Yahoo trará Flickr para o Brasil. Como assim, Bial?

O IDG está anunciando os novos projetos do Yahoo, especificamente a vinda do Flickr, Del.icio.us e Yahoo Video para o Brasil. 

Como um site na Internet pode “vir” para um país? Eles querem dizer “localizar” o site? Esse bafafá todo apenas porque os sites passarão a ter interface em português?

Segundo o diretor de produtos do Yahoo no Brasil, Fernando Hugo Pinheiro, serão investidos US$1 milhão em marketing dos novos produtos. Bom seria se gastassem isso em AdSense, mas…

Acho muito papo para pouco resultado. Os três sites já são muito conhecidos entre os internautas que usam qualquer coisa além de hotmail/msn/orkut/internet explorer. O Flickr já conta com uma comunidade de brasileiros bem grande, felizmente o Efeito-Gafanhoto não se fez sentir, talvez pela interface e layout ser completamente diferente dos fotologs e flogões da vida.

Divulgação não vai mudar muito isso.

Estranho mesmo é, segundo a reportagem, o Yahoo não “trazer” para o Brasil a versão paga do Flickr. Poxa, se eu gosto, quero usar mais recursos, não posso pagar?

Atenção usuário-em-potencial-do-Flickr: Vá direto pra versão em inglês. Lá se você gostar pode assinar e virar Pro.

Qual a lógica de negar acesso a um produto pronto e acabado? Será que estão tendo problemas aduaneiros também?


O Contraditorium vive de doações. Não veiculo anúncios no blog. Somente sua colaboração me incentiva a escrever artigos cada vez melhores, sem rabo preso com anunciantes, partidos ou militâncias. Prestigie essa liberdade, faça uma doação. Use o PagSeguro no botão abaixo ou via PayPal com o email cardoso@pobox.com. Caso você tenha uma carteira PicPay,meu usuário é @carloscardoso. Caso não tenha e queira uma forma de transferir pequenas (ou grandes, de preferência grandes) quantias sem taxas, é só se inscrever. Toda moeda é bem-vinda, desde que seja de país com luz elétrica e água encanada.

Leia Também:

  • off-topic:

    Cardoso, por que tu não muda os favicon do Contraditorium e do CarlosCardoso?

    Fica melhor pra identificar o blog nos leitores de rss, já que tem 1 milhão de blogs com esse favicon da bluehost…

  • Trazer pro Brasil é phoda…. acho que não olharam a comunidade de users brasucas no Flickr, e viram que ele já está no Brasil. Não vai adiantar passar pra português e divulgar, os usuários de orkut/msn, não vão se interessar. Não haverá muitos users brasileiros a mais do que existe hoje.

  • pedro

    teu site num eh do wordpress? intaum come eh q teu enderesso num eh contraditorium.wordpress.com???

  • E aí, Cardoso!

    Cara, não concordo contigo no ponto sobre a relevância da versão nacional… Ao meu ver, faz muita diferença uma versão pensada para o local em questão… o Netvibes, por exemplo, está investindo em versões localizadas… já no começo, fez muita diferença, ao invés de ter apenas o Netvibes em inglês, tê-lo em português… mas, mais do que isso, ele iniciando com feeds nacionais (que interessam para os brasileiros – como o MeioBit, que está na página inicial padrão) e com diretório de feeds nacionais (você até comentou sobre isso). Acho que muda muito para o usuário mais comum.

    Quanto a não ter o serviço pago, concordo com você. Mas acho que o farão logo.

  • Johnnie Walker

    Comentário sobre o comentário de número 3: sem comentários!

  • vai virar um orkut cheio de pobre e favelado colocando foto da paisagem de sua laje na rocinha.

    vai ficar lindo!

    vão favelar o flickr.

  • <blockquote cite="">teu site num eh do wordpress? intaum come eh q teu enderesso num eh contraditorium.wordpress.com???

    isso é um quase troll ou tentativa de micreiro????

    Cardoso, vc esqueceu a nota obrigatoria sobre o adsense.

    qnt ao flick, delicious, e yahoo video, acho que vai adiantar alguma coisa sim, o flickr vai ser mais "dupovaum", o delicous vai ser conhecido, e o yahoo video num vai adiantar porra nenhuma pq já existe o youtube

  • Medo, muito medo.Ainda bem que o flickr é tão bom e tão fácil de usar, que os bostas que usam flogão não vão querer saber…

    Igual o google talk, tá ligado no orkut, mas não tem wink, emoticon personalizado, bloquear, chamar atenção…

    O flickr tem é que passar longe do brasil, aqui a maioria dos intermerdanautas são iguais esses do comentário 3.

  • Se o Yahoo fosse "trazer" o Flickr Pro para o Brasil, a gente teria que pagar 60% de imposto da alfândega para assinar.

  • Quando lí a notícia imaginei que a cobrança passaria a ser em reais. Meio inútil a iniciativa.

  • Fico impressionado com o preconceito. Se uma pessoa usa o flogão, por que não poderia migrar para o Flickr? O Flickr é para outro tipo de público ou, quem sabe, classe econômica? Os comentários que li aqui me sugerem isso.

    Acho muito válido que o Yahoo! traga suas ferramentas para o Brasil. Nem todo mundo fala inglês, mas há muitos usuários conscientes que usam fotologs "normais" apenas por não saberem da existência dele.

    Isso também prova que o Yahoo! está disposto a investir mais no país, e só esse fato já deveria ser comemorado. Lembro que nossos grandes portais não conseguem fazer um serviço que se compare aos norte-americanos. Portanto, precisamos deles.

  • Pingback: Marcelo Alves, o profeta at Por Palavras()

  • Mas CLARO que são públicos diferentes. Qual o problema? Não existe isso de site que agrade todos os públicos.

    O público do fotolog, flogão e similares NÃO é o público do Flickr, basta ver o estilo das fotos e dos… "textos".

  • Só me atreverei a afirmar que o Yahoo! decidiu segmentar seu público quando o Flickr.Br chegar. Aí sim discussões acerca dele poderão ser feitas.

    E também não acho que uma pessoa que usa fotologs "normais" vá querer mudar para um Flickr.Br enquanto este não se diferenciar dos demais serviços.

  • corvo

    Poderiam investir esses 1 milhão para melhorar a velocidade do acesso ao site. Aqui é uma carroça pra abrir.

  • fala sério cardoso, tu acha mesmo que a yahoo vai perder tempo trazendo a versão pro para o brasil?!

    desde quando o publico que utiliza o fotolog/orkut/msn paga por alguma coisa?

    primeiro eles vao ter que reeducar o povo e fazer com que eles entendam que não é coisa do capeta pagar por um servico de qualidade…

  • Hum. Nada impede que eles tenham, sim, um escritório aqui. Aliás, isso é o provável. Se o site será "nacionalizado", ele aceitará formas de pagamento para os serviços "pro" nacionais e não cartão de crédito internacional, como hoje. Quem vai ficar responsável pelo suporte em português quando o cartão der galho ou houver uma pergunta sobre o serviço? Trazer para o Brasil é, sim, diferente de simplesmente localizar.

  • JOrge Wagner

    O povo do Flogão, orkut, etc não vai saber falar Flickr.

  • Cardoso, temos que esperar para entender o que eles querem dizer com trazer o Google para o Brasil. Se for somente traduzir a interface para o português, acho super válido, porque nem todo mundo domina o inglês no Brasil. E isto não quer dizer que estas pessoas sejam menos qualificadas para utilizar o flickr. Eu, como uma típica "flickr addict", vejo o flickr como um ótimo local para encontrar boas fotos. E ao mesmo tempo conheço vários fotógrafos brasileiros de renome que não falam inglês. A inclusão destes no flickr não diminuiria a qualidade do produto.

    Eu acho a iniciativa ótima. E por favor, eu entendo que você viva disso, mas convenhamos que o público em geral não lucraria tanto com investimentos em AdSense…Cuidado para não olhar demais para o próprio umbigo!!

    Eu acho brasileiro um povo engraçado. Primeiro se queixa que a web2.0 não "pegou" no Brasil. Depois reclama com a tentativa de popularização das mesmas. EEE povinho elitista…

  • Cardoso, essa é das poucas vezes que não concordo em lhufas do que você escreveu.

    Tudo bem que aqui entre a gente já conhecemos esses serviços. Mas como você disse, os usuário orkut-msn-hotmail não conhecem. Divulgar para na mídia esses serviços podem torná-los usuários orkut-msn-hotmail-Flickr-Del.icio.us!

    As pessoas não vão atrás de novidades, esperam as novidades chegar até elas. Com o Yahoo fazendo isso, ainda traduzindo os serviços, aposto que vai aumentar muuuiito a comunidade de usuários desses serviços.

  • Tonobohn, o problema é que quantidade não é qualidade.

    Eu eplo menos prefiro o flickr do jeito que está, sem miguxos, do que um flickr 10x maior (e mais lento) cheio de miguxos.

    E, infelizmente, traduzir para o português significa deixar o povão entrar…

  • aí, discriminação é "phodas"!!! eu posso escrever como se estivesse no orkut, msn ou como eu quiser.

    Na importa da onde venho, mas sim o que sou. Uso a tempos o flickr/delicious e toda essa onda de web2.0 e social. Mesmo estando tudo em inglês, e com o que aprendi na escola pública que estudei toda minha vida.

    blog de conteúdo e opinião, mas agora com ponto negativo.

    respondendo comentário 3: WordPress é um sistema de publicação, vai no wikipedia para saber mais.

  • Poder pode, mas não espere que alguém leve suas opiniões a sério. Nada impede que você entre em uma reunião de negócios de camiseta dizendo "hang loose galera, vamu lá". Só que não é adequado.