Webstandards e SEO: Se o Google não liga, eu que não vou me preocupar

webstandards1.jpg

Os designers e webmasters de uns tempos para cá adicionaram uma nova buzzword em seu vocabulário, os tais webstandards, só que ao invés de apenas promover o bom uso de padrões, resolveram seguir um discurso apocalíptico prevendo uma morte horrível a todos que não os sigam de forma religiosa.

O problema é que a realidade do mundo real (redundância proposital) não concorda com suas previsões. Claro, eles não se dão por vencidos, outro dia o Henrique surtou e resolveu ensinar o Google a fazer homepage. Quando escrevi sobre a importância maior do conteúdo em relação ao design, fui apedrejado. Mesmo mostrando exemplos CLAROS de sites que eram o número 1 absoluto em suas áreas de atuação. Os designers insistiam que seguindo boas regras de webstandards, SEO, etc, o site conseguiria uma posição melhor.

Não sei qual posição melhor que a número 1, e isso eles não explicaram. Como também não explicam qual o ganho que eu teria se perdesse dias alterando meu conteúdo e meus scripts para tornar o Contraditorium 100% compliant com os tais Mandamentos Webstandards.

Desculpe, gente, mas eu não gasto meu tempo com isso. Vejam um exemplo: Se você for no http://www.google.com.br e procurar por “desbloqueando celular” a primeira, primeira, primeira página retornada é esta aqui… minha.

O que eu ganho se reformulá-la? Segundo o Henrique, até o atributo style usado pelo Zoundry é maligno. Segundo ele, o Style é “resquício do cãncer de um passado sem padrões”. Não devo usá-lo? Bem, o artigo onde falo sobre esse excelente editor para blogs está listado na busca do Google em 4o lugar nas buscas por “Zoundry“. Mesmo estando cheio de tags “malditas”. O primeiro lugar, um post do Idéias ao Vento. Com um link para o Contraditorium.

Desculpem-me os puristas e zelotes, mas a melhor técnica de SEO que conheço é produzir conteúdo de qualidade. O resto é firula. Quod Est Demonstratum, não por mim, mas pelo Google. Reclamações com o Larry e o Sergey.


Technorati : , , ,


O Contraditorium vive de doações. Não veiculo anúncios no blog. Somente sua colaboração me incentiva a escrever artigos cada vez melhores, sem rabo preso com anunciantes, partidos ou militâncias. Prestigie essa liberdade, faça uma doação. Use o PagSeguro no botão abaixo ou via PayPal com o email cardoso@pobox.com. Caso você tenha uma carteira PicPay,meu usuário é @carloscardoso. Caso não tenha e queira uma forma de transferir pequenas (ou grandes, de preferência grandes) quantias sem taxas, é só se inscrever.  Eles te darão R$10,00 para experimentar, basta utilizar meu código promocional SKO4

Toda moeda é bem-vinda, desde que seja de país com luz elétrica e água encanada.




Leia Também:

  • "Se o Google não liga, eu que não vou me preocupar". Ou melhor, porque arrumar se eu me entendo na bagunça.

    Bom, eu não vejo a internet como algo exemplar em organização, por isso faço a minha parte estruturando a informação conforme os padrões.

    Prover conteúdo de qualidade e formatá-lo adequadamente é essencial. Os próprios jornais são exemplos. É, os títulos são maiores!

    Só quero dizer que a semântica é como capas de livros, cores em gráficos, menu de dvds: não precisa ter, mas facilita muito. Tu imagina só organizar uma biblioteca com todos os livros sem capas. Não seria muito fácil.. hehe

    Abraço!

  • Sem dúvidas alguma produzir conteúdo de qualidade é o que garante uma boa posição nos mecanismos de busca. Seguir os padrões ajuda bastante porque seu site fica mais claro para esses mecanismos mas algumas pessoas exageram e validar um site nos padrões mais rígidos vira obsessão.

    Meu site que tem menos de 100 visitas diárias só fica atrás do site oficial do software na busca por Kaillera, em partes acho que isso deve-se a tentativa de seguir os padrões web.

  • Putz que legal essa ilustração que você usou cara! Exemplificando @media screen e um seletor de id #panties!!! Muito boa a foto. Nem precisei ler o texto pra entender do que tratava! :D

    []'s

  • Cardoso, dessa ves tenho que fazer um adendo no seu texto, seguir padrões não é auto-excludente de ter bom conteúdo, claro que o conteúdo é a razão de um texto, afinal não imagino que um escritor no meio do seu texto pense em particula apassivadora do caso reto… mas os padrões são importantes, o problema é quando o fanatismo nos impede de raciocinar, isso é comum com nós nerds… :)

    não vejo problema em ter uma ou outra tag deprecated para o modo strict mas tambem não custa nada nos adequarmos a padrões…

    citar google é como alguem citar microsoft como modelo de sucesso, são os típicos casos exceções! agora voce citar seu proprio blog mostra como o conteúdo é importante e mesmo se não estiver 100% nos padrõe.

  • Pra SEO, o mais importante é receber links contextualizados, a maneira (lícita) mais fácil de conseguir esses links é com conteúdo de qualidade, com certeza.

    Mas um site com um código cecente não ganha só em SEO, tem também a questão de acessibilidade, usabilidade (sim, sódigo bem marcado pode facilitar a vida), economia de banda, facilidade de manutenção (não gosto do neologismo "manutenibilidade") entre VÁRIOS outros fatores.

    Essas qualidades já foram exaustivamente discutidas pela Web, IMHO não há porque continuar com a discussão de "usar ou não usar os padrões", padrões facilitam a vida.

  • Christiano, claro que não é um caso de um ou outro, só que se eu for seguir padrões de forma rígida, não poderei utilizar várias ferramentas que agilizam a criação de conteúdo, então terei cinco vezes MENOS conteúdo, embora padronizado. Você acha que o Google vai me beneficiar por isso?

    Se adequar ao padrão pode custar SIM, principalmente TEMPO. Se você arrumar um grupo de voluntários para reescrever meus posts antigos e tudo que o Zoundry cuspir pro WordPress, para se tornar padrão, eu aceito. Do contrário, a adequação tem custo.

    Quanto à validade de citar o Google, bem, se você não considera o líder absoluto, total e incontestável do mercado como algo digno de ser citado, só lamento.

  • Concordo plenamente.

    (comentário redundante, mas não pude não postar)

  • Hattrick

    Clap-Clap-Clap, ótimo Cardoso! Mandou muito bem no post! Até que enfim encontrei o bom senso nestes tempos de webstandarts goela a baixo. Parabéns!

  • Meu chefe liga! Ele me contratou por isso hehehehehe .. :)

  • Cardoso, só lembrando que o tempo de vida do conteúdo disponível é relevante.

    Ou seja, pode ter conteúdo, mas não somente valerá das técnicas de SEO, como também o tempo que um domínio está no ar.

    Um domínio (seja com estrutura de marcação padronizada ou não) com 2 anos, tende a estar melhor no Google, do que um de 3 meses bem escrito. E claro, mesmo quando um domain top está mal escrito, se é bastante clicado, a tendência é melhorar no ranking.

    Mas nada que um bom planejamento possa "ganhar" desses casos.

    Abrços

  • E para complicar mais ainda, a DATA de expiração do domínio inflúi no pagerank do Google. Sabia dessa?

  • Cardoso, acho que não me expressei bem, eu quero dizer que citar Google é uma referencia muito alta para expor como exemplo , afinal eles são os lideres e dominam a web no momento, eles estão pouco se lixando para webstans… mas os padrões ajudam e muito a manutenção dos grandes portais, dos sistemas web e porque nao dos blogs e afins… leia novamente meu comentario, eu disse que nao há problema de ter uma ou outra tag deprecated no seu codigo, o problma maior é quando a estrutura toda não segue padrões recomendados!

    um abraço!

  • Lu

    Que conteúdo é mais importante que forma, não se discute. Agora, meu humilde bloguinho, que só trata de futilidades e não é atualizado com freqüência, até que aparecia em primeiro lugar no google, dependendo dos termos de busca ("dia de folga" é um exemplo óbvio) antes de eu adequá-lo aos padrões; depois que fiz algumas mudanças, pesquisas que traziam meu blog na oitava página passaram a trazê-lo na segunda. Se os padrões ajudam no ranqueamento, por que não segui-los?

  • Pingback: Web-Z » O problema dos seguidores fan()

  • Cuidado hehehe…você não pode ser xiita com relação a isso. Mantenha a mente aberta ou em breve suas posições no google vão despencar. Calma heheh muita hora nessa calma…

    Seo veio pra ficar…

  • Pingback: Thalis Valle. Tecnologia, Marketing e Design de Internet()

  • Leandro

    Cara, virei teu fã!

    Enfim um blog que fala sobre desenvolvimento web com uma visão de resultados.

    A internet serve pra troca de informações, o conteúdo é relevante.

    Catolizar as pessoas com webstandarts é a maior babozeira! Se os grandes não usam, e nem fazem menções de usar (google, microsoft, yahoo,…)…

    Como tem nerd desocupado se achando O CARA, o último bis do pacote por utilizar webstandarts.

    Hoje um piá de 12 anos pode programar com webstandarts, mas quero ver ele produzir um bom conteúdo para um site!

    TU É O CARA!!!

  • Pingback: Blogueiros serão futuros consultores de SEO ? » Prática()

  • Maleb França

    Boa.

    Muita gente acha q se seguir as guidelines do google, este irá reconhecer o seu árduo trabalho. Eu caí inicialmente no conto. Lí tudo q encontrei sobre SEO no Google. E lá fui eu, no início estava na 13 página, tentei tudo e nada. Até q percebí q uns sites apareciam lá na frente e em várias cidades, de vários estados (óbvio q era blackSEO). Aprendí as técnicas deles e utilizei a meu favor. Hj estou na primeira página, e nem precisei usar as famosas links farms. Black SEO é hj vital e vale dinheiro.

    Por isso discordo quanto ao não uso de blackSEO. Os concorrentes hj usam e se vc não usar vai ficar pra trás. O google não olha mais esse tipo de coisa, se o jogo tá sujo a culpa é dele.

    Quanto ao seo blog estar na frente em algumas pesquisas há muitos fatores q podem influir. Hj conteúdo não é tudo e sites antigos com séculos de conteúdo acumulado simplesmente são atropelados por uma avalanche de SEO.

    E quanto ao Webstandarts, tsc tsc tsc, a internet não pode jogar fora seu passado. Não esperem, pq a "morte apocalíptica" não vai ocorrer mesmo. Infelizmente na informática tem muita gente q se alarma com tudo, e no final acaba tuuuudo na mesma…..