Adeus aos Adoçantes (e nem é por causa do câncer)

rosquinhasAntigamente a Academia de Ciências do Fantástico alternava semanalmente entre a cura do câncer e a descoberta de novas substâncias antes inofensivas que causavam câncer. Usando a lógica do relógio parado que está certo 2 vezes ao dia, de vez em quando acertavam, como no caso do amianto. No resto do tempo, pura histeria.

Com a Internet a turma que adora desconfiar de tudo que não seja produzido por um índio. Claro, índios fumam e consomem Daime, mas como não inventaram o Rock and Roll, tudo bem.

Agora os vilões da vez são muitos. Sódio é tratado como um veneno, principalmente por gente que não sabe que ele é componente essencial para a vida, e um humano de 70Kg tem em seu corpo 100g de Sódio. Ferro? 3g. Inventaram até um estúpido Sal Light, com Cloreto de Potássio no lugar de NaCl. Imagine quando o Fantástico ou a Super descobrirem que KCl é usado na injeção letal, executando condenados?

Outro vilão é o Glúten, uma goroba de proteína  criada por monges budistas no Século VII, que pesquisavam uma alternativa para a carne, pois eram vegetarianos. COMO os histéricos vão conseguir trabalhar isso em uma conspiração envolvendo grandes corporações eu não sei, mas conseguirão, são criativos. O glúten é natural, dá liga e elasticidade à massa de trigo, mas por algum revertério evolucionário, 1 em 133 pessoas são alérgicas a esse troço. OK, criemos produtos sem glúten, coloquemos na embalagem e pronto, certo?

Errado. GLÚTEN FOI CRIADO POR HITLER EM PESSOA, é o que estão gritando. As pessoas se orgulham de não comer glúten (sem necessidade, no caso das não-alérgicas) como se tivessem largado a prostituição, o álcool, a cocaína, a sodomia e o sertanejo. Tudo ao mesmo tempo.

Açúcar? O GRANDE VILÃO. Outro dia apareceu um link onde um “pesquisador” (coincidentemente promovendo um livro de dieta) anunciava que… “açúcar faz mal ao cérebro”. Eu concordo, dada a inexistência de neurônios para energizar, qualquer molécula de glicose tenderia a se acumular, a base do crânio dele deve parecer um açucareiro. Pessoas normais PRECISAM de açúcar para viver. É a fonte básica de energia do corpo, como todo mundo saberia se tivesse prestado atenção na aula sobre o Ciclo de Krebs. Você não comer açúcar só está fazendo seu corpo produzir de outras fontes, seja de gordura, através do processo de lipólise, seja através da quebra de carboidratos. 

Seu cérebro VAI consumir glicose. 25% de toda a produzida será dele, esse guloso. Se açúcar fizesse mal ao cérebro, bem, estaríamos todos vendendo livros de dieta sobre os perigos do açúcar no cérebro. Ou acreditando neles.

Quanto aos adoçantes.. Ah, adoçantes… Desde que me entendo por gente, são a culpa de todos os males. Os aviões em 11 de Setembro? Repletos de adoçantes. Apollo 13? Explodiu um tanque de adoçante. O Curinga? Caiu num tanque de adoçante. Estudos que demonstram um aumento de 0,003% na propensão a câncer em ratos que consomem 7000x a dose diária de adoçante são lidos como “ciclamato mata”.

Mesmo assim, eu vou parar com adoçantes.

“CALMA, COMO ASSIM, BIAL?”

Eu explico: Ciência é baseada em observação e experimentação. Pra começar, fica a questão de que todo mundo que usa adoçante é gordo. Depois disso reparei que sempre tive uma compulsão por carboidratos, o uso de adoçantes nunca afetou isso, mesmo consumindo em quantidades que matariam até câncer em ratos. Nunca ocorreu o efeito da carne por exemplo, que quando se entra em uma dieta proteica, depois da fase inicial a gente passa a comer menos, e querer variar.

Eis que, durante uma conversa com o Atila Lamarino, descubro que as observações anedóticas acima têm uma comprovação baseada em estudos.

Adoçantes afetam nível glicêmico (d’oh) e alteram o nível de insulina no sangue (não tão d’oh)1. Outra pesquisa2 acompanhou por 8 anos gordos indivíduos gravitacionalmente diferenciados e descobriu que os que usavam adoçantes tiveram aumento de 47% no IMC, em relação aos que não tomavam cafezinho com 5 gotinhas de Hipocrisil após uma feijoada completa.

A hipótese é que o sujeito que toma adoçante se sente “protegido”, afinal se está controlando o açúcar, pode dar uma escapadinha de vez em quando, pedir um boi ao invés de um novilho na churrascaria, essas coisas. Faz sentido mas o buraco enzimático é bem mais embaixo.

sim, foram feitos experimentos em ratos. Gordos.

sim, foram feitos experimentos em ratos. Gordos.

Usando técnica de Ressonância Magnética Funcional, uma pesquisa3 fez com que beagles voluntários bebessem água açucarada, com sucralose e com açúcar normal. Os voluntários eram incapazes de determinar qual era qual, mas o computador mostrava algo digno do Homer discutindo com o cérebro: Os centros de prazer do cérebro eram ativados muito mais com o açúcar de verdade, o adoçante só conseguia uma resposta marromeno. Ou seja: Você consome o adoçante mas continua com fome de açúcar, e seu cérebro vai querer venha ele de onde for.

A cereja do bolo (já que o tema é gordice) foi uma pesquisa onde adoçantes, esses FILHOS DA PUTA4 não só foram identificados como estimulantes da adipogênese, como inibidores de lipólise. Explicando: Aumentam a formação de células de tecido gorduroso, e inibem o mecanismo onde gordura é convertida em Glicerol e ácidos graxos. Manja aquela coisa de transformar a gordura em energia? O adoçante joga uma chave inglesa nas engrenagens.

Dizem que o principal componente de uma dieta é força de vontade, mas como todo mundo que já usou celular bêbado sabe, nossa força de vontade é facilmente influenciada por substâncias químicas em geral. Talvez eu tenha feito tudo errado, e minha Coca-Light seja a grande vilã, junto com o Zero-Cal ou seja lá qual o adoçante vagabundo que eu compre, sempre pego o mais barato mesmo. EU SEI que em teoria (e na prática) estarei consumindo mais açúcar, mas por outro lado corro o risco de me saciar mais rapidamente, diminuindo o consumo absoluto de tudo.

Pode ser que ao eliminar o adoçante, cale-se aquela vozinha dentro do cérebro que estimula a continuar comendo. É muito mais fácil fechar a boca quando seu contador de calorias não está hackeado.

Mas claro, como não podemos ter coisas legais, aguardo corrente de email alertando que as formiguinhas que habitam meu açucareiro causam câncer.

 

___________________________

Referências:

1 – M. Yanina Pepino, PHD⇑,  Courtney D. Tiemann, MPH, MS, RD, Bruce W. Patterson, PHD,  Burton M. Wice, PHD eSamuel Klein, MD. Sucralose Affects Glycemic and Hormonal Responses to an Oral Glucose Load. Diabetes Care.  dc12-2221v1 36/9/2530

2 – Bellisle F, Drewnowski A.  Intense sweeteners, energy intake and the control of body weight. Eur J Clin Nutr. 2007 Jun;61(6):691-700. Epub 2007 Feb 7.

3 – Frank GK, Oberndorfer TA, Simmons AN, Paulus MP, Fudge JL, Yang TT, Kaye WH.  Sucrose activates human taste pathways differently from artificial sweetener. Neuroimage. 2008 Feb 15;39(4):1559-69. Epub 2007 Nov 19.

4 – Simon BR, Parlee SD, Learman BS, Mori H, Scheller EL, Cawthorn WP, Ning X, Gallagher K, Tyrberg B, Assadi-Porter FM, Evans CR, Macdougald OA.   Artificial sweeteners stimulate adipogenesis and suppress lipolysis independently of sweet taste receptors.  J Biol Chem. 2013 Nov 8;288(45):32475-89. doi: 10.1074/jbc.M113.514034. Epub 2013 Sep 24.


O Contraditorium vive de doações. Não veiculo anúncios no blog. Somente sua colaboração me incentiva a escrever artigos cada vez melhores, sem rabo preso com anunciantes, partidos ou militâncias. Prestigie essa liberdade, faça uma doação. Todo valor é válido, o que vale é a intenção e o seu cartão de crédito passar. Use o PagSeguro no botão abaixo ou via PayPal com o email cardoso@pobox.com. Toda moeda é bem-vinda, desde que seja de país com luz elétrica e água encanada.

Leia Também:

  • AndreLK

    Aqui tem a apresentação de vários estudos científicos sobre esse assunto: http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/

    ______
    42

  • Renata Gonçalves

    Não tenho referência para te dar, mas a pediatra do meu filho diz que o Aspartame bloqueia o mecanismo molecular de entrada de cálcio nos ossos, por isso é proibido para grávidas e crianças. Ela diz que o consumo excessivo de adoçantes junto com o exagero de protetor solar está ligado a uma "epidemia de osteoporose".

  • Eros

    Cardoso, eu torço bastante para que o Contraditorium lhe dê o retorno à altura dos excelentes textos que você nos traz. O diferencial do seu site em relação aos outros que existem por aí não dá nem pra chegar a kilômetros perto.
    Parabéns pelo texto e assunto extremamente interessante!

  • Marcello S. Nicola

    Porra, até minha sucralose? Então se como açúcar minha glicose aumenta e se como adoçante fico com mais banhas?

  • Hugo

    Peço licença para corrigí-lo ali onde está escrito: "Você não comer açúcar só está fazendo seu corpo produzir de outras fontes, seja de gordura, através do processo de lipólise, seja através da quebra de carboidratos."

    O fato é que nosso corpo (e nem de outros animais) NÃO CONSEGUE produzir açúcar através de gordura. Esse mecanismo só é possível às plantas e algumas bactérias, através do ciclo do glioxalato.

    Nosso corpo obtém energia sim através da gordura (nesse caso através da oxidação), mas jamais conseguiria converter em glicose.

    Parabéns pelo seu blog e pelos fantásticos textos que produz! Grande abraço

    • Carcarah

      é, só botar energia depois da palavra produzir e tudo se ajeita. O post está sensacional, parabéns Cardoso

    • Marcos

      Na verdade o fígado é capaz de produzir glicose sim. Além disso, o cérebro é capaz de se alimentar de corpos cetônicos (gordura). Tem um artigo excelente sobre isso aqui http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2013/01/o-ce

    • sratoz

      Desconfio que um sujeito que menciona ciclo de Krebs e quebra enzimática NÃO vá cometer um quimio-erro básico desses.

      De fato, se lermos o texto em contexto, veremos que Cardoso estava dizendo "produzir" ENERGIA, não açúcar. A energia era o objeto direto da frase anterior, foi apenas omitida.

      Em caso de dúvida, costumo presumir que Cardoso esteja certo. Em geral está. Se não estiver, com o tempo você acaba vendo que na verdade ele sabia, só havia se expressado mal.

  • César Dias

    Eita Hugo!

    Aprendi tudo errado sobre neoglicogenese na faculdade então! Quando fico em jejum devo me transformar em uma planta, pois até que consigo transformar ácidos graxos em glicose…

    Mas caso esteja falando de sacarose, daí tudo bem. Mas não usamos sacarose e sim quebramos em 2 moléculas de glicose!

  • Henrique FM

    Uma vez eu li por aí (http://www.cracked.com/article_20217_5-well-known-tips-healthy-eating-that-dont-work.html , lá tem os links pras fontes) outro lance sobre o adoçante ajudar a engordar. Quando você toma o adoçante, a sua língua não sabe que aquilo não é açúcar, pra ela doce é doce. Aí o seu pâncreas começa a produzir insulina pra controlar o açúcar que o seu corpo tá prevendo que vai cair no sangue. Como não teve esse açúcar adicional, o nível de açúcar no sangue cai. Quando isso acontece, você fica com vontade grande de comer doces. Abraços

  • Marcos

    O acúcar (na verdade carboidratos, em geral) em excesso pode sim fazer mal ao cérebro. Existem pesquisas que mostram associações do excesso de açúcar no sangue com o Alzheimer, entre outros malefícios. Isso é citado nos Livros Why we get Fat e Good Calories, Bad Calories de Gary Taubes. Nos livros tem as referências para os artigos.

  • "É muito mais fácil fechar a boca quando seu contador de calorias não está hackeado."
    hahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahaahahh
    Excelente, Cardoso. Muito bom mesmo.

  • Alex Souza

    Meu irmão, revisa a porra dos textos antes de publicar. Não tem uma única vez que leio um post aqui sem encontrar erros ortográficos/de digitação.

  • Rodrigo Lossio

    Gostei do post, porém, vale cruzar estas informações com a diabetes. O uso do açúcar para diabetes é proibido e concordo que é uma outra situação. E quanto a uma pessoa que esteja no grupo de risco, com casos de diabetes na família? Alimentação controlada e exercícios físicos ajudam bastante, mas qual seria a relevância do açúcar neste caso?

  • Lembro de uma pesquisa que mostrava que a presença de alguma verdura no prato fazia com que as pessoas achassem que ele teria menos calorias do que um que tinha a mesma quantidade de alimentos sem a verdura.

  • Acho que existem estratégias para enganar o cérebro durante uma refeição, optando por dar garfadas em alimentos específicos em uma ordem específica; dando ao cérebro o prazer e ao corpo a menor quantidade calorias. Mas não sou especialista nem em sabor cerebral nem em calorias pra propor essa sequência de alimentos. Ok… agora podem roubar essa ideia e escrever livros. :-)

  • Busted!!! HAH, por essa ninguém esperava :D

  • W.com

    O corpo humana detesta qualquer excesso, pra mais ou pra menos. Pobre daquele que precisa de laboratórios e supermercados para descobrir que já existe tudo na natureza do que seu organismo precisa. Coma um pouco de árvore (raiz, caule, folha, fruto) e um pouquinho de bicho (uma coxinha serve) todo dia-santo-dia, e líquidos, muitos líquidos naturais (água, suco, água,cerveja, água, vinho, água, whisky, água). Entendeu ou quer que desenhe?

  • Hugo

    César Dias: desculpe, mas vc ficar em jejum e ainda assim sobreviver não significa que vc tenha produzido glicose a partir de gordura. Vc pode até ter produzido energia (ATP) mas isso é muito diferente de ter produzido açúcar (glicose).

    A produção de glicose a partir de gordura (ác. graxo) se dá através do ciclo do glioxilato, inexistente em nós humanos, mas somente em plantas e algumas bactérias.

    Mas admito que, como bem percebido pelo Carcarah e sratoz, bastaria ter sido escrito “Você não comer açúcar só está fazendo seu corpo produzir ENERGIA de outras fontes, seja de gordura, através do processo de lipólise, seja através da quebra de carboidratos”. Aí sim realmente tudo se ajeitaria.

    Desculpem-me pelo atrevimento e, novamente, parabéns aoCardoso pelo excepcional blog.

    • anonimo

      Veja a resposta do sratoz acima……

  • Cleverson

    Lembrei do livro desse cara aqui:

    Wheat Belly – Dr. William Davis (Barriga de Trigo – I.S.B.N.9788578276874)

    http://www.wheatbellyblog.com/

    O cara chegou a uma conclusão interessante com base em diversas observações do como o açúcar afeta nosso metabolismo. Ou melhor de como o trigo afeta. Pois o mesmo aumenta a taxa de açúcar no sangue.

  • Pra mim, a lógica do adoçante é a mesma da margarina: um troço que não existe na natureza não pode ser bom para a saúde. Já consigo beber algumas coisas como café e mate (coado em casa) praticamente sem adoçar.