Vou falar de blog sim, obrigado

Eu reparei uma tendência muito chata. Os blogueiros que dependem emocionalmente de platéia andam reclamando de blogs como o meu, o do Bruno e outros que falam… sobre blogs. No princípio achei que fosse uma reclamação inócua, depois percebi uma tendência preocupante.

Os ProBloggers que se prezam nunca assumiram uma postura inatingível, nem posam de gurus. Queremos escrever, faturar nosso dinheirinho, em troca de entreter nossos leitores. Só isso. Não queremos seguidores, discípulos, sicofantas, nada disso.

Com nossas dicas, os que escrevem sobre blogs dizem o tempo todo: “é possível, você também pode ter um blog! Não somos nada demais, se você souber escrever, for criativo, também pode ter um mega-blog hipervisitado”.

Isso tem causado irritação na Blogosfera Intelectual (tm Slonik) que não liga para dinheiro (oficialmente) mas quer ser babada como formadora de opinião, moradores do Olimpo, seres muito além dos seus leitores. Eu NUNCA vi, aliás, um membro da Blogosfera Intelectual incentivar seus leitores a escrever. No máximo aceitam comentários. A maioria inclusive está removendo blogrolls, e só faz links para destinos “seguros”, como jornais ou outros blogs da mesma Blogosfera Intelectual.

Eles também não assistem TV (coisa tão popularesca) nem comentam nenhuma obra com menos de 400 páginas e não tenha sido escrita por um russo suicida. Parte da platéia acha o máximo. “Uau, o cara deve ser bom, leu Guerra e Paz em sânscrito”. O Blogueiro Intelectual vai agradecer o elogio, dizer que “não é nada” mas jamais estenderá a mão ao leitor. Em festas e eventos, fica um grupinho de longe “caramba, é o fulano!” e o blogueiro intelectual estufa o peito, faz cara de poucos amigos e continua a batucar em seu Mac. (blogueiro intelectual sempre usa Mac, mas despreza Steve Jobs)

Os blogueiros populares (no sentido Ratinho da coisa) não têm essas frescuras. E isso é uma ameaça. No momento em que o público começa a se identificar, a perceber que seu blogueiro não é nenhuma sumidade, questiona a validade do Blogueiro Intelectual. E isso não pode acontecer.

Por isso essa campanha velada, para que os blogs antropofágicos parem de falar de blogs. O ideal é que a arte de blogar seja uma ciência oculta com letras apagadas, mantendo blogueiros em um pedestal, se possível com gente pedindo autógrafo em eventos.

Não vai rolar. Sério. Os blogueiros pé-no-chão gostam de ser pé-no-chão. Gostamos de linkar para leitores, de descobrir blogs novos e compartilhar conhecimento.

Somos humildes? Céus, não. Nossos egos são enormes. Talvez por isso não tenhamos medo. Por melhor que os novos blogueiros sejam, nós acreditamos que temos o bastante para garantir nosso espaço. E com isso, garantimos o espaço de toda uma geração de candidatos a blogueiros que quer se expressar e precisa de um incentivo.

Quem não gostar disso que escreva um longo e tedioso texto, cheio de citações em alemão. Prometo que vou ler. (ass: Richard Nixon)


O Contraditorium vive de doações. Não veiculo anúncios no blog. Somente sua colaboração me incentiva a escrever artigos cada vez melhores, sem rabo preso com anunciantes, partidos ou militâncias. Prestigie essa liberdade, faça uma doação. Use o PagSeguro no botão abaixo ou via PayPal com o email cardoso@pobox.com. Caso você tenha uma carteira PicPay,meu usuário é @carloscardoso. Caso não tenha e queira uma forma de transferir pequenas (ou grandes, de preferência grandes) quantias sem taxas, é só se inscrever. Toda moeda é bem-vinda, desde que seja de país com luz elétrica e água encanada.

Leia Também:

  • Acho que as pessoas não entenderam que cada um tem seu espaço, e sempre há espaço para quem é bom.

    Porém, com essa mania de querer não passar a informação adiante as pessoas acabam se complicando ainda mais, pois é aí que quem quiser virar "blogueiro" passa a "estudar os sistemas", procurar bons (ou criar) temas, e pode superar quem substimou ele.

    Eu queria saber quem é a "blogosfera intelectual"…

  • Sou obrigado a parafrasear o Mr Manson para completar seu artigo, Cardoso, dizendo que blogueiro arrogante é pleonasmo.

  • Arrogante sim, não vejo problemas quanto a isso, afinal eu tenho um Mac, o problema é a arrogância com aura de superioridade.

  • É isso ai, concordo com você! Qual a validade de um blogueiro intelectual? O que ele tem que não tenho?

    Criei um blog e me inspiro bastante em blogs como o seu e o do Bruno, pode dar uma olhada lá na minha lista de blogs que leio e vai ver…

    Formadores de opinião, quem precisa deles?

    É isso ai cara, continua a escrever que você esta mandando muito bem!

    Amplexos,

    Leo Baiano
    http://www.blog.ljunior.com

  • Eu sei… só achei que ficaria mais divertido com o comentário do Manson para completar.

  • "Somos humildes? Céus, não. Nossos egos são enormes." Gostei dessa frase. :D

    Texto excelente!

  • Olá, já percebeu que bosta essa busca do google que eles disponibilizam para colocar em blogs/sites de terceiros? Faz uma busca e aparece duas vezes (uma embaixo da outra) "Pesquisar a Web" e "Pesquisar oguri.blogspot.com", por exemplo? Parabéns pelo blog ;)

  • Hahahaha. A melhor definição sem (e)citar nomes.

  • Somente nós temos a ganhar com isso. Informação de todos os tipos, formas e modos!

    Hail a discondancia!

    :)

  • André Pessoa

    Cardoso, as deduções que você faz nesse post não têm nexo. Sua analogias são falsas. Suas conclusões são baseadas em falácias que qualquer pessoa que sabe pensar conhece de cor. O que é muito verdadeiro nele são o ressentimento e a inveja que você nem consegue disfarçar. Sim, porque a verdade é que a "blogosfera intelectual" (sic) não liga a mínima para o que você ou a turma dos probloggers diz, mas você liga tremendamente para o que eles fazem ou dizem ou pensam. Senão não teria escrito essa nota obtusa.

    Se você ao menos nomeasse a quem ataca, ainda seria possível fazer uma análise mais objetiva do que você diz. Mas eu desconfio que você jamais fará isso, pois senão o boneco de palha que você criou fica ainda mais claro (a carruagem vira abóbora antes da meia noite).

    É por isso que eu sempre digo: quer ser arrogante? Perfeito. Mas vá estudar um pouco antes. Arrogância é uma grande virtude para quem sabe ser arrogante, para quem tem estofo intelectual para destroçar a argumentação alheia. Mas arrogância misturada com ignorância é simplesmente patético. Dá pena. E é isso que eu estou sentindo agora.

  • André, eu estou cagando e andando (gostou do estofo intelectual da expressão?) pro que a blogosfera intelectual pensa de mim, só não acho correto que eles queiram dizer o que EU devo escrever em meu blog, muito menos que usem isso para elitizar a prática da blogagem.

    PS: Quanto ressentimento nesse seu comentário… será que cutuquei alguma ferida sua sem perceber?

  • Cardoso

    todo mundo, a sua maneira fala dos blogs. Lembrei de você quando li o post "What makes a good author blog?" no blog da Penguin — sim, a grande e "ótema" Penguin tem um blog!

    Um abraço, Raquel

    What makes a good author blog?

  • Parabéns pelo texto, Cardoso! E pode crer, o André Pessoa foi só a "ponta visível" da montanha de blogueiros que deve ter se sentido incomodada com suas palavras, mas não teve coragem de se manifestar para não se entregar. Alguns blogs que eu ainda leio, e vários que eu já deixei de ler inclusos.

    Acho que tem mais é que continuar, distribua dicas interessantes, que podem ser usadas não apenas por futuros probloggers, mas também por qualquer um que queira ter algo um tantinho melhor que um fotolog de miguxos.

  • A arte imita a vida!!! (Fritz Chucrutz – 2010)

    A cultura dominante tem a tendencia natural de querer continuar dominante, e tudo o que for contra isso será considerado lixo subversivo – nos Blogues nao seria diferente… (Frida Einsbein – 1969 A/C)

  • É uma pena não lincar os posts criticando os pros. Ao fazer isso tu supõe q os teus leitores lêem essa jaguarada, mas eles não lêem.

    Eu leio muito pouco dos "intelectuais".

    Só acho injusto dizer q eles não têm blogroll, pois eles têm sim e é imenso. Cheio de blogs criados antes de 2003 que nunca mudaram o template ou se deram ao trabalho de colocar um contador de visitas decente…

  • Isso é puro e simples estrelismo, todo mundo quer ser famoso e virar consultor da globo =p

  • André Pessoa

    Enio, eu acho que você está me confundindo. Eu não tenho blog. Nunca tive. Sou apenas um leitor. De sites, de blogs e também de livros (de "Guerra e paz" também, mas em português, e não em sânscrito). E eu me senti incomodado com a nota sim, senão não teria respondido. Mas não incomodado pessoalmente, pois ela não me atinge diretamente. Me senti incomodado com a carrada de falácias e bobagens escritas numa única penada, a serviço do julgamento de terceiros que o autor sequer tem a coragem de nomear.

    Eu sou assim, Enio. Eu não julgo. Eu só julgo quem julga.

    Se o Cardoso quer apontar o dedo e julgar, pelo menos diga para quem está apontando. Enquanto a crítica ficar assim, covardemente genérica, ela não vale nada. Nada mesmo.

  • Apoiado, Cardoso! O blog é seu e você tem o direito de falar do que quiser, sem falar que as suas dicas já ajudaram a muitos bloggers que estavam começando.

    E se alguém por acaso não quiser ler, é só ir para outro blog, ou então desligar o computador e parar de encher o saco dos outros.

  • Confesso que não estou totalmente por dentro da blogosfera, mas dentre os poucos blogs que leio, nenhum se encaixa neste perfil escrito no post. Ou eu sou um privilegiado que sabe escolher bem o que consome, ou sou ignorante ao ponto de não notar incitações tênues contra os "probloggers".

    Eu discordo da parte de exploração de ignorância alheia e "SEO" forçado, e até já escrevi sobre isso. Aliás, é minha única crítica contra "probloggers", por assim dizer.

    Agora, comparar seu blog com Ratinho? Não faça isso, Cardoso :P.

    []'s!

  • O que mais me identifiquei aí é quando tu falou sobre pessoas que querem ditar o que EU escrevo no MEU blog.

    Canso de frisar esse "MEU" nos meus posts, porque o blog é meu ou não é? Alguém é forçado a clicar ou digitar a p***** da url?

    Eu escrevo um bando de palavrões, porque infelizmente é assim que eu geralmente falo. Se alguém não gosta, f***-** (o blog é teu, então não pode :D ), é só fechar a janela do browser e nunca mais voltar.

    Eu canso de ver gente dizendo por aí que você é arrogante, agressivo e etc… Eu só "ouço" menos isso de mim mesmo porque meu blog é um piolho perto do teu.

    Aí os caras, ao invés de fazerem uma terapia, metem o dedo pra postar anônimos (não é o caso do ser aí de cima) e despejar a raiva que eles têm sei lá do que (da mãe, do pai, da pqp…)

    Se for pra ler coisinhas ajeitadinhas que a vovó aprova eu fico vendo jornal de TV. Em blog eu quero ler é opinião nua e crua, sem firula.

    PS: Tentei ler Irmãos Karamazov duas vezes e não consegui. Eu tinha 16 anos e achava que era a maior onda dizer que lia Dostoyevski. Que mané que eu era… :/

  • É Cardoso eu estou longe de ser alguém importante e/ou escrever algo útil.

    Minhas notícias são traduções do que está acontecendo por aí na blogsfera e dos poucos feedbacks que recebo alguns são do tipo "escreva sobre isto" ou "sobre aquilo".

    Oque me revolta é que tem gente que na CARA-DURA mete o pau com coisas do tipo "SEU BLOG É RUIM" vide link que você fez neste post…

    Como se o conteúdo do blog dele fosse excepcional ou algo diferenciado ou então algo extraterreno e praticamente sobrenatural.

    Eu ainda acho que o problema está na barriga destas pessoas.

    Somos só carne e nada mais.

    Sucesso aí cara..

  • É por isso que eu continuo fazendo re-post no meu blog. Se não posso formar opinião, eu roubo a deles…

    Ahauhauha

  • Como sou muito novo na blogosfera e sequer pude intuir o rótulo que cabe no meu blog, resta-me declarar irrestrito compromisso com a liberdade de expressão. São milhões e milhões de blogs, dirigidos pra outros milhões e bilhões de platéias. E ponto, tá explicada e justificada a questão. Os contadores de acesso que façam o resto.

  • Ainda não li nenhuma blog com estofo…

    Onde encontro um?

  • Sei lá, o André que deve saber. Provavelmente tem uma lista enorme de blogs estofados, estufados, forrados e impermeabilizados.

  • Huahauahau…(Adoro essas briguinhas)

    É isso aí Cardoso! O blog é teu e você escreve sobre o que quiser. Quem não tá gostando vai embora. kkkkkkkkkk…

    E tem outra. Não clica na pôrra das propagandinhas!

    kkkkkkkkkk…

    ow… brincadeirinha em galera…

    Abraço Cardoso!

    …[:)]…

  • É, Cardoso… Temos visto mesmo muitos seres blogueiros como estes aí que você citou. Tenho blogs há muito tempo, já tive blog citado em jornal, site especializado e sei lá mais o quê, mas o fato é que isso apesar de dar um upgrade no blog, nunca me transformou num ser como estes que você citou.

    Meu blog está lá, quem quiser que o veja e o leia caso se interesse, eu estou buscando o meu espaço. Seria legal se os blogueiros simplesmente produzissem seu conteúdo e assim ganhasse seu espaço. Não classificaria meu espaço como povão ou como intelectual, penso mais como um blog que reproduz a minha opinião sobre coisas voltadas para a comunicação. Acho que blog, em sua essência, foi criado para isso, para ser uma ferramenta de divulgação da opinião do seu autor.

    PS.: Mas eu também quero ganhar mais que os 18 dólares que ganhei até hoje com o AdSense. ;)

    Abração e axé!

  • Essas picuinhas aí são bem chatinhas, viu. Vou colocar as mãos nos ouvidos e cantar a música do Elefantinho bem alto.

  • Christopher

    Oi Cardoso!

    Gostei do seu post!

    Hoje cedo eu li um blog "semelhante" ao que você descreveu: [sem palavras].

    Segue uma tira de uma webcomic bem legal:

    BlogCon

  • Excelente texto mesmo.

    Até mais.

  • Fabio (Palm) Oliveir

    Sr. Cardoso,

    Gostaria de saber o que é um ProBlogger. Gostaria de sua explicação, pois o nome remete a seu site/blog muitas buscas pelo robô de buscas. Desculpe meu pobre idioma.

    Obrigado.

  • Olha, eu sempre venho aqui e nunca comento, mas hj vou abrir uma excessão!! hehehe

    É interessante quando lemos e ficamos sabendo melhor qual a opinião de blogueiros como vc. Que cativou um numero significativo de leitores.

    Está rolando um Meme sobre o futuro da blogosfera e sobre concorrências, probloggers. Enfim… Acho engraçado como as pessoas confudem as coisas. Eu me tornei blogueira a pouquíssimo tempo, com o objtivo claro de interação e troca. Uma das coisas que percebo nitidamente nos blogs é isso… Troca!

    Se não existe troca não dá vontade de retornar ao blog. Se o cara ainda consegue ganhar dinheiro com isso… Pô! Que show! unir o bom ao agradável, quem não quer? E mentiroso é aquele que diz que não quer ganhar dinheiro! Balela pura!

    Sobre os tais blogueiros intelectuais… Eu só tenho a dizer… Sinto muito! Eles ainda sim tem leitores?? Bem, eu sou daquelas que retornam a blogs que me acrescentam e que estão aqui para trocar ideias, figurinhas!

    Fiquei feliz de ver esse seu lado!

    Fiquei mais feliz ainda de ver o blog da Lucia Freitas em seu roll! :D

  • Pingback: A Grande Abobora » Como estão os blogs por aí?()

  • Cardoso:

    Já nos encontramos uma vez nos comentários do 1/2 Bit sobre o fecha-não-fecha da Google, Inc. no Brasil, em agosto de 2006. Defendi então, como hoje, a intervenção do MPF.

    Li por aí quando você foi mencionado ou teve artigo publicado no Boink-Boink ( nunca sei o nome do blog) . Era um artigo em inglês muito bem escrito sobre a Cica. Li sua descrição de si mesmo. Admiro o fato de manter-se com blogs.

    Sobre o DQJ e o post do moskito mandando as pessoas pra vida real, já comentei na Grande Abóbora do Marcus Nunes que o post do moskito foi um oxímoro. moskito é quase onipresente na Net.

    Não li a opinião do Marco Aurélio. Lê-la-ei.

    Será que ninguém sacou que você é um intelecual também só que não é exclusivista? Acho que é esse o ponto. Quando comecei, em 11/2005, levei muita porrada de gente que se achava "Old Skool".

    Eu sou old. Tenho muita school nas costas. Há espaço para todos. Creio que tua descrição dos blogs intelectuais é uma metáfora, uma hipérbole. Intelectual sou eu. O resto é estudante. Assinei teu feed pra finalmente acompanhar teu blog. Obrigada pelo espaço.

  • Manda ver, cara. Eu tô sempre lendo blogs novos todos os dias e fico cada vez mais feliz em saber que ainda existem pessoas nesse Brasilzão que não escrevem tudo errado, como no Orkut.

  • romilda

    Eu acho que vcs sao todos uns candidatos a stars pq o que nquerem e isso mesmo e porisso que eu digo quen eu gosto de digitar nas buscas do google mas jamais fico lenndo o quen vcs botam la porque sempre tem um que de egocentrismo sabe como e eu to afim de ver o que ta acontecendo no mundo e tambem porque eu faria um blog porcaria, nada a ver, m,as tem gente q e tao cara de pau q escreve cada bobeira q sai de baixo e ainda acha ruim que as pessoas jamais cooquem comentarios ! A internet e democratica e escrever me alivia e eu acho que tem pouco blog que se aproveveite e muita gente inteligente q ta cansado de blogar! Nao vou dizer nomes pq e deselegante mas e assim que penso, tomara que eu me desengane pq pensei pouco alias eu jamais me enganei cg mesma so quando fiz as coisas inconsequentemente, mas ai n e engano e descaso com o pensamento all right?! Beijo, aberaco e aperto de mao!!!!

  • Pingback: O que há para comemorar no dia dos namorados? | A vida como a vida quer()