É oficial: Odeio Dia dos Namorados

jacknicholson A rigor não tenho nada contra a data. Pra mim não fede nem cheira. Eu já não ligo quase nada para aniversários, natal, essas coisas, e dia dos namorados é algo que nunca vivi.

Por uma ironia estatística eu tenho uma -ia dizer maldição, mas seria melodramático demais- peculiaridade: Praticamente todos os Dias dos Namorados de minha vida, ou eu estava solteiro, ou estava brigado, ou estava morando junto pra mais de ano. Houve uma época em que era batata: Ia chegando a época, sabia que iria rolar alguma briga.

O único dia dos namorados que passei efetivamente namorando, bem… depois eu descobri que só eu estava namorando, a cidadã me via apenas como alguém que pagava os jantares, e negava para os amigos em comum que a gente tivesse qualquer coisa. Punk, como diriam alguns.

Essa experiência traumática não foi suficiente para dar significado à data, para mal ou para bem, então eram brancas nuvens para mim. Até hoje.

Saí para tomar uma sangria (resolvi variar) no bar aqui atrás de casa. Eis que chego na esquina, carro para tudo que é lado. Um monte de garçons desconhecidos, somados à trupe de sempre. Mesas, mesas e mais mesas, TODAS lotadas. Algumas com famílias a maioria com casaizinhos. Já dizia Nelson Rodrigues: "Nada mais ridículo que casalzinho apaixonado". Eu concordo. Não como crítica, é excelente pagar mico assim, é excelente fazer besteiras homéricas (mas nunca se arrependa) em nome de um desequilíbrio químico (onde li isso?) cerebral.

O meu problema é que esse monte de pombinhos violou a Regra Número 1: Invadiram meu espaço. O MEU bar, a MINHA mesa. E se você acha que estou soando como Jack Nicholson, no Melhor Impossivel, eu agradeço o elogio.


O Contraditorium vive de doações. Não veiculo anúncios no blog. Somente sua colaboração me incentiva a escrever artigos cada vez melhores, sem rabo preso com anunciantes, partidos ou militâncias. Prestigie essa liberdade, faça uma doação. Use o PagSeguro no botão abaixo ou via PayPal com o email cardoso@pobox.com. Caso você tenha uma carteira PicPay,meu usuário é @carloscardoso. Caso não tenha e queira uma forma de transferir pequenas (ou grandes, de preferência grandes) quantias sem taxas, é só se inscrever.  Eles te darão R$10,00 para experimentar, basta utilizar meu código promocional SKO4

Toda moeda é bem-vinda, desde que seja de país com luz elétrica e água encanada.




Leia Também:

  • Sinto-me completamente vingada. Odeio essas datas e dia dos namorados era um lance esquecido pra mim até anteontem quando um monte de posts me fez lembrar de tantos dias levando bolo ou sozinha em restaurantes no Baixo, no Antonio's; enfim uma alma gêmea!

    Muito obrigada.

  • Nossa quantos bloggers amargos com o dia dos namorados. Parece até Blogagem Coletiva: Infeliz Dia dos Namorados.

  • Luiz Chritofoletti

    Que visão mais distorcida sobre tudo que você tem.

    Fato 1: Também não ligo muito para o dia dos namorados e outras datas comemorativas.
    Fato 2: No geral as mulheres adoram datas comemorativas.
    Fato 3: Eu adoro fazer a minha namorada feliz.

    Resultado: Eu adoro o dia dos namorados.

    Portanto se você não gosta, ótimo e boa sorte na sua busca por uma mulher que te aguente para que você tente faze-la feliz.

    Mas acho que com essa sua mania de ver sempre o lado ruim das coisas pensado que é um ser superior… Não vai condeguir nada muito bom mesmo.

    Parabéns.

    • Então pelo que entendi, já que você não liga para o dia dos namorados mas diz que adora para fazer sua namorada feliz, o caminho éa hipocrisia? Que legal!

  • "desequilíbrio químico" acho que foi no meio bit. Com certeza, não existe nada mais ridículo que casalzinho apaixonado

  • Por isso que eu nem saí de casa ontem de noite… dia dos namorados passou e eu nem vi.

    Mas de qualquer forma, caro Cardoso, tenho certeza que um dia encontrarás a tua metade da laranja e em um dia 12 de junho vindouro a presenteará com uma bolsa da Hello Kitty, beberás vinho em uma mesa de bar à luz de velas e fará um lindo post sobre o amor!

    Beijo!

    • Gi, já achei, mais de uma vez, tenho lindas histórias para contar, elas apenas NÃO acontecem 12/6, não adianta ;)

  • HUmm,você gosta de Hello Kitty? ;)

  • Odeio manifestações públicas de afeto. Ninguém precisa ver que fulano está feliz com a fulana. Mas de fato, ontem todos os lugares estavam lotados. E o pior de tudo, cobrando o dobro do preço!
    Também fiz um texto sobre o dia dos namorados. Está na meu blog.

  • Ontem foi complicado demais. Parece que a necessidade de melação no 12 de junho cresce proporcionalmente à falta de amor no coração dos homens durante os outros dias do ano. Ô, Glória…

  • Você poderia ter soltado algumas baratas pelo chão e nas mesas das pessoas… Te garanto que, por pelo menos uns 6 meses, o bar ia ser só seu! hehehehehe

    Eu não tenho nada contra dia dos namorados não, mas realmente sair nesse dia é um inferno, tá ficando pior do que Dia das Mães. E ainda acabou atrapalhando meus projetos! Fui procurar umas mudas de pingo de ouro, pra transformar em bonsai… E TODOS os quiosques de planta só vendiam flores, o jeito vai ser esperar até semana que vem.

  • Como você é ranzinza!!!
    É só um dia no ano.
    imagine assim:
    Voce mora num apartamento, lá pelo 2º andar.
    No 3 andar tem um casal de apaixonados, o homem quer mostrar seu lado romantico, contrata um carro de som bem potente, por volta das 23:50 o som aparece lá na porta do edificio, soltando fogos, cheio de pisca-pisca, flores e faixas com o nome da amada.

    então, uma voz grossa começa a falar na porta do seu ap:
    _ Essa é uma mensagem de amor….
    O detalhe é a música de fundo:
    "É o amor" ZeZe e Luciano.

    E aí??não é o maximo em romantismo???

  • Ha, que legal… digo, que merda, não? A vida tem suas aleatoriedades…

    Quanto ao 12/6… bom, nosso caso(meu e de minha "cigarra") é bem particular. Último ano adiamos a data pra sexta-feira e tudo correu (muito) bem. Não sei porque as pessoas precisam de datas pra se lembrar das coisas.

  • Fernando

    Cardoso, compartilho da sua opinião. Acho que em grande maioria, todas as datas comemorativas que existem hoje se tornaram meramente incentivos para as pessoas consumirem mais (capitalismo). Especificamente para os dias dos namorados, acho o cúmulo fazer algo especial com a namorada neste dia, para mim, todos os dias devem ser considerados como dias dos namorados, você deve dar atenção especial todos os dias.

    Para quem nunca viu, sugiro assistir o filme "What Would Jesus Buy". Conta bem sobre o que eu estou falando, alguém aqui comemora natal pelo fato de Jesus ter nascido mesmo ou só pelo fato dos presentes e pela tradição? (eu não comemoro e nem gosto, até pq sou ateu).

  • Eu também tenho alguns traumas com a data, mas nada que me faça odiá-la. Eu até gosto, pra dizer a verdade. Mas esse ano em especial, eu odiei.

    Situação: sozinho, mas não solteiro. :-) Péssimo.

  • Pingback: Os melhores post em um mesmo lugar » Questão de opinião…()

  • Há! Exatamente a minha queixa! Resolvi ALMOÇAR ontem. Sushi, um dos meus restaurantes preferidos. Self-service. NUMA PRAÇA DE ALIMENTAÇÃO de um dos maiores shoppings da cidade. Nada de casalsinho apaixonado, certo? Errado. Erradíssimo. Argh.

    Ia fazer um post a respeito, mas, como sou mulher, iam me chamar de amarga e mal-amada. Mulher tem que andar com coraçõezinhos nos olhos, laçarote no cabelo, celular cor-de-rosa e namoradinho a tiracolo, senão é mal-amada.

  • Felipe

    "desequilíbrio químico (onde li isso?)"

    Em um post do Marcellus no MeioBit.

  • Erickson Leon

    Sou desligado o suficiente para só lembrar do dia dos namorados uns dias depois… infelizmente não tenho a mesma sorte com o natal e preciso ficar trancadao uma semana em casa para naum receber um "feliz natal" de algum abobalhado. Sei que isso soa a Melhor Impossível, mas depois de tantos falarem que viram "um filme sobre um cara do mesmo jeitinho que eu", sinceramente, eu naum ligo mais.
    A propósito, adorei o post.

  • Rafaeu

    Comigo acontece a mesma coisa, mas isso não é o pior, o pior é que dos poucos namoros que eu tive, começaram no final do ano e acabaram alguns meses depois do carnaval, ou seja, na melhor época do ano para estar solteiro eu estava namorando.

  • Bah! Você só quer economizar presente.

  • NeO

    Simplesmente mais uma data comercial. Vende-se flor, celular, vibrador, microôndas, etc, mas sentimento mesmo, difícil.

  • Diogo

    Puta que pariu eu odeio dia dos namorados. Tenho 20 anos e sempre passei todos eles sozinho com dor de cutuvelo. Guardo rancor desta data. Odeio a véspera e no dia eu nem saio de casa.

  • Pingback: Presentes para Homem no Dia dos Namorados: Ideias()

  • Toda e qualquer data comemorativa é comercial, mas se para a outra pessoa é importante, não custa entrar no clima… Afinal, o máximo que pode acontecer é um jantar + flores….

  • ucuz uçak biletleri you can see scheduled flights cancelled to bad conditions Please keep Checking the status of your flight online befor coming to airport. Further Information Please Call You can also check your flight status on your mobile phone by visiting .ucuz uçak biletleri.To get more information about mobil applications please visit our mobile applications page, http://ucuzucakbileti.org – ucuz uçak biletleri

  • larissa

    euu odeio esse dia, nunca fui feliz nele, pelo contrario só decepçoes =/

  • luana

    Eu geralmente adoro datas comemorativas, mais dia dos namorados é uma que não gosto, é o tipo de data que casaisinhos que na vida real só brigam, traem fazem juras de amor na Internet e onde quem é solteiro tem que sentir um peixe fora d'agua.