Adeus às Armas

Calma, leitor fiel, este é o post que você quer ler.

Um dos maiores problemas que assombram os blogs é quando algum desconhecido começa a escrever posts nos atacando. A primeira reação é responder, mas nunca é uma boa atitude.

Mesmo que você destrua com argumentos o sujeito, não vai deixar meros fatos se interporem entre  ele e sua opinião. Estatisticamente, há 99% de chance de ser alguém com um blog iniciante ou irrelevante, e no final você encherá o sujeito de Link Love, mandará visitantes para lá, e não ganhará nada com isso.

Eu fui esperto o bastante para não comprar briga com aquele português idiota que não aceitou que o MeioBit pudesse ter toneladas de assinantes, e tentou inclusive sequestrar visitantes via AdSense. Agora, com o pedro dória, dei mole e respondi. E sobre um assunto que já está enchendo o saco.

Pior ainda, tive que ouvir de um comentarista, clara viúva do dória, que eu discordei dele para ganhar links e visitas.

Será? Vamos ver…

Feedburner: 

cardoso: 3952 assinantes
dória   : 705 assinantes

Ranking do blogblogs:

cardoso: 6o lugar
dória:    375o lugar

Google Pagerank:

cardoso: 6
dória: 4

posição no Alexa:

cardoso: 101.846o
dória: 338.899o

Portanto, fica claro que quem está mandando visitantes sou EU, não ele. E como quem trabalha de graça é relógio e blogueiro que cai em papo de editor de revista online de tecnologia, pra mim chega. Estou saindo dessa briga, não vou mais tocar no nome do dória aqui, nem nessa discussão de jornalistas vs blogs, exceto se for algo MUITO relevante.

Afinal, não preciso provar que entendo de blogs, nem que minhas idéias fazem sentido e reverberam entre meus leitores. Aliás, os dados acima ainda serviram para provar uma de minhas teorias, de que NA INTERNET não vale de nada você ter um Grande Veículo Jurássico de Imprensa. Ou então com certeza o dória, com o Estadão por trás, conseguiria ser mais relevante do que esses números patéticos. 


O Contraditorium vive de doações. Não veiculo anúncios no blog. Somente sua colaboração me incentiva a escrever artigos cada vez melhores, sem rabo preso com anunciantes, partidos ou militâncias. Prestigie essa liberdade, faça uma doação. Use o PagSeguro no botão abaixo ou via PayPal com o email cardoso@pobox.com. Caso você tenha uma carteira PicPay,meu usuário é @carloscardoso. Caso não tenha e queira uma forma de transferir pequenas (ou grandes, de preferência grandes) quantias sem taxas, é só se inscrever.  Eles te darão R$10,00 para experimentar, basta utilizar meu código promocional CARDOSO

Toda moeda é bem-vinda, desde que seja de país com luz elétrica e água encanada.




Leia Também:

  • Rodrigo

    Você acabou de descrever o que volta e meia faz com outros blogs ou portais.

    Será que Pedro Dória está para Cardoso assim como Cardoso está para Kibe Loco?

  • Agora que estava ficando bom?

    Jornais, portais, kibeloko, para mim é td a mesma coisa, um saco, mas as vezes salva alguma coisa.
    Poxa Cardoso, o Custodio tinha dito que ia forçar a briga, pena que vc não engoliu, tinha até assinado os feeds pra acompanhar, falando em assinar feeds, bem que poderia cogitar em usar aquele plugin de inscrição de comentários por email, para mim seria uma mão na roda.

  • Cara, fui lá naquele blog do Pedro Doria, muito doido. É uma igrejinha só de um bando de maluco desinformado completamente sobre as eleições aqui nos EUA. Sou cidadã nata dos EUA, voto e acompanho a política desde o Kennedy. Minha candidata é a Hillary.
    Nunca vi tanta besteira. Você faz bem, sem puxação de saco.
    Parecia peça de Ionesco.

  • Keaton

    Quem infernos é Pedro Dória?

  • Cardoso,

    Pelo visto você é um sujeito bem quisto, né?

    Já deveria ter aprendido que o papel da blogosfera nacional – pelo menos para aqueles que acham que podem subistituir os jornalistas – antes de ser fornecer conteúdo fraco, vazio, e tantas vezes medíocre como o que você costuma mostrar por aqui, deve ser levar informação, promover o debate, fazer com que os visitantes se transformem de meros espectadores da informação, em replicadores. Enfim, tudo o que acontece em um blog sério como o do Pedro Doria, ou um blog bem feito como o do Ryff, ou um outro ótimo como o do Sério Rodrigues, para citar somente três primeiros que vieram a minha cabeça.

    A julgar pela quantidade de comentários do seu blog, o único debate que você promove aqui é com outros blogueiros. Talvez por isso a quantidade de visitas. Polemizar é uma fórmula antiga, bastante usada pela mídia tradicional, inclusive. Onde há polêmica, onde há o vazio da superficialidade, lá está a massa. Quantidade é o que move sites como o Kibeloco, por exemplo. Olha, eu acho que você está caminhando pra isso. Dei uma olhada no "Blog do Cardoso". Uhm, sei não :)

    Faz bem pro seu bolso, cara. Não te julgo por isso, mas acho que você devia respeitar quem tem outro tipo de valores.

    E por falar em valores, você é o tipo de sujeito que deveria ser comprado pelo que realmente vale e vendido pelo que acha que vale. O lucro seria de 10 mil por cento.

    Fico feliz ao menos que tenhas respondido meu comentário anterior. Mostra que tens algum valor e não estou falando dos cheques em dólar.

  • Não entendi o cara acima. Ele fala que você não é polêmico, faz entender que quem é polêmico é o tal do dória, diz que a polêmica é que gera visitas e comentários. Mas quem vence, nos dois quisitos, segundo os dados passados, não é o Cardoso?

  • andré monsoro é o clássico exemplo de sujeito que diz que te destesta e passa a visitar o blog religiosamente. Mas não vai ganhar minha simpatia, me xingando de argentino.

    andré, vox populi vox dei, tenho muito mais leitores que o dória. Desculpe, os números são públicos. Pode xingar à vontade, mas são fatos.

  • O mais interessante é que se visitar o blog desse pessoal, é tudo eleitor do Gabeira (sério). Explica muita coisa…

  • josef mario

    Companheiro cardoso

    Eu, josef mario, devo dizer que, como todos sabem, sou macho convicto e incorrigível e jamais seria eleitor de uma bichona safada como o companheiro gabeira. Alíás, este verbo "detestar", usado pelo companheiro no seu comentário acima, é coisa de viado. Homem que é homem, antes de chegar a esta fase aviadada de detestar, já encheu o seu desafeto de porrada.

    Muito obrigado

  • É um pedido gentil de cessar-fogo, Cardoso? Simbora =)

  • Oi Cardoso! Visito a bem pouco tempo e por isso não sei bem do que se trata essa disputa. Mas mesmo eu, que tenho um blog mais do que iniciante, já tive minha treta com um blogueiro português. Seria o mesmo? Me fala quem é, vai? Hehehe! Abraço!

  • eduardo

    cardoso, leio seu blog há muito tempo, você é inteligente, escreve bem e já postou vários textos memoráveis por aqui, mas essa "briga" com o dória é de uma infantilidade que beira o ridículo.

    você não percebeu – mesmo – que ele não está levando isso a sério e que, muito pelo contrário, está rindo da sua cara?

  • Eu prefiro ter uma sala de aula com 5 alunos atentos e participativos do que 50 alunos me ouvindo apenas, como sendo mais um ali.

    Sei lá. eu prefiro qualidade de leitores à quantidade.

  • Qualidade e quantidade não são excludentes. Eu consigo ter excelentes leitores em grande quantidade. Nem foi difícil…

  • Ah, as viúvas do dória. E o divertido é que vão GRUDAR neste post.

    Notem que não coloquei NENHUM link para o blog dele, todas elas vieram soltar suas besteiras nos comentários por livre e espontânea vontade.

    Na minha terra isso se chama masoquismo.

  • Boa iniciativa, que cada um continue com o seu excelente trabalho e deixem o tempo cuidar do resto…

  • Daqui do lado negro da força onde permaneço, me parece q essa discussão já havia passado da hora de dormir há dias.

  • Decio Lopes

    É, Cardoso, você não mudou nada. Achava que depois daqueles toques que te dei, e isso já faz uns anos, você iria se tornar alguém mais fácil com quem lidar. Pelo visto não serviram mesmo.

    Bom, mas quem sou eu pra falar alguma coisa hoje? Você tem um blog de sucesso, até eu vim visitá-lo quando soube dessa picuinha (ah, continua, vai?), entende tudo sobre "monetização" e em breve, creio eu, vai comprar sua casa própria só com bâneres e fidibarnes e peigerrenques e todos os outros anglo-badulaques divertidos do mundo dos blogs, enquanto eu não passo de um funcionário que bate ponto.

    A outra diferença, entretanto, é que o seu caminho em busca do pódio da polêmica me parece infantil e forçado. Não leve a mal, por favor. É uma opinião sincera de quem já te acompanha há uns anos — e também sabe há uns anos que você não é das pessoas mais fáceis de lidar.

    Você está de parabéns por todos o sucesso que alcançou na "blogosfera", e todas as suas opiniões engraçadas e rabugentas continuam tão engraçadas e rabugentas quanto sempre foram — e só. Nunca fui leitor do Pedro Dória, mas tenho que admitir que você acabou servindo como ótimo marqueteiro pro blog dele. Pra chegar até lá, Cardosinho, você ainda tem que comer bastante feijão — e falo isso como seu velho amigo de listas.

  • Publiquei no humilde Catatau um comentário a respeito da tua discussão com o Doria; aliás, um comentário não sobre vocês, mas sobre a velha tecla blogs x jornalismo, e como essa questão – dentre outras – é algo um tanto quanto inútil.

    Nesse post vc tocou uma questão do Catatau, e gostaria de te fazer uma pergunta: uai, se o "ataque" for bom, pq não publicá-lo? Em outras palavras, um bom blogueiro preza bom conteúdo, ou apenas audiência? Agora, como não conheço a natureza do "ataque", se ele é apenas coisa intrigueira e sem conteúdo, desconsidere.

  • Rs. Não tinha como não rir ao ver estas imagens. Um artigo bem humorado faz bem à saude.

  • wagner

    nossa, que baixaria… acabo de excluir dos meus feeds…