Meu trackback, meu tesouro

Autores prolixos tendem a ser leitores compulsivos. É uma das regras não-escritas mais claras, quanto mais você lê, melhor você escreve. Se você gosta de escrever fatalmente gostará de ler. Claro, há exceções, conheci uma menina cujo sonho era editar um jornal, mas ela odiava ler jornal. Mas tudo bem, tinha 15 anos e um caso com o síndico do condomínio, um português uns 40 anos mais velho mas… chega de fofoca.

O problema para quem é leitor compulsivo de blogs é achar novidades.  Por mais que tenhamos blogs em nossos leitores de RSS, sendo realista a atualização não é o forte. Tem gente que posta de três em três dias, outros de cinco em cinco, ou o MrManson que posta uma vez por ano dizendo que este ano ele vai voltar a postar.

Aí que entram os trackbacks.

Gente que link pro seu blog naturalmente é um blogueiro antenado, de bom gosto e acima da média. (se seu ego não pensa assim, você tem problemas) Algo que todo blogueiro deve fazer, na medida do possível. é uma visita de cortesia no caso de um trackback. Então, que tal matar dois coelhos com uma caixa d´água só? (saudades do Vicente Matheus).

Ao invés de uma rápida visita de cortesia, invista uns cinco minutos visitando o blog. Você achará muita gente boa (e não é seu ego dizendo isso) e aumentará sua coleção de feeds.

Sem pensar muito, vejamos quem encontrei nos últimos dias, via trackback: Diário de um PM – excelente blog, que rendeu um post no www.carloscardoso.com, o Geekchick, o Tiago Madeira,o Japs, o Verdade Absoluta e vários outros.

Para achar quem link para você basta usar o Technorati. A URL é simples:

http://www.technorati.com/search/http://www.contraditorium.com/

Onde, claro, você vai trocar o endereço do Contraditorium pelo seu. Você vai achar toneladas de material, em geral bom, pois são blogueiros (gente que sabe escrever) leitores (afinal acharam seu post e tiveram algo a acrescentar) e inteligentes (sabem fazer links). Com isso você jamais terá que optar pelo famigerado post sobre falta de assunto.

PS:

Note que o tempo todo falei de trackbacks, links dentro de posts, não da famigerada troca de links. Nada de “Tio, me dá um link”. Disso quero distância. Não vou linkar ninguém por causa de seus belos olhos. Um link deve ser feito por mérito, não por pena. A única coisa válida de ser feita por pena é sexo, e mesmo assim é raro achar alguém com pena suficiente de mim…

PS2: – Um excelente videogames, mas não vem ao caso. Utilizar o recurso do Post Scriptum em um meio eletrônico como blogs não faz o menor sentido, ele era válido quando se escrevia direto no papel, e não havia tempo de reescrever a carta, incluindo o texto desejado. Usar “PS:” em um blog é um anacronismo, além de completamente desnecessário. E antes que perguntem, claro que vou continuar usando.


O Contraditorium vive de doações. Não veiculo anúncios no blog. Somente sua colaboração me incentiva a escrever artigos cada vez melhores, sem rabo preso com anunciantes, partidos ou militâncias. Prestigie essa liberdade, faça uma doação. Todo valor é válido, o que vale é a intenção e o seu cartão de crédito passar. Use o PagSeguro no botão abaixo ou via PayPal com o email cardoso@pobox.com. Toda moeda é bem-vinda, desde que seja de país com luz elétrica e água encanada.

Leia Também:

  • Boa dica essa do Technorati,

    é bom saber o que andam falando da gente. ;)

  • Só é chato pq quem fala mal geralmente não tem QI pra ter um blog.

  • Não sei porque, mas quando vi que tinha um link em "por causa de seus belos olhos", achei que era apontando pro Garota Sem Fio… Enfim, paixão de cardoso por paixão de cardoso, prevaleceu a mais platônica…

    De qualquer maneira, meus parabéns por ser um blogueiro antenado, de bom gosto e acima da média. :)

    E obrigado pelo precious trackback!

  • Cab

    hahahahaha, eu sou viciado em PS's, acho que 50% dos meus posts tem um e só agora que você tocou no assunto eu percebi o tal anacronismo, embora tenha que ter pesquisado na internet pra descobrir que diabos isso é.

    Sinceramente eu acho muito interessante o uso de PS's, mesmo em blogs, talvez pela minha falta de habilidade em escrever textos, mas acredito que dessa maneira eu posso adicionar mais informação, sem fazer com que aqueles que tem preguiça de ler textos gigantescos e cheios de detalhes, corram. No final, estarei atendendo os 2 tipos de público e pra quem quer ser problogger, tem que pensar em todo mundo. =P

    PS: "=P" eu sei, é coisa bem diarinho de adolescente, mas não consigo de jeito maneira me desfazer dos emoticons no final dos meus parágrafos. Vai ver isso é fruto de ler Judão demais. =D

  • Prefiro o Wii… :)

  • Também achei que os belos olhos fossem da Garota sem fio…

  • "Não sei porque, mas quando vi que tinha um link em “por causa de seus belos olhos“, achei que era apontando pro Garota Sem Fio… Enfim, paixão de cardoso por paixão de cardoso, prevaleceu a mais platônica…"

    Nem precisei escrever, já tá escrito!

  • Legal a "Blogosfera Policial" no Diário de um PM!

    Como tem policial com blog nesse mundo, muito melhor que a FSP :)

  • "PS2: – Um excelente videogames, mas não vem ao caso."

    O cumulo!!!!

    haHAhhaHahhAHahaHHAhaHHAhA

    E como disse o Cobalto, tbm prefiro o Wii!

    Fora isso, muito boa as dicas ;)

  • Pô galera, não vamos comparar, claro que o Wii é muito mais máquina, mas o PS2 teve seu reinado, e ainda é o videogame mais vendido. Dá pra se divertir com ele ;)

  • fico feliz por ter o meu blog citado aqui e eu realmente gostei muito dos outros blogs citados, ri muito lendo os posts do Verdade Absoluta … eu sou mais um XBox… rs

  • Playstation forever mas isso não vem ao caso rsrs

  • Opa,

    Valeu pela sitação, acompanho e Contraditorium e o Carlos Cardoso a bastante tempo e fico muito feliz de ter sido lembrado por você.

    Abraços

  • Você começa dizendo: "autores prolixos tendem a ser leitores compulsivos"; mas, IMHO, acho justamente o contrário. Autores prolixos geralmente são leitores preguiçosos, que não conhecem o poder da concisão, principalmente na internet. Acho que aí houve um pequeno equívoco.

  • Taí porque a blogosfera já conseguiu pela primeira vez furar a grande mídia no massacre de Virgian Tech (artigo no Observatório da Imprensa). A capacidade dos blogs de interação impede a formação dos "trusts" monolíticos de informação, que caracterizam os velhos dinossauros jornalísticos.