Gafanhotos, Pérolas, Porcos, UNIBAN e Judeus

Muito tempo atrás, em um BBS muito distante uma usuária postou uma dúvida complexa. Estava em um bom dia, então resolvi responder. Escrevi um texto enorme, começando com “seu problema é complicado mas tem solução. Preste atenção, pequeno gafanhoto…”

Foi o suficiente para o SYSOP do BBS receber um email irado, a mulher postar reclamação em público e exigir minha cabeça. “você não pode me desrespeitar assim, não fiz nada para ser chamada de inseto”.

acha ofensivo?Aperte ALT+F4 e mande seu protesto

De vez em quando por puro masoquismo faço citações a Groo, o Errante, excelente quadrinho de Sérgio Aragones. Uma das gags clássicas é quando algum personagem diz “isso é evidente, como qualquer idiota pode ver”  e Groo responde “eu posso ver!”. Adapto para “Qualquer idiota sabe disso. Eu sei disso” ou algo assim.

Em 98% dos casos o sujeito dá piti achando que foi chamado de idiota.
O conceito de humor autodepreciativo é inexistente no Brasil. Na terra dos coitadinhos é feio falar dos outros, e até mesmo de si mesmo. Os AfroChatos processariam Chris Rock e Eddie Murphy por aqui, seriam presos por racismo.

Esse coitadismo tem a ver com nossa cultura latina e cristã. Você já ouviu falar de Humor Cristão? Já viu alguém fazendo humor religioso/cultural como os Judeus? Eu já, há uma dupla famosa nos EUA, um Rabino e um muçulmano que se apresentam em sinagogas e mesquitas, rindo um do outro e de si mesmos.

Betty White é uma comediante com uns 130 anos de idade, seu último trabalho em TV foi Boston Legal. Ela faz piada de velhos e COM velhos. Não tem problema de se colocar no alvo da gracinha. Woody Allen cresceu fazendo piadas consigo mesmo. A série de tiras dele no analista é toda autobiográfica. Durante toda sua 1a fase interpretou a si mesmo, em filmes como Manhattan e Play it Again, Sam.

No Brasil o conceito de alguém fazer piada apontando pro próprio peito é impensável. No máximo coisas inócuas como o “humor” de Danilo Gentili que parte para o exagero ou o pasteurizado, reciclando anedotas velhas genéricas e colocando parentes no meio.

Recentemente dei minha opinião sobre o caso da estudante Geisy, que foi banida da Uniban por usar roupas inapropriadas para um Templo do Decoro e da Moralidade Familiar que é uma faculdade. Tive a idéia de fazer o óbvio: Um mash-up com o já saturado vídeo de Hitler em seu bunker, no filme “A Queda”. Óbvio mas não repetitivo, por favor.

Seria fácil associar Uniban com Nazistas, mas eu não gosto de humor fácil. Pensei um pouco e vi que os nazistas ao contrário da Uniban tinham um racional por trás de sua intolerância. Fiz o texto em cima disso. Na finalização já tinha pensado em colocar referências a Mídias Sociais, afinal são a panacéia universal atual. Como sou a única pessoa do Brasil capaz de fazer humor autodepreciativo me sacaneando de forma decente, aproveitei para espetar o mané do Dahmer, com sua citação infeliz de que “por R$50,00 blogueiros falam bem até do Holocausto”. Coloquei-a na boca de Hitler, com direito a meu nome no meio.

Isso rendeu até o momento 75878 visualizações, sem contar os piratinhas de bosta que baixaram o vídeo e subiram pras próprias contas do YouTube. Recebi citações e links do Reinaldo Azevedo, Ricardo Noblat, Veja, Portal Exame, home do UOL e incontáveis tuiteiros. 99,9% dos comentários são elogiosos, o resto é de gente da UNIBAN. Eu fiz um viralzinho.

Mostrei que é possível fazer humor referencial, não-óbvio, em várias camadas e mesmo assim ser entendido por muita gente. Claro, nem todo mundo vai “pegar”. Houve quem dissesse que o vídeo é bom mas “carregado de preconceito”. Afinal Hitler dizer que odeia gays por serem asseados e educados é preconceito. Humor, jamais. <== isso é sarcasmo, caso a moça que achou preconceito esteja lendo.

Só que nem tudo são flores e o entendimento foi mais nebuloso ainda.  Vejam estes tuits:

São apenas alguns dos vários que recebi via RT, há exemplos bem mais venenosos. Eu não havia antecipado isso, mas como estava comentando ainda a pouco, é um prazer de 1a Ordem comunicar a um candidato a troll que EU sou o autor do vídeo, e que a grande sacanagem comigo que ele espalhou com tanto prazer foi criada por mim, obrigado pelo elogio a meu trabalho, volte sempre, sua ligação é muito importante para nós.

E por falar nisso, vejam um exemplo CLÁSSICO de mediocridade, do cidadão do twit acima, após ter sido informado que o vídeo era de minha autoria:

Você tem toda razão, espertão. Estão verdes.


O Contraditorium vive de doações. Não veiculo anúncios no blog. Somente sua colaboração me incentiva a escrever artigos cada vez melhores, sem rabo preso com anunciantes, partidos ou militâncias. Prestigie essa liberdade, faça uma doação. Use o PagSeguro no botão abaixo ou via PayPal com o email cardoso@pobox.com. Caso você tenha uma carteira PicPay,meu usuário é @carloscardoso. Caso não tenha e queira uma forma de transferir pequenas (ou grandes, de preferência grandes) quantias sem taxas, é só se inscrever.  Eles te darão R$10,00 para experimentar, basta utilizar meu código promocional CARDOSO

Toda moeda é bem-vinda, desde que seja de país com luz elétrica e água encanada.




Leia Também:

  • E digo mais: Com toda certeza o espertão não pescou a referência às uvas.

    • E o quê você espera de um povo que não lê livros?

  • Acho que ter a capacidade de rir de si mesmo é o primeiro passo pra ser uma pessoa bem humorada e feliz.

    Parabéns pelo vídeo e pelo sucesso. Sinto pena de quem não entendeu a piada: coisa de gente limitada e ranzinza.

  • O vídeo é sensacional ainda mais com trolls com ejaculação precoce nos dedos,

  • Aprendi a me autodepreciar na escola, como um recurso de auto-preservação dado que quem me xingava não tinha criatividade alguma ou eram repetitivos.

    E nada melhor para meu orgulho mostrar para quem me ofende que até nisso são inferiores.

    • É exatamente o que foi pretendido, creio que acertou na mosca!

  • ahahahha

    Ese dougneves é um idiota de grande porte.

  • Eu parto do princípio que ser políticamente correto é falta de sexo. Olharem feio quando faço piada chamando um amigo judeu de sovina, ou quando carinhosamente trato um velho amigo que é negro por "negão" virou lugar comum. Acho que se eu chamar meu amigo negão de "afrodescendente de estatura e largura avantajados", esse povo pára de torrar o saco. Parabéns pela iniciativa, Cardoso. O vídeo ficou muito bom, e para esses quem não sabe rir de si mesmos, ele FORAM SIM, chamados de idiotas. Mas por si mesmos, por não ter o bom senso de levar as coisas na esportiva.

  • Não precisa de humor cristão para "ofender" a cristandade. Basta ver a fúria das turbas cristãs quando o Lula disse que no Brasil Jesus Cristo teria que se aliar a Judas.

    Esse pessoal é muito sensível.

    • Nem tanto. A referência de Lula não foi piada. Foi um exemplo mesmo.

      Não professo fé cristã, mas ali ele falou uma besteira sem tamanho.

      Principalmente porque subirá muitos púlpitos no ano que vem.

      • Lula falando besteira? Duvido muito!

      • Vamos traçar um paralelo (da maneira como com certeza Lula vê as coisas, não que eu mesmo veja o até então presidente desse modo):

        Para atingir seus objetivos Cristo (Lula) precisou de pessoas para auxiliá-lo em sua missão sagrada (governar o Brasil). Juntou então apóstolos (seus primeiros ministros) e foi pregar a palavra santa (ser eleito). Conseguiu se adorado por muitos (povo) e seus apóstolos (ministros e similares) negociavam em Seu nome, disseminando sua santa palavra (discursos e maneira de ver (?) o mundo).

        No auge de seu comando, Judas (Roberto Jefferson) soube que os Romanos (mídia) planejavam destruir Cristo (Lula). Em troca de moedas de prata (ser poupado pela mídia), entregou Cristo (Lula) aos romanos (Mídia).

        Mas deu errado, dessa vez Poncio Pilatos (Globo) perguntou ao povo se escolheriam entre "Cristo" e Barrabás e o povo dessa vez libertou Cristo, deixando Barrabás ser crucificado. E então, quando Cristo (Lula) se for, deixará Pedro (Dilma) em seu lugar até seu retorno (2014).

        • Tremo só de pensar nessa possibilidade.

        • Genial Dragus! hahhaah

          Te pergunto: até a volta do Messias em 2014 os romanos terão seu império devastado ou não? 0_0 MEDO!

  • Marcelo

    Excelente.

    A maldita ditadura do politicamente correto está matando a criatividade de muitos.

    Fabiopl –> O pior é que o cidadão além de não pegar a referência das uvas, quanto quer apostar que vai procurar no google algo como: firefox + uvas ?

    ribagarai!

  • Gosto do humor autodepreciativo e, por sinal, pratico-o bastante. Gosto de rir da desgraça alheia, então por que não rir da minha própria?

    Tem gente que acha que quem faz isso é por que não tem boa auto-estima. Ledo engano: reconheço e aprecio tanto minhas qualidades que me dou ao direito de tirar sarro comigo mesmo sacaneando meus defeitos e excentricidades.

    O Brasil com seu humor "Zorra Total" cria uma grande massa que opta pelo comodismo do humor enlatado, do humor de fórmula pronta, humor batata-frita do MacDonald's.

    E do humor politicamente correto, essa praga que sufocou os últimos resquícios de humor de qualidade na televisão brasileira.

    Saudades dos tempos áureos dos Trapalhões, em que o Didi usava gravata de mulher pelada e chamava o Dedé de veado o tempo todo, além de passar a perna em todo mundo. Na época em que o Mussum falava em alto e bom som: "Preto é teu passadis" e enchia a cara de cana e o Zacarias era sacaneado o tempo todo por ser careca.

    O brasileiro médio está num estado de coma cômico e só recebe um placebo semanalmente e é forçado a acreditar que aquilo é engraçado.

    O que me dá dó é ver comediantes fantásticos reduzidos a caricaturas de si mesmos, se revezando pra pagar o mico da vez pra garantir o seu no final do mês.

    Bem fez o Chico Anysio que sumiu da TV.

    • Atualmente o programa que mais tem isso que você disse é o "Toma lá, dá cá". No programa tem uma personagem que é lésbica e que é sacaneada por todo mundo por ser lésbica.

      Sinceramente, não sei como ainda não teve grupos e organizações de gays e lésbicas querendo processar o programa por causa de "manifestações homofóbicas".

      • É porque quem escreve o texto, dizem as más línguas, é gente do armário (ou de fora, dizem línguas piores).

        Logo, seria uma guerra civil e não um ataque a alguém de fora.

      • Mas existe uma pequena diferença: o Toma lá, dá cá é feito pra adultos enquanto os trapalhões era pra crianças!

        Não tenho vergonha de admitir que parte da minha personalidade foi moldada pelo quarteto, enquanto hoje nossas crianças estão nas mãos de Teletubies.

        A geração EMO não teve acesso aos trapalhões e veja só no que deu, quero nem imaginar o que vai ser da geração criada a "suco de pêra e ovomaltino".

  • Só acho que houve muito holofote nesse Dougneves. É só ler timeline dele e ver que o garoto é um maria-vai-com as outras.

    Até a forma dele de escrever é característica de outros twitters.

  • Danilo

    Esse episódio do "pequeno gafanhoto" foi na lista Palmbr se não me engano…

  • É engraçado, pois eu assisti o video há uns dias pela conta de um desses "piratinhas de bosta". Não sabia que era seu. Achei genial e quase passei por aqui para dar um "você foi citado nesse vídeo…".

    Uma maneira de ganhar mais visualizações e tirar dos copiadores seria publicar logo aqui, mas aí, a sua própria referência final no vídeo poderia perder a graça, então melhor deixar assim. Pelo menos rendeu um bom post.

  • Esse vídeo de A Queda é ótimo, creio que serve pra tudo esse negócio. E qual o nome desse software pra inserir legandas Ó Grande Gafanhoto? :P

  • Gabriel Fonseca

    Muito bom o vídeo! Que se explodam esses trolls incompetentes. Só uma pequena correção, sem querer ser chato, mas o certo é Fuhrer e não Furher.

    Abraços e parabéns.

  • Essas redublagens do Hitler são simplesmente fantásticas. É um mote que ainda tem muito gás e que já rendeu algumas pérolas, como "Hitler expulso do CS" ou "Hitler versão Pedro me dá meu chip".

    Essa da Uniban ficou ótima também, e o final foi bem explorado apesar de ser uma "piada interna".

    Quanto ao texto, está muito bom.

  • É… uma imagem (a última) vale mais q mil palavras.

    O Humor (sic) ainda não chegou aqui no Brasil. Essa é a verdade.

  • Sobre o tweet do @dougneves: exemplo clássico de quem se vale de um "argumentum ad hominem". Deveria ser incluído nalgum livro didático. Cairia bem numa tirinha laerteana.

    Não que se tenha dado muita "relevância" ao @dougneves, mas é que ele incorpora um tipo de Führer dos Trolls, não?

    Brasil…

    RW.

    PS.: pra elogiar o Holocausto, cobro um módico RT. R$ 50,00 é exploração, abuso… nem judeu merece. Aliás, é típico de judeu.

  • Resumindo o video em apenas uma palavra (que poder de sintese) – PERFEITO.

    Agora, o que esse pessoal que se denomina "politicamente correto" deve aprender é que o objetivo de seus mimimi's já começa derrotado, pois POLITICAMENTE e CORRETO nunca poderiam estar na mesma frase, ou alguem aqui conhece algum politico que seja CORRETO?

    Cardoso, vou pedir a Deus que sempre ilumine seu caminho (ops, depois do blackout isso se torna um pouco dificil, sabe como é, Itaipu pode falhar novamente).

    Grande abraço e sucesso!

    • Deus?! Nesse caso o problema não é a iluminação e sim o iluminador. Sem dúvida o Cardoso acredita mais em Itaipu.

    • "ou alguem aqui conhece algum politico que seja CORRETO?"

      Jésuiz…

  • Vicente Martins

    Cardosão, isso só mostra que o twitter está cheio de salsinhas! Não esquenta a cueca não! O vídeo ficou show! Hilário! Abraço!

  • A garota da mini-saia ficou famosa.

  • Não tinha visto o vídeo e ficou muito bom! Para desfrutar do humor (pelo menos do humor engraçado) é necessário um nível de desapego emocional (tanto raiva, quanto pena etc etc) do objeto de que se faz graça, coisa que por nossas paternalistas bandas do planeta não é muito comum. As pessoas riem mais com a barriga do que com a cabeça.

  • Os "trollzinhos" são tudo fast food, não entendem nada que escapa de seus microcérebros. Para entender o Cardoso não adianta ter a dimensão de uma formiga e o pensamento de micróbio.

    Excelente vídeo.

    Abraço

  • Roberto

    Cara. Na boa. Na minha adolescência, eu lia uns 3 a 4 livros POR MÊS! E meu pai ainda me avacalhava porque ele lia isso POR SEMANA! E meu vô, bem… cês entenderam. Que Deus o tenha.

    Hoje, só não leio mais tudo isso por pura falta de tempo, já que, o tempo que leio o que gosto, deixo de estudar, e, na minha profissão (advogado), não rola, né. Mas hoje em dia, jizuiz… O povo não só é alienado, como é preguiçoso no último! Em vez de passarem tanto tempo nessa porra de internet, VÃO LER, CARALHO! Criticam tanto o Cardoso porque, pelo que vi do cara (já que não o conheço), ele é que nem meu irmão: cínico, sarcástico e rápido no raciocínio, mas com uma enorme diferença: é inteligente! E LÊ PRA CARAMBA! Só isso! Porra, gente ainda criticando ele por causa do LEIÃO/CORRÃO/UARÉVÃO é não apenas alienação, é preguiça mesmo! E hoje tô mal-humorado mesmo!

    Cheers!

  • Esse @DougNeves realmente é um virgem. Só se salva um pouco por ser uma enciclopédia viva dos episódios dos Simpsons e por ser meu padrinho de casamento.

    • @dougneves é seu padrinho de casamento? Quando ele morrer e for prestar contas com são pedro ele vai dizer:

      – Eu era uma enciclopédia viva sobre Os Simpsons, fui padrinho de casamento do Ivan e odiava o Cardoso.

      E São Pedro responderá:

      – Que Cardoso?

      • Fernando Henrique…?

  • Esse @dougneves só tá querendo aparecer mesmo.

    • Sami

      Já eu acho que esse @dougneves é um filho da puta.

  • Eu amei o video e repassei sem dó :)

    Apenas um PS: #chupadougneves

    :D

  • Diego

    já foi melhor isso aqui, e eu tb achei aquela a única parte engraçada do vídeo

    inclusive uma boa piada, única

    • proteste com ALT+F4, faça sua voz ser ouvida

  • Qual a surpresa? Num país onde fazer críticas a uma secretaria de turismo que coloca mulatas semi-nuas rebolando no colo de turistas logo que desembarcam no Brasil te obriga a comparecer no DECRADI?

    Um turista belga, de volta a Liége reclamou junto a um jornal local em 2004, sobre nossa "calorosa" recepção e que jamais voltaria ao Brasil. Assim sendo, é melhor ter fama de puta do que exercer o direito ao MAU(HUMOR).

    Aposto que os racialmente ofendidos são alunos da UNIBAN.

    Belo vídeo THOUGH!

  • Cardoso é um caso clássico de "ame-o ou deixe-o"? (rs)

  • Sensacional, Cardos!!

    E vc já viu os cartazes do Festival de Cinema Judaico? Isso é que é capacidade de auto-humor :)

  • Julio

    Muito bom o vídeo, só que esse papo de não haver humor de qualidade no Brasil, é conversa mole. Vá a qualquer show de stand-up. Ele existe, só não está na TV.

    O Marcos do Palmeiras copiou o Groo, Agora groo faz, o que Groo faz melhor.

    Sds Julio

    • Sorry, já vi os ditos melhores do país, achei uma bosta.

  • “por R$50,00 o Cardoso fala bem até do Holocausto”

    Tô rindo até agora :D Muito bom! Parabéns.

    • Fabio 'KamiKaze

      Também tô rindo até agora.

      Muito bom, Cardoso!

  • Muito criativo e perspicaz. Colocando no meu blog. Deu trabalho de achar o autor, tanta replica safada.

    Parabéns.

  • Pingback: Cardoso e a Uniban | rodrigostoledo.com()

  • Só pela expressão "AfroChatos" este texto já vale.

    Caraca, a frase do R$ 50 é do Dahmer, hahaha, que sensacional.

    Belíssima referência no finzinho.

  • Quem assiste o David Letterman vê dez minutos de monólogo "contra" o próprio programa. David diz que seu show é ruim, zoa com a emissora que está há mais de 15 anos, e faz piada consigo o tempo todo. Parece ser uma lei por lá.

    O programa dele é ruim? Não, jamais!

    Aliás, a auto0gozação parece deixá-lo ainda melhor.

    Falta isso aqui no Brasil.

    Aliás, deixar de usar algo assim é burrice. O gazação para si mesmo pode servir até de defesa. É melhor críticas próprias do que de terceiros… pelo menos não ofende ninguém.

  • Cara, acho que o problema é que algumas pessoas não possuem cérebro para perceber coisas simples, como o sarcasmo e autoautodepreciação humoristica (q?).

    Quanto ao vídeo, eu achei hilário. Principalmente a parte que ele fala: "Nos somos nazistas, não temos nada contra mulheres, com ou sem roupa". Eu ri litros!

  • Como diria H.L.Mencken, "Quando um homem ri de seus problemas, perde um monte de amigos. Eles Nunca o perdoam pela perda de suas prerrogativas"

  • Cristiano

    Boa. Acho o Cardoso um mala, mas dessa vez mandou bem.

  • Cara….muito bom!!!

    Parabéns, principalmente por ter tempo de criar algo assim.

    Abs

  • Esse blog tá show de boal

    parabens!

  • Múbia

    Ri pacas. AMEI o texto. Vou mandar o link pra todos amigos.

    bj.

  • Anderson Zardo

    E o Family Guy? De tanto que eles pegam no pé das minorias não sei como Seth McFarlane não está soterrado em processos. Aliás, é um exemplo clássico: Eles falam mal até da FOX, que nada mais é doque A EMISSORA QUE PÕEM ELES NO AR!

    • Sami

      Se ele fosse brasileiro certamente estaria soterrado por processos.

      • Evandro Cesar

        Você fala de processo e chama o cara de filho da puta?

  • Leticia

    Acabei de passar uma semana com meu sobrinho de 4 anos e ficou no meu pensamento o que será do menino nesse mundo de meu deus. Ele foi treinado em todas as besteiras (sense e nonsense) da família… Se a coisa já era complicada nas gerações anteriores, será pior para ele: terá de guardar suas tiradinhas, suas gargalhadas, suas (mini)referências para o ambiente doméstico.

    Porque não há nada mais frustrante (ou hilário?) do que um chiste não entendido.

    • John Petrucci

      oO

  • Cardoso, o mash-up que fez é fantástico (como já elogiei na primeira publicação) e os Trolls tem que "engolir", afinal inteligência o papai deles não compra e se não gostam que sigam outro que faça piadas mais fáceis (eles adoram de português e de loiras).

    A farta audiência do vídeo deve ter dado uma forte inveja neles!

    Abraços

  • Haha!!! Gênio, cara!!!

  • O vídeo foi inteligente.

    A sua necessidade de se auto-afirmar, ao fim, que não foi.

    • Sim, afinal é um pecado mortal brincar consigo mesmo. Na boa, morra.

      • hahahah!!!

        • Rodrigo

          Sujeito chega com avatar do Vasco só vai sair merda mesmo.

        • Sami

          Mas vocês queriam o quê? O cara é twitteiro, logo só fala merda.

          Quem tem algo de bom para falar, não usa essa bosta de twitter. Escreve em blog mesmo.

          E vocês já repararam nas merdas que esse tiago escreve no twitter dele?

  • John Petrucci

    South Park é um dos melhores humores que eu conheço, e se baseia basicamente (formidável, não?) em depreciar não sou os EUA, mas qualquer estereótipo ocidental. Borat, inclusive, é isso; e é sucesso. Enfim, sarcasmo não é para todos =/.

  • John Petrucci

    Vi o video agora. Sério… parabéns.

  • Rodrigo

    Velho, como esse Kid HBD é retardado, sujeito é um idiota completo só falta fazer declarações de amor a vc.

  • Os Trapalhões da década de 80 nunca passariam hoje:

    1. Após explosão, todos ficavam pretos, Mussum ficava branco.

    2. Mussum só pegava papel do estilo "Branca de Neve", "Fantasma", etc.

    3. Os anões eram moídos todas as vezes que apareciam.

    4. Mussum tomava "mé" às 19h do domingo, num programa infantil.

    Além dos Trapalhões, um quadro da TV Pirata inesquecível mostrava uma família muito rica: pai, mãe e filho – todos negros. Nisso o filho chegava na sala, sentava no sofá e dizia:

    – Mãe, pai, tenho uma coisa pra falar pra vocês.

    – Diga, meu filho.

    – Eu sou negro.

    Começava uma crise familiar.

    Hoje o mundo está muito chato.

    • Adriano

      Lembrou muito bem você do quadro da TV Pirata. Acho que um dos membros da família era o Guilherme Karan. Aliás, TV pirata era um bom programa no começo. Sobre os trapalhões, os considero inesquecíveis. Deprimente porém, é ver o Didi nesse programa dele que é ridículo, coitado.

      Já o vídeo do Cardoso, considero muito bom, tal como o humor dele.

      Parabéns!

    • Luiz Lindner

      Chorei! pura verdade!

  • Essa questão de entender a piada ou não é bastante complicada. Não podemos julgar as pessoas apenas porque elas não têm conhecimento de mundo e na maioria das vezes é isso que as pessoas precisam na hora de parar para ouvir uma piada, identificar uma piada em um texo ou até mesmo entendê-la.

    O brasil é um país de semi analfabetos, está melhorando , mas ainda falta muito para se chegar á um patamar relevante quanto á essa questão e entra também a questão da leitura que o brasileiro não está habituado a fazer.

    Parabéns pelas suas postagens!

  • Marcus

    O video é legal mas tio Hitler tá por fora, foi-se o tempo em que o Cardoso falava bem de qualquer coisa por 50 dinheiros. A parada hoje em dia é mais "classe".

  • Stay Classy Man!

    Congratulations!

  • Eu achei o video muito bom. Gosto de humor, seja ele negro, cinza, azul ou sei lá o rótulo que queiram dar. Parabéns !

  • Sem noção, onde essa mulher viveu para não conhecer algo tão popular como o termo "pequeno gafanhoto"???

  • ahsuahsuashauahsua

    que vídeo cômico, ótima montagem! – parabéns^^

  • Video fantastico, mas chamar a gorducha paraiba de bonita, foi osso…

    (obvio, depois que ela alongou os cabelos, fez lipoaspiracao, entrou num regime sinistro e botou peitao, a afirmação ja nao terá tanta validade…)

  • Well

    Cardoso, você está sacando muito bem como explorar isso aqui.

    Cada dia que passa você se supera. Criou um post para falar do seu vídeo e criou um vídeo para chamar pro teu blog. Ainda, como não poderia diexar de ser, apimentou com polêmicas para capturar trolls pra dar mais audiência.

    God bless you my Lord.

  • Pingback: Estilingue » Blog Archive » 1×27 Um feriado desperdiçado()

  • Ótimo post. Sei que é antigo mas ainda vale elogiar.

    Não vi o vídeo ainda mas já ouvi falar, e com direito a comentários como "no vídeo os caras zuaram o Cardoso, hahaha".

    Mas a parte do "estão verdes" achei genial.

    Eu não conhecia a história da raposa, mas assim que vi a imagem procurei e entendi o contexto… Demais!

    E também aposto que a salsinha não sacou a piada.

    Hugs!