O paraíso dos blogueiros

Estou passando uns dias na Clínica de Repouso para Blogueiros Muito, Muito Nervosos Liliana Ometto, em São Francisco Xavier, interior de SP.  Está sendo uma experiência relaxante, mas não vamos dar spoilers de futuros posts.

A cidade, que na verdade é um distrito de São José dos Campos tem, segundo pesquisei, 2867 habitantes. Pouco mais de 300Km quadrados. O que dá 0,1 habitante por Km quadrado. Acho que ainda há menos gente que as estatísticas, pois no total devo ter visto umas dez pessoas. E olha que fomos passear downtown, fazendo lanche na Carmem, a padaria mais famosa da cidade.

Sim, WIFI pega na mesinha do café

Lar do Muriqui, o maior primata das Américas (obviamente o titulo ficou temporariamente comigo enquanto estive na cidade) vemos imagens de macacos por todo lado. Acho que se o Estadão der prosseguimento à campanha, deveria filmar ali.

Enquanto blogueiro e primata, devo dizer que ali seria um bom lar para nossa espécie.

A impressão que todo bicho-de-cidade tem é que nem luz elétrica tem na cidade, o que é um absurdo, existe desde os anos 50. Na verdade, não só há luz elétrica farta, como a cidade tem loja de games, loja de informática e até uma lan house.

A casa da Liliana fica no alto de um morro, com vista para um dos muitos vales da região. No teto, uma antena estrategicamente posicionada, da banda larga via rádio. R$130,00 por um link de 256KB. Caro para RJ/SP, mas lá vale cada centavo.


vista noturna da cidade abaixo de nós

Puxo meu Macbook, para tentar conectar na Hot Liliana (o ato é bem menos sexy do que parece, mas se ela batizou o hotspot com nome de site pornô, que agüente a sacanagem) e vejo DOIS Access Points.

O segundo access point era do provedor.

Sim, crianças, o link de rádio dos caras é um link WIFI, com uma antena de alto ganho, um access point no alto de um morro a quilômetros dali, montado em uma estrutura isolada, com coletores de energia solar, baterias e autonomia de três dias, em caso de tempo muito nublado.

Portanto foi possível curtir um clima excelente (sem aquelas viadagens de “minha cidade tem o 6o Melhor Clima do Mundo” que alguns lugares costumam estampar) e ao mesmo tempo ficar conectado com o mundo, trabalhando.

Ela definitivamente tem o melhor de dois mundos.

Quanto à cidade, não vi nada fundamentalmente diferente por causa da Internet. Há bastante ativismo, principalmente ecológico, uma boa quantidade de sites sobre a região, mas como sempre defendi, o que vale aqui é a mão-na-massa.

Acho que a lição aqui é que somente a tecnologia não vai fazer mágica. Inclusão digital não é só dar os meios, dar o acesso.


Um cybercafé aqui pode ser considerado “progresso”?

Principalmente, temos que perceber que o mundo não precisa necessariamente girar em torno da tecnologia, e que ela não é panacéia universal. Há gente que vive muito bem sem computadores. Não por serem luditas, mas por não terem lugar para eles em suas vidas.

Não é melhor nem pior que nossas vidas. É apenas diferente. Bater na tecla que essas pessoas PRECISAM de computadores, senão suas vidas serão incompletas, falhas e carentes é se tornar tão intolerante, fanático e fundamentalista como os crentes que insistem em declarar como infelizes e miseráveis todos que (ainda) não aceitaram JESUS como seu SALVADOR.

Tem gente que não precisa de jesus, tem gente que não precisa de Internet. Eu sei, é difícil de acreditar, mas assim é a vida.


O Contraditorium vive de doações. Não veiculo anúncios no blog. Somente sua colaboração me incentiva a escrever artigos cada vez melhores, sem rabo preso com anunciantes, partidos ou militâncias. Prestigie essa liberdade, faça uma doação. Use o PagSeguro no botão abaixo ou via PayPal com o email cardoso@pobox.com. Caso você tenha uma carteira PicPay,meu usuário é @carloscardoso. Caso não tenha e queira uma forma de transferir pequenas (ou grandes, de preferência grandes) quantias sem taxas, é só se inscrever.  Eles te darão R$10,00 para experimentar, basta utilizar meu código promocional SKO4

Toda moeda é bem-vinda, desde que seja de país com luz elétrica e água encanada.




Leia Também:

  • algUEm kI naum preCiZAH dI NET??!?! I Komu Ele vai FAlAh KUm SeuxXx MiGUxXxuxXx??!?!

  • Essa história de que todo mundo precisa de computador certamente foi criada pelo pessoal de TI ganancioso, que queria ampliar absurdamente o seu mercado de atuação.

    PS.: Eu sou um profissional de TI.

  • Maravilhoso! Do jeito que as coisas estão indo tudo que eu precisava agora era de um lugar desses: friozinho, montanhas, poucas pessoas e internet. Seria meu paraíso!

  • Concordo plenamente! Num país como o nosso onde tantos ainda nem tem o que comer, acho bobagem o governo ficar se preocupando com inclusão digital.Ví ontem uma matéria no Jornal Nacional, onde uma cidadezinha do interior do nordeste agora recebe sinal de internet.O povo de lá, cedo ou tarde, vai descobrir que era mais feliz antes de se conectar com o resto do mundo. A vidinha simples e feliz deles, parece estar com os dias contados…

  • Eu até concordo com a teoria que diz que o mundo não vive sem computadores. Mas é o nosso mundo, o mundo estressado, precoce e imundo onde vivemos.

    Por isso mesmo, Cardoso, faça um favor a si mesmo: quando for a um lugar como esse, ESQUEÇA o notebook em casa. ;)

  • Pai Cardoso,

    Jesus vai te excluir do orkut dele por sua incredulidade!
    Ele vai te ignorar no MSN, você vai ver, seu primata de pouca fé…

  • A questão não se restringe apenas a informática, religião e vegetarianismo. Se paramos para pensar, corremos o risco de ser fundamentalistas com qualquer aspecto da vida. Parece que é impossível aceitarmos que alguém com um estilo de vida ou filosofia diferente dos nossos consiga viver.
    Estar aberto (ops) a novos pontos de vista e aceitar que possam existir diferenças é fundamental. Até para o Estadão.

  • E com a inclusão digital vem o efeito "como eu podia viver sem isso antes?", e aí sim tudo estará perdido…

    Inclusão digital gratuita é como tentar enfiar um mendigo num coquetel de alta-roda("orkut"? Alguém disse "orkut"?): o sujeito está incluído, mas o quê ele está fazendo que realmente preste?

    Isso me cheira a alguém ganhando muito dinheiro com isso, e não são as empresas de TI. Todo mundo sabe que só quem ganha dinheiro nesse país são três tipos de pessoas: políticos, estrangeiros e donos de bar que cobram 15 conto por uma caipirinha pra gringo.

  • Tu e a Liliana são dois grandesíssimos filhos da mãe, querem me matar da inveja, né?

    É triste ser bicho do campo vivendo na cidade, viu? :(

    "Tem gente que não precisa de jesus, tem gente que não precisa de Internet. Eu sei, é difícil de acreditar, mas assim é a vida."

  • Saiu cortado. “Tem gente que não precisa de jesus, tem gente que não precisa de Internet. Eu sei, é difícil de acreditar, mas assim é a vida.” Esse parágrafo saiu perfeito, simplesmente perfeito. Jesus não o teria dito melhor! ;)

  • e aí não dá pra responder e-mail?

    :>)

  • Cardoso, seria um primeiro passo para se tornar o J. D. Salinger dos blogueiros? :-D

  • Cara… acho que esse lance do Estadao já passou. Acho que talvez seja uma falta de ética nós blogueiros. Eles erraram e feio mas não persistiram no erro… alias nunca mais vi o assunto blog ser comentado em tal! Isso gerou controvérsia, muitos leitores perdidos em tal jornalisto de credibilidade. Agora nao acho que isso seja um assunto para ser debatido pela "vida toda". Quanto ao lugar parece ser legal! Só estranhei não ter uma daquelas "mulheres gostosas" que você tanto cita e tanto almeja, talvez com sucesso ou não… hehehe :D
    http://www.blogdoaragao.com

  • Cardoso, que lugar magnífico para passar alguns dias, e talvez até a vida toda! No meu último post escrevi "Falta calor e sabor na internet". Pois falta!

    Nenhum hotlink é capaz de dar a sensação de um café coado na hora num lugar desses aí, ou um chocolate quente, um fondee. Enfim, a internet agrada aos olhos e aos ouvidos.

    Tato, paladar e olfato, só em lugares especiais como esse da foto para conseguirmos.

    Boa estada aí, aproveite!

    Um abração!

  • Tem zona ai?

  • Ah, São José, minha cidade o/

    Fábio, se ele vier pro distrito principal tem uma rua que foi chamada por um jornal local de "o bordel que mais cresce na região".

  • Realmente a Liliana e o marido dela são pessoas excelentes, moro em Rio Claro, que não é uma cidade tão grande, mas sempre vou à um sítio da minha namorada em Ferraz (cidadezinha pequena, menos de 10 mil habitantes), pena que lá não tenha wi-fi (e ela não me deixa levar o notebook, e mesmo se levasse, GSM não funciona lá e CDMA só subindo na porteira).

  • Caratinga (MG) também se auto-denomina o "Lar do Muriqui". Mas são subespécies diferentes do mesmo animal.

  • Em casa, uso o pc todos os dias. quando me isolo, no interior do interior, fico uma semana e nem sinto falta de nada daqui.

  • Desculpa: duas "espécies" diferentes do macaco. (Confusões taxonômicas…)

  • Como dizem: tecnologia é a solução dos problemas que eu não tinha.
    Isto o que você aponta acontece com a educação também. Quem disse que todo mundo tem que ter curso superior?
    Não é à toa que surgiram um monte de faculdades caça-níqueis por aí. Mas a bolha tá estourando e tem um monte delas que estão quebrando…

    (qualquer semelhança com a blogosfera é mera coincidência…)

  • Acho que preciso de umas férias!

  • Aloha Chefe!

    Lennon estava por aí quando escreveu Imagine, depois daquela entrevista com o Forrest?

    Intolerância é uma desgraça humana. Stress é uma praga urbana.

    Fundamentalistas são basicamente intolerantes, com ou sem blog, com o usem biblia ou alcoorão na mão.

    Realmente a questão de inclusão digital é mal compreendida, não é uma questão de "internet" mas de comunicação e acesso à informação.

    Parece um mundo melhor, uma casa no campo, só faltam rocks rurais e coisas do tipo… ;)

    Grande abraço, aproveite e Aloha!

  • Nando

    Poxa cardoso, mas você só foi visitar ela depois dela ter instalado lá uma rede de banda larga Wifi… :D

  • É o mesmo pensamento que alimenta aqueles que não vivem sem um celular. Existe vida fora da escravidão tecnológica.Ups….

  • adorei o texto e o blog! inteligentes! abçs

  • Zeca

    É ludista, não ludita.

    Deve ser o inglês (Luddite) lhe pregando uma peça.

  • Nao irei concordar com voce, quanto a Jesus…

    Masssssssssssss

    quando to lugar, que delicia heim… um sonho. Jah pensei em "migrar" para um ligar assim aqui perto de BH chamado Lagoa Santa. Tem 40 mil hab. Nao tive coragem ainda… só sonho.

    Maysa

  • Resposta ao Aragão:

    Como você sai escrevendo que aqui não tem "mulheres gostosas"?

    Você me conhece por acaso?

    Vai se catar.

  • Resposta a Liliana: CLAP CLAP CLAP! Morri de rir, mandou bem. :D

  • Marcelo

    Também pra Liliana

    Excelente. Espero que Nospheratt não se chateie mas não vou plagiar ela. Vou plagiar o Cardoso mesmo FAP FAP FAP.

    Mandou bem mesmo moça.

  • Morroida, tem zona sim e segundo me disseram tem até moças com um detalhe a mais, pode vir!

  • "…Carmem, a padaria mais famosa da cidade."
    Não sei aí, mas aqui no Nordeste essa frase tem outro sentido.

  • "ela batizou o hotspot com nome de site pornô"

    Perfeito! :D
    Abraço

  • Este é o local da foto espírita?
    hahehahehaeh