Patrulha dos Comentários

Já teve gente que veio me dizer: “Os comentários são bem melhores que seus posts”. Não gostaram muito quando concordei plenamente. Mas é verdade, bolas. Há muita coisa boa, mas como nem todo mundo assina o feed de comentários de meus blogs, alguns textos, link e blogs bons que achei seguindo o que meus comentaristas escreveram:

HRomeu Blog

Vejam que deliciosa pérola: “estava eu na faculdade papeando com uns amigos sobre blogs corporativos, o quanto eles cresceram e blá blá blá… quando um outro indivíduo que estava do nosso lado resolve adentrar na conversa. De cara já mandou a seguinte prosa: “Pow esse negócio de blog é legal, ontem eu postei umas fotos no meu flog e várias mulézinhas deixaram mensagem”. A nossa reação foi instantâneamente começar a rir… Até cair no chão, diga-se de passagem.

O cara obviamente ficou puto da vida e começou a falar o quanto agente era nerd, xingar… Até aí sem problemas, mas logo em seguida ele mandou essa: “Vocês que são os bons né, mas aposto que nem sabe usar a Internet. Não deve nem ter MSN, Orkut, iutube (?!?!?!)”

Dia de Foto

Eu comentei em um post sobre o cinema europeu e seu fascínio por cenas de sacanagem. Na mesma hora o Henrique me mande este link, em um comentário. Ë um vídeo OFICIAL, promovendo o cinema europeu para platéias do resto do mundo. Basicamente cenas de séquiço do começo ao fim. Perfeito pra ilustrar a minha afirmação feita minutos atrás. O melhor é que os poloneses protestaram, pois há um fragmento de cena entre dois rapazes. a Comissão responsável disse que são todas cenas de filmes premiados (Grandes coisa, a Europe tem quase tanto festival de cinema quanto o Brasil, é quase 1 por filme) e que não há do que se envergonhar. Cuidado ao abrir, mesmo assim. Mais detalhes, aqui.

Sim, Viral

Meu post sobre o tal viral da Bruna Ferraz acabou não sendo tão original assim. Já tinha saído no Sim, Viral, um blog especializado – d’oh – em virais. Gostei do conceito. Na dúvida, não custa dar uma visitada e ver se o que você suspeita é viral ou não.

Físico Maluco

O Daniel me chamou de idealista por defender mais conteúdo e menos linkagem via pedidos de esmola e esquemas troco-link-por-uma-mariola. NÃO, Daniel. Não tem nada de idealismo nisso. A troca de links assim é algo simplesmente autofágico. Você deixa de criar conteúdo se concentrando somente no link. Com isso ganha APENAS o link imediato, deixa de ganhar os links do nível abaixo de quem te linkou. É uma pirâmide que não desaba mas não vai a lugar nenhum. Sem contar a capacidade do Google de detectar links irrelevantes e punir, a médio prazo. Para que eu ganhe dinheiro com isso aqui preciso de uma blogosfera saudável, do contrário também perderei força, dependo dos links de todo mundo. Estes precisam vir de blogs bem-vistos pelo Google. Para que eu prospere, outros precisam prosperar. Não é idealismo, é pragmatismo.

Pensar Enlouquece

O Inagaki conseguiu desencavar um trecho do Vídeo Show contando “Por onde anda Narjara Tureta“, tem até o pedaço do TV Pirata onde um plano econômico institúi a nova moeda, a “Narjara Tureta”, que equivale a um saco de pitombas. Agora é a minha vez de perguntar o que perguntam sempre de mim: “de onde diabos ele desenterra essas coisas?”


O Contraditorium vive de doações. Não veiculo anúncios no blog. Somente sua colaboração me incentiva a escrever artigos cada vez melhores, sem rabo preso com anunciantes, partidos ou militâncias. Prestigie essa liberdade, faça uma doação. Use o PagSeguro no botão abaixo ou via PayPal com o email cardoso@pobox.com. Caso você tenha uma carteira PicPay,meu usuário é @carloscardoso. Caso não tenha e queira uma forma de transferir pequenas (ou grandes, de preferência grandes) quantias sem taxas, é só se inscrever.  Eles te darão R$10,00 para experimentar, basta utilizar meu código promocional SKO4

Toda moeda é bem-vinda, desde que seja de país com luz elétrica e água encanada.




Leia Também:

  • Me lembra aquele texto falando da série The Unit com o episódio contando “mentiras” sobre o Brasil. O texto em si está ótimo e os comentários não deixam por menos.

  • Engraçado sobre o filme com cenas de sexo é que a maioria delas vem de "O fabuloso destino de Amélie Poulain", daquela parte em que ela se pergunta quantas pessoas estão tendo um orgasmo naquele momento em Paris.

    Eu nunca havia reparado como o filme é desinibido em relação ao sexo, mesmo sem ter nenhuma cena de nudez ou qualquer conteúdo "erótico".

  • Eu gosto muito dos comentários também até porque, de vez em quando, alguém escreve uma sacada que nem quem escreveu o post tinha pensado.

  • Concordo plenamente com o seu ponto de vista com relação à importância do conteúdo, é tanto que eu já afirmei inúmeras vezes que o conteúdo quando é bom, mesmo que não seja um assunto de meu interesse, eu acompanho, citei inclusive blogs aos quais assino o feeds e leio diariamente mas não gosto dos assuntos, faço isso com os blogs realmente bons.

    No entanto não podemos generalizar e dizer que deixam de criar conteúdo e passam a se preocupar com linkagem, isso não é teoria, pode ser talvez, hipótese.

    De qualquer forma eu creio que o contraditorium não vale $1 milhão à toa, se os comentários são melhores que os posts creio que isso se deve ao fato dos posts serem suficientemente bons para gerar tais comentários, portanto admiro o Blog como um todo, creio que essa harmonia não pode ser quebrada, não é por menos que quando queimei a gordura de feeds não tive coragem de sequer pensar em eliminar o Contraditorium…

  • Por falar em desenterrar coisas, eis o Orkut da Narjara:
    http://www.orkut.com/Profile.aspx?uid=21521021953

    Recomendo especial atenção ao álbum da moçoila!