Eu fui sondado por um portal…

E outras mentiras deslavadas para promover seu blog

Existem blogs que só associam sucesso à aprovação alheia, o que é verdade, mas acham que a aprovação válida tem que vir de instituições, não de pessoas. O que é ridículo.  Não é sua posição como vencedor de um concurso que vai trazer leitores para seu blog.

Os blogueiros que não acreditam em comentários, onde os leitores expressam seu contentamento (ou não) precisam sempre dizer para si mesmos o quanto o blog é bom, então usam e abusam de vários recursos. Se não for levado a sério, pode ser uma boa fonte de diversão. Vamos então ver como você pode promover seu blog de forma descarada, parcial, inexata e totalmente mentirosa:

1 – Fui sondado por um Portal

Coloque isso em um post. Os leitores mais inocentes vão achar o máximo. Você está ganhando a legitimização da mídia de verdade, não é mais um zé ruela qualquer. Claro que não haverá follow-up, o assunto morrerá até o ano seguinte, quando você poderá repetir a estratégia.

2 – O Blog estourou a banda

Excesso de tráfego é chique. Explique que o blog ficou com problemas de acesso por excesso de visitas, que consumiram toda a banda disponível. “uau, ele deve ter milhões de visitas”. Não importa se você usa um provedor quarteirizado nacional vagabundo com 20MB de banda / mês. Muito menos se você usa o blogger.com, diga que já está normalizado, ninguém nunca poderá comprovar se você realmente ficou sem banda ou só blefou.

3 – Estou lançando um livro

Existem dois tipos de livro: Os de verdade e os outros. Os de verdade são os editados através de uma editora que rejeita 100% dos textos submetidos à apreciação, tem critérios, equipe de produção gráfica, força de vendas, etc, etc.

Os outros podem ser:

1 – editados via vanity press, aqueles serviços onde você manda um .DOC, ele é transformado em um livro com uma capa genérica e você compra todos os exemplares, distribúi aos amigos e parentes, esperando que com isso a obra “estoure” e você consiga uma editora de verdade.

3 – ebooks- são a forma mais baixa de literatura profissional. ebook é o blog em PDF. Podem haver boas obras? Claro, mas todo mundo procura os autores tradicionais, pois a própria facilidade de gerar um ebook já banaliza a obra. Não é um “livro de verdade”.

O blogueiro que lança um livro através de uma editora de verdade está expandindo sua base de leitores, gerando uma mídia prática e disponibilizando seus textos em um meio bem menos efêmero que o eletrônico, SÓ ISSO.

Já o blogueiro que quer primariamente a credibilidade do mundo real vai lançar um ebook ou um livro de poesias com edição de 200 exemplares em formato A4 e antes do toner secar nas páginas internas vai mudar a assinatura de email para “fulano de tal, ESCRITOR e blogueiro”.

4 – Estava viajando, não deu para postar

É uma justificativa válida, mas o blogueiro-com-crise de atenção vai dar um jeito de contar em detalhes sua viagem para as ilhas gregas com um virtual  clone da Luciana Vendramini e suas duas irmãs gêmeas ninfomaníacas, da parada no casino em Monte Carlo, em como ele desmontou uma célula da AlQaeda em Chipre e como isso não foi nada, nem mereceu um post.

5 – Recebi um email muito legal…

“Uma leitora, que assinou como L.V. escreveu comentando sobre aquele post com a receita de profiterolis. Achei bem legal, mas a mensagem dela foi meio ambígua. Não sei. Estou consultando vocês, meus milhares de leitores. É possível uma mulher que demonstra claramente ser ninfomaníaca se apaixonar perdidamente por alguém através de um blog? Ou eu entendi errado o email dela?”

Um post desses, que jamais será contestado, pode fazer maravilhas para sua reputação, se seus leitores forem bem piores que os meus, que perceberiam essa manipulação rasteira na hora ;)

6 – Publique fotos com amigas bonitas

 

Ser visto agarrado a um filé só é ruim se você for açougueiro. Pegue (no bom-ok, no mau sentido também, se puder) as mulheres bonitas que conhece, tire fotos e post no blog, como quem não quer nada, para despertar a inveja e admiração dos visitantes menos afortunados. Essa é garantida de gerar feekback. Sim, é uma confissão,já fiz isso mais de uma vez.

7 – Tire os comentários e os contadores

O BoingBoing é um blog com visitação absurda mas sem comentários. Tá certo que eles publicam as estatísticas de visitação, mas convenhamos você não é obrigado a fazer isso. Sem comentários ou contadores, colocando apenas os posts, sem nenhum indicador de visitação ou comentários, atualizando com um ou outro feedback ao final “fulano comentou que no site tal já existe uma vacina para esse problem” você passará a impressão que tem um site de alta rotatividade, que inviabilizou o uso de comentários, pelo próprio volume de visitantes.

Os contadores podem indicar exatamente quantos pageviews você tem, o que não é bom se forem poucos. Use contadores invisíveis. Melhor anunciar suas visitas em termos relativos. “Gente, muito obrigado, vocês não têm idéia. Este mês as visitas dobraram em relação ao mês passado!” – isso é verdadeiro mesmo que estejamos falando de 50 visitas hoje e 25 no mês passado. Contando os robôs dos sites de busca.

Conclusão

Todos esses métodos são comuns, usados por muita gente, e podem passar a impressão que seu site é muito maior do que a realidade. Se você precisa dessa autoilusão, mande bala. A Bia está disponível delivery, mas só para atendimento de odontologia domiciliar. Com foto é mais caro. Use suas próprias amigas. Capriche nos textos de auto-exaltação e logo terá o melhor blog do mundo (em sua opinião). Só não me convide, ok?


O Contraditorium vive de doações. Não veiculo anúncios no blog. Somente sua colaboração me incentiva a escrever artigos cada vez melhores, sem rabo preso com anunciantes, partidos ou militâncias. Prestigie essa liberdade, faça uma doação. Use o PagSeguro no botão abaixo ou via PayPal com o email cardoso@pobox.com. Caso você tenha uma carteira PicPay,meu usuário é @carloscardoso. Caso não tenha e queira uma forma de transferir pequenas (ou grandes, de preferência grandes) quantias sem taxas, é só se inscrever.  Eles te darão R$10,00 para experimentar, basta utilizar meu código promocional CARDOSO

Toda moeda é bem-vinda, desde que seja de país com luz elétrica e água encanada.




Leia Também:

  • hauhahauahhaua muito muito bom. Agora nessa foto sua que você publicou, a loira está segurando um pano azul e parece estar "estancando" alguma coisa. Foi de propósito ou foi acidente?

  • É verdade… hahaha…

    Já vi e li muita coisa que você citou nessa lista de "boas práticas" para conseguir um bom status com seu blog, hehehe

  • Taí, gostei das idéias. Vou materializar isso tudo agora :-)

  • aehaeuhaeuhaeuh

    Ri muito!

    Muito bom mesmo!!!

    Vou usar essas estratégias…inclusive se não conseguirem visitar lá meu blog é que tá complicado os terabytes que a Dreamhost me disponibiliza não estão sendo suficientes…alguém aí indica um servidor mais "parrudo" e com mais banda?

    Ah…se eu não responder os emails dessa semana é pq estarei numa viagem para Londres, irei dar uma palestra lá sobre: "Humor na idade-pós-web2.0!"

    abraçõs…

    E Cardoso, desculpa aí roubar os seus leitores…inclusive já tenho falado para eles visitarem mais o seu blog e menos o meu…pq do jeito que não vai ter banda que "guente" aehaeaehaehaeh

  • Muito blogueiro por aí deve ter achado que você escreveu para ele…Tem um site por aí,nem adianta citar,que eu nunca tinha entrado e nem sabia que existia quando um amigo meu manda um link,em um post o cara “reclama” de ter estourado banda que precisa mudar de servidor,pede colaboração,ele usou esse de ser sondado…Putz parece que tem muita gente seguindo a cartilha,hehehehe.

  • lá vai eu tirar o contador de pageview e os comentarios do blog… :)
    pior que nem posso acusar “estouro de banda”, vão perceer que uso o dreamhost e serei sacaneado facil :p

  • Seu post é até interessante, Cardoso, mas peca por um problema sério: “carimba” comportamentos que são (com exceção do item 1) na maioria das vezes legítimos, e apenas eventualmente podem significar uma estratégia maliciosa.

    Como não faço nada disso que você elencou (exceto esconder o contador), me sinto totalmente à vontade para criticar o post.

    Dizer que e-books não são “livros de verdade” ou que é “o blog em PDF” é o item mais problemático. No início de outubro eu escrevi um post sobre dois blogueiros que lançaram livros eletrônicos, Alex Castro e Luiz Biajoni, e basta ler os trabalhos para perceber que são coisas totalmente diferentes. Blog é bate-papo, os livros deles são literatura.

    Pouco mais de um mês depois, O Globo publicou matéria de duas páginas sobre e-books de autores iniciantes — cinco, entre eles os dois acima, que foram aliás elogiados. Se os editores de O Globo os consideram literatura, a ponto de fazer resenhas sobre eles, que autoridade tem você para dizer que “não são livros de verdade”?

  • Poh Cardoso, eu nem queria falar, mas já que tocou no assunto. Meu blog já recebeu duas propostas de privatização uma da Globo.com e outra do google.
    Mas achei que o blog não seria mais o mesmo, e resolvi não vender.

  • ricardo cezar

    Ah Marcus, esse post foi uma brincadeira, não leve tão a sério né. Dê risada! =) Muito legal o jeito que o Cardoso escreve, por isso que o pessoal continua voltando aqui pra ler.

  • Muito bom, Cardoso. Você simplesmente conseguiu juntar tudo que eu já fiz acho ser uma necessidade de auto-afirmação do blogueiro.

    O pior é quem acredita. É como, sei lá, medir o desempenho sexual (sem comprovar, óbvio) de alguém que diz possuir um órgão sexual de 20cm.

  • Zictor

    Achei legal o post, especialmente para mim, pois (ainda) não sou blogueiro e nunca tinha parado para pensar a respeotp desse truque.

    Acho que o comentário do Marcus é meio nada-a-ver. O problema não está no ebook, mas na maneira como ele é utilizado. Se o cara faz ebook por falta de espaço é uma coisa, outra é o sujeito fazer um ebook COM O OBJETIVO de se arrogar o "título" de escritor.

  • Boa a matéria, mas o meu já quase saiu do ar de verdade, quando eu postei um jogo em flash, e o meu link que saiu em tudo quanto é lugar.

    O pior que o jogo nem era meu, achei num site que permitia que você baixasse o swf pra hospedar no seu site. hahaha

    Quanto à questão dos blogs sem comentários, vale lembrar também que, um tempo atrás, teve um blog que sofreu ameaça de processo por causa de um comentário que foi publicado nele, mesmo tendo sido apagado pelo dono.

  • rsss… Muito bom!

    À propósito… Reservei-me ao direito de dar uma bisbilhotada no seu Flickr, até porque o item nº 6 me chamou muito a atenção.

    A pergunta é: onde está o danado do barquinho? Tá dando pra mentir agora, é Cardoso?

    rsss… Abraço, meu velho!

  • Hilder, fotos públicas do Flickr existem para a gente bisbilhotar mesmo. eu estou confiando no falecido Paulo Muller, o ator de teatro infantil gaúcho, que jura ter visto um barco na foto.

  • A propósito, ontem quem tentou acessar o meu blog pode não ter conseguido porque o limite de banda de 1 porrilhobyte não aguentou a ENORME quantidade de acessos… ^^ só pra avisar!

  • Hugo: 20cm é grande?

    Highlander: Já teve site processado, por conteúdo nos comentários, mas alegar isso seria medo, e MegaHyper Blogueiros não temem nada…

    Marcos: Uma exceção não redime todo um meio. No momento em que qualquer um pode fazer, o meio em si deixa de legitimizar o produto. Se você diz que tem um programa de rádio, significa que uma empresa se interessou, que seu programa atrái patrocinadores, que alguém apostou no seu talento. Se você diz que tem um podcast, o que isso prova? Que você sabe gravar um MP3.

    Henrique: Ilusão de óptica, era apenas meu casaco. A Bruna gosta de caras malvados e eu estava em uma fase muito boazinha.

  • Eu usei 20 cm como referência, sabe. Só pra não humilhar os menos afortunados.

  • Eu não sei se rio por ter achado esse post realmente engraçado pacaraí ou se eu choro por ter me identificado em 3 itens. :P

  • Pensei em publicar esse link no meu blog, mas tenho medo que você receba uma quantidade de visitas muito alta e acabe derrubando o seu servidor (o que, no fundo, seria até bom para você). Sabe como é, né? O "danilllonunes effect"…

  • Ahahahahahah boa, excelente.

  • – Criar nomes/emails falsos e comentar para que pensem que seu blog é super visitado

    – Colocar uma foto nua mordendo uma maçã e avisar isso na propaganda do blog .

    – Comentar qualquer coisa estúpida em qualquer blog estúpido só pra comentarem de volta criando aquela lei do "te comentei me comenta tb :****** bjux"

    Adendo: E pras mulheres sempre tem a opção de fingir que é prostituta e ficar famosa e o blog também, por consequência.

    Encerro por aqui e juro nunca ter feito nenhuma dessas coisas [msn](A)[/msn]

    ps: olha eu aqui de novo (dessa vez não achei no Google sem querer)!! Curti o post e quis contribuir cm algumas exper, digo, dicas.

  • Confesso que quando li o "Colocar uma foto nua mordendo uma maçã e avisar isso na propaganda do blog" fui conferir, antes de ler o resto.

    É, funciona. Boa dica.

  • Só resta saber se propagandas ("Aprenda a ter múltiplos *insiraoseublogaqui* " ou "JÁ PENSOU EM EMAGRECER LENDO?? Saiba já como!!" ) enganosas atrairiam gente pro blog. Ou a pergunta certa seria será que eu quero atrair esse tipo de público-alvo pro meu blog?? :D

  • Não, não quer. Eu fiz uma experiência uma vez, inserindo posts em um site desses populares. Tive picos de 3000 visitas por post, e zero de retenção (e retorno financeiro). Aliás, obrigado, já me deu a inspiração para o próximo post.

  • Obrigada o caralho, são 10 comentários mais o dinheiro do busão.

    E eu prometo ser o último comentário de hoje.

  • Fechado.

  • Eu acho que comentários em blogs *realmente* populares viram circo. Eu não tenho saco para ler mais de duzentos comentários em um post.

  • É verdade, por isso a maioria usa algum sistema de automoderação, como o Digg, ajuda a melhorar a relação sinal / ruído.

  • CoRVo

    Será que somente eu e o Ricardo Cezar sacamos o post?

    O Cardoso participa do Meiobit, que dá pra se dizer que é um grande portal. Ele já escreveu livros e já fez posts sobre excesso de tráfego. Nas fotos com mulheres, nem precisa dizer.

    Figura haha! Sempre sacaneando.

    Aliás, poderia colocar um subtítulo, uma legenda pro blog. Contraditorium: Guia do Blogueiro Iniciante. Isso tá enjoando.

  • Eu só vendo meu blog quando se resolver o empurra empurra google-microsoft, um querendo que o outro compre.

  • Caraca, bom post. Mas cadê as amigas bonitas na foto? :p

  • haehuaehuahuahuahuhaua vo colocar em pratica algumas no meu blog..

  • Essas são boas. Cada uma, hehe…

  • Pingback: protected * void » Search Engine Optimization ou SPAM nos meus Feeds?()

  • outro cardoso?

    pô, pra se dar bem é só se chamar cardoso.

    (descobrimos a FÓRMULA)

  • Pingback: Juliano Rosa » Pecados bloguísticos()