Um mundo sem hypes

Outro dia um amigo veio perguntar como estavam os negócios. Disse que estavam bem. Quando ele perguntou do crescimento dos sites, ficou decepcionado, pois não estavam mais crescendo 100% a cada 15 dias como na época do hype da Cicarelli.

Brasileiro é bicho muito mal-acostumado. Ganhamos em um dia o que um investidor na Civilização ganha em um mês, e reclamamos. Colocamos lucro de mais de 100% nos produtos, e ainda reclamamos. Crescemos, popularizamos e monetizamos um site, mas se ele não dobra todo mês, ainda reclamam.

Não é assim que a banda toca, gente. Menos ganância, mais realismo, por favor.

Quando apareceram os hypes dos últimos seis meses um monte de gente pulou no trem, só que na falta de conteúdo real, viram a visitação despencar até quase zero, quando a onda passou. Aí ficam se desesperando, como aquele canalha do Rafael Cardoso. Tenho vergonha de ter um primo assim.

Eu disse na época: Você pode, e deve aproveitar um hype, mas se seu conteúdo não for significativo para o leitor, ele não voltará. Mesmo descontados os paraquedistas.

Durante um tempo vi tentativas de criação de hypes. Recebi várias sugestões e propostas, a mais criativa tinha a ver com fazer um vídeo do acidente da Gol. Tá. O pessoal ficou meio desesperado.

Alguns que cresceram durante o hype aprenderam a diversificar, como o Slonik. Outros estão no ostracismo. Disseram outro dia que Darwin é uma de minhas obsessões. É verdade, pois como podemos ver, se aplica perfeitamente. Quem se adapta sobrevive.

Curiosamente agora é uma excelente época para começar um blog. Sem hypes, sem memes, sem nenhum grande tema. É um momento onde você pode se dedicar a gerar conteúdo, aprimorar seu texto, achar seu estilo. Assim, quando chegar o próximo hype, você não será um iniciante postando qualquer besteira aproveitando uma moda, e sim um blogueiro rodado (se eu falasse blogueira rodada e ameaçasse citar nomes, uau!) produzindo material de qualidade.

Essa é a diferença. Um post-lixo sobre um hype vai embora em algumas semanas. Um post bom continua, e continua, e continua…


O Contraditorium vive de doações. Não veiculo anúncios no blog. Somente sua colaboração me incentiva a escrever artigos cada vez melhores, sem rabo preso com anunciantes, partidos ou militâncias. Prestigie essa liberdade, faça uma doação. Use o PagSeguro no botão abaixo ou via PayPal com o email cardoso@pobox.com. Caso você tenha uma carteira PicPay,meu usuário é @carloscardoso. Caso não tenha e queira uma forma de transferir pequenas (ou grandes, de preferência grandes) quantias sem taxas, é só se inscrever.  Eles te darão R$10,00 para experimentar, basta utilizar meu código promocional CARDOSO

Toda moeda é bem-vinda, desde que seja de país com luz elétrica e água encanada.




Leia Também:

  • Exatamente…

    Mas logo logo aparece um 'escândalo da vida' e o povo se alegra.

    Afinal, brasileiro gosta mesmo é de desgraça.!

    (generalizei! há!)

  • Todo mundo quer descolar uma grana na muvuca, desde os ambulantes que vendem água nas estradas nos feriados, os donos de lojas que saem vendendo bandeiras no farol em épocas de copa, até os blogueiros que se aproveitam de um hype.

    Nada de errado contra isso, mas não pense que será um padrão de vida, e apenas um trabalhinho freelance. aquele extra feito no bico…

  • Evandro

    Por que brasileiro?

    Isso é coisa da humanidade!

  • Confesso que comecei a fazer meu blog pensando em pegar onda em alguns hypes.

    Mas acabei chegando à conclusão que é muito chato ter a obrigação de escrever sobre um assunto que não te interessa tanto só para pegar carona na onda do momento.

    Realmente, conteúdo de qualidade é o que importa, nada mais.

  • Mas e o que faço com os bilhoes de draf aqui??

  • por isso sou feliz de lidar com um assunto especifico em meu blog, abraço…

  • Mas bem que poderia transar um hype por aí.

    Se bem que meu site continua crescendo aos poucos mesmo sem armadilhas novas. Tô adorando.

  • Bem, realmente tá sendo mais fácil publicar textos (mesmo com uma visitação baixa) sem um assunto "boom"; não tem toda aquela "obrigação" de correr atrás das palavras-chave que vão atrair paraquedistas.

    Estou achando realmente bem tranqüilo crescer lentamente, e não inchar. Quem sabe um dia eu chego lá. hehe

  • Hype?

    O que é isso?

    Meu blog é totalmente baseado em fatos e notícias que interessam o público em geral.

    Principalmente os mais instruídos!

    Agora, voltando a falar sério: se os hypes não existissem mais eu não conseguiria manter a minha renda.

    Recentemente a morte do pagodeiro do grupo Os Travessos (este comentário vai te trazer bastante parquedistas) me fez superar a marca das 10000 visitas diárias que eu perseguia desde o meu "nascimento" há 2 meses atrás.

    Vem muito mais por aí: Playboy da Carolini, Visita do Papa, Morte do Maradona, Pan 2007, Algum desastre ou confusão que role no Pan 2007, e outras coisas…

    Se um dia os hypes acabarem…o que o G1 (globo.com), Terra, etc, irão noticiar?

    aeuhaeuaheaheueaheauaehhue

  • Não se preocupe, os hypes não vão acabar. E nessa faturamos mais dim-dim e mais leitores ;)

  • Ah, fala sério, os caçadores de paraquedistas não são seres tão ruins assim. Eu até mudei o topo do BlogLouco só para homenagear meus ilustres visitantes. E ai, o que acharam? :P

    Brincadeiras à parte, acho que conteúdo é essencial. Não criei o BlogLouco em busca de paraquedistas isso foi uma conseqüência do conteúdo do blog.

    Na verdade, minha inspiração foi o fato de que, na época, nossa blogosfera não tinha nenhum blog que atendesse ao público desprovido de um senso crítico, digamos, mais apurado.

    Enfim, era um blog para tratar de assuntos sem importância mas que interessavam a todos. Brincadeiras, fatos inúteis, e fofocas. Não era nada propositalmente pensado.

    Eis que os paraquedistas surgiram e tomaram conta do blog. Ai já era tarde, eu não tinha como escapar. A solução foi acolhê-los e tentar criar um trabalho de conscientização para tentar convencê-los de que EU NÃO SOU A FANI!

    É, essa é minha triste sina. ;)

    Abraços!

  • Olá Cardoso, resolvi seguir seu conselho (mesmo sem querer) e estou abrindo um blog nesses dias, aliás foi quarta-feira passada, mesmo antes deste seu post.

    Tentei contato com vc no formulário de contato mas deu erro. Não sei se esse é bem o canal certo para falar sobre isso mas… Hospedei meu site na bluehost com o seu referr, queria saber quando meu site pode aparecer no seu "golden sites".

    Abraços.

  • Bom, comecei faz dois meses…

    Isso me faz um seguidor fiel do seu conselho..

    Agora, mudando de assunto… o pessoal do

    Tecnocracia.com não tá muito de bem contigo não né?

    (eita povo que adora semear discordia)… hehe..

    Felicidades.

  • Clap, clap.

  • Ved

    Olá! Gostei do post. Interessante como a maioria das pessoas só se preocupam em aparecer e ganhar dinheiro fácil, mas que sempre acabam se dando mal. Eu sou a favor da divulgação do conhecimento adquirido. No começo eu tive a orientação de alguém que sabia mais do que eu, até que eu pude caminhar com minhas próprias pernas e é por isso que blogo: para espalhar o pouco conhecimento que eu adquiri ao longo dos anos!

    Grande abraço,

    Ved

  • Os hypes definitivamente não acabam. Ou o que não acaba é a capacidade de tornar tudo um hype: blogueiro desesperado (não você, Cardoso, os blogueiros do texto) é coisa incrível. Ver meu post de domingo. Até o Cho virou hype.

  • Olá, gostei bastante de seus posts, queria saber como faço para trocar um link através de um backlink…

    Obrigado =)

    abraços!

  • tiagotb

    Ultimamente está chato demais aqueles blogs que antes eram de qualidade até no hypes e começaram a colocar noticias como "gata molhada" e vai ver é um felino, ou colocam um pré-hype, como tal pessoa morreu, e a pessoa tá mais viva que todos nós juntos…

    se quer postar um hype poste com o conteúdo de verdade oras…seja homem! Ou tem medo de postar aquelas fotos comprometedoras que podem te banir do adsense por exemplo?

    se querem que seus queridos paraquedistas lhe coloquem nas bookmarks, coloquem conteúdo não fake…

    ultimamente quando estou em meu momento povão e digito "individua sem roupa" no oraculo eu pulo todos os blogs que vejo, pois sei que ali a maioria não tem nada…

    e alias eu postei aqui antes e foi apagado, ou eu não postei o0?

  • Estou engatinhando nessa de blog, mas gosto da idéia de publicar somente aquilo que estou afim. Mesmo que às vezes pareça hype. Agora que premonição essa do rafael cardoso hein? Isso é que é estar além do hype. A desgraça aconteceu mesmo em pleno PAN e não teve como fugir de comentar, só porque é hype, mas é porque é uma realidade, o país vive de desgraças. Uma trás da outra.

  • parabens pelo blog e pela materia!adoro seu blog