Bunda-Mole processa Playboy por não saber como o mundo funciona

hef

Perto das esposas e namoradas todo homem concorda que Hugh Hefner é patético, cercado de mulheres lindas maravilhosas que poderiam ser suas netas, vivendo uma vida hedonista de devassidão, quando deveria estar em um asilo, ou em uma cadeira de balanço contando histórias para netos que preferiam estar em outro lugar, ou mais provavelmente deveria estar morto, dado seu passado conturbado.

Longe das supracitadas esposas e namoradas, todo homem morre de inveja desse empreendedor que capitalizou os instintos mais básicos e mereceu cada centavo que ganhou. E cada perseguida consumida no processo.

Entre os muitos empreendimentos ele tem a Mansão Playboy, onde mora e dá… festinhas. Em geral temáticas, as festas usam a fama da Playboy para extorquir dinheiro de idiotas que acham que vão se dar bem apenas por pagarem uma entrada abusiva.

Um desses idiotas se chama Steve Frye, que teve toda sua visão de mundo despedaçada durante a festa Leather Meets Lace, que custou US$1000,00 de seu suado dinheirinho ganho como paunocu profissional.

Ele descobriu, conversando com as coelhinhas que –prepare-se- as mulheres bonitas NÃO PAGARAM OS US$1000,00 PARA ENTRAR NA FESTA!

Isso mesmo. O imbecil achava que porque ELE havia desembolsado uma grana preta, as MULHERES deveriam pagar também.

playboy2

O idiota entrou com um processo alegando DISCRIMINAÇÃO SEXUAL, pois se as donas boas entram de graça, ele também teria que entrar.

Pra piorar, e mostrar que além de idiota o idiota é desalmado, a festa Leather Meets Lace é um evento anual de CARIDADE angariando fundos para uma fundação que cuida de crianças autistas.

E ele não é o único. Ano passado um sujeito chamado David Long, Jr, que não deve ter NADA long no corpo também processou a Playboy por pagar US$625,00 para entrar em uma festa enquanto mulheres bonitas entravam de graça ou ganhavam descontos generosos.

É CLARO que gente bonita tem mais vantagens. O mundo trata melhor quem se veste bem, isso eu aprendi nem nos comerciais da US Top, mas lendo O Pequeno Príncipe. Desculpe, não é regra minha, somos programados assim.

Há inclusive estudos que demonstram que o QI de um homem pode cair 20 pontos ao interagir com uma mulher bonita. Eu já estive do lado da Luiza Brunet e posso garantir que isso é verdade, embora 20 seja uma estimativa conservadora.

ÓBVIO, se uma analista de sistemas não for contratada por ser feia, por favor, é caso de processo, assim como a babaquice de pedir “boa aparência” para todas as vagas, mas se eu contrato uma modelo, hello, que seja bonita.

Povoar festas com filés é um conceito BÁSICO, mesmo nas Festas Americanas da minha rua já tentávamos (sem muito sucesso) seguir essa cartilha. É ÓBVIO que as mulheres em questão são requisitas e não vão pagar para entrar, há muito mais festa atrás de mulher bonita do que mulher bonita atrás de festa.

O sujeito que não entende isso, só percebe depois de velho e ainda PROCESSA A PLAYBOY está cuspindo no prato que (não) comeu, pois alguém assim só vai chegar perto de mulher bonita pagando.

Fonte: BNB


O Contraditorium vive de doações. Não veiculo anúncios no blog. Somente sua colaboração me incentiva a escrever artigos cada vez melhores, sem rabo preso com anunciantes, partidos ou militâncias. Prestigie essa liberdade, faça uma doação. Use o PagSeguro no botão abaixo ou via PayPal com o email cardoso@pobox.com. Caso você tenha uma carteira PicPay,meu usuário é @carloscardoso. Caso não tenha e queira uma forma de transferir pequenas (ou grandes, de preferência grandes) quantias sem taxas, é só se inscrever. Toda moeda é bem-vinda, desde que seja de país com luz elétrica e água encanada.

Leia Também:

  • Márcio Dias

    Ah America.
    A terra dos processos.

    • 1k2

      Tanto que fizeram uma lei que acabava com os processos abusivos. Tanto que gente que dependia de plano de saúde e pediu indenização, recebeu uma ninharia. Aqui os juízes seguem o mesmo princípio de que a vítima não "pode enriquecer ilicitamente às custas do réu". Teve casos de gente que teve prejuízo de RS 150 mil comprovados mas só recebeu 30 mil corrigidos por causa dessa idiotice jurídica…

  • Será que ele processa a organização de um show porque os artistas não pagaram para entrar lá? Porque, na boa, acho que a maior atração de uma festinha na mansão da Playboy não é o Hugh Hefner andando de robe pra lá e pra cá.

    Imagina se fossem processar todas essas festas por aí onde mulher paga meia?

  • Festa Americana!!! Se você sabe o que é isso, você está velho.
    Ainda lembro das que a gente fazia na minha rua…

    E sim, o cara é muito bunda mole pra entrar com um processo desses e a justiça americana é idiota por aceitar…

  • Sátiro

    1. Se bobear e o caso for julgado por uma juíza mulher de meia idade e mal resolvida, periga até esse cara ter ganho de causa, quer ver?

    2. "É CLARO que gente bonita tem mais vantagens. O mundo trata melhor quem se veste bem, isso eu aprendi nem nos comerciais da US Top, mas lendo O Pequeno Príncipe. Desculpe, não é regra minha, somos programados assim." – ÉPICO!

  • Acho que, ao contrário do título, "não saber como o mundo funciona" na verdade seria um "faço qualquer coisa para poder processar alguém".

    Bem vindo ao nosso triste mundo dos processo. Ah, falando nisso, não me processe pelo comentário que pode ter ofendido alguém, por favor.

  • Eu fiquei decepcionado agora, eu achava que as mulheres bonitas eram pagas para irem nestas festas. Não acredito que elas vão de graça.

  • Felipe

    Muito bom o título, haha.

  • kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk. só rindo.
    http://www.carolcoelhogastronomia.com

  • Esse cara não pode participar de um baile funk, pois vai querer processar o organizador por falta de mulher bonita xD

    Otimo texto Cardoso