A Stalinização da Internet – ou: Cardoso deu na Wikipedia

stalin.jpgUm espectro ronda a Internet, é o espectro do coletivismo. Esse leviatã, composto por milhares e milhares de egos dita suas próprias regras, vive segundo suas próprias leis e é o fim do indivíduo como o conhecemos.

Os projetos comunitários, como a Wikipedia e os projetos Open Source estão deixando de ser excelentes ferramentas de socialização para virarem clubes fechados, não só refratários a críticas mas ativos em tentar destruir tudo e todos que se manifestam em termos menos que ufanistas em relação a eles.

Não é mais sequer permitido você dizer que não gosta de algo, os projetos comunitários criaram uma estratégia de rejeição de críticas que seria cômica, se não trágica.

Recentemente meu artigo onde demonstro a falta de conteúdo da Wikipédia em português foi invadido por um bando de wikiotas que decidiram que a melhor forma de refutar meus argumentos era atacar minha pessoa.

Agora um desses wikiotas se deu ao trabalho de criar uma entrada na Wikipédia com o nome de Contraditorium, somente para atacar este blog e principalmente, minha pessoa. Quer saber? EU ADOREI. Eu sou fã da Luciana Vendramini, mas nem por isso venci a preguiça e escrevi uma entrada sobre ela. Para o sujeito se dar ao trabalho, deve realmente se importar comigo.

Eu agradeço, caro tubérculo. Você simplesmente provou o que eu estava dizendo, que projetos comunitários sem uma estrutura hierárquica rígida, estão fadados ao fracasso, por causa de idiotas como você. Idiotas como eu dizem “eu não acesso a wikipedia”, e pronto. Ninguém morreu, quem acessa e gosta não concorda, pronto. Não estou levantando bandeiras. Jimmy Wales, próprio criador da Wikipedia alertou para ela não ser usada como única fonte de pesquisa.

Mas idiotas como você, põe tudo a perder. Sério. Afinal, quem pode levar a sério um projeto que atrái e dá espaço a gente que escreve coisas como:

wikipedia.JPG
Nota: O artigo não está mais marcado para ser apagado,
pelo visto a tal auto-gestão da Wikipedia não é tão isenta assim.

Uma transcrição do texto do wikipedista…

Contraditorium é host que hospedou o blog de um idiota: “Estou boicotando a internet”

Ele critica o que as pessoas podem ou não colocar na Wikipedia, como se ele fosse a pessoa mais culta da face da terra. Mesmo com comentários pertinentes sobre a necessidade de correções ele peca no básico:

Achar que ele sabe o que é certo e errado.

Eu uso a Wikipedia? Não, mas por acaso encontrei seu blog ao navegar e senti tanta pena de você.

Uma pessoa com capacidade suficiente pra denominar o que está certo ou não, não perderia seu ilustre tempo argumentando em um blog a contradição da Wikipedia.

Realmente para um ser que se julga tão culto você é um inútil.

Agora faça seu lindo trabalho de copiar o real significado de “Contraditorium” na Wikipedia inglesa, traduzir e trocar aqui. Acho que dessa forma você se sentirá melhor.

PS: Quem mais quer provar cultura e aparecer é você. Procurar Asimov na Wikipedia? Você ficou testando assuntos incomuns pra provar? Por favor, uma pessoa que buscaria as Três Leis da Robótica normalmente não estaria na Wikipedia, a não ser você né, pra provar pra você mesmo que sabe.

PS2: Algo presta no seu blog, o cão. Lindo. Parabéns.

Reproduzo aqui pois espero que logo algum dos editores vai remover esse ataque, pois convenhamos, ele atinge muito mais a wikipedia do que a mim. A você, realmente não atinge, tubérculos que consideram Isaac Asimov um assunto incomum são imunes a críticas. Aliás, eu sou melhor que você, pois quando editei o artigo colocando os links, para que as pessoas tivessem noção do que você estava falando, você prontamente os removeu. Muito bom, wikipedista.

PS: Caro tubérculo, o termo “Contraditorium” foi inventado por mim, ele não existe na Wikipedia em inglês. Podia ter se dado ao trabalho de pesquisar, antes de sofrer mais esta humilhação.

Aqui, o texto que acrescentei ao seu:

Aqui é o autor do texto “Estou boicotando a wikipedia brasileira“, e dono do Contraditorium. Esse tipo de post, e o comentário que o autor da entrada acima colocou em meu blog é a prova viva de tudo que eu disse. Obrigado, caro anônimo. QED, a Wikipedia lusoparlante (prefiro brasileira, visto que a maioria dos trolls não é portuguesa) não tem maturidade.

Alguns vão dizer que é um caso extremo, mas é só um bucha de canhão, fazendo o trabalho sujo sugerido em alguns dos comentários do texto. Felizmente a maioria se resumiu a me xingar.

Dos que se deram ao trabalho de retrucar, entre várias desculpas usadas para explicar a má qualidade demonstrada por mim, percebi alguns padrões que servem para a maioria dos projetos. Vejamos:

Se você acha o conteúdo incompleto ou falho, vá lá e conserte, não reclame.
Perfeito, toda autorizada da FIAT agora ao invés de mecânicos terá atendentes com caixas de ferramenta, quando o usuário chegar com uma queixa, receberá um calaboca e a caixa.

Não é assim que a banda toca, para editar um verbete que acho incompleto eu preciso de tempo e conhecimento sobre o assunto. Algumas pessoas querem apenas a informação, e não fazer parte de algum projeto grandioso. Nem todo mundo é professor aposentado cujo passatempo é gerenciar 10000 verbetes. Alguns aliás não precisam disso para manter o ego em dia.

A wikipedia não está completa por ser um trabalho em andamento.
Perfeito, então não lancem. Imagine se eu comprar a Britannica e descobrir que só tenho volumes até a letra J. “desculpe, é um trabalho em andamento, não chegamos no H ainda”. Ou um produto está pronto para o consumo ou não está. Não sou beta tester de ninguém.

Ao preferir a wikipedia em inglês você está desprestigiando nossa língua.
Não, quem desprestigia nossa língua é quem acha que um artigo de 3 parágrafos é tão completo quanto um de 4 páginas. Além do mais eu não ganho para falar português. Ganho para produzir e rotear informação, informação essa que se existe em uma outra língua que eu entenda, tanto melhor.

Ao ficar apontando bugs você enfraquece o produto.
Isso foi levado ao extremo quando sugeriram que blogs que não falassem exclusivamente bem do Linux fossem ativamente perseguidos e censurados. É a típica atitude autoritária do stalinismo nato que parece infestar a américa latina.

Não gostou, faça melhor, do contrário fique quieto
Foi-me sugerido, quando demonstrei que havia muita coisa mal-contada no projeto do site Overmundo (aquela cópia do Digg) que eu deveria fazer um projeto igual, ao invés de apontar os erros deles. É uma atitude comum também, mas não é acompanhada do outro lado, que seria: “gostou? Então também fique quieto”. Então, se resume a “só queremos ouvir elogios”.

Essa atitude inviabiliza a profissão de crítico, juiz, Marchand e todo mundo que tenha que dar uma opinião sobre algo, e a mesma possa ser negativa.

Como o Geek #1 da Frota Estelar, Wil Wheathon disse, quando a sabedoria das multidões se transforma na tirania das turbas, isso reflete muito mal em todos nós. Já dizia o sábio Vicente Matheus, quem está na chuva é pra se queimar. Se você quer fazer um projeto público, esteja preparado para críticas. Ou então, publique um livro usando pseudônimo e não leia nada que escreverem sobre ele. Mesmo assim, eu prefiro e recomendo que você se exponha. Aceitar críticas não quer dizer necessariamente abrir mão de opinião, quer dizer respeitar o direito de alguém discordar de você, sem varrer essa oposição para debaixo do tapete. Respeitadas as regras de educação e civilidade, claro.

Não é difícil, quem olhar os ataques publicados em meu blog no artigo sobre a Wikipedia, verá que até um idiota como eu consegue aceitar críticas publicamente.

No final, deixo a pergunta: Quem é mais prejudicial à Wikipedia, eu que sequer a uso ou um idiota que a vandaliza para provar o quanto eu estava errado?



Technorati : , , ,


O Contraditorium vive de doações. Não veiculo anúncios no blog. Somente sua colaboração me incentiva a escrever artigos cada vez melhores, sem rabo preso com anunciantes, partidos ou militâncias. Prestigie essa liberdade, faça uma doação. Use o PagSeguro no botão abaixo ou via PayPal com o email cardoso@pobox.com. Caso você tenha uma carteira PicPay,meu usuário é @carloscardoso. Caso não tenha e queira uma forma de transferir pequenas (ou grandes, de preferência grandes) quantias sem taxas, é só se inscrever. Toda moeda é bem-vinda, desde que seja de país com luz elétrica e água encanada.

Leia Também:

  • Caracas. Me dá teu autógrafo?

    Como diria meu amigo Vladimir: "Much free time".

  • AHahhaha dose, né?

    Eu sou muito sortudo, se pego um sujeito com capacidade de argumentação daria muito mais trabalho. Ah sim, o wikiota é estudante da Fundação Casper Líbero, em SP, acessando pela máquina 200.186.101.7 , webmail.fcl.com.br. É isso aí, meu caro. Meu blog, minhas regras. Privacidade só pra quem anda na linha ;)

  • Aelson

    Meu que idiota quem mandou o artigo pra wiki.

    NÂO ACESSEM A WIKIPÈDIA.

    Apoio o boicote!

  • Quem decide pela Eliminação rápida, o administrador? Não há possibilidade de banir o sujeito se confirmada a intenção de difamar?

    Acho que é preciso políticas mais rígidas por parte do Wikipedia lusófono, considerando o imenso público brasileiro e infelizmente a imaturidade que o acompanha com considerável segurança.

    Não se pode simplesmente transportar regras de fora para cá esperando que elas sejam suficientes para dar conta de uma audiência absolutamente diversa.

  • Ah, só mais uma coisa, Cardoso. Não entendi bem a categoria "Fenomenologia"?

  • Prezado Cardoso, conheci seu blog há pouco tempo, li muita coisa dos arquivos, e gostei muito. É o meu primeiro comentário.

    Eu acho que um (e apenas um) dos argumentos em resposta é válido: a Wikipedia é realmente um projeto em andamento, e não dá pra achar que poderia ser de outra forma. A Wikipedia em inglês também teve essa fase inicial, e duvido que ela só tenha sido aberta ao público após ter o conteúdo bastante completo que possui hoje.

    Não concordo com a idéia de boicotá-la, e acharia melhor uma crítica construtiva. Afinal, é trabalho voluntário. A comparação com a oficina autorizada não procede, os mecânicos são pagos para atendê-lo.

    Eu já escrevi algumas colaborações lá, mas não conheço a equipe. Acho que eles deveriam investir mais na ampliação do universo de colaboradores, criar uma marca, tipo "colabore com a Wikipedia", um banner, tenho certeza que os blogs iriam aderir.

    Esse tipo de reação infantil é ruim, mas não é uma reação institucional. O artigo citado foi proposto para "eliminação rápida".

  • Marcus, boicote é um termo forte, mas veja, minha declaração em não usar a Wikipédia se restringe ao produto em português, a em inglês me é muito útil.

    Eu acho válido para quem tem tempo e disposição colaborar com a em português, só não acho válido forçarem o uso de um produto que claramente não atende, conforme os vários exemplos dados no meu artigo original.

    Hoje fui procurar pelo Manifesto Comunista, de onde tirei a citação de abertura do texto. A diferença entre as duas wikipedias é constrangedora.

    Quanto à sua afirmação de que eu não pago pela wikipedia, é uma das justificativas que esqueci de colocar. Já a ouvi muito, primeiro recomendam aos montes o serviço. Quando você não fica satisfeito, justificam dizendo que "você não paga nada por ele".

    Não procede. Você não paga nada para ir aos shows na praia, mas se os cantores desafinarem você não pode reclamar? Quem se compromete a disponibilizar um produto ao público, tem que prover um produto de qualidade, independente do preço.

  • Por outro lado, li agora o artigo do Alex Hubner (que eu conheço da época dos newsgroups do UOL) e é realmente devastador.

    Se as coisas são assim, fica difícil conseguir que os desinteressados colaboradores permaneçam colaborando…

  • O artigo que o Marcus se refere é este aqui, e confesso que fiquei assustado também. É muito ego por pouca coisa. Lembra aqueles guris que derrubavam 10.000 pessoas em um servidor IRC para poder pegar o Ops do canal, e ganhar uma @ na frente do nome.

    Muita mediocridade.

  • Pedro

    Cardoso, concordo que você tem todo o direito de fazer críticas à Wikipedia, como ela não está completa ou qualquer outra, é seu direito. Mas algumas coisas gostaria de esclarecer:

    1 – Existem sim regras que mantém o bom andamento da Wikipedia, leia "Wikipedia:Políticas da Wikipédia lusófona" lá temos regras que vão desde o NPOV "Neutral Point of View", até "Nunca faça proselitismo", sem contar as regras de "Eliminação Rápida" onde o artigo se encaixava perfeitamente. Ele foi eliminado pois o próprio Contraditorium não tem relevância enciclopédica (Ou pelo menos não tanto quanto um Slashdot ou Boing Boing da vida), além de não passar de montes de críticas de um fanboy da Wiki.

    2 – A questão do show na praia também não procede IMHO. Pois os artistas têm seus caches que serão pagos via propaganda. A Wikipedia vive de pessoas que doam seu tempo livre e muitas vezes não são especialistas nos assuntos. É bem provável que hajam inconsistências ou faltas nos artigos. Tanto é que reconhecemos nossas falhas leia "Wikipedia:Aviso Geral".

    Se lembrar de mais algo coloco depois.

  • "Cardoso ame ou odeie" =D

    Depois dos tubérculos do post Boicotem o Vista no MeioBit vem esses ai, ta doido.

    O melhor são seus argumentos, dúvido que eles consigam responder, de forma inteligente.

    Eu também quero um autográfo.

  • Conheço o Cardoso já há algum tempo da lista Palm-br, aquela frase se encaixa muito bem a ele:

    "Amado por poucos, temido por muitos e respeitado por todos"

    se bem que o amado está errado, tem muita gente que gosta do Cardoso por ele ser…original! coisa que faz muita falta no pt_BR.

    Nosso problema "enquanto latino-americanos" é o marxismo idiota que ainda impera por essas bandas, atrofiou o discernimento…

    geralmente é um dos três tipos de socialistas atuais :)

  • Tem um problema muito sério ai. Não é culpa da wikipedia, não é culpa do sistema opensource, não é culpa de falta de uma administração rígida.

    É culpa do povo brasileiro.

    A wikipedia português de portugal é MUITO boa (porra, os caras tem um portal de eletrônico melhor que a americana/alemã).

    O grande problema é o povo brasileiro. Meu, como vcs querem que um negócio que foi feito pensando na comunidade, no bem geral, na ajuda mútua, etc funcionasse no brasil? funcionar no país que impera a lei de gerson? Impossível cara, o problema é q o brasileiro não sabe viver em comunidade nem no dia a dia, quanto mais na internet, que "esconde" o cara e ele pode fazer o que quiser. Meu, brasileiro joga papel no chão achando que "pô, se só eu jogar no lixo não vai adiantar nada, todo mundo ainda joga no chão"… brasileiro muito espertamente ve uma caixa com jornal dizendo "pegue um, deixe um real", o cara rouba a caixa inteira… brasileiro qd tem estacionamento que tem que deixar o carro e o dinheiro numa caixinha sai correndo.

    O problema, brasileiro é um povo que tem a falta de cultura (cultura, não educação, todo mundo deposita muita responsabilidade na educação, somo se um bando de cientistas nucleares brasileiros fossem melhores que um bando de analfabetos), falta de cidadania, falta de sei lá o que, um povo inerentemente POBRE!

    eu sempre disse, tem uma sequência

    primeiro desce da árvora, aprende usar ferramentas, aprende falar, aprende andar, aprende usar garfo/faca, depois aprende usar a internet

    o povo brasileiro (principalmente a geração orkuteira) pulou esses pasos ai

    deu no que deu

  • É Cardoso, assim como vc disse, boicote é um termo forte.

    Não sou a fovor do boicote, mas sim do uso da Wikipédia, seja ela em inglês ou português, com critério. Assim como todo o conteúdo de wikis. Pois é assim que funciona.

    Abraço.

  • Dudu

    Concordo com a lógica da crítica do Fabião. Creio que ele exagerou um pouco apenas mas, de fato, o problema é da cultura do povo.

    No Brasil as pessoas crescem acreditando que não devem respeitar as leis e que podem modificá-las quando bem entenderem.

    Exemplos: O cara que estaciona no lugar proibido achando que o cara que proibiu estacionar ali é um tonto. O cara que dirige bêbado a noite achando que é foda e que quem fez a lei é um zé mané que não dirige tão bem quanto ele. O governante que acha que pode roubar por uma causa "justa" (pagar garotas de programa). etc.

    Isso é generalizado no Brasil e gera problemas sérios, gastos desncessários, atraso e falta de dinheiro pra dar educação formal pro povo.

    Depois o pessoal ainda tem a petulância de culpar o FMI pela pobreza do nosso país quando a culpa na verdade é nossa.

  • Cardoso

    É mais ou menos como naqueles adesivos de caminhão:

    "A inveja é uma m…"

    Se o Contraditorium não tivesse a quantidade de leitores que tem talvez eles não se importassem tanto.

    Ou talvez se importassem, já que como diz o título desse post, é o stalinismo da era tecnológica. Ou tu gosta ou tu gosta. Se não gostar fica quieto que enquanto isso nós vamos te obrigar a concordar que estamos certos.

    Funciona como o sindicalismo cutista. Nós sempre temos a razão, não nos critique que vai ser pior pra você.

    É impressionante!

  • Bom, acessei agora (15/09/2006 – 21:14) e o artigo foi apagado… o que comprova que a pt.wikipedia é sim uma referência confiável… pois, como era de se esperar a auto-moderação da comunidade funciona!

    Desnecessário dizer que este evento não é a regra…

    Os empreendimentos livres tem esta característica… o ruim e o bom são muito mais intensos…mas o saldo, do meu ponto de vista, ainda é positivo!

    Um sistema mais centralisado, aí sim seria Stalinista :-)

    Eu só me espanto com esse sent

  • …(droga cliquei no enviar!)

    continuando… Só acho ruim, esse sentimento de tomar um evento isolado para daí concluir que o Brasilero é mal, etc e tal…

    estadunidenses também fazem merdas, europeus fazem merdas, [coloque aqui qualquer outro adjetivo pátrio] fazem merda…mas só brasileiro tem essa mania de se auto-denegrir… triste mesmo!

    PS: Uma humilde sugestão…seria legal informar que os comentários agurdam moderação (?) ou não são publicados automaticamente…quem chega de primeira pensa que não enviou ainda e tenta de novo :-(

    PS: Agora já poderá contar isso pros seus netos…sobrinhos :-)

    []'s

  • A Wiki é um grande exemplo dos paradoxos da interatividade…

    um exemplo contrário é o IMDB. Aquilo é interativo e é uma grande fonte de informação.

  • Mais essa, agora? Isso me lembra as brigas entre Irapuan Martinez vs Toda comunidade Web Brasil no Orkut.

    Cardodo, acho que voce esta certo em pensar que ele, inconscientemente é seu fã. Essa pessoa vai fazer propaganda sua, porque o publico do seu blog não é qualquer um. A pessoa que postou isto não vai formar opinião nos demais, mas vai dispertar curiosidade naqueles que buscam sempre estar "por dentro" dos fatos na blogsfera.

    Abraços

  • Tiago, acho que é como o Fábio falou, mais acima. A culpa não é obrigatoriamente do modelo, é de QUEM o utiliza também. Na Wikipédia de verdade (os wikiotas odeiam esse termo) acha-se informação bem mais completa, há uma maturidade lá.

    Faço muitas buscas, quase todo texto meu tem um link pra ela, pois é lá que está a informação, não em um post de 3 linhas que algum wikikiddie (estou bom de neologismos) cria em 5 minutos e contabiliza "nossa, 1542 artigos sob minha responsabilidade, meu pau cresceu 11cm ao atingir essa meta".

    Mal sabe ele que quem se importa dá muito mais valor a UM artigo completo e bem-cuidado do que 1542 entradas que só servem para encher linguiça.

    Querem tornar a wikipédia em português realmente útil? Marquem para deleção os artigos que são traduções do primeiro parágrafo da versão em inglês, prestigiem o participante com qualidade, não o cuspidor de artigos CTRL+C / Google Translator / CTRL+V.

  • Dudu

    Só pra esclarecer uma coisa, apesar do comentário que coloquei acima não acho que o brasileiro seja uma merda. Eu disse que o problema do brasileiro é que ele não respeita a lei acreditando que ela é uma peça de literatura e que o cidadão deve fazer seu próprio julgamento e tomar o ato que quiser. E também disse que a consequencia disso é a pobreza do nosso país. Outras países são muito mais pobres que o Brasil muito provavelmente por causa de questões culturais que impedem seu desenvolvimento (ex. racismo, brigas entre tribos, brigas entre religiões, corrupção pior que aqui, ditadura, etc).

    Agora, o Brasil tem muitas coisas maravilhosas e por isso que não quero sair daqui também. Desde a liberdade de imprensa até a alegria e criatividade do povo. São essas e muitas outras as coisas maravilhosas do nosso país. Sem falar na cara de pau do brasileiro que algumas vezes é positiva. O dia que aliarmos a isso uma noção mais forte de cidadadania e o respeito ao estado democrático de direito, estamos feitos! Basta, pra isso, melhorar a educação e o resto se ajeita com o tempo.

  • Thiago

    O cara se incomodou contigo,você tocou numa parte ferida do coração desse infeliz.Mas ele achou um jeito de se vingar,Contraditorium.Ele foi lá e publicou um artigo de crítica(que chique),mostrando toda a sua sutileza e perspicácia verbal ao defender a versão tupiniquim do wiki.

    Talvez ele tenha levado muito a sério essa de o Brasil não é pior que ninguém,ou ele queria mesmo era aparecer.

    Parabéns,cara,esse site é show,já tem lugar reservado nos meus bookmarks.

  • Ou seja, o wikiota perdeu tempo, me xingou à toa e no final das contas eu ganhei um leitor.

    Como diria o Nelson, d´Os Simpsons..

    A-HA!!!!!

    Valeu, Thiago, é sempre bom saber que estou fazendo a coisa do jeito certo. Fique à vontade, a casa é sua, tem cerveja na geladeira.

  • Lamentável. Isso só prova a fragilidade e falta de administração da Wikipédia.

  • London

    Não sei porque me lembrei do finado Ibrahim Sued..

    Os cães ladram e a caravana passa..

    Grande abraço Cardoso, continuas afiado e rápido no gatilho (ou melhor no teclado)

    London

  • Lu

    Só por ter falado que Asimov é um "assunto incomum", o cara já merece ser xingado de idiota – não apenas porque se trata de um dos maiores escritores de FC, mas porque a criatura tem a pretensão de medir o que é comum ou incomum pelos próprios e parcos conhecimentos. E as três leis da robótica podem não ser o tema mais banal do mundo, mas certamente a maioria dos internautas já ouviu falar delas.

    O verbete já saiu do ar, por sinal.

    Ah, é "letra K", não H… :P

  • Esse cara devia ser candidato. Sério. Imagine o horario eleitoral:

    "Tudo bem que muitos de nós são pilantras, mas se você acha que faz melhor se candidate, ó eleitor pentelho!"

    "Crítical ao congresso só enfraquecem a democracia!"

    "Certamente o congresso tem falhas, mas é um trabalho em andamento; é por isso que aprovamos leis"

    O curioso é todos os pontos acima, sejam aplicados ao congresso ou a Wikipedia, tem um cerne de verdade*, que é quase completamente obscurecido pelo pensamento simplista do mentecapto em questão.

    _________

    * no sentido de que democracia (e wikipedias) demandam civismo e participação ativa, não só reclamações genéricas; que ataques generalizados ao congresso (ou a Wikipedia) ao invés dos congressistas (ou fanboys) não ajuda muito, e que ambos precisam ser aperfeiçoados.

  • Rodrigo

    É por isso que eu adoro esse blog: ele pega a hipocrisia e a sem vergonhice do brasileiro e esfrega na cara.

    Assinei o RSS vou loer o blog todo dia agora.

  • Concordo em número, gênero e grau com suas críticas em relação aos verbetes em português da Wikipedia.

    Na verdade, a Wikipedia em português também é inferior às versões em alemão, francês e espanhol.

    Precisamos encarar a realidade, o Brasil é campeão apenas em bobagens na Internet. Infelizmente, a língua portuguesa ainda é periférica tanto na Internet quanto na mídia impressa: a maior população lusófona do mundo está num país onde 70 % da população é anlfabeta funcional e a situação não deve ser muito melhor em Angola ou Moçambique.

  • Fagri

    Cardoso, será que você poderia aumentar a foto para se saber quem foi o fdp que colocou essa linda mensagem.

  • Foi um troll, o cara criou o login só pra postar o desaforo.

  • Manu

    Realmente, tem alguns que acham que a wikipédia é propriedade deles. Aí vai o nome de alguns dos xerifes (pelo menos os mais reclamados, os mais censuradores):

    – Rangelpalma

    – Fernando S. Aldado

    – Leslie

    – 555 (conhecido como Lugusto)

    – Salles Neto

    – Gaf

    – Adailton

    – Daniduc

    – Arges

    – Dpc01

    – Dantadd (um dos piores)

    – EMP (conhecida como Nice, também é difícil de engolir)

    – Mschlindwein (ô nome hein! Outro que também é bem censurador).

    – OS2Warp (certamente o pior de todos, se acha, realmente, "O DONO" da wikipédia)

    Bem, essa é a lista da vergonha. Perceba que é composto de brasileiros apenas, não tem nenhum português, o que mostra o diferente nível de civilidade entre portugueses e brasileiros e o quão maduros são os usuários portugueses e imaturos são os brasileiros.

    Mas o pior é que tem alguns dos bons que estão deixando de ser administradores. Dois desses são o Hinkel e o Andreas Herzog, que deixaram de ser administradores. Uma pena!

    Tem alguns administradores novos chegando, vamos ver se eles dão uma cara nova a wikipédia, ou se vão se alinhar a esses demônios.

  • Grub

    Na verdade não é "Cardoso deu na Wikipedia", a verdade é "Cardoso deu pra wikipedia".

    Cardoso é um viado.

  • Isso, uau, grub… "cardoso é viado". Que argumentação maravilhosa, invalidou completamente a minha argumentação…

    Sério, seu idiotinha, não percebe que é gentinha como você que demonstra o quanto eu estou certo, e vocês não sabem lidar com críticas?

  • oieojfoj

    "Dantadd (um dos piores)", alguém conhece algum podre desse mentecapto na wikipédia? Precisamos de provas para tirar o status de administrador desse calhorda, ou, pelo menos, pedir o bloqueio por algum tempo desse lixo humano.

  • Editor da wikipedia

    OH NAO…. AGORA TUDO FAZ SENTIDO…A WIKIPEDIA EH UM PARAISO COMUNISTA…OS RUSSOS ESTAO CHEGANDO!!! OS RUSSOS ESTAO CHEGANDO!!!!!! EH TUDO CULPA DO LULA!!!!!! VIVA O BUSH!!!!!!

    AH, VAI TOMATE CRU, BLOGEIRO INVEJOSO DA WIKIPEDIA…O SITE LIDERA NO GOGGLE RANKING MAIS DO QUE O SEU RANZINZA…

    A WIKIPEDIA EH DO JIMMY WALES E DA COMUNIDADE…ELES FAZEM O QUE QUISEREM…PERDEM TEMPO E DINHEIRO E VOCE AINDA VEM CHORAR AQUI…

    NAO GOSTOU??? NAO USE!!! —E TÁ MUITO CERTO!! LEIA AS REGRAS DA WIKIPEDIA ANTES DE FICAR VOMITANDO MERDA, SEU BLOGEIRO INVEJOSO DIREITISTA, SINDICO DE PREDIO MILICO

  • "editor da wikipedia" e não sabe nem que escrever em caixa-alta é falta de educação?

    Bem, pela mensagem do sujeito percebe-se o que quero demonstrar, sobre o triste fim de um projeto que era interessante.

    Aliás o sujeito é tão ignorante (e covarde, nem nome deixou) que acha que eu quero competir em acessos com a wikipedia. Retardado.

  • Luiz

    Cardoso, refizeram o artigo. Vai lá e dê uma olhadinha. Dessa vez não está ofensivo.

  • HUAHUUHAUHAUHAUHUHA sensacional.

    O divertido é que no link de discussão na época a razão para marcarem o arquivo para deleção (sim, existe!) foi que "não tem relevância enciclopédica".

  • Luiz

    Onde que está? Procurei e não achei.

  • Luiz

    Agora eu vi. Na verdade, foi um aviso ao lammer que fez o texto unica e exclusivamente para te ofender. O nome do usuário é Isaac Asimov (percebam como é prolífica a participação do estúpido). Como o texto só tinha um caráter de ofensividade, acabou eliminado. Porém, depois dele ter sido recriado direitinho, com as informações corretas, ele acabou mantido e não será eliminado nunca.

    PS: Desculpa importuná-lo com o meu comentário feito.

  • Alexandre Smith de V

    A wikipedia em português está mesmo dominada por submarxistas como diria o saudoso e hilário Paulo Francis (hilário não só pelo sarcamo, mas pelas mancadas)
    Os moderadores brasileiros permitem artigos parciais e caluniosos "à esquerda" (leia-se, o PT) e não permitem artigos imparciais sobre outras tendências políticas
    Artigos elaborados sobre pessoas que iniciaram a luta política pelo PCB, pssando pelo MDB e PMDB são reduzidos a esboços mínimos e incompletos, opiniões citadas de não-petistas são apagadas, biografias de pessoas que não só lutaram contra a tortura, a censura, mas pelos direitos das mulheres, homossexuais e até animais são apagados
    Artigos anticomunistas porém, no melhor estilo revisionista, são parciais mesmo à direita (flar mal dos PCs pode, não pode é falr mal dos petistas, por que "antes e fora do PT nada existe, após eles o dilúvio!")
    "dantadd" é notório, rastreia os endereços IP e lança ameaças e calúnias contra vários usuários diferentes que usam o mesmo servidor de rede, para não falar de revisões ridículas como apagar páginas de "lista de vice-prefeitos" ou discussões como a do artigo Soninha Francine em que a página da vereadora petista estva vandalizada e eles mesmos não perceberam e foram advertidos pelo usuário
    Solidarizo-me com todos que foram vítimas desse retrógrado que não sabe o que é democracia, e que nela convivem respeitosamente todos, direita, esquerda, centro, trabalhadores, milionários, governantes e governados
    Nem Stalin sonhava com um mundo sem o contraditório (ele sabia muito bem como era difícil eliminá-lo apenas no seu próprio país…)
    Curiosamente, o mesmo tipo de imparcialidade e agressões não ocorrem na versão em inglês, que eu saiba…

  • Samuel Zohar

    É fato que há uma proliferação de wikidiotas, sobretudo na Wikipedia de língua portuguesa e principalmente e infelizmente alguns xerifes wikidiotas brasileiros. Quando se que colaborar como anônimo vem um desses xerifes e apaga seu escrito apenas porque não se está "logado". Ora, se há a possibilidade de escrever como anônimo por quê dessa censura idiota. Os xerifes deveriam limitar-se a patrulhar os vandalismos. Abaixo aos wikiotas e suas wikidiotices.

  • joao

    ame e de vexame

  • Otávio

    Concorda que a Wikipédia em inglês é bem superior a "nossa". Eu mesmo leio muito mais em inglês, só troco para o português quando o artigo tem "estrelinha" ou tem muitos termos técnicos que não entendo. Lá pelo ano de 2008 eu era bem ativo na Wikipédia, criei alguns artigos, melhorei vários outros. Pena que tive meu trabalho meio que barrado por alguns wikiotas mesmo fazendo tudo dentro das regras da Wikipédia. Talvez um dia eu volte.