The Kibe is On the Table

Uma das maiores críticas ao kibeloco é que ele não dá links das piadas que encontra em outros sites, isso resultou na campanha Usura Não!, onde para ser justo, é reconhecido que não é só o Tabet que chupa sem dar nomes aos bois. A prática é comum, a usura gerou inclusive o termo "jornalismo mão-de-vaca", onde chupa-se um entrevistado por horas, enche-se laudas e laudas, fecha-se a pauta e não dão nem um maldito linkzinho.

Hoje pesquisando para esta matéria do MeioBit, sobre um cara que é iDoctor, médico de iPods, descobri textos sobre ele no Ars Technica, na Fortune/CNN, na AppleTell, na MSNBC e na Fox News.

Desses somente os dois últimos deram o LINK do site do entrevistado. Dos dois últimos, só a Fox News colocou o link clicável. O kibe bateria palmas, se abrisse a mão em algum momento.

Eu atribuo isso a um tipo de pensamento egoísta, "não quero que ninguém largue meu texto pela metade", que encontrou adubo na visão SEO-Marketeira-puta-de-adsense que determina que páginas não podem ter muitas saídas, se o usuário só puder achar como saída o clique no anúncio, perfeito.

Usabilidade? Não, obrigado.

O caso do Doutor iPod aí de cima também exemplifica outro modelo comum de site, o replicador de informação, ou WebXerox. Não há informação nova nas matérias, há outra dezena de sites replicando o mesmo texto ou trechos.

Se você não tem NADA a acrescentar a uma informação, não a replique. Feche seu site. A fonte de onde você iria copiar é melhor que você, sua própria atitude demonstrou isso.

Se quiser manter um site, ACRESCENTE algo. Se o sujeito copiar um texto inteiro da Reuters, e pesquisar a URL do instituto de pesquisas citado, já está ajudando. Mas nem isso faz-se.

Assim é fácil ter um bilhão de blogs na Internet brasileira, como a Proposta Indecente que rolou por alguns blogs uns dias atrás:

"Tenho um blog mas não tenho tempo de escrever, por isso estou convidando você…"

Esse é mais um dos iludidos que querem ficar ricos sem fazer nada e sem nem sair de casa para não fazer nada. No final, mais blogs efêmeros poluindo a blogosfera.

Não se iluda. É possível ter um blog de sucesso, mas para ser respeitado e dormir tranqüilo você precisa seguir As Quatro Regras Básicas:

 

  1. Não Copie.
  2. Não Espameie.
  3. Não Kibe.
  4. Não Delegue.

[atualização]  Um bom texto sobre isso saiu aqui no blog do Leo Baiano.


O Contraditorium vive de doações. Não veiculo anúncios no blog. Somente sua colaboração me incentiva a escrever artigos cada vez melhores, sem rabo preso com anunciantes, partidos ou militâncias. Prestigie essa liberdade, faça uma doação. Use o PagSeguro no botão abaixo ou via PayPal com o email cardoso@pobox.com. Caso você tenha uma carteira PicPay,meu usuário é @carloscardoso. Caso não tenha e queira uma forma de transferir pequenas (ou grandes, de preferência grandes) quantias sem taxas, é só se inscrever. Toda moeda é bem-vinda, desde que seja de país com luz elétrica e água encanada.

Leia Também:

  • "SEO-Marketeira-puta-de-adsense" é a melhor expressão dos últimos tempos.

    Invariavelmente 101% do "mercado" de SEO brasileiro, e 99,6% do mercado gringo é só isso mesmo: otimizador de Adsense e Mercado Livre, e candidato a web celebridade.

    Já vi *muito* cara se dizer bom de optimization sem nem fazer o feijão com o arroz. Isso sem contar esta visão limitadíssima de "preenche meta-dados, coloca titulo em H1 e envia um sitemap".

    Triste mesmo essa postura de não linkar, mas o pior é que ela é burra, pois se existe um grande fator de ranking é a relevância tópica.

    Se linkar fosse ruim, ninguém nem saberia o que é o Wikipedia.

    • Acho que sou a pessoa que mais usa e linka relatos da wikipedia.

      • Não tem problema, errar é humano.

        Sim, eu acho a Wikipedia em português um lixo quase completo.

        • Sempre tem espaço pra ir lá e contribuir. Mas é isto é típico de Internet, somente um resíduo ínfimo de pessoas realmente gera conteúdo. O resto é copy & curse.

          Anyway, eu não consigo chamar uma pagina desta aqui de lixo: http://pt.wikipedia.org/wiki/Orkut

        • Você tem razão, o mundo precisa muito de informações sobre o Orkut.

        • Tem coisas interessantes na Wikipedia também, é só saber digitar os termos corretos. :)

        • Eduardo

          E o que você faz pra melhorar a Wikipedia?!?!?!

  • Edu

    Perfeito. Canso de ver as mesmas matérias em diversos feeds de blogs que assino e, na maioria delas nem sequer a citação da origem, qto mais um link para o original…

  • Uma blogueira que nao tem sucesso e não sabe de nada de tecnicas de "SEO" pode perguntar qual o problema de um blog ter links?

    • Iara, imagine uma Web onde nenhuma página faz link com nenhuma outra. Perderia completamente o sentido. Seria melhor desligar o computador e ir ler um livro ou mesmo uma boa revista.

      Links são a coisa mais importante da Web. Hoje as páginas tem videos, áudio, comentários, joguinhos, mas lááááá no começo, o grande barato da Internet era o conceito de hipertexto, onde cada um lê as coisas na ordem que quer.

      E justamente por isso, um dos fatores de maior peso para as ferramentas de busca na hora de rankear as páginas chama-se relevância tópica.

      Imagine uma pagina sobre carrros, que faz links para Fiat, Volks, Ford, pra definicao de carro no Wikipédia, pro Webmotos e cia. Isto tudo é informacao tão ou mais valiosa que o proprio texto em si, e as engines reconhecem o esforço do editor da pagina em reconhecer esta bela selecao de links como um trabalho editorial.

      Enfim, linkar é uma necessidade da Internet. Cardoso já falou sobre isso aqui de maneira muito legal.

  • duuuds

    E o que se pode dizer com relação à indireta do Tabet, no seguinte link: <a href="http://209.85.215.104/search?q=cache:rbJbvdzX3TEJ :www.kibeloco.globolog.com.br/+%22o+gordinho+suado+l%C3%A1+do+almoxarifado%22&hl=pt-BR&gl=br&strip=1″ target=”_blank”>http://209.85.215.104/search?q=cache:rbJbvdzX3TEJ…” target=”_blank”>:www.kibeloco.globolog.com.br/+%22o+gordinho+suado+l%C3%A1+do+almoxarifado%22&hl=pt-BR&gl=br&strip=1

    Após, CTRL+F = ANACONDA

  • smx

    dormir tranquilo , regras?
    ser respeitado?

    ahhh paraaa!

  • Essa do "escreve no meu blogue de graça, para eu receber os trocados do AdSense" foi uma das melhores lá na lista da Blogosfera ultimamente.

    Mais fácil que isso só pedindo dinheiro diretamente:
    "Pôe aqui no meu bolso, tio…"

    []'s
    Compulsivo

  • Por outro lado, deixar o blog parado por falta de inspiração como eu, também não é legal…

  • "SEO-Marketeira-puta-de-adsense"

    Ufs, soco no estômago! Replicação de informação é, na minha opinião, o pior aspecto do universo dos blogs no Brasil. E talvez no resto do mundo, mas me falta pesquisa para afirmar tal coisa.

    Mas afinal, se eu delegar pra mim mesmo, isso conta contra ou a favor?

  • Recente escrevi sobre o assunto no meu blog e chamei esse tipo de "blogueiro ctrl + C", agora vendo aqui no Contraditorium percebo que não sou o unico a começar a incomodar. Percebo também que o problema não esta na minha lista de feeds realmente esta crescendo o número de blogueiros Ctrl + c.

    O download Day cabe como um belo exemplo, todo mundo escreveu mas pouco foi acrescentado as noticias simplesmente foram sendo replicadas.

  • Ih Cardoso, acho que tu te passou um pouco no final do artigo.

    Delegar não é exatamente uma má idéia. Veja bem. Eu tenho um blog sobre direito com foco em concursos públicos. Várias matérias eu domino suficientemente bem para escrever um post digno de ser lido. Contudo, em outras ou meu conhecimento é inexistente ou é muito limitado.

    Além disso, tempo é um problema para mim.

    A solução que encontrei? Alguns amigos hoje são colaboradores do site. Escrevem sobre as matérias que eu não conheço ou quando eu estou tão atucanado que não tenho tempo de escrever.

    As pessoas levam crédito, os leitores têm gostado e tudo funciona muito bem…

    Delegar, então, nem sempre é uma má idéia.

    Só é se 95% do conteúdo é feito dessa forma. Acho.

    Att

    Igor

    • Igor acho que você esta se referindo ao trecho:

      "Tenho um blog mas não tenho tempo de escrever, por isso estou convidando você…"

      Seguinte, na lista blogosfera apareceu um cara com esta sugestão e no caso lá não era uma forma de convite de outros escritores para o blog como é o seu caso, no caso citado pelo Cardoso era mais algo do tipo: Adminsitra lá o blog no meu lugar!

      • Na verdade estava falando da quarta regra de outro (não delegue) e como ela é abrangente o bastante para cobrir idéias que, considero eu, podem ser boas.

        Talvez não tenha sido lá muito explícito, mas concordo com o artigo, SALVO nesse detalhe aí :)

  • ulysses neto

    Eu discordo. Acesso o Kibeloco e uma das maiores qualidades que vejo por lá é a referência constante em cada post dada através de links. Há links em quase todos os post. Há seção de links no blog. E até nas citações.

    Esse rapaz que escreveu a campanha "Usura Não" deve ser despeitado. Ou está querendo aparecer as custas do Tabet.

    Aliás, percebo que uma minoria na blogosfera que gosta de dizer que detesta o Kibeloco são os que mais vigiam o site. Parece até amor não correspondido.

  • Recentemente (19/06) falei sobre mais ou menos isso no meu blog.
    Não tenho um blog de sucesso, mas chegar ao ctrl+c, ctrl+v, nunca.
    O blog parmerista também relatou recentemente uma kibada com uma imagem deles.
    Enfim, isso é a (porcaria) net.

    Quem quiser ver o link direto para o caso do parmerista é http://parmerista.blogspot.com/2008/06/eu-j-fui-p

    e para minha materia é http://esnotec.blogspot.com/2008/06/blogosfera.ht

    Abraço

  • AHUAHUAH, não Kibe é de matar. Nada a acrescentar. O assunto é isso, linke. Usura não, de fato.

  • Realmente Cardoso, a usura de alguns sites atuais é uma coisa alarmante na internet, o que revela a grande preguiça das pessoas até para "linkar" a fonte da sua pesquisa

  • Pingback: Bunda: Paixão Nacional? // justplay.info()

  • Pior é concordar com todo o texto e perceber que muitas vezes eu mesmo me condiciono a esse pensamento vil-replicante.

    Estou precisando tomar uns tapas…

  • Pingback: Cultura (In)útil « Vida Ordinária()

  • Dos blogueiros que tratam do tema você é o mais implacável e intransigente. E, falando de réplicas e plágios, é melhor registrar a expressão "SEO-Marketeira-puta-de-adsense"… Brilhante.

  • Paulo

    Cardoso,

    Comenta ai sobre, no meiobit:

    http://comofazergeek.blogspot.com/2008/06/firefox

    Não vi o meiobit falar sobre esse assunto. valeu!

  • Tudo bem
    Eu entendo, mas é bom lembrar, que em muitos casos, a internet, não contribui para que tudo seja easy , Fácil , e isso além de tempo, requer cautela, mas as vezes é preciso unirmos o útil ao agradável.

    blog neutro – blogblogs.com

  • Sindrome

    Maldita síndrome do pau pequeno.

    A inveja é uma merda.

    • Vá ver se estou na esquina, Tabet.

  • NeO

    Postei um texto hoje com algumas dicas para quem quer começar um blog. E um dos pontos é justamente sobre linkar.

    Pô, não custa nada linkar. Ou você acha que os blogs são "concorrentes" entre si? Se acha, tem a mente pequena.

    http://atualidadedapedra.wordpress.com/2008/07/01

  • Concordo! Linkar um comentário no post é uma obrigação! Se vc comenta algo de alguém, tem que informar a fonte! Agora se vc recebe um email de uma lista que vc participa e gostaria de compartilhar tal informação, n vejo nenhum problema em publicar e linkar.
    Abs a todos.

  • Eu nem sempre coloco o link nos posts do meu minguado blog, mas invariavelmente eu coloco algo do genero "vi isso no meio bit e achei interessante". As vezes a gente escreve uma coisa na pressa e realmente esquece de colocar um link, mas uma citação da fonte é mais que importante, é imprescindível. Para pelo menos seus leitores (nem que seja 1, como meu caso) google a fonte. Afinal de contas o barato da blogsfera é você pegar varias fontes, com opiniões que combinam ou conflitantes, misturar com a midia "tradicional" e formar sua propria opinião.
    O mais chato é que kibar tenha virado isso. Eu leio o Kibe a anos, acho que desde que ele começou (assim como lia o eu hein e leio o cocada) e é triste isso… nossa blogsfera já é tão fragil…

  • Pingback: Eu, Eu Mesma e Tine » Blog Archive » Ter um bom blog é como fabricar um bom vinho…()

  • É incrível, como você escreve bem, sem deixar de ser sempre irônico.
    Você fez o que milhares de blogs já fizeram, "dicas para obter sucesso".
    Mas com uma abordagem diferente desse milhares, por isso você é respeitado e mantêm sua credibilidade sempre alta perante seus leitores.