E não é que o Mercado está descobrindo os blogs?

Cada dia que passa vejo mais e mais eventos antes restritos à mídia “de verdade” sendo espontaneamente abertos para blogs. 15 anos atrás a Fiz TV jamais chamaria membros de um BBS (na falta de Internet) para o lançamento do projeto. Hoje os blogs são procurados, seja para anunciar diretamente produtos ou serviços, seja para receber convites para eventos, em geral muito legais.

Claro, nós não temos a importância de uma Veja, uma Set, uma IstoÉ ou uma Anal Sex. Só que nós temos duas coisas que essas revistas todas nunca sonharam em ter:

Temos um efeito multiplicador – Nossos posts são linkados, referenciados, achados pelo Google, relinkados, comentados, recomendados e sempre estarão ali. Elas depois de dois dias viram adereço de consultório de dentista. E mais:

Nossos leitores confiam mais em nós do que nos jornais.

Não confiam para emprestar dinheiro ou acreditar em frases como “se doer eu tiro”, mas a própria proximidade do blogueiro com o leitor gera essa familiaridade. O leitor habitual sabe perceber quando um blogueiro se entusiasma com um filme, com um livro, e quando ele faz apenas uma referência burocrática. Como por exemplo, se alguém perguntar sobre Pearl Harbour em um post, se eu me der ao trabalho de responder no máximo farei um “nhé.” O blogueiro sabe que seu público quer ouvir do que ele gosta mas também do que não gostou.

E se a crítica for positiva, o interesse é bem maior do que se viesse de uma crítica anônima em um jornal, escrita por sabe-se lá quem. Este post aqui convenceu um monte de gente a ver Dexter. Não duvido que de forma mais eficiente que as chamadinhas meia-boca da TV.

Toda essa credibilidade desproporcional tem um grande apelo para o mercado.

Mas não foi fácil. O Judão ralou muito para conseguir seu espaço. Não na Internet, mas junto às assessorias de imprensa. “Sou o Borbs, do Blo-” e já estavam chamando a segurança. Hoje ele é percebido como Imprensa. Mas não é isso que queremos. Querermos ser reconhecidos como blogs.

Felizmente há gente esperta usando isso tudo que falei mais acima, direcionando uma parte de seus esforços de divulgação para os blogs. Quer um bom exemplo? Adivinhe onde vou estar segunda-feira:

carloscardoso-transformers1.png

Yeah, isso mesmo. A Paramount vai fazer uma exibição especial de Transformers para uma carrada* de blogueiros cariocas. OK, confesso que quando soube do filme, ano passado, fiquei com medo. Michael Bay não foi exatamente feliz em Pearl Harbour, mas quando os traillers começaram a aparecer, vi que havia boas chances dele fazer o que faz melhor: O Bom e Velho Cinema-Pipoca, divertido eletrizante e sem maiores aspirações. Top Gun, Independence Day, são filmes-pipoca assumidos e honestos. Agora que o filme faturou mais de US$155 milhões em uma semana, e está com nota 8 no IMDB, quando surgiu o convite para a exibição especial minha resposta foi: “quem eu tenho que matar para isso?”

E melhora. Não estou sozinho nessa. Vejam quem também estará lá:

Eu acho que com esse tipo de atitude todo mundo ganha. O blogueiro se diverte, sai com material inédito, fresquinho para publicar, a produtora dá o seu recado, e o leitor do blog ganha uma perspectiva diferente das resenhas tradicionais dos jornais, afinal eu pelo menos não tenho vergonha de gostar de um filme-pipoca e dizer isso em alto e bom som, ao contrário de alguns críticos de jornal que só se sentem felizes no Juri de Gramado, desprezando secretamente a cultura pop.

Para saber mais:

E se você ainda acha que não vale à pena, gostaria de lembrar que no Transformers tem…. a Megan Fox. De qualquer forma, aguardem minhas opiniões para a terça-feira que vem. Vamos ver se estou errado em me entusiasmar ou não.

carloscardoso-transformers2.png

* Como ainda não existe um coletivo oficial para blogueiros, fiz uma pesquisa e achei o termo “carrada”, que é coletivo de “argumento”. Achei perfeito.


O Contraditorium vive de doações. Não veiculo anúncios no blog. Somente sua colaboração me incentiva a escrever artigos cada vez melhores, sem rabo preso com anunciantes, partidos ou militâncias. Prestigie essa liberdade, faça uma doação. Use o PagSeguro no botão abaixo ou via PayPal com o email cardoso@pobox.com. Caso você tenha uma carteira PicPay,meu usuário é @carloscardoso. Caso não tenha e queira uma forma de transferir pequenas (ou grandes, de preferência grandes) quantias sem taxas, é só se inscrever. Toda moeda é bem-vinda, desde que seja de país com luz elétrica e água encanada.

Leia Também:

  • zerocrash2003

    No Ceará usamos *carrada quando vamos comprar areia (para construção). Ex. "Vou precisar de 2 carradas de areia vermelha para construir este cômodo." Mas também muito utilizado quando se trata de algo em excesso. Ruma e Réca podem ser usados como sinônimos de Carrada. Coisas de cearense!!!

    Com relação ao assunto do post:

    F#*@ que eu não tenho um blog pop star e moro a 2.805km (http://www.guiadelogistica.com.br/km-rio.htm) do Rio. Parabéns pela oportunidade! E digo isso sem um pingo de inveja. Juro!

  • A maioria dos eventos é em SP, eu também costumo ter que viajar, mas com o tempo a tendência é aparecerem eventos regionais.

    20 anos atrás ninguém acreditaria num festival de cinema no Ceará, hoje o Cine Ceará faz parte do calendário nacional.

  • net

    Pensei que * ia me levar para as desculpas pelo trocadilho infame (transformers-carros-carrada…). Mas parece que foi involuntário. :P

  • Como assim eu vou ver esse filme e nem eu sei? Nao só vai ser ótimo ver o filme na pré-estréia, mas tbm me reunir com toda a galera dos blogs cariocas. Quem eu tenho q matar? hehe

    Abraços!

  • Como assim eu vou ver esse filme e não estou sabendo? ehhee Estou passado! Não só será ótimo ver o filme na pré-estréia mas tbm me encontrar com a galera dos blogs cariocas? Quem eu tenho q matar pra pegar meu convite? hehe

    Abraços!

  • A rigor ninguém, mas já que está com a faca e o queijo na mão, posso fazer uma listinha… ;)

    E não é pré-estréia, e cabine exclusiva, mais chique ainda.

  • Nossa, q luxo! Como eu consigo isso?

    (Aliás, se quiser me passar essa listinha, tenho umas táticas ótimas que aprendi com o último livro de Agatha Christie que li hehehe).

  • Acho que aprendi que "uma carrada"de X era um montão de X. Faz tanto temo que fiz o admissão que nem faz graça. De qualquer maneira, aprendi "se doer eu tiro."

    Sonho com a noção de blog tornar-se maii spopular, mesmo aqui na Gringolândia. Reparei que a galera jurássica tem medo de blog por não saber navegar o blog. Clica e vai parar não sabe aonde e aí se perde e desiste. Nenhum dos meus amigos lê um blog sistematicamente. Só o Noblat, etc. blogs de jornais.

    É legal reconhecerem os blogs por todos os motivos que você mencionou e há mais um: escrevemos o que quisermos e não a mando de patrão. Por isso gosto de blogs e de blogar.

    Bom dia, bom filme.

  • Essa Megan Fox é a melhor máquina do filme. Um legítimo Learjet.

  • Isso é ótimo, Cardoso, mas como blogger e carioca fico meio chateado de não ter sido convidado, ainda mais depois dos milhares de posts que fiz sobre o filme Transformers, muito antes do lançamento. Um vacilo completo da assessoria de imprensa do filme.

    [ ]s.

  • E o Shia LaBeouf usa uma camiseta dos Strokes o filme inteiro (pelo menos é o que dá a entender vendo o trailer). Além dos blogs ganharem espaço, o indie está virando mainstream.

    Ou não.

  • Sou o número 3 no resultado para Lançamento do filme transformer no Google e tenho a impressão que depois de terça deixarei de ser!

    Cheguei na blogsfera no momento em que a revolução já estava no auge. Não acompanhei o momento descrito mas faço idéia de como deve ter sido, hoje que os blogs já estão sendo reconhecidos como mídia vou ajudar na luta de popularizar mais e mais.

  • Mas Cardoso, será que esses convites não podem acabar influenciando a opinião dos bloggers? Por mais que não exista nenhuma obrigação, me parece que ficaria um pouco estranho uma crítica detonando o filme depois de toda essa mordomia…

    O que fazer se o filme for ruim?

  • Cardoso, fico muito feliz com isso, mas pesso que pelo amor de Deus quando fizer os comentários sobre o filme faça com palavras comuns à maioria dos internautas, e que sua opinião não seja demasiadamente técnica, enfim seja um usuário comum comentando o filme.

    Já estou enjoado de escutar a crítica falar mal de determinado filme, eu não entender os argumentos e quando vejo o filme adoro, o filme fica bem falado e tals, e já não aguento mais escutar a crítica elogiar algo que me dá depressão em ver…

  • Eu já vi aquela foto da Megan em algum lugar, não lembro onde. Eh mocinha gata.

  • cade o kibeeeeeeeeeeeeeeeeeeeee???
    ahh cara…

  • Renato, isso não é mordomia nenhuma. Como você acha que os críticos dos jornais escrevem seus textos publicados antes do lançamento do filme? Quanto a influenciar a opinião, só se for blogueiro deslumbrado.

    Daniel, não se preocupe, você já viu alguma crítica à razao pura (ou mesmo impura), referência sobre dialética, hermenêutica e outro discurso pseudo-intelectual aqui? Não é a minha praia, eu tenho idéias, não preciso disfarçar a ausência delas com um discurso bonito.

    Também não faço o discurso "se é blockbuster é ruim", e nem exijo que um filme-pipoca seja um novo Casablanca.

  • De fato o reconhecimento da influência positiva que os blogs, os blogs com personalidade é claro, exercem sobre o internauta está vindo com justiça. Justamente por proporcionar essa interação entre os leitores que a mídia convencional não oferece. Poder opinar sobre um assunto, trocar idéias, expor seus argumentos faz este leitor se sentir vivo, importante… lhe permitindo mostrar que tem alguém do outro lado que também pensa. Por isso é prazeroso blogar e é igualmente prazeroso ler um blog sabendo que você pode dar seus pitacos ou "rasgando a seda" ou "descendo a lenha"…

    Graças à Deus os blogueiros estão conquistando cada vez mais o respeito de outras vertentes da comunicação, afastando mais e mais aquele estereótipo de que um blog era apenas um diário virtual de uma patricinha contando que quebrou a unha escovando seu pet…

    Fico imensamente feliz quando leio sobre a participação de blogueiros em eventos desse naipe!!!

    Nós temos é que nos orgulhar disso em nome da classe oras!!!!!

  • [invejinha detected]

  • marcos

    Peguei a pré-estréia ontem, pessoal adorou o filme, bateram palmas por duas vezes durante a sessão, e de pé ao final.

    Tem ótimas piadas, mas as cenas de ação são muito rápidas, com close fechado, quase não se entende o que acontece.

    Não esqueça a pipoca, que esse merece!

  • Torço muito para que cada vez mais o mercado descubra que o poder da proximidade (e consequente maior influencia) esta nos pequenos e próximos e não nos gigantes avassaladores de conceito para as massas.

    Concordo perfeitamente com o excelente artigo acima. O leitor gosta de proximidade e sente o calor da vibração – seja negativa, positiva ou analítica – de cada artigo do blogger e sem contar ainda que os grandes meios de comunicação dificilmente poderão oferecer INTERATIVIDADE ao leitor.

    Abraços e parabéns pelo artigo!!!

    Cristian W.

  • Zictor

    A relação entre o pessoal das distribuidoras e os críticos é necessária, mas não é só de amores. De certa forma, vai ser a mesma coisa com os blogs. O custo de fazEr um screening como esse para blogueiros é baixíssimo, mas a probabilidade de o cara escrever sobre o filme é de 99,9%.

    O X da questão está em saber que blogueiros chamar para que filme. É preciso saber qual o público que lê o blog do cara. Não dá pra pegar alguém de um blog de culinária ou de negócios e colocar pra ver Transformers.

    Eles parecem ter mandado bem na escolha dos blogs. Se o filme agradar, a iniciativa pode dar um ótimo retorno para eles.

  • Zictor, é aí que entram as agências especializadas em intermediar esse contato. Conhecer os blogs é um trabalho complicado. Estamos lidando em sua maioria com indivíduos.

    Imagine o trabalho de montar um banco de dados com o perfil de cada um, e adequá-lo a cada cliente? Não invejo quem faz isso.

    Nota: Espero que tenha pipoca.

  • A descoberta dos blogs é aminha esperança pra um jornalismo independente!
    =)

  • Zictor

    Cardoso, você talvez tenha tido uma idéia de ouro para alguém. Esse seria um bom nicho para investir para alguém que trabalha no segmento de comunicação: blogs.

    Não conheço nada de tal mercado, mas imagino que deza existir espeço para uma, talvez duas agências que tenham um departamento especializado nisso. Invariavelmente, quem trabalha com isso precisaria ser blogueiro. E poderia capitalizar um pouco seu blog. Talvez ter um blogs sobre blogs. Não imagino um grande mercado, mas um pequeno mercado seria interessante.

    E convenhamos, meter um monte de blogueiro numa sala tem um custo fixo para uma distribuidora. Então, quanto mais melhor. Podiam tentar pegar blogueiros paulistas em São Paulo também.

    Num filme como Transformers, que tem um público claro de nerds nostálgicos dos anos 80 com 99,9% de chances de gostarem do filme por antecipação, ainda podiam pagar um lanchinho depois do filme para vocês debaterem a ampliarem o efeito da experiência.

    Talvez nem todos os blogueiros gostem, mas alguém vai gostar, sempre tem alguém que gosta. Tem gente que gostou até de Pearl Harbor (eu, particularmente, não agüentei ver 5 minutos do filme).

  • Johann

    Então, o que você achou de Pearl Harbour ??? kkkk

    Agora fiquei com inveja de vc ;)

  • Pearl Harbour? Faço minha a letra de uma das canções do filme Team America – World Police:

    I miss you more than Michael Bay missed the mark,
    When he made Pearl Harbor.
    I miss you more than that movie missed the point,
    And that’s an awful lot .
    And now, now you've gone away,
    And all I'm trying to say,
    Is Pearl Harbor sucked and I miss you

    I need you like Ben Affleck needs acting school,
    He was terrible in that film.
    I need you like Cuba Gooding needed a bigger part,
    He's way better then Ben Affleck.
    And now all I can think about is your smile,
    And that ty movie too,
    Pearl Harbor sucked and I miss you

    (Interlude)

    Why does Michael Bay get to keep on making movies?
    I guess Pearl Harbor sucked
    Just a little bit more than I miss you.

  • Pingback: Liberdade Digital - Um blog pra quem gosta de ser livre » Blog Archive » Olho na Mídia |()

  • Pingback: O blog que mais cresceu em menos tempo()

  • Pingback: Digital Drops » Blog Archive » Pré-estréia do filme Transformers para Blogueiros()