Seu blog/site/produto/banda é uma bosta. Se estou errado, me convença

Even Jesus thinks you suck!

Tempo é um recurso precioso. Seja você um mega-blogueiro de sucesso incontestável, amado por milhões, invejado por muitos, seja você um mero miguxo balbuciando besteiras no MSN, seu tempo É precioso.

Por isso mesmo quanto mais você respeitar o meu tempo (e o de qualquer um) mais eu o respeitarei.
É comum receber emails no estilo:

Oi, $user, adoro muito seu blog. Visite o meu blog.

Ou então:

Somos uma banda linda maravilhosa de reggae-punk, divulgue nosso site!

Também aparece bastante:

Meu blog é dez, o melhor blog do mundo. Visite-o! (e não coloca nem a URL)

Pior ainda: Muitos releases de produtos e eventos, enviados por assessorias “sérias aparecem da mesma forma. Não só querem divulgação como querem que você faça todo o trabalho. Querem que você vá no site, descubra sobre o quê aquela desgraça fala, pesquise para ver quem faz…

Desculpe, não tenho tempo para brincar de detetive. Um blogueiro, jornalista, redator, precisa de informação. Quanto MAIS informação melhor. Quanto mais de bandeja, melhor ainda.

Quem tem mais chance de ser clickado?

Vejam isto!

Ou:

Vejam, achei um vídeo do Morroida saboreando um pênis de sorvete…

Nota: O tal vídeo existe MESMO!


link para o vídeo do Morróida saboreando um pênis de sorvete

Por mais que confiemos nos amigos e blogueiros de qualidade como eu, tempo é tempo. Eu prefiro saber no que estou clicando, ainda mais se meu cronograma estiver apertado.

Na parte de divulgação é essencial que você muna seu destinatário com o máximo de informações. Não dá para ficar regulando, para mandar o famoso “mais detalhes, entre em contato” (seguido de telefone).
Não dá pra ficar criando teasers por email. “Temos um lançamento genial, ligue para maiores detalhes”. Perdeu, Playboy. Meu tempo é caro demais pra isso.

Tempo, gente, tempo.

Um bom exemplo: Recebi um email do Bloghunters divulgando um filme. Um tal de Shutter – Imagens do Além, que eu não vi mas a Íris viu e disse que é ótimo.

No email, veio uma sinopse, o link do site do filme e descrição do material disponível.

Alem disso veio um Press Book em formato Word falando em detalhes sobre o filme. Não é um press release de uma página, são 22 páginas de informações, sem imagens, apenas (no bom sentido) texto.

Há informação suficiente para fazer uma resenha completa sobre o filme, só não farei por ser um pobre blog, sem credibilidade. Essa coisa de fazer resenhas de discos sem ouvir é reservada para órgãos estabelecidos. Eles podem. Ou não.

Quanto tempo levou para o tal Press Book ser feito? Não sei. Eu diria um dia, por um bom redator.

Quantas vezes ele será replicado pelas redações? Quantos emails seguiram com ele em anexo? Centenas.
Isso se chama INVESTIMENTO.

Quando for vender seu blog, sua banda, seu projeto de ventriloquia peniana (existe, pior que existe) invista em um bom material de divulgação.

Eu sei que ao menos para você e sua mãe seu projeto é o melhor do mundo, seu bloguinho é maravilhoso e sua banda dá de dez nos The Beatles (piada velha), mas para mim não. Nem para o resto do mundo.

Gaste menos tempo olhando-se no espelho, certificando-se de sua genialidade e mais criando as ferramentas de divulgação de seu trabalho. Você só tem a ganhar, se fizer uma página de apresentação de seu blog/projeto, ou mesmo um doc a ser enviado, ou mesmo um texto de 2 ou 3 parágrafos que passe informação real, ao invés de dizer “leia pq é bom, blz?”.

Ninguém é obrigado a acompanhar o seu entusiasmo, ou mesmo o meu. Uma indicação com argumentação tem muito mais chances de ser apreciada. Por mais que seja chato escrever textos óbvios explicando uma verdade clara e evidente.

Para você.


O Contraditorium vive de doações. Não veiculo anúncios no blog. Somente sua colaboração me incentiva a escrever artigos cada vez melhores, sem rabo preso com anunciantes, partidos ou militâncias. Prestigie essa liberdade, faça uma doação. Use o PagSeguro no botão abaixo ou via PayPal com o email cardoso@pobox.com. Caso você tenha uma carteira PicPay,meu usuário é @carloscardoso. Caso não tenha e queira uma forma de transferir pequenas (ou grandes, de preferência grandes) quantias sem taxas, é só se inscrever.  Eles te darão R$10,00 para experimentar, basta utilizar meu código promocional CARDOSO

Toda moeda é bem-vinda, desde que seja de país com luz elétrica e água encanada.




Leia Também:

  • Sinal que vc não lê meu site, botei esse video lá umas 4 vezes.

    Tem até foto!

  • Dá uma olhada no meu blog, é super genial eu garanto, e tem milhões de visitas por dia, tudo bem, de um único visitante, eu mesmo… ahahahaha. Muito legal o texto.

  • eu nem ia comentar, mas achei o post muito bom, a foto de jesus é sensacional…rs. realmente, neguinho pedindo comentário é um saco. acho q é por isso q ninguém comenta no meu blog…rs.
    abs.
    Luiz

  • Rsrsrs, acho que já fiz isso com você Cardoso! Devem estar te enchendo a paciência, só pode.

    Quando se é novo blogando a maioria (como eu) não se toca do incomodo que é para quem já vem escrevendo em blogs a bastante tempo e tem um publico considerável. Agora eu já começo a ver isso, gente te adicionando no msn, comentários indesejáveis e coisas do tipo. É um efeito colateral, um contra de ser conhecido ou começar a ser… Só se inventarem além do antispam o antichato ou coisa parecida…

  • Cardoso é visto como o blogueiro mais conhecido entre os blogueiros de verdade, excluindo os blogueiros que eram celebridades antes de criar um blog.

    Você acha oque?

    Que salsinhas chegam a você apenas pelos blogs? :)

  • "…e blogueiros de qualidade como eu…"

    Esse blog ainda me diverte :)
    Parei de ler nessa frase aí…

  • Seria a ventriloquia peniana evolução do pensar com a cabeça de baixo?

  • Eu temo que não Daniel…

  • é… sou novato na blogosfera, mas nunca pedi divulgação. Vou só postando meus artigos, comentando por aí e vivendo feliz. E aprendendo, principalmente a ser educado, com grandes blogueiros
    como você. (Y)

  • Eu estava meio triste, quietinha lendo meus feeds, quando li o título em letras grandes deste post, quase chorei.
    Eu já disse o quanto você é mau. Assusta com seus textos.
    Tirando a brincadeira, esse post foi mais que uma conselho, foi uma aula.

  • Atualmente tenho 2 blogs. Os dois não possuem Ads, não me mato pra tentar fazer os acessos deles subirem já que não estarei ganhando nada. Por isso nuca enviei mensagens para o povo dizendo que os blogs são X, Y ou Z. Sei lá, ficaria com vergonha de fazer isso. Não gosto da idéia de pedir esmola (acessos) para os outros (pride detected).

  • É verdade. O pior é quando o camarada entra no blog, lança o comentário do tipo "Belo blog, passa no meu". Cara, isso é de matar. Fica tão óbvio que o animal nem leu o que você escreveu e se preocupou apenas com o spam dele. Esse pessoal acha que isso cola?

    Ps: essa imagem de Cristo ficou Show (rs). Ainda bem que o Hamas não liga… (rs)

  • Posts instrutivos, agora sobre divulgação… aprender é divertido! :D

  • Hahahahahaha…

    Cardoso… vc é chato! Alguém já te disse isso?

    Mas é um chato bacana… e não chega a ser tão chato quanto o Jabor. (uh! jornalistas, jornalistas!)

    Tenho uma certa empatia por pessoas chatas, aqui no nordeste isso é conhecido como síndrome de Seu Lunga (ou seulunguisse).

    Abraço aí!

    Seu lunga: http://www.sertaoinformado.com.br/valor.php?notic

  • Clap, clap, clap.

  • É aquele velho papo..nego que tá pedindo link geralmente acaba de chegar, pôs AD Insense (ou sense…sei lá) e é isso aí, saí comentando a torto e direito, implorando por links.

    Esses "teasers" são tão utilizados em SPAM que chega a ser ridículo ver o nego se esforçando pra chamar sua atenção.

  • Você se acha mesmo. Parece aqueles artistas que esnobam os fãs, mas quando caem no ostracismo pinta o maior deprê.

  • Valeu pelas dicas, sempre um bom aviso para quem está começando!

  • As dicas são sempre bem-vindas. E concordo com o que você diz no texto.

  • Pingback: Blog do Santiago » Blog Archive » Divulgação é a alma do negócio…()

  • Johann

    Eu quase não termino de ler o texto ROTFL do morróida !!!

  • Ainda bem que nunca fiz isso, mas tinha que postar.

  • Nesses casos eu sempre fico em dúvida se o motivo é a preguiça ou a falta de bom senso alheio… Nos piores casos, pode servir como entretenimento ao abrir a caixa de e-mails, ou até alimentar um post especial de perolas de "salsinhas" aqui também, rs.

  • Já até me acostumei com e-mail com idiotices do gênero. Quando me deparo com "Leia meu blog" ou "Genial esse post, vai lá", clico logo em "Denunciar Spam", sem salvação.

  • Aliás, é pior ainda quando isso parte de empresas. Outro diz recebi um e-mail assim:

    Oi! Sou da coordenação do curso X. Estou enviando release dos nossos cursos para vc divulgar CHIQUEIRO CHIQUE. Há possibilidade de divulgação ainda essa semana?

    Rá!! Não quer mais nada né?

    Pra mim só pode ser pegadinha do Mallandro, não tem outro nome!

  • Acho, na verdade, que muita gente ainda não entendeu o "espírito oda coisa", principalmente quando se trata de web e suas possibilidades de divulgação e/ou propagação de idéias.

    Tenho banda, e sempre me irritei com aquele tradicional comentário: "não há espaço para bandas novas, ninguém apoia o underground, por isso não estamos bem", etc, etc, etc…
    Normalmente, a banda é ruim, sem originalidade e composta de um bando de párias, corporativistas, paternalistas, que acham que a banda deve ser apoiado por ser independente.

    Uma ova!

    Sua banda só será reconhecida se for boa, o mesmo ocorrendo com seu blog, produto, serviço ou o raio que for.

    Minha vó sempre disse: quem é bom se estabelece.

    Um abraço! http://fabianopereiradesigner.blogspot.com/

  • Ricardo

    Os grandes blogueiros (por se achar famoso) também começam a escrever pouco. Resultado: queda.
    Estou errado ou este blog tinha PageRank 6?
    Aqui diz PR 5. Caiu? O gráfico do Alexa me lembra o dólar.

  • Ricardo, aqui a barra do Google está dando como 4 ;)

  • É, a pré-potência pessoal dominando os pseudo-probloggers e encaminhando-os à decadência pública e moral. Simplesmente demais!

  • Ricardo

    Cardoso,

    Crítica construtiva.

    Precisa da seta, igual ao Kibe? Que quibe?

  • […] Não é fácil publicar, é óbvio. Se fosse, todo mundo seria famoso, e sabemos, não é bem esse o caso… […]
    [Trackback Manual]

  • Pingback: linketal.com » Idéia milionária nº 1 - Pornografia()

  • Pingback: 0560395caa53()

  • eu

    seu idiota vc e os outros bestoes axam isso lindo.

    mas qndo passam por alguma dificuldade num instante sabe chamar por ele nao é

    • Na verdade não, já passei por coisa muito ruim e nunca precisei de amiguinhos imaginários.

  • hadouuuken!!!

    <abbr>rupert – último post do blog… Die Hunns – Hate N Love</abbr>