Momento Gratificante do Dia: Corrente do Bond, digo, do Bem

Hoje estava rolando um bate-papo entre os suspeitos habituais sobre como as pessoas andam rancorosas, agressivas, selvagens mesmo online. Não é preciso mais sequer emitir opinião, a simples menção do nome de uma celebridade, time de futebol, político, sem estar acompanhada de um rasgado elogio é respondida com agressão, xingamento, ameaças.

Por isso é bom ver que nem todo mundo anda armado até os dentes, é bom ver que é possível interação entre pessoas via Internet, pois apesar do que pensam os “zuões”, há gente de verdade por trás dos nomes e letrinhas.

Às vezes gente bem legal, como o @Rolds, Alexandre Roldão, que mandou um twit para o Museu Internacional da Espionagem, em Washington, perguntando se eles tinham um Aston Martin de verdade.

A resposta, que em tempos de Visou poderia envolver até partes da anatomia da genitora do Alexandre que não costumam ocupar seus pensamentos, veio na forma de uma imagem:

nomrboniexpectyoutodie

Em resposta ele juntou as meninas do trabalho e respondeu no mesmo tom, digo, ta-ra-ta-ramm… tararam…

nomrbond3

Em resumo: 8 pessoas, separadas por milhares de quilômetros, pararam por alguns minutos a rotina do dia-a-dia para fazer uma brincadeira, uma gentileza, trocar um afago. Gente que nunca se viu, nunca se falou, mas que ao contrário do que vemos diariamente no Twitter, não entendeu que por isso deveriam se odiar.


O Contraditorium vive de doações. Não veiculo anúncios no blog. Somente sua colaboração me incentiva a escrever artigos cada vez melhores, sem rabo preso com anunciantes, partidos ou militâncias. Prestigie essa liberdade, faça uma doação. Todo valor é válido, o que vale é a intenção e o seu cartão de crédito passar. Use o PagSeguro no botão abaixo ou via PayPal com o email cardoso@pobox.com. Toda moeda é bem-vinda, desde que seja de país com luz elétrica e água encanada.

Leia Também:

  • Legal :D

  • Umas gentilezas que não custam nada e geram muito. Alguns responsáveis pelas redes sociais sabem como tratar o público de verdade. Ao invés de palestra com a "Gina Indelicada" por exemplo, deviam chamar o cara que faz o Twitter do Ponto Frio, por exemplo.
    Acho que foi você quem contou também a história do cara que twittou que certo restaurante podia recebê-lo no aeroporto com uma refeição e o restaurante fez isso.

  • Amana

    Que legal!

    Realmente não custa nada dar um minuto de atenção, ser cordial e simpático.

    Na internet aparecem dos tipos mais estranhos e alguns te odiando de graça, porque sim.

    Quando foi que gestos simples, como sorrir, saiu de moda?

    Alegrar o dia de alguém ainda é uma das melhores coisas que se pode fazer. E essa corrente podia ser passada adiante por aqui. ;)

  • Victor

    Lufthansa deu show na Copa do Mundo: https://twitter.com/Lufthansa_BR/status/168719804

  • caiado

    Muito bacana, legal o timing do Rolds!

  • Luís Eduardo

    Porra, sensacional…se uma empresa toma uma atitude simples como essa, que não custa absolutamente nada, ela se aproxima muito mais do(s) cliente(s) que através de qualquer propaganda, por melhor que ela seja.

    E a internet matou o ditado (é ditado, essa merda?) "Fazer o bem, sem olhar a quem"…ou o reutilizou malignamente, sei lá…

    • Darlan

      É o lema rotário, mas eu concordo contigo, a internet está o matando.
      Hoje vivemos na era do "Por não precisar olhar, pode trollar".

  • 1k2

    Gentileza gera gentileza….
    Pena que não dá pra postar imagens aqui…

  • O mundo web é mesmo assim, tanto tem de bom como de mau… depende da utilização…