Os fundadores do YouTube não podem trabalhar para o WeShow

Eu não entendo. O Fábio Seixas é um sujeito antenado, moderno liberal (mas sem baitolice) e blogueiro. Tem uma visão de mundo bem longe da TPF. Mas me saiu com um anúncio assustadoramente conservador. Digno da mais tradicional malharia do Bixiga.

contraditorium-eshow.png

Eu aplaudo a idéia de contratar gente para o WeShow. Com tanta empresa usando estagiários como mão-de-obra barata, cooperativas e PJs para pagar menos, alguém que assuma uma relação via CLT está de parabéns. MAS…

Em pleno Século XXI, onde mulheres andam livremente pelos países civilizados, exercem as mesmas funções, muitas vezes com mais competência que os homens, onde temos garotos de 13 anos ficando ricos, onde o vídeo-sensação mais visto do YouTube é de um coroa de quase 100 anos…

Limitar idade para o candidato não seria um contrasenso?

“Se você tem entre 18 e 25 anos, é inteligente e sabe onde encontrar as grandes pérolas da internet, esta vaga tem a sua cara.” Que pena. O Chad Hurley, de 1977, e o Steve Chen, de 1978 não se qualificam. Ainda bem que eles tiveram a idéia de criar o YouTube, e não trabalhar para o WeShow.

Fábio, julgue as pessoas por suas idéias e suas capacidades, não por sua idade, aparência, gênero ou time que torcem. Mesmo que seja o Palmeiras.


O Contraditorium vive de doações. Não veiculo anúncios no blog. Somente sua colaboração me incentiva a escrever artigos cada vez melhores, sem rabo preso com anunciantes, partidos ou militâncias. Prestigie essa liberdade, faça uma doação. Use o PagSeguro no botão abaixo ou via PayPal com o email cardoso@pobox.com. Caso você tenha uma carteira PicPay,meu usuário é @carloscardoso. Caso não tenha e queira uma forma de transferir pequenas (ou grandes, de preferência grandes) quantias sem taxas, é só se inscrever.  Eles te darão R$10,00 para experimentar, basta utilizar meu código promocional CARDOSO

Toda moeda é bem-vinda, desde que seja de país com luz elétrica e água encanada.




Leia Também:

  • Acho que os youtubeiros não aceitariam trabalhar em turno integral por R$ 1.000 mensais.

    Aliás, eu tb não aceitaria. Nem tu, aposto.

  • Não foi uma boa forma de fazer seleção…

  • Claro que não, Bender. Mas discutir isso não seria o objetivo do post.

  • É realmente idade hoje em dia já não é filtro para mais nada, quem duvidar procure a idade do criador do MySpace, mas o salário (apesar de não me interessar) está bem real se a descrição do trabalho também foi.
    Obs.: Contraditório até no time, tem que ofender os palestrinos.

  • Mas torcer pro Palestra é muito bom.

  • Cardoso.

    É claro que eu não tenho como falar sobre as motivações do Seixas a não ser para especular, e é isso mesmo que vou fazer.

    Imagino que ele tenha colocado a limitação de idade como fator acompanhante do limitador salário. Já ouvi um monte de empregadores argumentando que procuram gente mais jovem para vagas com remuneração mais baixa, porque "dificilmente um cara de 35 anos, com família para sustentar, compromissos, poderia trabalhar dentro dos limites da dignidade por mil reais mensais".

    Vai ver é por isso que o anúncio já sai com o limite de idade. Ou não.

  • Isso me lembra um anúncio de vaga para estagiário há 1800 anos, mais ou menos, nos tempos da UniKEY, uma amiga sua pedia estagiário de informática que obrigatoriamente tivesse curso de datilografia e/ou digitação. Lembra dessa?

  • Ainda mais no mundo da informática, se os funcionários fossem participar do pan na maratona, pode até ser que a idade influenciasse.

  • Esse WeShow, pra começar, já considero um contrasenso. É burocratizar e querer tirar em cima de algo que ja existe no próprio youtube desenvolvido pela comunidade, basta ver os "mais votados". Provavelmente esse formato apenas ajude a vida dos programas de TV aberta que aprenderam ha pouco tempo o que é a Internet.

    Concordo que o anúncio chama por um "estagiário" pra ganhar pouco e trabalhar muito, no tipico regime de trabalho antigo, totalmente o contrário do que é praticado hoje por empresas de tecnologia. Imagino o "estagiário" sendo entrevistado para o emprego, batendo ponto e levando marmita, pegando onibus as 5 da manha pra passar o dia vendo "videos engraçados" e demonstrando seus dotes jornalisticos de botequim para escrever os reviews dos videos.

  • Não acho que a limitação de idade seja por conta do salario, ate concordo quando diz que um cara de 35 anos com familia não iria trabalhar por mil reais mensais, mas e um cara de 35 que esteja desempregado, sem ser casado, e com otimo potencial? acho que ele errou feio em limitar a idade

  • Num país em que o governo federal faz esse tipo de preconceito e dá isso como exemplo, não é de se espantar…..

    Eu acharia estanho se estivesse escrito: Qualquer um pode trabalhar aqui, preto, pobre, rico, branco, homem, mulher, velho, jovem….

  • HAHAHAHA!

    Magnífico, Cardoso. De fato, o Fábio já foi melhor. Para quem um dia criou o iBest, esse WeShow me parece uma contravenção empreendedora, algo que poderia se chamar 'iBeast' :-P

    A propósito, esper que você não fique chateado com o blog que eu criei, "Tradutorium". Só depois que criei é que percebi a semelhança, mas acho que isso não afetará a nenhum de nós.

    E enquanto isso…já tem Pownce?

  • Salve Cardoso e comentaristas,

    a idade não é limitador para trabalhar no WeShow, é apenas um filtro do processo seletivo. Isso quer dizer que, do ponto de vista de processo de seleção, é mais otimizado entrevistar pessoas dessa faixa etária já que, em processos seletivos anteriores, se mostrou a faixa etária que trouxe candidatos mais adequados à vaga.

    Não há discriminação de forma alguma, mas do ponto de vista de processo, não faz sentido gastar esforço da equipe de RH/seleção entrevistando pessoas que muito provavelmente não se adequam a necessidade que a vaga exige.

    E muito obrigado por ajudar a divulgar mais um pouco a oportunidade.

    Grande abraço,

  • Ih, não é que o Fábio deu as caras?

    rsrs…"muito obrigado por ajudar a divulgar mais um pouco a oportunidade"…

  • A idade mínima de 18 anos eu até entendo, visto que é lei. Mas limitar a idade máxima é algo meio estranho mesmo. Até minha mãe, que já passou dos quarenta, sabe encontrar coisas legais na Internet.

  • Perfeito pra mim,se tivesse a idade necessária para ser empregado,com 14 anos é ruim,
    Boa oportunidade já que agora troquei meu blog de Videos por um Computador Razoavél.

  • Não há discriminação de forma alguma, mas do ponto de vista de processo, não faz sentido gastar esforço da equipe de RH/seleção entrevistando pessoas que muito provavelmente não se adequam a necessidade que a vaga exige.

    Com licença que vou lá tirar meu blog do ar e vender o domínio, pelos critérios acima, eu nem sei ligar um computador, já que nasci em 1967.
    Cardoso, às vezes você esquece que mora no Brasil, com tudo que isso significa.

  • É, pra mim não dá. Tenho 24 anos mas não moro no RJ. Aliás, não entra na minha cabeça o fato de estar no RJ pra procurar vídeos legais na internet.

    Enfim…

  • Só eu achei que essa de "filtro do processo seletivo" é outra forma de dizer "discriminação"? É como dizer que "anexar sua foto ao currículo para sabermos se você é a loira gostosa que queremos contratar não é discriminar as feias competentes, mas só um filtro do processo seletivo". Droga, eu sou inteligente, sei achar vídeos legais e falar inglês, mas não vou poder ganhar 1000,00 só porque tenho 31 anos…

  • O anúncio está mal redigido. Onde é que criança internáutica aprende a "escrever bem"? No Messenger? Na escola com aprovação automática? Para boa parte do público-alvo do anúncio, português é uma ferramenta para impressionar os impressionáveis. Não importa a forma, desde que funcione.

    E o que Eduardo Carvalho diria disso? Que o WeShow teria que ser "no cost" tipo Web 2.0? Que a garotada teria que trabalhar grátis pelo prestígio?

  • Eu particularmente não acho que seja "discriminação".

    Tem que se ver o público álvo. Se fosse para montar uma rádio on line onde o público alvo são adolecentes, não adianta contratar uma pessoa de 35 para selecionar as músicas.

    Existem pessoas de mais de 35 que fariam muito bem isso, mas é bem mais difícil, não? Mesmo pq se eles forem bons, não trabalhariam por R$1000,00.

    Talvez uma simples "questão" resolveria isso tudo! Que o usuário anexasse no currículo 3 vídeos na web de no máximo x minutos que ele achou muito bom! Já daria uma boa filtrada no trabalho.

    Ou até "poste um vídeo de x minutos de autoria própria"

  • Escrevi um artigo não complementando, vendo outro lado do WeShow.
    http://www.sopojo.com

    []s

  • Ué, achei que a limitação de idade fosse por causa do regime CLT. Ou dá pra contratar gente com menos de 18 anos pela CLT?

    Agora, quanto ao limite superior (25 anos), deve fazer parte da estratégia de público-alvo para eles…

  • O Fábio está ganhando tempo. Ele tem experiência com negócios online e sabe o perfil de pessoa que está procurando para o WeShow. E concordo que vai encontrar seu candidato nessa faixa de idade, especialmente levando em conta o salário.

    Selecionar novos empregados custa tempo e dinheiro. Quanto mais específico você for em relação ao perfil desejado, mais otimiza o processo.

    Isso não impede um quarentão de aparecer por lá. Apenas deixa claro que as chances deles podem ser menores por não se enquadrar no perfil.

    E não adianta ficar sonhando com essa coisa de discriminação zero. Contratar necessita empatia. Se o seu sano não bate com o do candidato, ele pode ter o melhor currículo e vai ser dispensado. Quem decide é o dono e pronto, baseado nos critérios que ele próprio escolher.

    Afinal, é o próprio dono quem vai arcar com as consequências de sua decisão.

    Abraço,

    Guilherme http://www.papodehomem.com.br

  • Pingback: Sopojo.com » Blog Archive » WeShow… Sério? Nós também()

  • Pingback: Emprego 2.0 - envie seu CV | O Fim da Várzea()

  • Zeca

    É discriminação, sim, lógico.
    Mas, por outro lado, o cardoso ganharia mais tentando resolver seus próprios preconceitos (vide post sobre Tom Cruise e sua bela mulher e o despeito do blogueiro por ele ser baixo), em vez de apontar os dos outros. 90% do conteúdo desse blog é crítica a outras pessoas, não é demais?
    Bem, 100% desse comentário é crítica. Mas cardoso merece.

  • Zeca

    Acho que a idade foi escolhida pelo seguinte motivo: o salário é irrisório. Mil reais é muito pouco. É para quem está morando com os pais, mesmo. Porque é muito difícil viver com essa grana e pagar aluguel no Rio de Janeiro, uma das cidades mais caras para se morar no Brasil.

  • Então…

    Não gostei da parte do Palmeiras…

  • Bom, para tirar essa dúvida se é ou não discriminação, acho legal dar um pulinho no blog sobre direito da minha colega de Podcast Danielle Toste.

    Diferenciação de Termos e Discriminação. http://www.jonnyken.com/danitoste/2007/06/28/52/

    Pelo o que ela escreveu, realmente é preconceito.

  • Errata: preconceito não… é discriminação.

  • Mario

    O argumento contra a atitude do pessoal do WeShow baseada no comentário sobre as idades do Chad Hurley e do Steve Chen do YouTube não fazem sentido. Non-sequitur total.

    Afinal, não foi por causa do seu trabalho de seleção de vídeos que esses dois caras teriam feito pra o YouTube que o mesmo se tornou um sucesso. Aliás, eles mesmos nunca se ocuparam com isso.

    De fato, acho que ninguém no YouTube faz isso (agora, se isso vai de encontro à teoria do pessoal do WeShow sobre como fazer sucesso, especialmente em virtude da escalabilidade do modelo determinado por essa teoria, isso já é uma outra história).

    Mario.

  • Pingback: Fabio Seixas, versão txt()

  • Pingback: E ProBlogger virou ofensa()

  • também achei muito foda esse negócio de limitar a idade. puta merda, eu tenho 26 e não posso me candidatar pra uma vaga dessa, que pra mim seria um emprego muito bem vindo, já que estou desempregada há dois anos. é foda mesmo… eita povinho brasileiro. ¬¬

  • alô ? domino´s eu quero uma pizza, hoje tem a promoção ?
    não ? só terça-feira ?

    poutz, ok. Tchau

  • Pingback: Da crítica irresponsável | O Fim da Várzea()

  • Zorra, quem é o responsável pela o WeShow? Quem é que manda no négocio? Se o serviço seleciona os vídeos, porque não selecionar os futuros funcionários por idade. Tanta bobagem por uma coisa pequena.

    Só não gostei pelo o fato de ter que ser do RJ, isso sim é descriminação. :D

  • Pingback: Futilidade Pública » Novelas mexicanas na blogosfera são mais legais | Não é pessoal, n()

  • Tenho 43,sou musico e web surfer, e não recebo por isso, ganhar para surfar seria muito bem vindo, mas to velho né fazer o que, vou esperar eles se interessarem pelo o que os idosos querem assistir no you tube e talvez tenha alguma chance

  • Pingback: » Podcast Textual Interblogs Ljunior.com()

  • Juarez

    Isso está no ar pelo sangue dado pela equipe de surfers que viraram varias noites, e foram pagos com PIZZA.

  • Silvio Sanchez

    Fabio (O MESTRE DOS BLOGS, O MITO) aí chegou quando tuda estava "pronto". Tem no minimo 6, ou 7 surfers com mais de 26 anos… isso aí é palhaçada… W>E.

    Remuneração: R$ 800,00

    Benefícios: PIZZA

    Carga horária: 180 horas semanais

    SE ESTE ANUNCIO FOSSE ESCRITO ASSIM: EU ACREDITARIA.

  • Pingback: Trackback comunicação entre blogs? Sei não viu… | Ljunior.com()

  • Pingback: Lobotomia » Weshow, emprego e as críticas()

  • Demissão em massa no weshow, primeira equipe de surfers incluindo os surfers seniors pediram demissão, provalmente por que não aguentavam mais comer pizza da dominos: ops Vienna. Bem agora é trabalho para Fábio ‘Mister Pizza’ Seixas contratar suffers com menos de 25 anos e que não curtam pizza, OMG, é muita restrição.

    Abraços do Catuperoni.

  • Eu estava navegando nas tiras do site ExtraLife (que fala muito sobre tecnologia e videogames), e achei uma tirinha que me lembrou deste artigo:

    ExtraLife – Stack Overflow

  • Pingback: Weshow, emprego e as crí­ticas()