Peixe Morre Pela Boca: Vivo Confessa Bloqueio do Bluetooth

Lendo uma matéria no Estadão sobre mobilidade, dei de cara com uma declaração do gerente de novos (des)serviços da VIVO, Alex Jucius. Para quem não está a par, a VIVO tem como norma bloquear todas as funcionalidades de troca de informações via Bluetooth em seus aparelhos.

Com isso você não pode passar um ringtone, não pode transmitir uma foto para um amigo do seu lado, não pode sincronizar seu telefone com o PC, muito menos baixar imagens, fundos de tela e ícones. Segundo a VIVO, isso é para “proteger o usuário”, evitando que ele “baixe vírus da Internet”.

Só que esqueceram de avisar nosso amigo Alex…

Nesta matéria aqui ele deu com a língua nos dentes. Vejam a declaração…

Mas é bom saber que há operadoras que restringem o uso do Bluetooth. É o caso da Vivo, que bloqueia o uso do Bluetooth para transmissão de dados entre terminais “Temos um acordo com fornecedores de conteúdo para celular, que não querem que alguém compre um conteúdo e passe para outra pessoa que não pagou por ele”, justifica o gerente de Novos Serviços da Vivo, Alex Jucius.

Ou seja: Não é nada motivado por segurança, não é incompetência, é ganância mesmo.

Assim você compra um telefone CARO como o V3 CDMA, mas não pode tirar uma foto e passar para o celular da sua namorada, somente se enviar VIA MMS da VIVO, pagando. Baixar toques, samplear uma música? NEM PENSAR.

Você é compositor? Tem uma obra de sua autoria? Dane-se. Nem Tom Jobim conseguiria, teria que pagar o $$ que a VIVO cobra por um download.

Bem, meus caros, querem ser gananciosos? Divirtam-se. MEU DINHEIRO vocês não vão ver. VIVO? nem MORTO.

*nota: Essa você leu primeiro aqui!


O Contraditorium vive de doações. Não veiculo anúncios no blog. Somente sua colaboração me incentiva a escrever artigos cada vez melhores, sem rabo preso com anunciantes, partidos ou militâncias. Prestigie essa liberdade, faça uma doação. Use o PagSeguro no botão abaixo ou via PayPal com o email cardoso@pobox.com. Caso você tenha uma carteira PicPay,meu usuário é @carloscardoso. Caso não tenha e queira uma forma de transferir pequenas (ou grandes, de preferência grandes) quantias sem taxas, é só se inscrever.  Eles te darão R$10,00 para experimentar, basta utilizar meu código promocional CARDOSO

Toda moeda é bem-vinda, desde que seja de país com luz elétrica e água encanada.




Leia Também:

  • Todas a operadoras restringem a cópia de arquivos protegidos por direitos autorais – qualquer operadora poderia ter feito essa declaração.

    Mas a Vivo restringe todo arquivo, mesmo a foto da sua vizinha de calcinha que você acabou de tirar e só pode mandar pro seu amigo por MMS, com aquela resolução horivel :@

    Se eles dissesem que restringem o Bluetooth porque "querem garantir o lucro melhorar a experiencia do usuario forçando oferecendo serviços de MMS e Downloads" estaria certo, mas eles vem com esse papo que é pra proteger direitos autorais e garantir a segurança do usuario….

  • Droga, a tag não funciona aqui….

    No ultimo paragrafo é "querem (garantir o lucro) melhorar a experiencia do usuario (forçando) oferecendo serviços de MMS e Downloads”"

  • Onde estão os advogados? Você paga por um produto, que é dolosamente castrado e não acontece nada?…Merece um logo: Vivo, nem morto ;-)

  • Nunca fui cliente deles… Sempre achei o serviço uma bost@.

    Além da ganância, os celulares CDMA da VIVO vivem entrando em modo analógico que podem ser facilmente clonados…

    Na realidade as outras também não são modelos de qualidade… já tive problemas com a Oi e Claro também…

    []s e bom 2006!

    JP

  • Mauricio Iwata

    Outro detalhe da reportagem é que na sequência está o responsável da CLARO,

    afirmando que o conteúdo da CLARO também é protegido contra cópia, mas é possível qualquer

    troca de informações de conteúdo não protegido.

  • Paulo G Muller

    Custei muito para sair da Vivo…….

    Aquela frescura de manter o No.

    Hoje estou com a TIM

    Já troquei 3 aparelhos e dois Nos.( por desconhecimento (

    Danem-se, quem quiser me achar que me ache.

    É só procurar direito

    Nada a reclamar, até agora…

  • José Carlos E

    Isso não é nenhuma sacanagem de empresa "A" ou "B" de telefonia, mas sim uma

    regra geral de toda de terceirização de ex-serviços governamentais repassados

    para o setor privado em negociatas sórdidas, regadas a Scoth 15 anos (pagos por

    nós é "CLARO"), onde Governo, Empresas Estrangeiras e o Diabo, sentados a mesma

    mesa traçaram o plano de como auferir grandes lucros botando no "nosso".

    NOSSO INIMIGO É O PLANALTO!!!

  • Nada ver, meu caro. A *única* empresa que faz isso por aqui é a VIVO. A Claro,a Tim, a BRT não tocam nos recursos dos aparelhos.

  • Hector

    A mesma coisa acontece com os torpedos via web, segundo eles não dá para enviar

    via WEB por proble,as de tecnologia, só que a claro permite e não cobra nada por

    isso. E em outros estados a vivo permite, São Paulo não. Tem um programinha que

    permite passar torpedos pela internet, permitia até para os da Vivo, mas eles

    foram forçados pela Vivo a não passar mais. Tecnologia nada, é pura ganancia.

    Assim que acbar meu contrato mudo para a Claro.

  • Cícero Rodrig

    Esta questão veio a público por conta do lançamento da tecnologia Bluetooth aplicada a celulares.

    No entanto, a política de restrições da Vivo vai muito além do Bluetoth. Há uma infinidade de recursos

    bloqueados nos aparelhos com a bandeira Vivo. De ringtones a ícones, e muitos outros.

    Veja só essa: a Vivo lançou há mais de um ano um serviço denominado Agenda Vivo. Apesar de não ser

    recente, o serviço ainda funciona de modo precário. Somente quatro modelos de aparelhos, todos da marca Motorola, são compatíveis com o erviço. Destes quatro apenas um é efetivamente encontrado nas loja Vivo, ou através do telemarketing. Os outros pertencem à linha "tem mas acabou".

    Através do Agenda Vivo os dados da agenda do celular são transferidos e ficam backupeados no servidor da

    Vivo. Caso ocorra o roubo do aparelho, ou o usuário decida trocar seu celular por outro, ele poderá fazer o

    download dos dados guardados no servidor da Vivo para seu novo celular. O serviço não possibilita a importação de dados a partir de um banco de dados instalado em um computador ou um palm, por exemplo. Nas confusas páginas da Vivo não é possível saber se o backup pode ser acessado através de um computador conectado a Internet.

    É obvio que este serviço é cobrado. Na verdade, é cobrado duas vezes. Primeiro através de uma tarifa

    mensal de R$ 1,99 e depois, a cada ligação para transferência dos dados.

    Até aí, tudo bem. Seria apenas mais um serviço ruim da Vivo no qual ninguém está interessado. O

    problema é que os mesmos "gênios" de marketing da empresa que desenvolveram esse treco, resolveram adotar o que eles chamam de "perfil restritivo" que impede a transferência de dados para a agenda dos celulares Vivo através de qualquer outra tecnologia, seja ela bluetooth, cabo USB, SMS, etc. Em resumo, não sabem fazer e não permitem que o usuário faça.

    A coisa toda é tão maquiavélica que acaba por criar uma cultura de boatos e lendas urbanas. Em geral, os funcionários da empresa não dão informações sobre estes assuntos. Porque nada sabem ou porque são proibidos. Uns poucos tentam ajudar, mas acabam produzindo mais desinformação. Um atendente, em uma das lojas, me disse que nem todos os modelos de aparelhoes estariam sujeitos a estes "perfís restritivos". Mas ele não soube precisar quais.

    Adeus Vivo.

  • Flávio

    Parabéns pelo site. Os comentários "apimentados" são ótimos!

  • willian

    tem algum programa que faz eu ver as pasta ocultas

    dos aplicativos java como jogos no meu celular nokia

    modelo 6155 da vivo, tenho o cabo usb tenho o programa

    nokia pc suite mas não consigo transferir jogos do pc para o celular, preciso des-ocultar as pasta de jogos

    ou pasta extras; obrigado.

  • Quer ver qeu coisa engraçada aconteceu comigo: fui comprar um celular no fim do ano (com bluetooth); conversa vai, conversa vem, a vendedora me falou que o bt era bloqueado, mas logo em seguida disse que tinha jeito de desbloquear, "era só pesquisar no google que encontrava".

    Bom, comprei o aparelho e depois de comprar o cabo constatei que o celular veio DESBLOQUEADO… acho que com isso nem ela contava.

  • Rogério

    Vivo, nem morto!

    Gostei desta frase, aliás, cabe muito bem nesta história. Pô, sacanagem em VIVO…aí vem a Marília Gabriela elogiando a VIVO, que ela faz tudo por você e dá Sinal de Qualidade. Poxa, não queremos só sinal, mas aparelhos também. Aliás, por isso que a VIVO está perdendo clientes, ela já não é a Poderosa Telefonia celular do Brasil, a Tim crescer quase 30% em 2006 e a Claro 25%.

    Eu tenho um celular da Motorola Claro, e um colega um SonyEricson da Tim?:trocamos toques em MP3, fotos e vídeos, isso é que é DEMOCRACIA VIVO.

  • Cara tantas pessoas desbloqueiam hoje em dia que é uma atitude besta da vivo continuar a fazer isso. Só quem ganha com isso são os "zé-destravador" que pipocaram por todos os lados.

  • Não conheço muito de celulares, mas como ando interessado em comprar um, resolvi pesquisar sobre os problemas que eu poderia encontrar.

    Ainda bem que vi este post. Agora não penso sequer em cogitar um celular da Vivo. Quero recursos no celular e segurança contra clonagem, e não "melhor qualidade de som".

    Valeu Cardoso!