Bichinhos de Jardim – Versão Coca-Cola

Confesso, por algum motivo obscuro eu não havia visto este filme, um primor de animação[bb] que me lembrou bastante a excelente tira Bichinhos de Jardim. É incrível como a Coca-Cola[bb] consegue manter um componente mágico nesses comerciais. Se bem que convenhamos, é bem mais simples quando você não precisa vender o produto, basta lembrar ao público que ele existe.


O Contraditorium vive de doações. Não veiculo anúncios no blog. Somente sua colaboração me incentiva a escrever artigos cada vez melhores, sem rabo preso com anunciantes, partidos ou militâncias. Prestigie essa liberdade, faça uma doação. Todo valor é válido, o que vale é a intenção e o seu cartão de crédito passar. Use o PagSeguro no botão abaixo ou via PayPal com o email cardoso@pobox.com. Toda moeda é bem-vinda, desde que seja de país com luz elétrica e água encanada.

Leia Também:

  • Esse tipo de comercial me alegra por lembrar que a boa propaganda ainda existe ao menos para as empresas que reconhecem que gritar slogans na TV com produção pobre definitivamente não faz ninguem sair de casa para comprar seu produto.

  • Leticia

    Se você não conhecia, então eu agradeço por eu ter VISTO aqui pela primeira vez. Está passando na tevê, e só ouço tevê. Tinha me chamado a atenção a trilha sonora, o trechinho mais conhecido de Pedro e o Lobo, uma gracinha. Mas a parte visual é bárbara!

  • Alberto

    "…é bem mais simples quando você não precisa vender o produto, basta lembrar ao público que ele existe."

    Isso é verdade hoje. Mas se formos ver os comerciais da marca para a televisão nos anos 50 e 60, veremos que naquela época ela vendia o produto. O foco era nas características, e não na marca. Tinha frases como "isso faz um bem", "refresca melhor", "reanima de verdade" e "pura e saudável". O privilégio de hoje não precisar mais vender o produto em grande parte se deve ao fato de ter se mantido presente na midia por décadas, consolidando a marca.

    Mas isso você, como publicitário, sabe melhor do que eu. :D

    Quanto ao comercial, brilhante é o mínimo.

  • O comercial é FANTÁSTICO. Dá gosto de ver, divertido, criativo mesmo.

    É o tipo de comercial que me VENDE um produto. Comigo esse tipo de comercial funciona muito melhor que os "me comprem, sou legal, sou melhor que a concorrência".

  • Grande Cardoso! Acabei de receber a indicação desse seu post via e-mail e aproveiteit pra deixar uma saudação – enquanto não caímos na rede em outro lugar paradisíaco do Brasil! Abração!