Cardoso no Par Perfeito


chuckysmall.jpg

Um erro muito comum que vejo por aí é quando o pessoal deixa seus preconceitos interferirem com a objetividade. Eu posso abominar a figura do bispo macedo mas seria um idiota se por causa disso não reconhecesse suas qualidades, seja na área de contabilidade, seja na manipulação das massas. Também posso achar o ÜberPapa um idiota completo ao afirmar que “o segundo casamento [dos divorciados] é uma praga” mas não posso deixar de reconhecer que ele fez um excelente trabalho evitando que Leonardo Boff e Cia transformassem a Igreja Católica em uma célula do PCB.

Mesmo assim de vez em quando eu escorrego. Sempre abominei sites de encontros, acho a idéia derrota total. Dado o traste que uma amiga minha conseguiu via um negócio desses, minha teoria é correta.

O problema é que o preconceito se estendeu a outros campos. Pode não ser algo de meu agrado, mas pode atrair muita gente. E gente significa dinheiro.

Esses sites estão entre os mais acessados na Internet brasileira, todo grande portal tem um, e o meu site preferido para mostrar a designers que o que vale é conteúdo, o www.plentyoffish.com é um site de encontros.

Pombas, segundo dados do próprio Par Perfeito são 10 milhões de cadastrados e 350 milhões de pageviews mensais. Isso é um Orkut. O programa de afiliados paga por inscrição, e com números como esses percebe-se que há interesse por parte dos usuários.

A galera mais jovem é, curiosamente, a maior parte do público desse tipo de site. O tipo de demografia que atinge os kibes da vida, o Morroida, Jacaré Banguela, o Cocadaboa e outros sites de entretenimento.

Mesmo assim não vejo nesses sites os banners do Par Perfeito, ou de outros sites de encontros. Aparentemente os únicos sites que anunciam portais de encontros são sites de torrents, fóruns de fotos de sacanagem e similares, que usam e abusam daqueles sites altamente questionáveis que usam ferramentas para identificar sua localização geográfica, escolher um nome de cidade igual ou próxima, associar a uma foto aleatória e dar a entender que a Svetlana, uma loira linda com cara de Ucraniana mora em Nilópolis e está solteira.

Será que todo mundo, eu inclusive, não está perdendo um bom dinheiro, ao deixar nosso preconceito ficar entre o público ávido pelo serviço e o site que o provê?

* Nota: Este post está sem links pois está sendo feito diretamente no editor do WordPress, e não estou com paciência. Não há nenhum editor de blogs decente para Macs, estou quase instalando o Parallels só para rodar o Windows Live Writer ou o Zoundry.


O Contraditorium vive de doações. Não veiculo anúncios no blog. Somente sua colaboração me incentiva a escrever artigos cada vez melhores, sem rabo preso com anunciantes, partidos ou militâncias. Prestigie essa liberdade, faça uma doação. Use o PagSeguro no botão abaixo ou via PayPal com o email cardoso@pobox.com. Caso você tenha uma carteira PicPay,meu usuário é @carloscardoso. Caso não tenha e queira uma forma de transferir pequenas (ou grandes, de preferência grandes) quantias sem taxas, é só se inscrever.  Eles te darão R$10,00 para experimentar, basta utilizar meu código promocional CARDOSO

Toda moeda é bem-vinda, desde que seja de país com luz elétrica e água encanada.




Leia Também:

  • Interessante Cardoso,

    realmente você tem razão de onde esses anúncios aparecem! :-P

    Vou ver se analiso o funcionamento do serviço de afiliados deles, para quem sabe implementar em um blog meu.

    Valeu por "abrir nossos olhos"!

    Abraço

  • P.S.: Faltou uma vírgula ali na abertura do meu comentário. hehehe.

    Minha intenção não foi usar um tratamento de "interessante cardoso" (ficaria meio "homo").

    :-P

  • Cardoso, conheça o Performancing, uma extensão do Firefox muito boa para Blogueiros.

    Já recebi, por email, uma proposta pra colocar aquela publicidade que identifica sua cidade (por sinal, eu já fui pego por uma delas uma vez… Acho que no início, quando era novidade, todo mundo clicou ao menos uma vez). Com certeza era um email enviado automaticamente, falava "nos vimos seu site bla bla bla pagerank 4 bla bla bla, temos uma proposta, bla bla bla coloque essa publicidade no seu site".

  • Opa, descobri que a extensão mudou de nome e agora se chama ScribeFire.

  • Cardoso,

    Dê uma olhada no Ecto: http://ecto.kung-foo.tv/

  • Eu sou acho bem tosco tais sites de relacionamento….mas se me pagarem, libero um div para eles lá.

    Olha, cuidado com imagens sanguinárias em Cardoso….mesmo bonecos.

  • Boa pedida. Mas como eu não tenho um blog muito visitado ainda, nem interessa colocar esse tipo de programa lá.

    Mas para esses que vc comentou seria uma ótima.

  • Preconceito ? Não sei, como você mesmo disse a qualidade do serviço prestado por estes sites é discutível. Acho este tipo de anunciante pode até ser utilizado, porém o blogueiro deveria conhecer o pessoal que presta efetivamente o serviço, não gostaria de ter meu nome vinculado a um serviço de ME ENGANA QUE EU GOSTO.

  • A passividade na vida social é o que nos torna cada vez mais preconceituosos no mundo em que vivemos. A capacidade que nós temos em simplesmente ignorar as diferenças, em detrimento a sairmos do nosso ensimesmameto é uma praga mizeravel. O que motivou a me tornar um leitor assíduo deste blog, foi exatamente minhas inteções em monetizar minha vida através das ferramentas disponibilizadas pelo google. Ledo engano. Acho que um dos segredos da monetização esta exatamente em pensar nos outros, quero dizer, gerar conteúdo, informação útil e necessária aos que precisam. Isto é o que vale. Poderia dizer de forma romantica que "…tudo vale a pena se a alma não é pequena". Acho que reduzir Leonardo Boff a célula do PCB, ou que qualquer partido de cunho socialista ou comunista ou como sua propria definição estipulativa assim lhe permitir, é o mesmo que publicar um espaço na internet apenas para arrecadação monetária sem disponibilizar nada de útil em troca. Mesmo sem ser um especialista ou estudioso criterioso da vida de Boff, é notório que o mesmo tem uma vida dedicada ao outro, quero dizer em termos da esfera blogger, uma vida dedicada a geração de conteúdo. Se existem críticas estas devem ser feitas, agora julgamentos sumários, estes ficam para os regimes totalitários.

  • Ricardo, eu SOU um regime totalitário.

  • Boguerão

    É só pararmos um pouco e verificarmos que site de relacionamentos são uma espécie de fenômeno da internet. A maior parte dos internautas não usam este canal para escrever blog ou encontrar meios de ganhar dinheiro. O que eles vão fazer então na internet? Ora, vão ver pornografia e sites de relacionamentos e também, ficar no msn, trocando mensagens banais com seus contatos.

    Então, divulgar site de relacionamento sempre é uma boa opção, mas não o Parperfeito que paga 20 centavos por cadastro. Mas há outros que pagam por comissão e vale mais a pena.