Resenha: Anjos e Demônios

O trailer

Terra! Ar! Agua! Fogo! VAI PLANETA! OK, não tem Capitão Planeta no filme mas me surpreenderia menos um Dr Manhattan de cuequinha vermelha do que o fato do Ron Howard ter acertado a mão e conseguido fazer um excelente filme, depois do esquecível Código DaVinci.

Na primeira adaptação do Livro de Dan Brown Howard foi fiel ao extremo, dando uma sensação completa de “já vi esse filme” para os leitores. Desta vez ele parou de tratar o Modelo Dan Brown como Escrituras Sagradas. Removeu sem dó Tom Bombadil e vários outros personagens secundários, agilizou a trama e fez algo impensável em Hollywood: Adaptou uma cena de ação para que ficasse menos mentirosa.

O resultado foi um filme bem mais ágil. As resoluções dos enigmas estão mais bem-feitas, Tom Hanks não puxa da cartola resposta pra tudo. Principalmente o filme é iluminado. Descobriram que filmar em uma das mais belas cidades do mundo e só mostrar imagens noturnas e/ou de interiores é meio… desperdício.

A TRAMA

Se você é uma das 5 pessoas do planeta que não leu Anjos e Demônios, vamos lá: É um livro em minha opinião melhor que o Código DaVinci. Transformou os brasileiros em 150 milhões de especialistas em sucessão papal e introduziu o mundo ao termo “Camerlengo”.

No filme um Papa morre, os 4 candidatos favoritos para a sucessão são sequestrados pelos Illuminati, uma antiga e até então extinta ordem secreta, que foi perseguida pela Igreja Católica na Idade Média e estaria agora buscando vingança.

Os Illuminati defendiam a ciência no lugar da religião, e no filme roubam um frasco de antimatéria do Large Hadron Collider para explodir o Vaticano.

Embora a idéia não deixe de me agradar, o filme faz com que fique claro a perda que tal explosão causaria. As igrejas são lindas, as estátuas magníficas. Se uma coisa de bom posso dizer da Igreja Católica é que não só pensam a longo prazo como possuem um magnífico senso estético, completamente ausente do Bispo Macedo e seus templos tenebrosamente feios.

“Todo problema acabou, o simbologista chegou”

Como a Polícia do Vaticano e a Guarda Suiça são impotentes para resolver o caso, chamam Robert Langdon, Simbologista e Detetive Particular, que depois do Código DaVinci virou persona non grata no Vaticano.

Partindo daí é o modelo Dan Brown: Uma mocinha que participou do início da trama mas depois é só adereço de cena, um assassino oculto, conspiração dentro da conspiração… mas quer saber? Fizeram direito.

Melhor Cena Pra Mim

Em minha incrível objetividade jornalística entrei no cinema decidido que UMA cena determinaria se o fllme era bom ou não: Quando Robert Langdon consegue acesso aos Arquivos do Vaticano.

Dá  pra sentir a respiração do Robert Langdon parando, quando ele vê quilômetros de corredores repletos de tesouros históricos, livros não-abertos em centenas de anos, cópias únicas e inestimáveis de autores da antiguidade… a inveja ali foi imensa. Adoraria passar algumas dezenas de anos naqueles arquivos.

Ciência vs Religião
O filme começa com cientistas no LHC em um experimento secreto tentando criar antimatéria. Aparentemente são tão avançados que esqueceram das Leis da Termodinâmica, do contrário perceberiam que gastaram um porrilhão de gigawatts para criar uma quantidade de antimatéria que gerará qalquer quantidade de energia MENOR que um porrilhão de gigawatts, mas tudo bem.

Isso deveria gerar protestos, cientistas ameaçando boicotar o filme, ameaças, certo? Bem, não só a equipe foi muito bem-vinda para filmar no Large Hadron Collider como Tom Hanks foi convidado para religar o Acelerador de Partículas, depois dos reparos concluídos.

Tradição É Tudo

Um dos efeitos interessantes e inusitados do filme é que deixa o espectador com todo um respeito pela Igreja. A Tradição, os Rituais, dá pra entender porque sobreviveram por mais de 2000 anos como instituição. É mais ou menos como o Judaísmo, embora no caso todos os membros preservem ativamente a cultura e os rituais, já com os católicos um monte de gente se diz seguidor mas nem lembra que Papa veio antes de João Paulo II. As Tradições ficam a cargo do Alto Clero.

Mentira Descarada
OK. Temos antimatéria, Ordens Seculares, conspirações, isso eu aceito. O que não dá pra engolir, e é mentirada descarada de Hollywood como quando os personagens têm quatro minutos para ir de um ponto a outro de carro, em Roma, e conseguem. ISSO para quem conhece a cidade, é ficção.

Conclusão
Anjos e Demônios vai mudar a História do Cinema? Não. Isso quer dizer que é ruim? Não. O filme é bom. Achei bem acima do “correto”, em alguns momentos ele empolga, mesmo com a musiquinha de cena de ação pouco inspirada de Hans Zimmer, que já fez coisa bem melhor.

Robert Langdon solta suas informações enciclopédicas sem ser chato, coisa que me irritou muito nos livros de Jô Soares. Ele também faz as piadinhas corretas no timing correto.

O filme é uma agradável mudança de cenário das perseguições em Los Angeles e dos tiroteios em New York, as duas únicas cidades dos Estados Unidos. Vale o ingresso.

Informações
Anjos e Demônios entra em cartaz dia 15 de Maio. mais detalhes no Hotsite oficial. [agora corrigido]


O Contraditorium vive de doações. Não veiculo anúncios no blog. Somente sua colaboração me incentiva a escrever artigos cada vez melhores, sem rabo preso com anunciantes, partidos ou militâncias. Prestigie essa liberdade, faça uma doação. Use o PagSeguro no botão abaixo ou via PayPal com o email cardoso@pobox.com. Caso você tenha uma carteira PicPay,meu usuário é @carloscardoso. Caso não tenha e queira uma forma de transferir pequenas (ou grandes, de preferência grandes) quantias sem taxas, é só se inscrever.  Eles te darão R$10,00 para experimentar, basta utilizar meu código promocional SKO4

Toda moeda é bem-vinda, desde que seja de país com luz elétrica e água encanada.




Leia Também:

  • Rafael Netto

    Cardoso, uma coisa você não disse…. o filme se passa antes do Código da Vinci, como o livro, ou depois? Ou isso nem é citado?

    Afinal um dos grandes dilemas da bibliografia do Dan Brown é que ela ficou conhecida de trás pra frente, o Da Vinci fez com que todo mundo se interessasse pelos livros anteriores.

  • Cara, conserta o link no final do post. :P

  • Bom, pelo que entendi do texto mudaram a cronologia da coisa. Mas como não li nenhum dos livros e nem assisti os filmes…

    PS: King Mob seqüestrou os papas? E no mínimo fez eles viajarem no LSD.

  • Se vc gostou mais do anjos e demonios do q o codigo só aumenta minhas expectativas.. pq o codigo é bem sonolento…

    @Rafael Netto

    o filme se passa depois… Hollywood e suas adaptações…

    <abbr>Will Rez – último post do blog… Rambrocolis!</abbr>

  • Só agora descobri o quanto é prazeroso quando alguém faz uma piada para poucos entenderem e você entende, como a parte que você diz "Removeu sem dó Tom Bombadil" em referência ao filme do livro Senhor dos Anéis.

  • Excelente resenha Cardoso, me deixou morrendo de vontade de assistir ao filme. Eu li primeiro O Código Da Vinci e só depois fui atrás de ler os outros dois livros do Dan Brown. Apesar da história ser muito boa, fiquei bem decepcionado com o "conjunto da obra".

    O cara literalmente segue uma receita pronta pra escrever os livros deles. Os três são idênticos.

    Mesmo assim são histórias que me prenderam até o fim e agora, depois de ler tudo isso que você escreveu, acho que o filme vai mesmo valer a pena. O negócio é encarar como diversão e não como obra de arte!

    <abbr>Rics – último post do blog… Google baleiando</abbr>

  • O Hostsite oficial fala de Linux?

    hheeheh

    Abraços,
    @monthiel

    <abbr>Monthiel – último post do blog… Adicionando o botão 'Tweet' do TweetMeme no Blogger</abbr>

  • Ei Cardoso, cadê o post sobre o Nick Ellis que eu comece a ler, parei no meio e quando voltei pra terminar o post tinha sumido? Não faz isso com a gente não…

    <abbr>Renata – último post do blog… Claro que eu vou plantar!</abbr>

  • É, o Profissionais TI não é o Hotsite de Anjos e Demônios, mas valeu o erro que trouxe algumas visitas ao PTI :-)

    O bom é saber que tava visitando e copiou a URL por algum motivo…hehehe.

    Voltando ao assunto do post, estou aguardando anciosamente o filme.

    Abraço

  • Na minha opinião tanto Anjos e Demônios como o Código Da Vinci, são dos piores livros que já li.
    Não sei se por isso fiquei com algum preconceito maligno ou inconsciente em relação ao filme Código Da Vinci. Com sua resenha considerei,que se eu não o tivesse lido ( e detestado), TALVEZ até gostasse do filme.

    Bem, agora é tarde.

    Já não gostei e o Dan Brown já tá rico independente do meu gostar ou não.

    <abbr>Lelê Mafalda – último post do blog… GRIPE.e.E.e.E.e.E!</abbr>

  • Puxa, quer dizer que eu sou uma das 5 pessoas no planeta que nunca leu Dan Brown?!! WTF!!! O Zé disse que também não leu. Faltam 03 pessoas então!

    Por favor, pessoal, se manifestem e me ajudem a encontrá-las e quem sabe a gente (eu, o Ze e os outros três) pode criar algum tipo de socidedade mítica a partir da blogosfera!!!

    • Dalia

      Ora! se é privação danbrowniana estou como um dos membros, se isso ainda der um filme estou como a mocinha, "adereço de cena".

    • Thais

      Eu sou a 3ª !!!!

  • Tenho centenas de motivos pra falar que perder o Vaticano seria insubstituivel e sua importancia Historica.

    Temos a Biblioteca do Vaticano
    Temos o Museu do Vaticano
    Temos o Papa , temos o Tribunal eclesiastico
    Temos grandes Universidades de Teologia e Filosofia (o que pra qualquer humanista ou ateu é importante)

    Virou modinha ser "Sou Ateu e odeio a Igreja" , ou " A Igreja Aliena o Povo" …
    Mas na verdade o Povo se aliena , e a culpa não é da Igreja ,é culpa do proprio povo que se aliena e escolhe representantes alienadores.

    Procure estudar a historia da Igreja , seja um pouco menos radical , pense no Zeitgeist da epoca.
    Pare de achar que a Igreja era malvada e ameaçava Galileu , ou coitadas das Bruxas que foram queimadas , ou a Igreja era má , "não deixava as pessoas lerem a Biblia"(Quando deixou as pessoas lerem e interpretarem tivemos resultados exelentes, Lutero e Edir Macedo).
    Todas as Religiões passaram por momentos como esses, até o Budismo.
    Por que essa é uma caracteristica do Homem , e qualquer religião é ligada ao homem.

    "Não olhei nossos pecados , mas sim a fé que anima nossa Igreja"

    Se achar a Igreja hipocrita ou retrograda , pesquise o por que dela ser contra a camisinha ou ao aborto.
    Eu sei que é muito mais legal sexo livre e aborto.
    Realmente torna a vida mais facil.
    Mas a Igreja não pede pra ninguem ser catolico, ela da a opção, já passou do tempo de converter a força.

    • Thiago Tietze

      Troll detected?

  • Que bom que souberam remover o Tom Bombadil para o filme funcionar… mas, que até hoje eu tenho vontade de ver a parte final com hobbits longdons X orcs, eu tenho.

    <abbr>Ulisses Adirt – último post do blog… Hora extra por amor</abbr>

  • Valeu Cardoso pelo capricho na resenha!
    Tá até parecendo "Trabalho de Escola"Rsrs!!!:-D
    Isso é bom porque a gente já sabe o que vai ver sem no entanto, perder o suspense,
    o interesse pelo filme.Parece fácil mas é trabalhoso, demanda massa cinzenta.
    Tem gente que não sabe fazer…Lembro de ter lido um resumo sobre "7Seven" com um título mal e porcamente para o português "7 Pecados Capitais" que a imbecil termina o artigo mais ou menos assim: … e Brad Pitt cede à ira." Po#&*@!!! Assisti ao filme só de raiva mas já sabia o que iria acontecer!
    Bjks

    <abbr>k4akis – último post do blog… PROMOÇÃO VIVO-TORPEDOS É FALSA!!!</abbr>

  • Valeu Cardoso pelo capricho na resenha!
    Tá até parecendo "Trabalho de Escola"Rsrs!!!:-D
    Isso é bom porque a gente já sabe o que vai ver sem no entanto, perder o suspense,
    o interesse pelo filme.Parece fácil mas é trabalhoso, demanda massa cinzenta.
    Tem gente que não sabe fazer…Lembro de ter lido um resumo sobre "7Seven" com um título mal e porcamente para o português "7 Pecados Capitais" que a imbecil termina o artigo mais ou menos assim: … e Brad Pitt cede à ira." Assisti ao filme só de raiva mas já sabia o que iria acontecer!
    Bjks

    • Agora quem ler esse comentário saberá também. Relaxa, eu já vi.

      <abbr>Lucas – último post do blog… A meme! 80 questions!</abbr>

  • Valeu Cardoso pelo capricho na resenha!
    Tá até parecendo "Trabalho de Escola"Rsrs!!!:-D
    Isso é bom porque a gente já sabe o que vai ver sem no entanto, perder o suspense,
    o interesse pelo filme.Parece fácil mas é trabalhoso, demanda massa cinzenta.
    Tem gente que não sabe fazer…Lembro de ter lido um resumo sobre "7Seven" com um título mal e porcamente para o português "7 Pecados Capitais" que a imbecil termina o artigo mais ou menos assim: … e Brad Pitt cede à ira." Assisti ao filme só de raiva mas já sabia o que iria acontecer!
    Bjks

    <abbr>LaMeyga – último post do blog… PROMOÇÃO VIVO-TORPEDOS É FALSA!!!</abbr>

  • Ainda não li o texto (vou ler depois de postar isso), mas pegando por isso aqui: “o fato do Ron Howard ter acertado a mão e conseguido fazer um excelente filme, depois do esquecível Código DaVinci.”, acho que o fato do livro ser bem “cinematográfico”, com uma boa narrativa e um ótimo ritmo DE CINEMA, mas em papel, contribuiu e muito para isso. Dos 4 livros dele que saíram aqui, o Código DaVinci é o mais “paradão”, o menos “cinema” deles todos

    Marcio Neves – último post do blog… Imagem do Google do Dia – Aniversário de Samuel Morse

  • Pingback: [Resenha] Anjos e Dêmonios | Revista Papo de Homem - Lifestyle Magazine()

  • Joca

    PELO MENOS ANUNSIA QUE EH POST PAGO ANTA POIS ASSIM EU NAO PERCO MEU TEMPO VENDO COMERCIAL GRATO

  • Joca

    pelo menos anunsia que eh post pago que ai eu nao perco meu tempo lendo "comercial" anta

  • sdaasd

    pelo menos anunsia que eh post pago que ai eu nao perco meu tempo lendo "comercial" anta

    • Que post pago, seu imbecil? Isto é uma RESENHA, retardado.

  • Por que ele foi proibido pelo papa ?

    <abbr>André – último post do blog… Memento Mori Die Spur des Todesengels | PC</abbr>

    • Só lendo o livro (ou vendo o filme, imagino) para saber. Mas nem achei toda essa polêmica, não, muita tempestade em copo d'água :p

      <abbr>Marcio Neves – último post do blog… Música do Dia – Braid</abbr>

  • Nailson Martins

    Se o Robert Langdon do Filme Código da Vinci fosse um pensonagem de RPG, teria inteligência e Sabedoria 50.

    Ainda bem q consertaram. só gostou do filme (CdV) quem não leu o livro. quem leu achou uma m**** msm!

    mas penso eu que uma adaptação de Fortaleza Digital ficaria 10!

    • "Ponto de Impacto" também daria um bom filme. Não um filme "ótimo" ou "memorável", mas um filme mediano, passável, e entretenedor, como todos os outros livros (exceto o CdV, que como falei, dos quatro livros era o que menos se encaixa como filme) :)

      <abbr>Marcio Neves – último post do blog… Música do Dia – Braid</abbr>

  • Pingback: Deus lo Vult! » Sobre Anjos e Demônios()

  • Erich

    …"Adoraria passar algumas dezenas de anos naqueles arquivos."

    Vai por mim, ou você tem um conhecimento ótimo de paleografia, ou é um expert em idiomas nos modelos arcaicos, só vale pela curiosidade…a quantidade de livros são medidos em quilometros e te digo não há nada de secreto.

    Abraços

  • Bruno

    Adorei o filme mais muita gente me fez perguntas e eu formulei um texto esclarencendo erros e duvidas!!

    1 – Carmelengo um padre ???

    O Camerlengo é, geralmente, um Cardeal da Igreja Católica (e, conseqüentemente, também um homem de dignidade episcopal). Entretanto, apesar de raro, é possível que um presbítero sirva como Camerlengo.

    2 – Conclave fechado por Fora ???

    O conclave é um ritual praticamente inalterado desde há oito séculos: foi o Papa Gregório X que usou pela primeira vez a palavra em 1274 e instituiu a base dos actuais conclaves. Este antigo ritual prescreve que o conclave e fechado de dentro para fora e não de fora para dentro.

    3 – O Corpo do Papa desintegrado??

    Uma família italiana com o sobrenome Signoracci realiza os embalsamamentos pelo menos dos utimos papas.

    Essa tradição, que tem como objetivo evitar a decomposição do corpo, passa de pai para filho entre os Signoracci.

    4 – Apenas um caixão de madeira dentro do mármore??

    Sempre ou na maioria das vezes se usa um caixão de cipreste que e colocado dentro de outro de zinco e de um terceiro, de carvalho.

    5 – Todo católico pode ser papa não precisa ser um bispo nem padre

    Qualquer batizado do sexo masculino e maior de 30 anos de idade pode ser eleito Papa, embora sempre seja escolhido um dos Cardeais (o último Papa que não era Cardeal foi Urbano VI, em 1378; os últimos Papas que eram leigos (do Povo) à data da eleição datam do século X – João XII e Leão VIII.

    6 – Papa toma posse de Mitra??

    O Papa toma posse sem Mitra apenas com solidéu Branco.

  • Pingback: Deus lo Vult! » Anjos e Demônios()

  • Gilberto

    A respiração de Langdon estava "parando", como você citou, pois nos arquivos do Vaticano tem pouco oxigênio, para não danificar os livros. Tanto que quando a eletricidade foi cortada, o ar acabou muito rápido… Não percebeste?
    Sim, "as igrejas são lindas e as estátuas magníficas", mas o filme, por motivos óbvios não teve autorização para ser filmado no Vaticano, ou seja, é tudo digitalizado. Com falhas, por sinal…

  • Vi o filme ontem, junto com a minha namorada, e ADORAMOS. Ficou muito superior ao Código, que apesar de ser uma boa história em livro, não era bom o bastante para virar filme. Ao contrário do Anjos e Demônios, que possui uma história muito mais "cinematográfica" (junto com o "Ponto de Impacto" e o "Fortaleza Digital").
    Apesar das mudanças (mudança de nome e nacionalidade do camerlengo; a ausência da maior relação entre este e o papa anterior; o fato do quarto bispo ter sobrevivido e ainda ser eleito papa; a forma como o camerlengo foi "nomeado" papa; entre outras coisas menores), em nada atrapalharam o bom ritmo e entendimento da história. E, de fato, a cena do helicóptero ficou MUITO mais verossímel do que era no livro :)

    <abbr>Marcio Neves Machado – último post do blog… Música do Dia – Braid</abbr>

  • Thata

    Tanto o livro quanto o filme são melhores que O Código Da Vinci…

    Ah sim, a 'sutil' mudança na cena do helicóptero foi muito bem aceita pela minha pessoa :)
    Quer dizer, na minha opinião, no livro parecia que o Dan Brown tinha surtado xD

    Bah, mas que seja: que venha o Fortaleza Digital o/

  • Pingback: Anjos e Demônios: eu quero veeerrr! « O Blog no Fim do Universo()

  • — alerta de spoiler no 2º parágrafo (se bem que nem a resenha você devia ler antes de ver o filme) —

    Bela resenha, espalharei-a. Não, acho que o acordo proíbe mesóclises.

    Kohler foi removido (e não é o Bombadil! Ele é importante, ele desmascara o Ventresca e leva tiro, não o Richter), Ventresca foi rebatizado. Só isso me deixou p*to. O resto foi competentemente adaptado.

    CdV é um livro inferior e foi adaptado de forma inferior a AeD; por isso o filme de AeD ficou bem melhor, houve essa "acumulação de qualidade". Já era de antemão um livro melhor e ainda foi adaptado melhor.

    <abbr>Lucas – último post do blog… A meme! 80 questions!</abbr>

  • Pingback: Anjos e Demônios – Angels & Demons | Rotativo - Blog()

  • Acabei de terminar de ler o livro, e já tinha visto o filme antes.

    Bom, aí vai um resumo do final do livro: P-O-R-C-A-R-I-A.

    O final do filme é lindo, bela decisão que tomaram em deixar o último Preferiti vivo, mas já no livro, não é bem assim.

    A parte que sempre mais me emociona nos livros é o final, aquela sensação de "quero ler mais," etc.

    Mas no final de Anjos e Demônios, foi ao contrário.

    O final CORRETO seria a celebração de um novo Papa ou AO MENOS a anunciação da morte do Camerlengo, E NÃO o Robert Langdon indo pra cama com aquela VITTORIA VETRA em um HOTEL!

    Esperava que as últimas palavras do livro fizessem mais sentido.

    Até quando eu as li, comecei a folhar as outras páginas me perguntando se o meu livro tinha algum defeito e estava faltando uma última página onde tudo se tornava COERENTE, mas estava enganada.

    Qualquer um que ler a última frase vai ter vontade de rir (ou chorar, no meu caso).

    Parabéns ao final do filme, já ao do livro, não sei.

  • Nanda

    Valeu Cardoso com essa resenha vou tirar 10 no meu trabalho da escola!!!

  • Erika

    Eu particularmente odiei toda aquela parte em que eles estão tentado salvar os "preferiti" se proteger do homem contratado pelo camerlengo para sequestra-los,enfim toda a trama, porque afinal concordemos o filme é massante sem vida sem ação (mesmo não sendo o tal),pois enquanto eu assistia o filme haviam partes onde quase dormia e acho que um filme deve prender a atenção do publico e não faze-lo dormir.

    Mas por outro lado a parte referente ao ambigrama, os illuminati,Galileu, as obras de Bernini,a base das culturas egipcia e grega e principalmente criação de um quantidade significativa de anti-materia me fascinaram com toda certeza foi impressionante e acreditem vocês ou não isso não é uma coisa facil de se conseguir.

  • Rafael

    Pois eu achei pior que "O código da vinci".Eu prefiro que o filme seja fiel ao livro.Até hoje não acredito que sumiram com o vetra e com o Max.E os repórteres da BBC então?Total decepção.

  • Sempre os livros são melhores que filmes, afinal de contas nossa mente não é limitada como as criações dos filmes.

  • lucia

    heheheh que comentario é esse ai em cima rsrsrsrs!!!!!!!!!!!!!!!

  • veronica da rocha

    O filme não só fala de ambigramas como é um ambigrama , repleto de alegorias ornamentando a dualidade textual e ambiguidade dos personagens.Simbologia plastificada .

  • Realmente o fina do filme foi melhor que o do livro.

  • Iracema

    Não li olivro mas assistir ao filme e achei incrível sa cenas q ocorreram no Vaticano, inclusive aquela q opadre ateia fogo nele mesmo.

  • Ellen

    O que o Bispo Macedo tem haver com isso ai? Guarda suas criticas pra você, porque gosto é igual a cú, cada um tem o seu !

  • Robson

    Achei tudo muito ofensivo a verdadeira história da Igreja católica.Considero as Obras de Dan Brown uma bricadeira de muito mal gosto por que ele conhece a verdadeira história e descaradamente ofende a Igreja católica com essas mentiras descabidas.A Igreja católica é santa e pecadora e reconhece seus erros do passado e não teve vergonha de pedir perdão como fez o Papa João Paulo II.