Utopia no labo dos outros é refresco, né?

contraditorium-fugita.jpgO honorável Fugita-san, do Techbits, MeioBit, etcBit descobriu que o resto da Internet não é tão honorável assim. Mais uma vez apareceu a pior praga da Internet, o Copiador Descarado. Não, não este aqui, ele é legal. Falo do sujeito que monta um blog pq leu em algum lugar que o Rafael Slonik ganha milhões na Internet, e como não tem um mínimo de capacidade criativa (O Copiador, não o Slonik) bate cabeça até ter “a” idéia genial. Vamos “agregar” o conteúdo alheio.

O FDP vai no www.hotscripts.com, procura um programeto para chupar o RSS alheio, monta seus posts automaticamente, coloca um “via techbits” ou coisa que o valha no rodapé, e se acha o Gênio da Internet. Steve Jobs que se cuide. O problema? Simples: se ele for um tiquinho esperto vai escolher parasitar blogs que usem licença Creative Commons.

A Creative Commons é mais uma daquelas idéias, como comunismo, anarquia, casa de praia e sexo grupal, que na prática não funcionam tão bem quanto na teoria. Criada por comunistas gente preocupada em divulgar informação, em se afastar dos restritivos copyrights, da capitalista acumulação de direitos digitais, a licença (cc) assume sempre a popularização, não a restrição da Informação. É uma licença “permissiva”.

Fugita-san, claro, adorou os ideias da licença. Ela é atraente às mentes jovens. Muito mais simpático colocar um “Conteúdo disponível sob a licença Creative Commons” no rodapé do que “Todos os direitos reservados, conteúdo propriedade de..”. Só que a licença permite exatamente o que a maioria dos copiadores faz. Fugita não poderia nem reclamar, pois o cara fez o que ele deu permissão desde o princípio. Fugita se felou. (“felar” é verbo? Espero que não, pois a imagem do Fugita se felando ficaria meses em minha mente).

Não foi a primeira vez. Certa vez um picareta desses copiou dezenas de posts do blog da bia kunze, ela perguntou o que poderia fazer. Respondi: “Nada, seu blog está sob Creative Commons, e na modalidade mais permissiva”. Depois disso ela mudou para o modelo que proíbe uso comercial do conteúdo, mas uso comercial é muito relativo. Posso montar um mega-agregador de feeds, encher de links para meus sites comerciais, e o agregador em si não será comercial, pois não renderá dinheiro “diretamente”.

Uma licença não vai afetar um plagiador desses, mas uma licença dessas vai ao menos te dar moral para reclamar. Fugita diz: “Acho lindo, bonito e maravilhoso o Creative Commons. Mas tem gente que abusa”. Vão continuar abusando, ainda mais se sua licença diz “copie, use, espalhe, divulgue, faça o que quiser”.

Citar um texto, escrever uma resposta, fazer uma paródia, nada disso nunca foi restrito por Copyright. O que essas licenças modernosas fazem é garantir direitos preemptivamente. Céus, se eu quero citar um texto na íntegra, o que custa entrar em contato com o autor antes de fazê-lo? Estou vendo uma grande preguiça por parte de todos os envolvidos, isso sim. Preguiça de analizar as solicitações, por parte dos autores, e preguiça de solicitar permissões, por parte dos interessados no conteúdo. Não é difícil. Volta e meia o Jornal de Debates pede autorização para publicar um post meu na íntegra. (nunca publicam, mas ao menos pedem). Ontem mesmo o Melo pediu permissão para Kibar alguma besteira que postei no www.carloscardoso.com.

Portanto, se você quer usar algo de alguém, peça. Se você quer gerar conteúdo e não quer ser abusado, ou pelo menos quer ter base para reclamar se for abusado, mantenha seu conteúdo sob uma licença de verdade. Do contrário, usando licenças permissivas, você pode acordar, descobrir que tem um blog “não-comercial” copiando seu conteúdo integralmente, e perfeitamente legal, segundo sua própria licença.

O quão difícil é isso? Vejamos. Instalar o WordPress: 5 minutos. Instalar o WP-o-Matic, um plugin que chupa feeds RSS, cacheia imagens, associa a categorias, coloca link de referência (muito nobre isso) e transforma em posts do WordPress: 1 minutos. Clicar em “pull now” e ter os posts do Fugita chupados: 1 minuto. Pensar no nome do “blog”: 6 minutos. Resultado?

contraditorium-fugita2.jpg

Sim, é este post aqui do Techbits. E mais vários outros. Dá pra fazer isso com vários feeds, na periodicidade que você quiser. Não, não vou botar isso no ar, o Fugita já está decepcionado o bastante com os canalhas da Internet ;) Basta para provar minha explanação: Se ele está protegido por copyright, pode me ameaçar, mandar denúncias via DMCA para o Bluehost, e tirar meu site do ar. Se estiver licenciado pela Creative Commons, senta e chora.


O Contraditorium vive de doações. Não veiculo anúncios no blog. Somente sua colaboração me incentiva a escrever artigos cada vez melhores, sem rabo preso com anunciantes, partidos ou militâncias. Prestigie essa liberdade, faça uma doação. Todo valor é válido, o que vale é a intenção e o seu cartão de crédito passar. Use o PagSeguro no botão abaixo ou via PayPal com o email cardoso@pobox.com. Toda moeda é bem-vinda, desde que seja de país com luz elétrica e água encanada.

Leia Também:

  • Cardoso ontem publiquei no meu blog algumas técnicas para ganhar dinheiro na internet, essas técnicas foram citadas por um blog Portugues e dentre elas ele faz referência a esta que você fala no post.

    Claro, não concordo com esta pratica e postei com intuito de apresentação, ou seja, disseminação da informação, depois de ver o teu post e receber um e-mail da Anny TV Metro me aconselhando a não publicar o post pois apresentava técnicas anti éticas, resolvi atualizar com uma nota de esclarecimento.

    Será que poderia ler o meu post e utilizar sua experiência na blogsfera para me dar a sua opinião sobre apagar o post?

    O link é: http://www.blog.ljunior.com/2007/06/16/tecnicas-p

    Amplexos,

    Leo Baiano.
    http://www.blog.ljunior.com

  • Creative Commons é uma m**** para blog, justamente por essa facilidade. Um tempo atrás vi um pessoal que distribui filmes, produzidos por eles, via torrent. Querem divulgação, não têm dinheiro para produzir muitas cópias, largam o que conseguem para os cinemas e o resto é feito via p2p. Nesse caso a CC é legal, senão te prendem por piratear o próprio trabalho. O ideal para um blog seria a licença CM, Copie e Morra.

  • AHUAUHHUAuhauhauhauh CM Commons… perfeito.

  • De fato, Creative Commons é um lixo. Essa CM, realmente, eu adoto! haha

    A propósito, Cardoso, seu blog pessoal 'tá off, é?

  • Bom, se a licença não permitir uso comercial e o cidadão colocar anúncios na página com o conteúdo copiado, ele tá, sim, violando a licença…nesse caso dá pra reclamar.

  • Pois é, depois de ver várias discussões sobre plagiadores e notar que quase todos os copiados estão sob CC, pensei: e se eu mudar para Todos os Direitos Reservados? Pelo menos terei argumentos legais pq sob CC não tenho muita base para reclamar.

    Ainda não decidi o que fazer. Minha licença não permite uso comercial, o que já é alguma coisa. Vou pesquisar mais antes de mudar algo, talvez o tal do CM Commons, hehehe!

    A única coisa que me deixa tranqüilo é que os plagiadores não costumam durar três meses. Mas neste tempo deixam muita gente furiosa.

  • André

    Cacheia imagens?? Não rola nem um goatse.cx??

  • Pingback: Ljunior.com » Técnicas para faturar mais dinheiro na internet()

  • O Google Discovery tem sofrido o mesmo plágio ao ter blogs que copiam as matérias na íntegra e depois fazem uma pequena referência logo abaixo. Para a CC está ótimo, mas para o Google estamos caminhando para o "Inferno Google" por duplicação de conteúdo.

  • Pois é, se blogs comprovadamente grandes tem problemas com relação à isso, fico pensando o que os pequenos podem fazer….sentar e chorar provavelmente….

  • Alguém me explica o que é preemptivamente?

  • André

    Cardoso, acho extremamente retrógrado o Copyright por não informar quais usos você permite. Agora, se você não quer permitir nenhum uso, é só montar corretamente sua licença, pô! O CreativeCommons não "acoxambra" os direitos nem é uma licença de "mentirinha". Se você não quer permitir NENHUM uso, daí feche. Senão, declare quais permite. Acho que o que tá rolando é um ataque ao "inimigo" errado

  • J. Cesar

    Esse não é um problema só do Fugita, eu já vi um blog que copiava na integra os textos do carloscardoso.com, pelos comentários que eu vi lá acredito que já devem ter alertado você. Não aparece Adsense ou outro tipo de publicidade nesta imagem que você colocou mas faltou no seu texto um link para denunciar uma violação de direitos autorais no Adsense:
    https://www.google.com/adsense/support/bin/answer

    Acredito que todos os programas de monetização tenham termos contra o plágio, faltou falar que se alguém esta sendo copiado deve denunciar. Se o blog esta no blogger ou no wordpress.com eles apagam o blog plagiador.

    Já que você falou do Rafael Slonik gostaria de ver ele falando como anda a rentabilidade do novo mundo já que nesses últimos meses surgiram centenas de blogs com conteúdo semelhante ao dele.

  • Pingback: Sergio Blog 2.3()

  • London

    Me lembrei da piada do Joazinho no zoo

    Vovo o que o leao esta fazendo com a leoa?

    A leoa so esta ajudando ele a andar…

    bem que o vo sempre diz que quem ajuda os outros sempre acaba tomando no C*!

    abs, London

    posted by WII

  • Cardoso,

    Só posso concluir que você é uma pessoa muito infeliz.

    []'s

  • Quem queria saber sobre a tal blogosfera intelectual, olha aí um exemplo. O cidadão acima ainda escreve no blog dele, sobre meu texto:

    Quero deixar patente aqui que sou radicalmente contra tal visão e vejo nisso uma demonstração de incapacidade de raciocínio lógico ou uma linha de raciocínio metafísico não-kantista, distante da realidade.

    Você afirma que sou uma criatura muito infeliz só porque não compartilho da sua utopiazinha onanista de que o mundo é lindo por causa de um (cc) nos textos? Não sei não, mas Kant ficaria envergonhado com seu reducionismo.

    PS: Infeliz é a senhora sua genitora.

  • Pingback: Rodrigo Flausino » Blog Archive » Política de conteúdo e alteração na política do meu si()

  • João Rodrigo

    Acho que você viaja cara… dexa o cara copiar e ser feliz, você deve ta incomodado com o sucesso e dinheiro que o cara ta ganhando…

    Claro Copiar é ruim, eu não gostaria que copiassem, mas se fizessem isso iria criar algo pra ganhar do cara de qualquer forma… Ai mesmo copiando ele nao ganharia nada

  • LKRaider

    Restrição contra cópias é uma batalha perdida.

    Quero saber se você baixa mp3 via redes p2p… se sim, está sendo hipócrita.

    Não estou querendo atacar, mas simplesmente mostrar como o sistema de copyright foi ultrapassado pela tecnologia disponível.

    A CC é uma tentativa de entrar em sintonia com essa nova tecnologia, talvez não perfeita, mas com certeza mais adaptada do que o copyright tradicional.

  • Eu até tinha pensado nisso quando li os termos da licença Creative Commons, mas mesmo assim coloquei no blog.

    Mas como ninguém vai copiar nada meu mesmo…

  • Turma!

    No começo traduzia textos, colocava algumas idéias minhas e depois dava o link, mas dentro do texto, não no final…

    mas agora vejo o que é publicado, faço uma análise, e falo das minhas experiências, (neste caso, não cito a foto, mesmo que ela seja a fonte de onde conheci o serviço sobre o qual publiquei na web)

    Pergunta: Seria isso uma quebra desses direitos de que fala o texto!?

    abraços

  • tiagotb

    Esses dias passei por esse blog que você citou(acho que é o que eu vi)

    E tinha um lugar falando dos autores, parecia até um clube hiuahe) …mas estranhei estar com as matérias iguais dos blogs originais…achei o blog pelo google, na frente do conteúdo dos blogs originais…

    PS: os titulos dos comentários tão ficando encima dos comentários no firefox =/

  • Salve Cebolinha!

  • Acho que é também uma questão de necessidade….

    Um blog pequeno (que quer ser linkado) não acharia ruim esta situação… blogs maiores, que já tem links de sobra tem outras perpectiva, não necessariamente o lucro, mas o link em si já não é tão relevante e esta situação incomoda…

    O fato é… vai proteger somente os textos ou todo o material sobre licensa? SoftLivre nem pensar? Essa deve ser uma discussão ampla…

    Para textos acredito que deveria-se observar não somente a citação de fonte, mas o não uso total do conteúdo…

  • 3 links consecutivos! UAL!

    17 foi meu aniversário, obrigado então! =DDDD

  • Pingback: navegantes.blog()

  • Geraldo

    Cardoso, depois da mudança de cores, não sei porque diabos, o fundo tá preto e as letras também. Para ler, tenho que selecionar todo os site (texto, figuras), aí a letra aparece. O que é afinal?

  • Cara, sempre leio seu blog, porque acho que você escreve muito bem. Frases como "A Creative Commons é mais uma daquelas idéias, como comunismo, anarquia, casa de praia e sexo grupal, que na prática não funcionam tão bem quanto na teoria" são muito boas. Deixa disso de problogger e vai escrever um livro rapaz!

    Grande abraço

  • Pingback: Techbits()

  • jose

    uma forma simples de acabr com os plagiadores que buscam faturar centavos

    seria criar um avalanche de post com palavroes

    e putaria

    quando for kibado deleta tudo e denuncia o infeliz

  • Ajax Comments. Funfa?

  • Pingback: Pensando em fazer um blog popular? « Salada Digital()

  • Pingback: A questão do plágio na web | Webdez - Tecnologia e Internet()

  • o ambiente web anda tão porco que essa ou aquela licença não valem absolutamente nada quando a agrande maioria copia descaradamente e sem créditos, pouco se importando se é reservado, parcialmente reservado ou se permite cópias….

    Enfim,no final das contas licença e nem nada garante nada…

  • Aranha

    "(”felar” é verbo? Espero que não, pois a imagem do Fugita se felando ficaria meses em minha mente)"…

    Digita "felação" no google imagens….

    Ou….. segundo "http://www.unicamp.br/nee/arqueologia/arquivos/historia_militar/aspectos.html" felar significa:

    FIILLAT

    Tradução: Segundo fela.

    Comentário: O uso de fello (felar, fazer sexo oral com um homem) é muito comum em Pompéia (fellare, fellator, fellatrix somam 76 citações parietais). Usado para referir-se a um homem, como neste caso, é normalmente interpretado como um insulto.

    Logo, estar se felando significa estar se chupando (sexualmente), algo que aquele roqueiro doido (marilyn manson) gostava tanto de fazer que arrancou duas costelas pra facilitar….

  • Pingback: Licença 1.Geral()