Quer kibar, kiba, mas não mata!

Por mais que tenha sua influência junto à escumalha rebelde, o Kibeloco se compara a um Lando Calrisian, seu blog é uma operação insignificante, é Bespin comparado com o Império da Internet que Gera Conteúdo. E até ele se ofende ao ouvir o verbo kibar (kibar! kibar! kibar!, repitam).

Faz sentido, pois mesmo sendo sinônimo de plágio ninguém quer ser chamado de plagiador. Mas e quando a kibada é tão obscenamente descarada que supera tudo que o kibe já fez? Como caracterizar a tal Video Brinquedo?

Esse pessoal cuja originalidade já começa no nome se especializou em… Kibar a Pixar.

Você já deve ter visto, toda vez que sai uma animação da Disney, Pixar ou Dreamworks uma série de estúdios chineses de 5a categoria criam versões “semelhantes”.  Como a Disney fazia uso de contos de fada, sem copyright, a farra comia solta. Com a criação de personagens originais, isso deveria parar, mas é confiar demais no ladrão.

O resultado são pais alienados que estragam o Natal dos filhos comprando versões kibadas genéricas dos filmes que eles viram no cinema. Pior: Compram, acham que os filhos devem entubar afinal “é tudo a mesma coisa” e ainda acham que saíram por cima, por pagar R$10 no que os otários que compram originais pagam R$50.

A surpresa é que muitos desses filmes kibados chineses são na verdade… made in brazil.

Os responsáveis são uma empresa cujo Modelo de Negócios é copiar (vai além de kibar, o conceito) os trabalhos de gente como Pixar, Dreamworks, Disney. Não é pirataria, não é uma honesta reprodução não-autorizada e posterior distribuição. Eles vão muito mais baixo: Chupam os conceitos, idéias e personagens.

Eu como fã de John Lasseter, Walt Disney, Walbercy Camargo e tantos outros que contribuíram para a Autêntica Felicidade Humana, nos entretendo com horas de magia e deslumbramento me sinto pessoalmente ofendido ao ver gente ganhando dinheiro chupando o trabalho alheio. E não é pouco. Uma abominação chamada “Ratatoing” vendem 60 mil cópias. “OS Carrinhos”, totalmente chupado de “Cars”, da Pixar, um dos filmes que mais me emociona até hoje, vendeu 310 mil cópias.

Uma crítica do “Ratatoing” no site ToonZone resume: “Se você comer uma cópia do pior desenho animado que imaginar, o que você cagar ainda será melhor que Ratatoing”.

PAUSA PARA AS KIBADAS
“Vida de Formiga”

“Os Carrinhos”

“Ratatoing”

NOTA: Não são só esses, também plagiaram Transformers, UP, vários da Disney, Kung Fu panda, etc, etc e blearrrgh etc.

Infelizmente há pouco que os Criadores possam fazer. No mercado dos EUA (onde atendem como Toyland) a Video Brinquedo mal arranha, sendo vendida nos Walmarts da vida pra população de pouca renda e nenhum discernimento. Já no Brasil a coisa muda de figura. Não só vendem MUITO como faturam inclusive com licenciamento. Sim, agora o pai espertão que acha que Carrinhos == Cars pode comprar ovo de páscoa e caderno genérico pro otário do filho, também.

Eles se explicam, se bem que pela cara de pau acho que era hora de lançarem uma versão de Pinóquio. Marco Botana, gerente de produto da Vídeo Brinquedo em entrevista para a Folha de SP:

“As temáticas são diferentes, as histórias não têm nada a ver com os filmes da Pixar”, explica. “As animações seguem ondas, teve uma de bichos da floresta antes, depois de bichos do mar, todos os estúdios embarcam, inclusive nós, à nossa humilde maneira.”

Não, Marcos, nada a ver. Eu que estou vendo coisas.

Estou muito revoltado, empresas assim são como parasitas nas asas de um anjo. Estão maculando algo BOM, estão tirando seu sustento do talento alheio, enganam crianças e pais e não criam NADA, faturando milhões enquanto gente de talento briga desesperadamente por visibilidade nos YouTubes da vida, sem a trapaça de chupar uma obra já consagrada.

Como consumidor, só posso fazer a minha parte: JAMAIS chegarei perto de algo “produzido” por essa empresa, e aumentarei a quantidade de produtos legítimos que compro. Se precisava de um incentivo para comprar meu Buzz Lightyear, é essa a hora. Obrigado, Video Brinquedo! Sua mediocridade vai render vários dólares no bolso da Pixar.

Fonte: Heavy.com


O Contraditorium vive de doações. Não veiculo anúncios no blog. Somente sua colaboração me incentiva a escrever artigos cada vez melhores, sem rabo preso com anunciantes, partidos ou militâncias. Prestigie essa liberdade, faça uma doação. Use o PagSeguro no botão abaixo ou via PayPal com o email cardoso@pobox.com. Caso você tenha uma carteira PicPay,meu usuário é @carloscardoso. Caso não tenha e queira uma forma de transferir pequenas (ou grandes, de preferência grandes) quantias sem taxas, é só se inscrever. Toda moeda é bem-vinda, desde que seja de país com luz elétrica e água encanada.

Leia Também:

  • e aquele tal de avatar.. copiou pocachontas.. xD compra essas coisa ai é pior q compra ovo de pascoa de chocolate hidrogenado pra uma criança alergica a lactose(?) xD

  • Coisas de programador: Notas os dois símbolos de igualdade em seguida no post, como sinal de comparação. hehe

  • As pessoas se chocam ao ver a quantidade faturada pelos kibadores, mas são elas quem propiciam esse ciclo vicioso, comprando esses produtos fakes. Mas o pior mesmo é ver que em alguns casos de plágios os plagiadores lucram mais que os plagiados e até ocasionam a falência dos plagiados.

  • Sempre vejo os DVDs dessas porcarias nas Lojas Americanas.

    Dá um desgosto sem tamanho. Eu NUNCA faria isso com um filho meu, ensinar desde criança que o caminho da malandragem tem espaço. Quem compra um DVD desse pra o filho tá incentivando exatamente isso: desonestidade.

    É… Esse é o "serumano"…

  • Sempre é fácil encontrar os "filmes" dessa produtora por aí. E o que dizer de produtoras como a New Sensations (especializada em fazer paródias porno de séries) e a Asylium. No caso da última é melhor ver o portfolio deles: http://www.theasylum.cc/index.php

  • Claudio Marcelo

    Já tinha visto esse lixo por aí. Realmente dói ver esse material chupinhado sendo vendido como legal nas lojas.

    O que mais me dou esses dias foi o "What's up" voando uma aventura, ou qualquer porcaria de nome que remeta ao UP, que é um filme excelente, uma das melhores animações que vi, com um roteiro excelente.

    Bom, que chupinhem o Avatar, com um Avator ou Atavar, esse só valeu pelos efeitos, tem uma história fraca e previsível.

  • Por sinal, que animações porcas, hein?

    • SandroCeara

      Muito tosco!

      Os stop motions de massinha dos anos 70 eram melhores produzidos.

  • “Recebemos vários e-mails de gente querendo saber quando sai o próximo volume. Eles vendem muito quando são lançados. A intenção é montar uma série, fazer temporadas. Montamos aos poucos, vendemos no varejo e, com o lucro, fazemos mais episódios. É nossa forma de financiar a produção, já que não recebemos nenhum tipo de patrocínio nem usamos leis de incentivo.”

    O cara ainda quer incentivo pra ficar fazendo as kibadas… Que o Sr advogado, Sérgio Branco Júnior, possa conseguir tirar esse kibador de galochas do ar!

  • Comprei um polystation achando que era um playstation 1. Era adolescente. Quando abri o drive de CD, era a entrada pra um cartucho, hahaha

    Isso acontece com alguma frequência desagradável com meus pais. Meu pai já comprou versões bem absurdas de Hercules, Aladdin, essas coisas, na época do desenho animado 2D. Acho que eles (as pessoas mais velhas) não vêem diferença.

    Acho triste. Se a empresa fizesse algo criativo e que fosse à altura dela, pelo menos seria mais digno =/

    • ja comprei umas bolachinhas achando que era club social, a embalagem era mto parecida, comprei correndo e só fui ver qdo tava em casa, pior é que comprei um monte participar duma promocao, pessima experiencia. acho que era marilan ou mabel

    • mario

      se vc nao fosse tao burra entenderia isso tudo

  • Acho que o pior de tudo são as grandes redes promoverem este tipo de empresa. Vc encontra estes dvd's no Extra, Lojas Americanas, Walmart.

    Eles fazem mas eu acho que a culpa maior são as grandes redes que popularizam o produto.

    • Essas grandes "redes" estão puco se lixando se esses produtos são umas grandes kibadas ou não. Tendo direito de ser comercializada e rendendo dinheiro, tá bom pra elas.

  • porra, eu não sabia que essas porcarias eram da Video Brinquedo!! Eu tenho dois dvds do Tintin (de verdade, não kibados, mas originais) que são da Video Brinquedo e eu e outros fãs de Tintin ficamos arrasados de não lançarem mais. Quer dizer que em vez de continuarem uma luta honesta pelos direitos (que agora até duvido que jamais tenham sido pagos) para lançar as animações do Tintin, por exemplo, eles resolveram se bandear pro lado negro da força?

    é o caso do "eu podia tá matando, eu podia tá robando… e tô!"

  • José

    O sujo falando do mal lavado.

    • Como assim? Você está me chamando de plagiador? Coloca aí na mesa então, motherfucker!

      • UAHuHAEUHAEUAHUAHEUEAHUEAHUEAH

  • Eu ia comentar, mas a última linha do artigo da Heavy falou por mim:

    "You can watch the whole damn thing on YouTube if you hate yourself and want to die"

    Só isso já basta! Brasilsilsil…

  • Leandro

    Também se passa na literatura! Já ouviram falar do "Código Aleijadinho"? Desvendando mistérios de Ouro Preto!

    Talvez se essas empresas e autores estivessem gastando seu tempo e "talento" para criar coisas novas, ou aprendendo a colocar texturas melhores e trabalhar com iluminação no Blender (ou provavelmente no 3D Max 2002 piratex), talvez…

    Bom, já fomos melhores nesta área. Há brasileiros que se gabam de terem criado o primeiro longa totalmente em CGI, antes de Toy Story. O hoje totalmente esquecido Cassiopeia (nem sei se existe DVD).

  • Então se você comer uma cópia do Ratatoing, você vai cagar um buraco negro.

  • Thiago

    Pq eu nasci nesse país de bosta?

    Tem que tacar fogo numa porra de estudio desses

    • Pedro

      A questão não é o país, meu caro, são as pessoas, creio que não seja só aqui, só com filmes (como podemos ver em outros comentários) e muito menos só alguns casos isolados, ou coisa nova. A palavra plágio é miuto antiga (de origem no latim), portanto, obviamente o mesmo também é. Creio que desde que o homem fez algo, nasceu o plágio. Isso tudo o que vimos é um tipo de plágio no qual não é possível enquadrar em nossa legislação mas fica claro ao bom senso de todos o que é, por isso, vigora.

      Portanto, não se decepcione com nosso país, em sim com a humanidade, que plageia e incentiva esse tipo de ação.

    • Limao

      Vc nasceu neste pais de bosta pq seus pais são uns bostas, seus avos eram bostas, seu bisavós eram bostas.

      Agora o que vc pode fazer para seus filhos não herdarem um pais de bosta é muito pouco, não incentive atos como esse, não beba e dirija, não suborne qualquer "otoridade", querer ter nascido em outro lugar não resolve, apenas seria um bosta que não merece viver no lugar que nasceu.

  • Júlio

    Sabe aquele pai estilo Homer Simpson abrasileirado que não sabe diferenciar um tênis falsificado Abidas de um Adidas?

    São pessoas assim que alimenta essa indústria.

    • Bruno

      meu pai é assim :/

      ainda bem que eu to fora dessa… sei o que é um Tissot e dar valor a um. o do meu pai ta a 3 anos na gaveta sem pilha, tomara que vaze e ele tome no cu com preju de 3k no relogio.

      • Limao

        Trabalha e compra o seu, ainda acha que tem razão.

  • Cab

    Mermão, brutal a kibada! Chega deu vontade videobrinquedar esse post! huahuahua =D

  • Um absurdo! Vou divulgar esse post ao máximo!

    Palhaçada. E tem muito empresário brasileiro criando "start-up's" kibadas também!

    ;/

  • O ditado que diz "Nada se cria, tudo se copia" mudou para "Nada se cria, tudo se transforma".

    • Robson

      ou seria "nada se cria, tudo se kiba"

  • Eu também vejo com revolta esses DVDs todas as vezes que vou na Americanas. Mas já deixo a dica: quase toda a coleção Pixar está por "treze reau" por lá! Se por esse preço eu pude comprar Ratouille, por que diabos eu compraria Ratatoing? Eu concordo com a "campanha" do Cardoso e vou SEMPRE comprar Pixar!

  • Clara

    Sério,comentário de criança,que entende do assunto :3

    Desde os oito,seis anos de idade o meu irmão mais novo entrava no site da Video Brinquedo e ficava rindo por horas seguidas.(eu também,admito D:)

    Mas enfim,eu não sei que tipo de alienado assistiria isso,por mais que os pais comprem e obriguem a assistir XD

    Ache que nem o Billy(Billy e Mandy,ok?) assiste isso o.o

    ps.:eu tenho dez anos :3

    • Parabéns, você escreve melhor do que muita gente com o dobro da sua idade.

      • Felipe

        Comentário MUITO atrasado, mas não podia deixar de reiterar o que você disse =)

  • Nome Obrigató

    O "filme" do Ratatoing resume bem a história do "estúdio": ratos roubando pessoas.

  • Ivan

    O pior foi eles licenciarem a música de Angra, uma das melhores bandas de metal do Brasil, para colocarem no nefasto Gladiformes! Toquem fogo neles!

  • Henrique

    aiuheauioheaiouheaiouheauioheauiohae

    peraí

    aiuhaiohuioheaiouheaiouahiohaioehauiohsuaioheuaioshaoeasae

    Me desculpe se esse não foi o caráter do texto, mas sem dúvidas foi a coisa mais engraçada que li por aqui (e aliás a coisa mais engraçada que leio em meses) aiuhiaohaiohuaea

    "Ratatoing" aaieaioushauioae que comédia…

    Acho que sou BEM retardado, porque na parte do "lançarem uma versão de Pinóquio" e na "caderno genério pro otário do seu filho" fiquei sem ar de tanto rir hauioheaioehaioehuioae

    "O “filme” do Ratatoing resume bem a história do “estúdio”: ratos roubando pessoas."

    Cereja do bolo esse comentário aeouaihiohaioshaioiasaease

    Quanto ao assunto principal, não sou muito fã de animações, mas essa questão de "kibar" já está começando a ficar chata… tudo é copiado o tempo todo, e, com isso, sempre vão ter ratos lucrando em cima de pessoas. Mesmo assim esse texto já valeu o dia todo pelas boas risadas que dei XD

  • Pingback: Links de sexta - 6ª edição | 365 dias()

  • Caiado

    Eu sempre via esse lixo nas prateleiras mas não ia imaginar que era cópia tão descarada da pixar.

  • Renato

    Já fui vitima de produto kibado (kibar! Kibar!, Kibar!). Os pais também são foda.

    Do jeito que vão as coisas daqui uns dias teremos o KontraditArium.

  • Ele falar que não tem nada a ver é de uma cara de pau impressionante. Só pelo nome já dá pra notar. Carros -> Os Carrinhos; Ratatouille -> Ratatoing. Pelo menos a mediocridade da empresa ele admite, quando diz que "segue ondas". Ou seja, assume ser incapaz de "criar uma onda".

    É triste ver que tem gente que apoia esses plágios descarados.É triste ver esses plagiadores sem vergonha ganhando dinheiro em cima de ideias roubadas. Também vou passar bem longe dessas falsificações baratas.

    • mario

      vai estudar historia burrinha!!!!!

  • Renato

    Eu tenho a impressão que eles adaptam os filmes da Pixar para as crianças brasileiras, mudando as falas, os locais, etc. De fato alguns desenhos estrangeiros soam estranhos para a criança brasileira. Por mais abminável que seja tem um publico cativo pq fala a lingua do brasileiro.

    • Por favor mate-se. Você não merece viver no mesmo Planeta que eu.

    • Dublagem ta aí pra isso, champz. Kibada é Kibada.

    • Billy Costalonga

      E as crianças brasileiras são retardadas?

      • mario

        retardados sao os caras que nao estudao historia

    • Como assim, você é retardado? O título do filme de carrinhos está em inglês.

    • Limao

      Tem nexo, carros falantes e peixes vivendo no mar são normais no EUA, os pequenos brasucas devem estranhar mesmo.

  • Imagino que todos os comentaristas daqui são absolutamente honestos, nunca baixaram um único DVDRip por eMule ou Torrent, nem pega mp3 nas internets da vida.

    .

    Rio muito da hipocrisia humana.

    • Billy Costalonga

      VocÊ leu o texto??

      • Vc leu a parte que eu escrevi "COMENTARISTAS"?

    • Até aonde eu entendi, a Kibada foi pegar um conteúdo original, dar uma pequena remodelada nos desenhos e mudar seu nome apra dizer que é outro filme, vendem e ganham rios de dinheiro. O pessoal que baixa series de torrents por exemplo não fazem para sair vendendo e ganhar dinheiro.

      Entenda que o ponto é uma EMPRESA kibando outra.

  • Pingback: Vídeo Brinquedo faz sucesso com desenhos como “Os Carrinhos” e “Ratatoing” - i.magini.me()

  • Jupiter

    De boa, quem se deixa enganar por essas bobagens não merece ver o original.

  • Renato

    Foi só uma impressão eu não defendi a atitude da empresa. Claro que é condenável mas eu senti nos sites e na abordagem dos desenhos um esforço em adaptar para o público brasileiro. O ideal seria que as empresas brasileiras produzissem material original mas preferem kibar. É triste isso, em pensar que Cassiopéia foi um dos veteranos na área.

    Sobre a dublagem é mais um aspecto onde percebo como é forçado ao tentar adaptar falas que não fazem sentido para as crianças brasileiras. Ace Age tem uma diferença brutal entre o sentido das piadas em inglês e o dublado em português.

  • Sem querer fazer mimimi…

    A Cartoon network, a nick e o canal ra-tim-bum na tv paga passa algumas animações curtas, mas de boa qualidade. Uma que passa na discovery kids, chamado peixonauta é um trabalho feito em flash, mas muito bem feitinho tanto em roteiro quando em cuidado com os detalhes.

    O que estes plagiadores fazem é comer pelas bordas, lançando material de caráter criativo duvidoso e de má qualidade para ganhar o deles.

    Mas kibagem eles não podem ser acusados integralmente. Eles plageiam e imitam, mas não copiam integralmente o material lançado pois eles produzem algo de muita má qualidade para ser similar.

    Se fosse para chamar kibagen deslavada, o cardoso deveria postar as cachorradas da dynacon. Eles plageiam wii, xbox e todo tipo de console ou computador de sucesso com um nintendinho 8 bits com jogos na memória devidamente pirateadinhos. E são tão sacanas que anos atrás, na UD eles lançaram um "genérico" do mega drive deles, enquanto a tec Toy, que estava a alguns stands de distância mostrava o verdadeiro videogame autorizado da Sega.

    • mario

      meu feito a base de dinheiro publico ou seja imposto de escola etc vai estudar burrao

  • A recente moda de vampiros (e lobisomens), tanto em filmes/seriados/novelas, como em "literatura" caminha pela mesma kibestrada.

  • "Estou muito revoltado, empresas assim são como parasitas nas asas de um anjo. Estão maculando algo BOM, estão tirando seu sustento do talento alheio, enganam crianças e pais e não criam NADA (…)"

    Excessivo, não? :-)

    Pouco maniqueísmo é bobagem, né?

    Devo lembrar que a Disney já foi acusada de plágio por pelo menos duas vezes.

    E, sinceramente, eu não enxergo o sucesso dessas "adaptações". O que vejo são as pessoas comprando os filmes da Disney/Pixar pelo módico valor R$ 5,00 por 3 DVD's em bancas espalhadas pela periferia da cidade.

    Além disso, se realmente trata-se de plágio, as leis de direitos autorais estão aí para isso. Se elas não estão funcionando, aí é um outro problema. Mas se estão atuando e não consideram tais animações como plágio, então, do ponto de vista prático, não é plágio. Mas supondo-se que essas produções sejam mesmo caracterizadas com plágio, a Disney tem interesse em processar quem as produz!?

    Quanto às "crianças enganadas", poxa, meu irmãozinho de 5 anos sabe muito bem distinguir entre uma animação "legítima" e os "genéricos" e não estou dizendo isso por retórica. E posso citar pelo menos outras duas crianças com essa habilidade especial.

  • "Ratatoing" é dureza pura…

    O pior é que esse verbinho (kibar) é cada vez mais conjugado por um monte de "gente boa" na Internet e fora dela.

  • Dá vergonha de ser brasileiro, ainda assim agradeço por não ser chinês.

  • Pingback: Links de Sexta (16/4) | Vida Ordinária()

  • Joao

    A pior cópia que eu já vi foi essa http://anti-blog-roxo.blogspot.com/

  • Pingback: A Praga do 3D e a TV como experiência antisocial « Meio Bit()

  • Pingback: Kibada do Dia: um iPad TE(n)SO « Meio Bit()

  • mceiras

    Avatar kibou pocahontas…

    O Rei Leão kibou O Leão Branco. O original se chamava Kimba o kibado da disney eram Simba e não para pro ai… http://bit.ly/gFhA63

    A Disney por sinal copia ela mesma, vejam este vídeo hilario. http://bit.ly/efMbFZ

    O tão falado Inception (A Origem) copiou a historia, acreditem, de uma historia da revista do Tio Patinhas http://www.iwatchstuff.com/2010/08/donald_duck_be

    Matrix kibou neuromancer e ghost in the shell. Nem o nome os irmãos esquisitões tiveram o trabalho de mudar.