The blog is on the table

Os gráficos acima são os acessos, respectivamente, do Contraditorium e do Junglebook, meu blog em inglês. Notem a diferença: No Contraditorium tenho um leitor fiel do Japão, dois hermanos desgarrados e um acesso da Califórnia, que se tudo der certo será a Luciana Vendramini, visitando o futuro ex-namorado.

Já no Junglebook, tenho gente do japão, Riad, Haifa (Mazel Tov!), Inglaterra, uns pingados da Europa, a maior parte dos EUA E, curiosamente, Brasil.

O potencial para um blog é muito, muito maior nessas condições. Sejamos realistas, esse código secreto que chamamos português não é falado em nenhum lugar relevante no planeta. O país mais rico e influente que usa o idioma somos nós. Daqui é só ladeira abaixo. Mesmo que toda áfrica portuguesa acessasse nossos sites, isso daria o quê, se o PIB médio dos países dá pra comprar um iPod e um vidro de Veja multiuso, para o dia que eles eventualmente consigam comprar vidro pras janelas?

O maior blog em Esperanto ou em Javanês não vai conseguir, nem de longe, a visitação de um bom blog em Espanhol.

O candidato a ProBlogger que domina uma ou mais línguas estrangeiras precisa aproveitar essa vantagem estratégica, e incluir um blog nessa língua em seu portfólio. Se eu não tivesse a plena certeza (bancado pelo nosso PIB) que espanhol é português falado errado, e soubesse mais do idioma do que imitar o Romerito, eu teria um blog em espanhol. Pense só: América do Sul, Central, México, Espanha, parte do oriente e um percentual considerável dos EUA. Mnham….

Claro, bom mesmo seria um blog em mandarin, são 123 milhões de internautas. Mas sem palavrão, mulher pelada, crítica social, política, cultura ocidental e esportes radicais, escrever um blog assim seria tortura chinesa.

Se você domina um idioma, faça um blog nele. É uma forma de divulgar nossa cultura, trocar experiências e exercitar suas habilidades. Sem contar que é mais um canal para seu conteúdo que por acaso não seja interessante em seu blog tradicional.

Crescimento Acelerado

O Junglebook é um projeto paralelo que venho tocando pelos exatos motivos do parágrafo anterior, com uma visitação ainda muito esparsa. Domingo passado por exemplo tive 29 Unique Visitors, para quem acha que todo blog do Cardoso é uma monstruosidade de visitas.

Com a divulgação do endereço na página do Snopes do hoax da Gol e no jornal Seattle PI a visitação deu um pulo. Vejam os gráficos da semana, no Google Analytics:

De 29 para 254 unique visitors por dia. Você não quer? Manda pra mim, eu quero. Qual o segredo? Não ter preguiça. Aproveitar o nicho e seguir o lema de que se uma história é interessante o bastante para ser contada, você tem o dever de contá-la.


O Contraditorium vive de doações. Não veiculo anúncios no blog. Somente sua colaboração me incentiva a escrever artigos cada vez melhores, sem rabo preso com anunciantes, partidos ou militâncias. Prestigie essa liberdade, faça uma doação. Use o PagSeguro no botão abaixo ou via PayPal com o email cardoso@pobox.com. Caso você tenha uma carteira PicPay,meu usuário é @carloscardoso. Caso não tenha e queira uma forma de transferir pequenas (ou grandes, de preferência grandes) quantias sem taxas, é só se inscrever.  Eles te darão R$10,00 para experimentar, basta utilizar meu código promocional SKO4

Toda moeda é bem-vinda, desde que seja de país com luz elétrica e água encanada.




Leia Também:

  • E o que você acha dos que fazem alguns posts em português e outros em inglês, no mesmo blog?

  • Eu acho péssimo. Irrita o sujeito que não sabe inglês E o sujeito que não sabe português. Sem contar que vai zonear a vida do AdSense.

    E mais: Os textos auxiliares (botões, links, feeds, categorias) ficariam em qual língua?

  • Quintino

    O FYI é nas duas línguas, e eu comecei a parar de lê-lo, apesar de ter o RSS dele. Não sei mais qual é o target dele…

    Agora se o Jungle fosse atualizado com frequência ia fazer nosso pro-blogger milionário e poder, finalmente, ter uma chance com a Srta. Vendramini

  • Último post, contraditorium fechado. Já sabem onde me encontrar… ;):):)

  • gilberto jr

    Gosto muito do seu blog e do seu trabalho. Vc realmente entende muito de problogging e desejo sucesso à sua empreitada de ser um pró-blogger. Concordo tb que é ótimo ter uma versão para o resto do mundo do seu blog. Quem dera os brasileiros fossem mais corajosos para competir no mercado internacional.

    "Sejamos realistas, esse código secreto que chamamos português não é falado em nenhum lugar relevante no planeta"

    Mas isso que vc disse (acima) é uma bobagem enorme!

    Segundo o NY Times [1], mais gente fala português como língua nativa que francês, alemão, italiano ou japonês.

    Além disso, o mercado de internet brasileiro é gigantesco, sendo[2]:

    "a 2a. maior base de usuários de MSN Messenger do mundo

    a 2a. maior base de usuários de YouTube do mundo

    a 2a. maior base de usuários de GMail do mundo

    a 2a. maior base de usuário de Yahoo Answers do mundo"

    Espero sinceramente que você reveja seus conceitos sobre o português.

    Mais uma vez parabéns pelo belo trabalho.

    Obrigado,

    Gilberto

    Links:

    [1] http://www.nytimes.com/2006/10/23/world/americas/
    [2] http://www.lent.com.br/viu/archives/2006/11/2_mun

  • enviei um comentário mas deu erro… será que entrou ?

  • Furmann

    Estou com uma ligeira suspeita que você vai escrever algo em inglês sobre aquele filme Turista. Será que estou equivocado, será???

  • Fábio Zanirat

    Olá tudo bem, gostaria de parabenizar pelo blog e gostaria de saber qual plugin aqui no wordpress você utilizou para visualizar a imagem do mapa mundial?

    Abraço!

  • Pingback: Estatísticas de Fim de Ano do Blog # Dudu Tomaselli()

  • Furmann, dificilmente, ninguém fora daqui deu bola pro filme, é só mais um filme ruim.

    Gilberto, estava na moderação, já liberei. E continuo com minha opinião. Ser "a maior base de usuários de MSN do mundo" pra mim não é qualificação de nada. Nada positivo.

    Fábio, não é plugin, é o Google Analytics

  • Pingback: Degringolaram a flor do lácio em prol do gringolês » Web 2.0 Blog » W2BR()

  • Cardoso, eu comecei há 3 semanas uma versão em espanhol do meu blog ConGestionado, o endereço é:

    http://www.blogestion.com/gestion

    O crescimento inicial foi bem mais rápido do que a versão em português, e o eCPM é pelo menos 50% maior.

    Olhe minha cobertura GeoMap, muitos visitantes espanhóis:

    http://www.blogestion.com/geo_blogestion.jpg

    Já estou preparando a versão em espanhol de meus outros blogs…

  • Espanha, Portugal, América Latina, Brasil (segundo o Lula o Brasil não faz parte da AL)e California.

    Se minhas previsões continuarem boas assim vou ser mais um desgosto na vida do Paulo Ricardo…

    Excelente, parabéns pelo blog e obrigado por mostrar que eu estava certo ;)

  • "Ser “a maior base de usuários de MSN do mundo” pra mim não é qualificação de nada."

    Bem, o mercado brasileiro de internet só perde para o americano – ou seja, esta à frente de todos os outros países do mundo – em vários serviços. Estranho isso não significar nada pra você. Embora o potencial de um blog em inglês seja maior que o de um em português, os dados que eu mostrei provam que depois do inglês (e talvez do espanhol) o português seria a língua mais relevante. Mais do que o francês, alemão, japonês e italiano.

    O Brasil não é uma potência econômica, não é primeiro mundo. É um país emergente, e lanterninha entre os emergentes. Mas as classes B e A do Brasil fazem com que ele seja, sim, um país relevante no mercado web.

    Se o Brasil não é relevante, então só os EUA são. Isso me parece inaceitável.

  • Quantidade não é o mesmo que qualidade. Veja as pesquisas de faixa etária. 90% dos usuários brasileiros está no MSN e no Orkut. Não é público qualificado. NÃO CONSOMEM. Nossos números de ecommerce são ridículos.

  • E o que acha do mesmo blog, com mesmo conteúdo, mas em duas línguas distintas? Língua nativa (tupi guarani aymoré potiguar) e língua universal (web english esperanto).

    Exemplo:
    http://www.contraditorium.com e http://www.contraditorium.com.br

    Se achar que isso será trabalho dobrado, contrate aquele grilo, mas contrate um grilo bilíngue e ordene-o a chicotadas a fazer a versão WEE do seu texto em TGAP.

  • Kico, dificilmente o mesmo conteúdo será atraente para os dois públicos. Pense bem, 90% das referências que coloco nos textos aqui não são entendidas por um gringo. Se eu falar de IG, Folha, etc, vão passar batido.

  • Pingback: Contraditorium » Manifesto Blogofágico()

  • Eu tinha passado batida um detalhe: "dois hermanos desgarrados". Sou eu, sou eu! :) Ao menos um deles, em todo caso. Eu moro no Uruguay.

  • Eu moro no Uruguay

    O importante é ter saúde.

  • Ahahahahaha! Cardoso, eu não esperaria menos de você! Estou morrendo de rir, mesmo. E concordo.

  • Cardoso, esta semana um parente meu me deu a dica de criar uma versão em inglês do meu site Noticias Automotivas. Se em português já tenho cerca de 40.000 a 45.000 visitas únicas por mês, acho que o mercado automotivo em inglês é bem maior, e, mesmo havendo muitos sites falando de carros em inglês, há de existir um espaço pra mim na net.

  • Rui Palma

    Comparar o esperanto com o javanês é tipico da falta de informação das pessoas – basta comparar as duas linguas na vikipédia – enquanto o esperanto está em 15º lugar, o javanês que é lingua materna de 75 500 000 pessoas está em 73º, muito acima do suoli ou do mongolês que são também das linguas mais faladas do mundo. Fartu bone karaj! – kaj lernu esperanton, estas tre facile.

  • Pingback: Degringolaram a flor do lácio em prol do gringolês » Prática()