O Nascimento de Um Cientista

Eu não sou muito dado a apostas. Poderia dizer que parte disso é trauma por ter gente na família que perdeu tudo por causa do vício do jogo, mas sendo sincero é principalmente por ser muito azarado mesmo, meu lado prático sabe que se me viciasse em jogo seria uma carreira muito curta.

Mesmo assim eu apostaria tranquilamente qualquer quantia que pelo menos uma das crianças abaixo vai ser tornar um cientista estudando paleontologia e fazendo grandes contribuições à Ciência.

Esse tipo de experiência mágica (aqui posso usar essa palavra em paz) muda a vida de uma criança, é uma lembrança que ela guardará para sempre, e não pelo susto. Note como são inteligentes, elas gritam com o medo controlado de quem anda na montanha russa ou assiste um filme de terror. Não é pânico diante do desconhecido, é deslumbramento e um raro momento onde uma memória genética vem à tona, 6000 anos após o último encontro entre humanos e dinossauros.[citation Needed]

Todos vimos na televisão quando a vida de dezenas de crianças de Realengo mudou de forma horrível. Por muitos anos os sobreviventes terão momentos em que se lembrarão da citação atribuída a Nikita Krushov, “os vivos invejarão os mortos”.

Por isso acho uma vingança deliciosamente irônica testemunhar outro monstro invadindo uma escola, dessa vez plantando a semente de carreiras brilhantes, que expandirão nosso conhecimento por décadas e décadas, enquanto o tal Wellington apodrecerá na lata de lixo da História.

 

 

Fonte: Phil

Leia Também:

  • A males que vem para bem hein!?

    Parece q te "perdemos" no twitter, mas ja eh teu terceiro texto "zerado" que temos hj.

    Parabens Cardoso, e Obrigado.

  • Porra, isso parece divertido. Pena que na minha infância o mais perto que cheguei de um dinossauro na escola foram nas aulas de matemática, minha professora Elza.

  • Não sei porque, mas abri o maior sorriso quando vi o vídeo.

    Sortudas das crianças, alguma delas certamente vai ser um excelente paleontólogo (ou coisa parecida)

  • Já deve ter quase 20 anos que fui à uma tosca feira dos dinossauros aqui em Fortaleza, onde usaram enormes robôs para tentar simular o comportamento de tais bichos… Eu era criança quando fui, mas aqueles dinossauros me convenceram a encher o saco de meus pais para comprarem durante dois anos a coleção de revistas dos Dinossauros da Editora Globo, com direito a montar um Tiranossauro Rex com esqueleto fluorescente.

    Bons tempos.

  • pharispoa

    Muito Bom, esta experiência vai sim, incentivar as crianças para novas descobertas e carreiras..

    Ótimo timing na matéria…

    Abraço

  • Aloha Chefe!
    "Mas tinha que ser um raptor?!?!"
    Aloha!

  • Estou na casa de uma amiga, e o filho dela de 6 anos me acorda a esta hora e pede: tia Glorinha, passa aquele vídeo do dinossauro de novo? Achei tão legal e engraçado! (Heitor)

  • David dias

    Do uma coisa a dizer: a ciência emociona

  • É muito fácil fornecer substrato intelectual pra crianças… Carteira + lousa + professor é bastante chato pra maioria… Uma coisa como essa do video vai gerar perguntas, interesse, e pode ensinar muito mais que 4 paginas de letras pretas em papel branco :D, muito bacana ver a expressão de algumas das crianças, ehehhe…

    Offtopic:
    Eu tenho certeza que não sou o único que está adorando sua fase paz&amor :P

  • Bruno Zoca

    O Calvin ficaria MA-LU-CO!

  • Dany Lederman

    Demais! Deu até medo de tão real!

  • Então Cardoso, eu sinceramente esperava que você tivesse um outro olhar sobre o caso de Realengo, por tanto tempo que te sigo.
    O Wellington não precisou morrer para "entrar na lata de lixo", porque ele já havia sido jogado por bullyies ainda em vida. Ele não é mais monstro do que aqueles que o criaram.

    E foi você mesmo que começou a perceber um movimento internacional de revolta das vítimas dos bullyies, quando vi um post seu citando o quanto o video do "Zangief Kid" foi visto, foi devido à grande quantidade de pessoas que se identificam. Acho que você deveria repensar o caso de Realengo… Abraços

    • o Zangief Kid, em vez de se amargurar, passar a adolescencia, entrar na vida adulta com todo aquele ódio, voltar na escola e matar PROJEÇÕES da sua infância/adolescência, preferiu enfrentar o real causador do "mal", seu perseguidor… Pá, pum, caso encerrado.

  • 6000 anos o último encontro? Acho que não rolou não, Cardoso! :P
    Dinossauros baretam as botas antes.
    Abraços.

  • muito bom o video parece real o dinossauro, e alegram e diverte as crianças e incentiva seus conhecimento.