Japatético incorpora Supla e transforma a mão direita em namorada

quem lembra da música Mão Direita, do Supla, um dos maiores Hinos a Onan?

Ela não reclama, só me dá prazer
Na hora de jogar ela sabe o que fazer
Nas telas de cinema ela me ajuda a sonhar
Com aquela estrela que jamais vou conquistar

Minha mão direita
Pra jantar
Minha mão direita
Pra sentir
Minha mão direita
Pra tocar

A relação dos jovens com a mão direita (ou esquerda, sejamos ecléticos) é antiga. lembro que no colégio havia toda uma mitologia, que incluía usar luvar, senta na mão para ficar dormente e até pintar as unhas com esmalte da mãe, para fingir que era u’a mão feminina.

O potencial edipiano da última sugestão era enorme, e sempre achei que fosse restrita ao Rol das Lendas, mas então descubro… isto:

romantic-selfie3

 

O japa (claro, tinha que ser) se chama Keisuke Jinushi, é fotógrafo e postou um tutorial ensinando como criaturas patéticas e solitárias podem fingir ter uma vida social, forjar uma namorada e tirar onda com outros amigos otakus igualmente patéticos. O truque, é simples: Esmalte e base:

romantic-selfie5-550x309

 

romantic-selfie6-550x309

Se você não acha isso patético o suficiente, veja onde ele tirou as fotos:

romantic-selfie10

A internet está cheia desses truques, do chamado Fat Girl Angle Shot (NSFW, Cuidado) à gente que só funciona em determinadas posições, dependendo de dia do ano, alinhamento planetário e temperatura ambiente na cidade de Korogoslovksy, Sibéria Setentrional. Exemplo:

japa1

Sexy, não? Uma bela japinha. Vejamos então de outro ângulo:

japa2

Ooookey. Eu digo que ainda morre, afinal é uma japinha, mas o encanto meio que arrefeceu. Mesmo assim não dá para comparar um ângulo favorável com uma idéia patética como esta:

fake-girlfriend-instagrams-4

Bons tempos em que para fingir que tinham namorada os homens faziam a coisa do modo correto e honrado: pagavam uma prostituta para ir com eles nas festas.

Fonte: Geekologie.


O Contraditorium vive de doações. Não veiculo anúncios no blog. Somente sua colaboração me incentiva a escrever artigos cada vez melhores, sem rabo preso com anunciantes, partidos ou militâncias. Prestigie essa liberdade, faça uma doação. Use o PagSeguro no botão abaixo ou via PayPal com o email cardoso@pobox.com. Caso você tenha uma carteira PicPay,meu usuário é @carloscardoso. Caso não tenha e queira uma forma de transferir pequenas (ou grandes, de preferência grandes) quantias sem taxas, é só se inscrever. Toda moeda é bem-vinda, desde que seja de país com luz elétrica e água encanada.

Leia Também: