não se dar ao trabalho de ir olhar na “pt.wikipedia.com” qual idioma se fala na Bélgica. (isso sem falar no sentimento de “te peguei, seu ingnorante” que o fez parar o texto no meio para escrever o comentário-denúncia e não ler o final da piada)

      • Rafael Netto

        Bem, na Bélgica (como no Canadá) até se fala francês… mas o vídeo é em holandês.

    • Como eu nunca pensei nisso! Portugal >>> Estados Unidos!

    • Acho que o correto é flamenco, flamingo é um pássaro!

      E outra, eles são uma espécie de estado-tampão na Europa. Pegaram duas regiões com poucas afinidades entre si, juntaram em um só país. Tudo porque lá tem carvão e ferro de montão, ótimo para fabricar armas. Quem controlar esse país pode brincar de fazer canhões e tanques. Por isso não deixaram nem nas mãos de austríacos e nem nas mãos de holandeses. Acho que é isso, se não me falham minhas memórias das aulas de história.

  • Podem não acreditar, as um atendente da Telefonica tirou um sarro da minha cara quando eu estava tentando resolver problemas de conexão do Speedy. Ele falou claramente "Bem feito, quem mandou assinar…" E o pior é que eu tive que concordar com ele. Creio que esse não era um dos clones mencionados pelo Cardoso. :)

  • Pingback: Tweets that mention É tão errado quanto passar um cheque sem fundo pra Hitler -- Topsy.com()

  • Rodrigo

    Cara, tem pouco a ver com a história, mas não pude deixar de lembrar de uma colega minha que trabalhou dois anos e pouco na Telefônica , ficou com tique, e tinha que ficar se policiando para não dizer "Algo mais?" quando lhe pediam algum favor ou "A Telefônica agradece a sua ligação" para agradecer aos caixas do hipermercado. Mongo demais.

  • Embora eu concorde com o Gustavo, pois o cara da segurança é o que menos tem culpa (*), vale pelo transtorno causado à empresa. Uma doce vingança em que todos dão risada. Pena que fique por isso mesmo.

    (*) se bem que até que ele se saiu bem no trote, mantendo a educação, coisa que muitos de nós não conseguem (inclusive eu).

  • Rafael

    Esse tipo de atendimento deve ser orientado ao cliente e não a script. Infelizmente a Atento, responsável pelo suporte técnico do Speedy, chega a cometer o absurdo de tirar pontos de um atendimento que resolve o problema do cliente mas que não segue o script.

    Bom texto Cardoso.

  • A única vez em que fui atendido por alguém que entendia do que estava falando foi quando tive problemas de configuração com o modem que ganhei da Secretaria de Educação (e que incrivelmente funciona até hoje), liguei pro atendimento Oi Empresarial e o atendente até riu da minha incredulidade de estar falando com alguém que sabia fazer as coisas.

    Teve também um cara no call-center da Apple que me atendeu bem numa dúvida que tive sobre o iPad, mas o problema era muito simples, dei uma de salsinha naquele dia.

    Quanto ao video, delicioso! Eu ia adorar que o CQC desse uma kibada nessa pegadinha. Pensando bem, melhor não, eles estragariam a brincadeira…

  • Zictor

    Adorei o vídeo também. Se ficou por isso mesmo, não sei, a ver, não é?

    A língua falada é o flamengo (Flemmish), que é igualzinho ao holandês. É o idioma da região de Flandres (Flanders) que tem 60% da população da Bélgica. Outros 30-35% da Valônia falam francês e uns gatos pingados falam alemão.

    Quem fala alemão consegue entender algumas palavras.

  • samamba

    Passei o inferno com a sky e fiz alguma coisa: http://www.youtube.com/watch?v=s8Ik7PjMXnM

  • Eduardo

    Ótimo vídeo! É provável que o CQC tente copiá-lo.

  • Genial! Rolei de rir! Alguém precisa fazer isso com a OI. Qualquer mortal que já precisou cancelar um número ou negociar um débito com a operadora deveria ter o direito de revidar desse jeito!!!

  • Genial! Merecem com todo o louvor!

    Infelizmente, para todos nós, empresas de internet fazem igual: há DEZ ANOS que tento tirar meu nome de uma conta do Terra e até hoje não consegui. Desisti. Também desisti de encerrar uma conta no Invertia, pois simplesmente é impossível fazer isso. Não deve haver pessoas trabalhando lá, deve ser tudo automatizado.

  • Ainda bem (pra mim) que na minha operadora (onde trabalho) não dá pra fazer isso, fisicamente impossível fechar o estacionamento com um container, e temos duas entradas … E como logo logo kibarão o trote, aguardo apenas para rir muito, sem sofrer na pele as consequências. Mas admito que todas nós – as 4 grandes – merecemos uma dessas.

    Não trabalho diretamente com Call Center, mas não enxergo muitas saídas pra esse problema. O turn over é muito alto e pra ser viável, os salários são baixíssimos – assim como os anos de estudo desse povo. Triste demais. Os scripts acabam sendo uma saída.

    Temos uma historinha que dizem verídica, e virou anedota sobre como funciona o nosso call center. O cliente irritado com um aparelho que não funciona grita para a pobre atendente: "Vou enfiar essa *&%¨% no seu *&¨&%¨!!!", e tem como resposta: " Sr, não nos responsabilizamos por mau uso do aparelho". Óbvio que saiu do script, e por isso, rua.

  • Concordo que o segurança até foi demais de educado, eu não consigo ser assim.

    Mas é importante perceber que a vingança não foi contra ele ou contra qualquer um que tivesse ligado. A exposição negativa que a empresa deve estar tendo com a disseminação desse vídeo é impagável. Tipo, é nesses momentos que os executivos deveriam ter se reunido e pensado em tomar uma resolução a respeito do call center…

  • A ideia foi realmente sensacional.

    Tive um problema com a internet do meu celular estes dias, depois de ficar 10 minutos esperando atendimento, fiquei mais 20 minutos com o 'téninco' que não soube resolver o problema porque não tinham orientações de como proceder com um Palm. Liguei 3 dias seguidos e msm assim nada foi resolvido. Hoje, 1 semana depois que foi normalizado.

  • "A vingança nunca é plena. Mata a alma e envenena." Sr. Madruga.

    "MAS NESSE CASO É!" Xiko do Couto.

  • Christian

    Típico "egoísmo do mal" brasileiro. Sempre acham que tudo de ruim só existe no brasil e no exterior tudo funciona bem… pessoas ficam chocadas quando escutam que tem coisas como corrupção até na Alemanha.

  • Apenas sensacional. Texto e vídeos.

  • Alguém por favor faça isso coma Telefonica (SP).

  • Rafael Dantas

    Coitado do Monthieu!