Toda boa ação tem sempre uma punição

Querido diário;

Hoje constatei que quem nasceu pra errado nunca chega a acerto, mas pelo menos sou consistente. Vou contar dois causos:

Alguns anos atrás estava eu no saguão de congonhas,quando vejo passar uma loirinha gatinha bonitinha. Reparei que a passagem que ela levava no bolso traseiro da calça jeans estava prestes a cair. Pensei por um momento em chegar e galantemente avisar do risco. Fantasiei em ganhar suas graças, o que daria início a uma bela amizade, se posso me permitir o eufemismo.

A preguiça falou mais alto.

Mais adiante a loirinha volta, com a passagem na mão, olhando concentrada. Sua linguagem corporal era toda de alívio. Alguém havia feito o que eu me propusera.

Naquele momento identifique quem era a loirinha. Yasmin Brunet. Isso, a filha da Luiza.

Outra cardosice monumental, digna de minha Sorte de Aranha (só quem lê quadrinhos entende) foi hoje. Nos próximos dias um grande amigo meu se casará com uma mulher fantástica o suficiente para eu ter pedido para figurar na linha de sucessão, caso algo aconteça com meu querido amigo GIu.

O casamento será em Búzios, e eu claro preciso ir. De qualquer jeito. Problema: estou indo para São Paulo. Volto amanhã. A Romy, minha futura esposa e viúva do Giu me ligou perguntando sobre horários. Meu cérebro simiesco respondeu que chegaria atrasado. O ônibus com os convidados sairá do Santos Dumont 12h. Meu vôo de retorno está marcado para chegar 12:27.

Como eu acredito que nada é mais nobre do que sacrificar-se pelos amigos, fui para o balcão da Webjet e negociei uma alteração. R$50,00, quase 50% do preço da passagem, que está sendo bancada pela Revista Pix. O primeiro vôo imediatamente anterior sairia de São Paulo 8:50AM.

Então vejamos: Eu estou indo para um evento cheio de japinhas,com a presença do Marcelo Tas, um dos maiores pára-raios de ninfetas proto-intelectuais da atualidade. Ficando em volta só o que respingar pra fora de sua metafórica bacia já vai dar pra fazer a festa. Após o debate teremos cerveja digrátis e amendoim colorido.

Eu tenho que estar em Guarulhos 7:50AM no dia seguinte. Conhecendo o trânsito de São Paulo, isso significa pegar o Fresnão Frescäo em Congonhas 6:50AM. O que significa acordar 6h, correr pro check-out e rezar pro táxi chegar direitinho.

Portanto, em meu desprendimento máximo estou abrindo mão de uma balada de proporções bíblicas, muito provavelmente com indiscriminada prática de gomorria (era o que faziam em gomorra, tão mais depravado que Sodoma, a ponto de ninguém manter registros escritos). Isso em nome da amizade.

Seria perfeito se eu não tivesse descoberto que a viagem é SÁBADO, não sexta.

A regra é clara e ainda irrefutável: Todo castigo pra corno é pouco.

Leia Também:

  • Se fudeu hahahaha

  • Acho que esse é o primeiro post que li aqui que realmente me fez gargalhar, muito.

    Gomorria… sensacional.

    Abs

  • huahuhauha

    Ri alto!!!

    Chance com a Yasmin Brunet é uma vez na vida outra na velhice

  • luiz

    Todo castigo pra corno é pouco.

    Eu costumo dizer mais – todo castigo pra pobre, corno e viado é pouco.

  • Tô te vendo nesse exato momento na MTV …no programa da Marimoon!! LOL

  • Não resisto:Ah,coitado!

  • Foi o Morróida que escreveu esse post?

  • Caraca, grandes oportunidades, a da loirinha foi de doer…

    XD

    Bom, como todo castigo pra corno é pouco, pode-se constatar que você saiu no "Lucro"…

  • Dizem que um DDA reconhece o outro…

    Você sofre desse mal?

  • Aloha Chefe!

    "Shame on you, shame on you…"

    Espero que o Fanático não tenha cruzado seu caminho neste feriadão…

    Pelo menos tivemos sol na segunda.

    Aloha!

  • Pois é camarada; até os grandes pecam… (rs)

  • Hummmm, a "moral da história" no final fica um pouco prejudicada pela falta de datas mais específicas. Quando seria o evento em SP e quando seria o casamento? O Cardoso vai perder o evento em SP por completo, ou ele não precisaria perder pra ir ao casamento e descobriu tarde demais?

  • Ah, coitado (2)