Revelação! Bruno Alves é Viado!

Uau! Que alegação! Que ousadia! Vamos, fiquem indignados, escrevam dezenas de posts me xingando, ou concordando (sei lá o que o Bruno anda fazendo nas horas vagas) mas comentem, divulguem, aumentem meu pagerank, meu share of mind, tudo, tudo!

Ahn? Como assim? é uma manobra suja, óbvia e quase infantil para gerar buzz na blogosfera, criando polêmica e discussão artificial?

Se o Bruno pega ou não kibe na contramão, isso não inflúi em nada o trabalho do blog dele, e pra todos os efeitos o sujeito é casado? Irrelevante.

Como bons blogueiros paraquedistas, todos devem ignorar que uma acusação dessas é completamente estapafúrdia e gastar tempo e espaço rebatendo-a, de preferência com links pra cá.

Não vão fazer isso?

OK, eu aceito. Mas só se vocês prometerem que vão parar de dar bola pra matéria do Estadão. Se você acha que seus leitores (ou qualquer um que se qualifique para o título de “leitor”) vão confundí-lo com um macaco, proteste, reclame, defenda-se. Se você acha que seu blog é visto como uma fonte de informação e opinião não-confiável, que pode ser destruída por uma campanha de publicidade, proteste.

Do contrário, siga sua vida. A coisa mais sincera que um blog BOM pode fazer em relação a todo esse bafafá do Estadão é dizer “não é comigo”. Garanto que seus leitores (se forem tão bons quanto seu blog) também NÃO se identificarão com os exemplos da propaganda.

Quanto ao Bruno, independente de orientação sexual, continuo com medo dele.


O Contraditorium vive de doações. Não veiculo anúncios no blog. Somente sua colaboração me incentiva a escrever artigos cada vez melhores, sem rabo preso com anunciantes, partidos ou militâncias. Prestigie essa liberdade, faça uma doação. Use o PagSeguro no botão abaixo ou via PayPal com o email cardoso@pobox.com. Caso você tenha uma carteira PicPay,meu usuário é @carloscardoso. Caso não tenha e queira uma forma de transferir pequenas (ou grandes, de preferência grandes) quantias sem taxas, é só se inscrever.  Eles te darão R$10,00 para experimentar, basta utilizar meu código promocional SKO4

Toda moeda é bem-vinda, desde que seja de país com luz elétrica e água encanada.




Leia Também:

  • hããããã …

    O Bruno nunca me enganou …

  • hehehe, muito boa..gostei mesmo porque essa discussao e bobagem.

  • As pessoas se levam muito a sério.

  • Olha gente, eu concordo com o Cadu aí em cima. Eles conseguiram o bafafá que queriam, não se esqueçam que os blogueiros que trabalham para o Estadão têm o aval deles, mesmo que com maior liberdade editorial. Ou seja, eles são purificados e não fazem parte da corja.

  • Eu estava lendo o post do Inagaki, até ver a foto do post. Me recusei a terminar de ler.

    Realmente, não é comigo.

  • Puro barulho para atrair a atenção do público para o Estadão. Alguém acha que paraquedista diferencia blog de qualquer outra coisa? Eles só entendem duas palavras, "iorkut" e "emeceni". O resto é tudo "saiti".

  • Por quê as “pessoas” (ou serão macacos?)preocupam-se tanto com as pudendas alheias? Isto é profundamente irritante. Ainda mais hoje que os democratas vão ter que jurar dar-lhes proteção legal aqui nos EUA.

    Bom dia,

  • Cara, ontem eu perdi (literalmente) cerca de 1 hora lendo os posts no Brainstorm #9, no site do Edney, dentre outros sites. Me deu vontade fazer um post só pra falar sobre toda esse estardalhaço que o pessoal está fazendo por causa dessa campanha. Mas eu parei e pensei: “Pow! É isso mesmo que o Estadão quer. Que todo mundo fale sobre ele. É isso que faz algo fazer sucesso na internet. Lembram da Cicarelli? Da música Vai tomar no c…? Do Jeremias? Da Sônia Youtubiú?”

    Só que os caras parecem ter acertado em cheio. Nós, seres humanos, quando ficamos putos com alguma coisa, queremos logo meter a boca no trombone. E os blogs nos permitem isso.

    Tem tanta coisa mais importante pra fazer tamanho estardalhaço e eles vieram se preocupar com uma mísera campanha de marketing, igual a todas as outras que estamos acostumados a assistir. As campanhas de carros, por exemplo, fazem isso praticamente todo dia! E ninguém fala nada!

    É escândalo atrás de escândalo no governo, gente passando fome, trocentos sites de pedofilia na internet, violência. Se eu for escrever tudo o que tem acontecido de ruim no país, eu vou ter que criar um blog só pra isso e, ainda assim, não teria tempo o suficiente para falar sobre essas coisas.

    Gente! Acordem! Tem coisas muito mais importantes para brigarmos! Temos um ferramenta grandiosíssima em nossa mão. Essa campanha é uma prova disso.

  • Mas é claro que uma campanha dessas pode destruir o “meu blog”. Felizmente meus visitantes não lêem jornal, o que é óbvio também.

    O que eu quero dizer é que blogs com conteúdo ou não não precisam se preocupar.

  • Pingback: Plástico Bolha()

  • Pare de viadagem Cardoso. A galera já está acendendo as tochas e você diz que não é contigo. Larga mão disso, para com isso.

    E você mesmo prega sobre a inteligência do leitor.

  • Estou em Manaus, a trabalho, e aproveitei para fazer uma palestra para alunos de faculdade.

    Depois da palestra, fomos a um rodízio de pizzas onde coisas estranhas eram encontradas, como pizza de sonho de valsa.

    Em meio a tudo isso, encontrei um aluno da UFAM que além de ser apaixonado por Ruby on Rails lê fielmente o blog do Cardoso, o Contraditorium e o pensar enlouquece.

    Manaus paga uma fortuna por banda larga de 200k que não chega mais (não aceitam novos clientes!) porque a anatel não libera (foi o que eles me disseram), mas nesses 200k tem espaço para o Cardoso e o Inagaki…

  • Pingback: Primeiro encontro de blogueiros depois do Top 100()

  • Pingback: Megalopolis » E se esse blog fosse escrito por uma nerd loser?()

  • Nós somos macacos e os blogues do Estadão são o quê? O Estadão deveria assumir que travestiu os seus reporteres de blogueiros, aproveitando-se da popularidade dos blogues para tentar mais audiência. Ou então, porque não assume de vez que a concorrência tá dura? É só melhorar a qualidade das matérias e não usar de meios baixos para dar rasteira na blogosfera brasileira e se auto promover.

    Deve-se ignorar tamanha besteira.

  • Pingback: A idéia do Estadão deu certo ! | Tiago Rafael - Blog sobre inovação e opinião na Tecnologia()

  • Pingback: L’État sommes nous()

  • Emi

    Concordo com quem disse que eles conseguiram o que queriam. Todo mundo está abordando o assunto e duvido mesmo que alguém vá deixar de ler um jornal porque eles atacaram blogs.
    Além disso, não dá pra negar que o fato foi vantajoso não só pra eles como também para mais um monte de gente que saiu comentando e aproveitando o embalo.
    Aposto que existem muitos veículos querendo essa exposição, mesmo que a longo prazo isso possa sujar a imagem deles. O que concluir? Uhn, a diferença é que o Estadão funciona. Até na polêmica.

  • Uma coisa que pouca gente saca é que o post do Inagaki começa com uma pergunta: Estadão contra os blogs? e não com uma afirmação… ;)

  • Bira

    Fecho contigo Cardoso!

    Merda a gente deixa correr rio abaixo. =)

  • Pingback: E nós, blogueiros, estamos mordendo a isca…()

  • Pingback: Pô, meu! » Estadão()

  • […]vou aproveitar e comentar sobre a campanha do Estadão anti-blogs… Para aqueles que já estão desesperados com uma possível contra-investida da mídia tradicional digo: fiquem tranqüilos. Eu acho que até o Estadão já se arrependeu da besteira que fez[…]

  • Pingback: Dominantes trabalham no Estad()

  • Eu não vi absolutamente NADA de errado na campanha do Estadão. Honestamente? Eu até concordo com eles em alguns pontos.

    É verdade, tem muito nerd por aí, dando dicas sobre como satisfazer uma mulher na cama. Tem mesmo! Da mesma forma que tem gordas feiosas marcando encontro via MSN, e (super)gurus CRIANDO um blog para ENSINAR a ganhar dinheiro com eles, sem nunca ter tido um blog antes.

    Tudo isso é a mais pura realidade virtual!

    O que o Estadão insinua, é que a única mídia com 100% de credibilidade é a mídia profissional. Empresas que pagam jornalistas formados.

    Primeiro que não estamos aqui para competir com os jornalistas. Somos apenas pessoas comuns, dando suas opiniões, e as colocando em discussão de forma organizada.

    Agora, se o leitor não for uma "salsinha", ele saberá identificar uma pessoa que sabe do que está falando.

  • Pingback: BlogAjuda » Sobre Estadão e macacos()

  • Na correria que eu ando, mal tem dado tempo de atualizar meu blog e escrever o questionário da pesquisa que quero fazer, que se dirá dar trela para campanha antiblog do estadão. Aliás, vale lembrar que a Info também já tentou sacanear com os blogs (no caso, de tecnologia), bem antes.
    Tudo isto me faz lembrar os versos do Raulzito em "Cowboy fora da lei": "Eu não preciso ler jornais / Mentir sozinho sou capaz".

  • Pingback: Polêmica do Estadão: Entrevista com Filipe Serrano()

  • Pingback: Diga NÃO ao Bullying 2.0 | novo-MUNDO()

  • Pingback: SobreBlogs » Alerta à Blogosfera()

  • O caso é que não há somente o propósito de se promover às expensas de um buzz na blogosfera, Cardoso. Mas o fito de dissimular sobre esse véu o ataque a uma ferramenta inconveniente polítca e comercialmente. Como se discutindo a legitimidade do meio, esquecêssemos do fim a que ele serve.

    A indiferença que você sugere seria mais do que justa se lidássemos apenas com um método indireto de promoção. Não se trata de se sentir tocado pela campanha, mas de constituir e deixar que se solidifique uma imagem tortuosa de um instrumento que tem se mostrado indispensável no cenário político.

  • Ahnn eu sabia….
    aquele jeito nao me engana…

    espera ai vou pegar minha banana uhauha

  • Pingback: BlogLouco.com - O Estadão está certo, somos todos macacos()

  • Pingback: Alerta à Blogosfera()

  • Pingback: O Cardoso é drag queen o.O « Ressoando()

  • Pingback: Censura a blogs policiais. E a policiais blogueiros. Você tem medo de quê? | BLOG DA SEGURANÇA PÚBLI()