Mãe é Mãe, Paca é Paca, Tag é Tag

Um dos maiores paradoxos da Internet é que a mídia que nos livraria das colunas nos jornais, que diria adeus a Centimetragem, a mídia onde os programas não precisariam ser editados até o último segundo está se mostrando mais restrita em termos de espaço do que qualquer outra mídia.

Os vídeos no YouTube ou no VideoLog tem um tamanho máximo, tanto físico quanto de minutagem. As fotos do Flickr, embora grandes também são limitadas. Podcasts estão restritos por causa da realidade que é a banda não tão larga no Brasil.

No YouTube a situação é ainda pior, o déficit de atenção geral faz com que vídeos com mais de 3 minutos sejam deixados de lado. O YouTube tanto sabe disso que se você tiver uma conexão MUITO boa, como os links de 100MBits da GVT (ou Nirvana[bb], pra encurtar) verá nitidamente o gás que é dado nos primeiros 15 segundos do vídeo, após os mais o download ocorre em velocidade normal.

Isso existe baseado em estudos onde 90% dos visitantes assistem só os primeiros 15 segundos antes de mudar de vídeo.

Com a popularização do Twitter[bb], chegamos a uma situação onde qualquer um que escreva profissionalmente tem filhos coloridos pelas orelhas; nosso caminho para a Utopia foi interrompido: Dos textos delimitados em laudas ao texto eletrônico onde era mais fácil fazer uma edição, por fim chegando à Maravilhosa Liberdade (respeitado o bom-senso) do texto na web.

Essa liberdade cedeu lugar a draconianos 140 caracteres. Como passar uma história, como passar emoção, sequer informação?

Pior, não temos NEM 140 caracteres.

Um sujeito que escreve muita coisa digna de ser retuitada é o Tico Santa Cruz, mas ele é um dos músicos mais prolixos do planeta. Reza a lenda que a versão original de American Pie era dele, Don McLean cortou 60% dos versos para chegar na versão final.

Ele simplesmente NÃO consegue escrever em menos de 140 caracteres. Acho que deve ser o único usuário que pagar pra enviar twits, então aproveita todos os espaços.

Com isso seus twits mais importantes precisam ser editados. Lembre-se, um Retwit é composto de RT @usuário. No caso dele “RT @ticostacruz “, 13 caracteres. 140? Melhor 127.

Isso dificulda quem gostou da mensagem mas não tem tempo de editá-la, dificulta quando você quer dar um RT de um RT e dificulta na hora de comentar a mensagem.

Imagine então que você tem que adicionar uma tag, indicando onde viu a frase, ou algo assim. ” #rodaviva” Menos dez, seu espaço pra texto agora tem 117 caracteres.

Precisão e concisão são essenciais. De brilhantes e livres embaixadores da Nova Mídia, nos tornamos correspondentes de guerra na Europa[bb] dos anos 1940, reescrevendo inúmeras vezes nossos textos para se encaixarem nos exíguos formulários telegráficos.

A cereja do bolo? Tags.

Quando cobri o Prêmio Multishow consegui sugerir “#PMS”, ao invés de “#premiomultishow”. De brinde, citação a Big Bang Theory.

No NokiaCamp, de semana passada, a tag já veio pronta. “#nokiacamp09”, comento 12 caracteres.

Se já é complicado escrever com 140 caracteres, imagine com 128.

Portanto, deixo dois conselhos para quem frequenta o twitter e quer ver seu conteúdo replicado, conselhos válidos para pessoas físicas E campanhas de divulgação, eventos etc:

1 – Seja MUITO sucinto. Quanto menos texto seu post no Twitter tiver, mais será passado adiante, menos sofrerá mutações e mais chance seu nome terá de permanecer associado a ele.

2 – Acredite no contexto. Não dependa de tags para identificar o conteúdo relacionado com eventos. Elas existem para facilitar a ferramenta de agregação que seu time de TI colocou no ar. “#nokiacamp09”  pode ser susbtituído por “#nk09”  por exemplo.

Uma tag neutra tem inclusive chance de passar despercebida por gente não muito favorável a seu evento.

Simples, óbvios e desnecessários conselhos? Talvez, mas se conselho fosse bom ninguém dava, Twitava.


O Contraditorium vive de doações. Não veiculo anúncios no blog. Somente sua colaboração me incentiva a escrever artigos cada vez melhores, sem rabo preso com anunciantes, partidos ou militâncias. Prestigie essa liberdade, faça uma doação. Todo valor é válido, o que vale é a intenção e o seu cartão de crédito passar. Use o PagSeguro no botão abaixo ou via PayPal com o email cardoso@pobox.com. Toda moeda é bem-vinda, desde que seja de país com luz elétrica e água encanada.

Leia Também:

  • Agora, uma outra questão.

    Não seria hora do Twitter reavaliar o limite atual?

    Acredito, sinceramente, que 200 caracteres seria um espaço muito mais confortável, sem prejudicar a idéia natural do serviço.

    Ou o Yahoo! Meme pensará nisto antes. [se já não pensou]

    • Não. O limite atual se encaixa perfeitamente em celulares/SMS, mexer nisso iria quebrar essa compatibilidade E N programas auxiliares.

  • Todo mundo que almeja "ser alguém" no twitter deveria ler esse texto.

  • Pelo comentário acima consigo resumir minha opinião sobre o Twitter. "Ser alguém no Twitter" heheheheh Se pensarmos bem o Twitter não serve pra muita coisa, as informações são muita rápidas e isso é excelente, do resto não vejo outra aplicabilidade pra ele a não ser bater papo e trocar breves, muito breves, idéias e pensamentos resumidos. 90% das pessoas que criam uma conta não usam, os outros 10% acham que estão formando opinião quando na verdade estão sendo bajulados ou bajulando em troca de pequenos favores desses mesmos 10% que não são os 90% que interessam, o mercado entende?! A mídia (blogs e portais) repercurte as "grandes novidades" do twitter que na verdade não são novidade nenhuma porque só eles viram isso, é só mais uma fonte pra gerar "buzz" e então mais e mais pessoas se cadastram no Twitter e não usam o serviço, continuamos com os mesmos de sempre usando. Tirando eventos importantes como do Irã ou uma ou outra mobilização interessante o Twitter só é uma ferramenta rápida pra passar informação e para ter acesso a essa informação é PRECISO TER VONTADE de ler mais do que 140 caracteres. O resto é só "buzz"

  • Quem "curte" Twitter deveria ler esse texto, mas a maior parte mesmo precisa é aprender a calar os dedos.

    • Dragus, não sei se você se refere ao meu comentário, estou supondo que sim e não entendi. Eu curto o twitter como ele é, minha opinião questiona se o serviço realmente atinge seu propósito que é tão disseminado em artigos e blogs porque eu só vejo ele como uma forma de comunicação rápida e eficiente entre conhecidos e amigos, só isso. Como não sou dono da verdade aceito explicação melhor :)

      • Não, não é.

        Se fosse teria respondido diretamente. =)

  • Como eu já desconfiava, o segredo para o sucesso no Twitter é sempre calcular seus twits com 140 caracteres menos "RT @seunome". =D

    Sempre que eu paro pra pensar vejo o Twitter como uma rede social cruzada com uma prova de redação. "140 caracteres ou menos" é uma limitação que aumenta a rapidez, mas fere a capacidade de expressão do usuário…

    …E aí eu me lembro que tenho que parar de me preocupar tanto com redes sociais.

  • Cardoso, essas são recomendações que devem ser lidas com atenção porq quem pretende adquirir relevância na Twitosfera. Você como sempre mandando bem como um veterano habitante do mundo virtual.

  • Eu sempre fico PUTA quando quero dar RT e não consigo por conta do limite de 140 caracteres e ai fica a questão: Falo em 2 posts? Ecrevo e depois cito? como fica a "ética" do twitter nesses casos. Ótimo texto, como sempre

  • Aloha!

    Chamou cereja do bolo, me chamou, haha!

    A nossa solução é não retuitar a mensagem, e sim o endereço CORRESPONDENTE à mensagem. Diminuir no Migre.Me funciona…

    E não vou deixar (jamais) de escrever meus sentimentos procurando escrever o mínimo possível!

    Aloha!

  • Contra a natureza humana não dá para lutar.